Adriano Machado /Crusoé

Aras não atende CPI sobre Pazuello, mas pede ‘prioridade’ por dados de estados

12.05.21 08:33

Augusto Aras deixou de atender a um requerimento do senador Alessandro Vieira, líder do Cidadania, que solicitou ao MPF os “documentos enviados pelo Procurador-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal” no inquérito aberto para investigar a conduta de Eduardo Pazuello no colapso da saúde pública de Manaus, no início do ano. A recusa consta em um ofício protocolado na CPI na noite de terça-feira, 11.

O argumento para não compartilhar as informações é de que o caso foi declinado para a primeira instância da Justiça Federal após Pazuello perder o foro privilegiado. Por isso, diz Aras, a PGR já não teria acesso aos autos.

Em compensação, a PGR mobilizou “com prioridade” gabinetes dos procuradores-gerais de Justiça e dos chefes das procuradorias da República nos estados e no Distrito Federal para que enviem ao Senado “cópia integral de todos os inquéritos ou investigações em qualquer fase, relativos à aplicação de todos os recursos federais destinados aos estados, DF e municípios de até 200 mil habitantes para o combate à Covid-19”. Dessa vez, o requerimento partiu do senador Ciro Nogueira, do PP, integrante da tropa de choque bolsonarista na CPI.

No ofício encaminhado à CPI, o procurador-geral diz querer que a CPI da Covid no Senado colabore com os trabalhos “já iniciados pelo Ministério Público” nas investigações sobre irregularidades cometidas na pandemia. “As autoridades do Ministério Público Federal aguardam que as conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito possam muito agregar aos esforços que elas têm empreendido na elucidação dos fatos”, escreveu

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. como é nojenta a postura e o caráter desse Aras. enoja como brasileiro imagine como membro do MPF. seus colegas devem ter vergonha de ter um sujeito desse na cabeça do MPF.

  2. Desta vez, o advogado baiano da PGR, que vive sonhando com o Jair e com o STF, está correto. Mas, esse empenho também o compromete para que se empenhe igualmente nos processos que envolvem os amigos do mito. De olho Crusoé!

  3. sem dúvida tem merda nos Estados e municípios! resultado? um querendo se limpar na merda do outro! Resultado 2 ? Vagabundo com vagabundo se entendem!

  4. Mas esse circo não tem nada a ver com o q passou nos Estados. O objetivo do Renan, o senador q renunciou para não ser cassado, o das notas frias dos bois, da construtora pagando pensão para a mãe da filha dele, é só se falar do Genocida e nada mais.. Não querer perder o foco. Só importa falar sobre o Presidente, óbvio.

  5. Esse PGR é uma vergonha. Deveremos aperfeiçoar o processo de indicação de cargos pelo PR, todos os cargos deveriam ser por "encarreiramento": ex: STF, STJ, PGR e MP, PF. Assim teremos independência, freios e contrapesos necessários entre os poderes e orgãos de Estado.

    1. Leandro, a vergonha não é só o PGR é o Presidente que só sabe bater continência e dar ordem unida. Perdi meu voto

Mais notícias
Assine agora
TOPO