Reprodução

Boris Johnson renuncia ao cargo de primeiro-ministro

07.07.22 10:20

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson (foto), renunciou à liderança do Partido Conservador nesta quinta, 7, e, com isso, deixará de ser primeiro-ministro do país.

A debandada de mais de 60 membros do alto escalão tornou insustentável sua continuação no cargo.

Está claro agora, no Partido Conservador, que deve haver um novo líder do partido e, logo, um novo primeiro-ministro“, disse Johnson. “O processo para escolher o novo líder deve começar agora.”

Johnson ficará no posto até que o partido escolha um novo líder.

Ao falar das conquistas de seu governo, Johnson citou a conclusão do Brexit, o estabelecimento de relações com o continente europeu, a retomada do poder para fazer as próprias leis e a saída do país da pandemia com a entrega rápida de vacinas contra a Covid. Ele também disse que o Reino Unido está “liderando o Ocidente para se contrapor às agressões do presidente russo Vladimir Putin na Ucrânia“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Será que o Lula ou Jair, ou ambos não se interessariam pela vaga do Boris? Melhor emprego do mundo segundo Boris. Olha que maravilha.

  2. No parlamentarismo essas coisas são resolvidas rapidamente e sem traumas. Se fosse no presidencialismo teria que haver um longuíssimo processo de impeachment. Presidencialismo foi uma invenção americana que só deu certo por lá. Assim mesmo.. BJ é um playboy inconsequente que só venceu porque do outro lado tinha um comunista antissemita. O povo preferiu o mal menor. Deu nisso. Muitas lições a se tirar desse episódio.

  3. Caiu pq se reuniu na pandemia, gastou com a reforma da casa do 1º Ministro e um amigo apalpou a bunda de 2 em boate e ele disse que não sabia de nada, se fosse no Brasil, país dos bananas, isso seria coisa de julgamento nas pequenas causas......kkkkkk Qdo. as instituições são sérias e homens tem brio, qualquer deslize há consequências

Mais notícias
Assine agora
TOPO