Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após pressão, Bolsonaro anuncia reajuste de 33,24% no piso salarial de professores

27.01.22 13:01

O presidente Jair Bolsonaro (foto) anunciou nas redes sociais, nesta quinta-feira, 27, que o Ministério da Educação implementará um reajuste de 33,24% na remuneração inicial de professores da educação básica.

A medida atende a Lei do Piso, que vincula o reajuste dos ganhos mínimos dos professores à variação do valor por aluno anual do Fundeb, principal mecanismo de financiamento da educação básica do país.

Esse é o maior aumento já concedido pelo governo federal desde o surgimento da Lei do Piso“, escreveu Bolsonaro, nas redes. De acordo com o presidente, mais de 1,7 milhão de professores serão beneficiados. O aumento levará o valor mínimo dos vencimentos de 2.886,24 reais para 3.845,34 reais em 2022.

Nas últimas semanas, a gestão Bolsonaro chegou a discutir a edição de uma medida provisória para alterar as regras da Lei do Piso e, assim, conceder um reajuste menor a professores, em torno de 7,5%. Contudo, diante da reação da categoria e de parlamentares, o governo recuou.

Embora o ato do reajuste seja assinado pelo MEC, são governadores e prefeitos que arcam com os salários de professores da educação básica. O aumento de 33,2% deve provocar um impacto de 30 bilhões de reais apenas nas finanças municipais, segundo a Confederação Nacional dos Municípios.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vai ser inusitado ver os professores radicais de esquerda terem que votar no Bolsonaro só para o lula não cancelar o maior aumento que ja tiveram. Alguns esquerdistas inclusive são viciados em entorpecentes e terão que votar no Bolsonaro, pois sem esse aumento, não daria para manter o vício. Que reviravolta em! Quem diria, esquerda contra aumento de prof. Nunca imaginei.

  2. agora a esquerda eh contra o aumento dos professores, atenção eleitor, cuidado que o Lula vai cancelar o aumento dos professores

  3. Bateu o desespero ! O que o “ Minto “ não entende é que esses reajustes populistas só elevam inflação ; juros e diminuem poder de compra !! Vai la Lula … 22 ta no bico

  4. Não adianta, essa tranqueira não vai conseguir mais votos com isso! Quando o produto é ruim, está quebrado / defeituoso / só dá problemas, o jeito é jogar fora! (não tem conserto)

  5. Como é bom dar reajustes e passar o problema para os outros, kkkkkkk. Enquanto isso, os bons professores universitários estão migrando desesperados para outros países.

    1. Huuum. Um novo Nyco Penyco aqui., kkkkkkk. Vai te catar bozista decrépito! Desculpe. Esqueci. Bozista não se limpa. São todos imundos!

    2. Esquerdopata enrustido detectado. Feche a tua latrina….

  6. Maravilha!!!…. Reajuste mais que merecido!!!…. Agora, os reajustes salariais devem ser periódicos para recuperar a sua grande defasagem.

    1. Sou professora do EF 2 , com 10 de formação, 4 deles na Universidade e mais 3 especializações na educação e o piso não corresponde ao investimento feito para se tornar uma profissional da educação, então é necessário essa valorização. 25 anos de vida dedicada à educação de crianças e adolescentes. Reajuste merecido aos professores.

Mais notícias
Assine agora
TOPO