Reprodução

Arábia Saudita diz que Irã patrocinou ataques

18.09.19 12:58

A Arábia Saudita afirmou nesta quarta-feira, 18, que os ataques contra duas refinarias de petróleo foram, “sem dúvida, patrocinados pelo Irã”. A operação envolveu 25 drones e mísseis de cruzeiro, que partiram de uma região ao norte da Arábia Saudita.

Em uma coletiva de imprensa, o coronel saudita Turki Maliki (foto) refutou a tese de que os ataques teriam sido perpetrados por milícias houthis no Iêmen, uma vez que os equipamentos em poder desses grupos não seriam capazes de percorrer uma distância de 700 quilômetros. “O ataque não partiu do Iêmen, apesar dos esforços do Irã para fazer parecer assim”, disse Maliki.

Maliki mostrou aos jornalistas os restos dos drones e mísseis, mas evitou culpar o Irã diretamente pelo ocorrido. Ele afirmou que a Arábia Saudita ainda está trabalhando para determinar o local exato do lançamento dos mísseis e drones.

Há dois motivos para os sauditas não terem apontado o dedo diretamente para o Irã. “Como eles disseram que ainda estão tentando descobrir o local exato dos lançamentos, talvez queiram averiguar se o Irã iniciou o ataque de seu próprio território ou não”, diz o analista político Ali Bakeer, especializado em conflitos no Oriente Médio. “Ou talvez os sauditas não queiram dizer que foi o Irã agora porque com isso eles teriam de tomar uma atitude contra esse país, e aparentemente ninguém está querendo iniciar uma resposta militar, pelo menos por enquanto.”

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Pronto, agora que a relutância mundial, permitiu ao Irã ter a sua bomba atômica, o Irã pode tudo que Trump fala fino, vem com este papinho de sanções, mas resposta no mesmo tom, nem pensar. Faz lembrar a Coreia do norte.

  2. ESSE PRES. DOS EEUA É MAIS DE BLA, BLA, BLA. FEZ UMA AVALIAÇÃO MUITA FULA . AI PAGA O PREÇO MUITO ALTO. AGORA ESTAO DE MÃOS ATADAS . E O OUTRO QUER IMITALO .

  3. Eu disse algo parecido com isso, ontem aqui neste blog, num post próprio. Apenas desenhar um círculo de 300km de raio com centro na refinaria atacada, que veremos que este círculo fica a maior parte dentro da própria Arábia Saudita e longe da fronteira com o Iêmen e uma pequena região deste círculo fica no Irã, mais precisamente a nordeste da refinaria. Onde se conclui que veio do Irã.

    1. Paulo Renato, minha crítica é ao Catilinário, por sua observação que achei prepotente. Você está coberto de razão. Li seu comentário anterior e tem toda lógica, além do que nenhum país tem mais interesse em conflagrar a região, que o Irã. Mas nações organizadas não podem cometer atos de terrorismo explícito. Deixam isso para grupos clandestinos, assim nunca serão (em tese) responsabilizados pelos atentados e ações radicais. Claro que um drone pode ser lançado de uma aeronave,mas acho improvável.

    2. E quanto a você, Catilinário, informo-lhe que não estou nem um pouco preocupado com suas manifestações, para mim, isso é indiferente. Eu relato aqui neste espaço não é à procura de adesões à minha pessoa, não preciso e nem quero isso, tá ligado? Até prefiro que não respondam a meus comentários sejam de um jeito ou de outro.

    3. Yussuf, isso não é nenhuma descoberta da pólvora, essa minha observação é apenas o óbvio. Até os sauditas já admitem isso. É muito simples.

    4. Observação perigosamente pedante, de quem conhecimentos na área.

    5. Bingo! Eu li o post e achei a hipótese plausível. Não me manifestei para não encher demais o teu balãozinho....rsss Mas agora que até os árabes declararam o óbvio (para quem tem conhecimentos na área), o reconhecimento pelo acerto de teu comentário cai bem. 👏👏👏👏👏 😄😄😄😄😄

Mais notícias
Assine agora
TOPO