Reprodução

Bolsonaro demite a presidente do “tribunal da Receita”

24.05.22 21:51

O governo Jair Bolsonaro exonerou Adriana Gomes Rêgo da presidência do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf, na foto) e nomeou em seu lugar o auditor fiscal Carlos Henrique de Oliveira, informa o Estadão.

O Carf é o tribunal administrativo que discute cobranças feitas pela Receita Federal. De acordo com o jornal paulistano, a queda da auditora pegou integrantes do órgão de surpresa. Nos bastidores, a exoneração de Adriana é atribuída a desgaste com o governo, principalmente por conta de posicionamentos da auditora que desagradaram a políticos do Centrão.

Segundo o Estadão, as divergências também se deram por causa da forte defesa que a agora ex-presidente do Carf sempre fez do “voto de qualidade”, regra que determinava que cabia ao Fisco desempatar julgamentos.

Adriana, que estava no órgão desde 2018, era contra o fim do voto de minerva pelo representantee da Fazenda. Com o apoio do empresariado, o Centrão trabalhou fortemente para derrubar a questão, incluindo emendas “jabutis” em vários projetos ao longo dos anos.

O voto de qualidade caiu em 2020, mas a questão foi ao STF. Em março deste ano, o Supremo formou maioria pela legalidade da mudança legislativa que definiu que, agora, empate representa vitória dos contribuintes.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Surreal: um presidente que além de não saber governar, também não poderia fazê-lo pois é refém dos parlamentares, ainda que lhes distribua benesses. será que o caminho seria o Parlamentarismo? Morreu o sistema presidencialista. Com um eleitorado tão descuidado (dizer alienado ofende) um país de terceiro mundo sempre levará um século para evoluir uma década!

  2. Bolsonaro é a pior das praga que o Brasil poderia ter recebido, além de incompetente, despreparado, traiçoeiro é vingativo.

    1. Estamos tentando escapar de um pangaré sociopata e de um ladrão dissimulado de 9 dedos.

    1. Concordo plenamente , temos que votar em Moro para ver se saímos da piba vergonha e da roubalheira .

    1. Só se for certo para manter os esquemas de corrupção. Boa parte desse dinheiro é desafetada (redestinada) via Desvinculação de Receitas da União - DRU - e, para a surpresa de ninguém, desviada via ações do centrão. Se você não é um néscio, é mal intencionado. Um mau. Prefiro acreditar que estou falando de gente sem conhecimento nenhum.

    2. Não, não está. Pergunte-se quem ganha com isso e você vai perceber

Mais notícias
Assine agora
TOPO