Adriano Machado/Crusoé

Coaf diz que não pode comentar caso Toffoli

27.07.18 14:48

O Coaf, órgão de inteligência do Ministério da Fazenda, diz que não pode comentar o caso Toffoli, revelado por Crusoé nesta sexta-feira. O ministro Dias Toffoli, que assume a presidência do Supremo Tribunal Federal em setembro, recebe mesada de 100 mil reais da esposa, sócia de um escritório de advocacia. O dinheiro é transferido para um banco cujos técnicos consideraram as transações suspeitas em 2015, mas a diretoria da instituição vetou comunicar aos órgãos competentes, como o Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

“O Coaf não se manifesta sobre casos concretos. As regras sobre o dever de comunicação das instituições financeiras é de responsabilidade do Banco Central, previsto na circular BC 3461/09. Cabe ao BC supervisionar instituições financeiras”, declarou o órgão, em nota.

A regra manda que movimentações financeiras suspeitas sejam relatadas ao Coaf, que pode encaminhar o caso para a polícia ou o Ministério Público. Segundo o Banco Central, devem ser consideradas atípicas transações habituais de valores sem justificativa clara e, também, incompatíveis com a renda do cliente. Ainda, Toffoli é “pessoa exposta politicamente”, o que deveria alertar os bancos quando há esse tipo de pagamento.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Será que com todos esses no Poder, permitiriam realizar uma nova Constituição? Mesmo sendo possível, aprovariam sem nenhuma emenda ou seria mais um "faz de conta" como a reforma da Previdência?

  2. Esse abusivo senhor, de há muito tem se caracterizado como "persona safada aos interesses nacionais". O COAF presta um desserviço ao Brasil. Interfere na vida do cidadão comum e faz-se de cego aos poerosos.

  3. E fica tudo por isto mesmo, a pizzaria continua aberta a todo vapor... Será que tantas falcatruas neste STF ainda não acordaram nossos generais de que alguma coisa precisa ser feita... ACORDA EXÉRCITO/MARINHA/AERONÁUTICA!!!

    1. Gerson, caso as forças armadas fizessem uma bela faxina dessas, não duvido que muitos ainda iriam contra. Talvez dissessem que isso - "num país democrático" - jamais poderia acontecer. Seria um golpe... A ditadura voltou... Chamem os direitos humanos... blá blá blá. Mas deixar toda essa palhaçada acontecer, tudo bem, né?! Isso é sinônimo de país democrático??? Já não temos motivos suficientes para que protejam a nação? Tenho até medo de pensar que estão comprados.

  4. Até quando o nome dos Bancos será omitido . Poderiam apenas mencionar o bairro onde fica a agência em questão .Temos que caminhar .

    1. Banco Mercantil do Brasil de MG, tem um puxadinho no 2.andar de um prédio na área central de Brasília.. leia a revista Crusoé desta sexta-feira..

  5. Comentem pra vocês verem bando de trouxas!!! Sentirão os "rigores da lei" na caneta do quadrilheiro José Dias!!! Tudo sob a proteção do caderno de regras do puteiro, também conhecido como "constituição"!!!!!

    1. A propósito, aquela senhora que comanda a casa ainda é viva????

  6. Porque o banco não comunicou ao COAF???? Se eu transferir cinco mil reais o meu banco comunica ao COAF, para RF, pra PQP, mas os privilegiados não precisam? Estou farto com a sacanagem deste país. E depois não querem ser xingados, não querem ser chamados de ladrões??? Não me venham cobra pudor, porque os que deveriam ter, não o tem, safados.

  7. Não pode comentar mas tem por OBRIGAÇÃO tomar todas as medidas cabíveis até pq trata-se de um funcionário público federal que não pode ficar sobre suspeita. Tudo tem que ser devidamente investigado. É preciso rastrear até a origem desses recursos que certamente não são lícitos.

  8. É sério que a nota do COAF diz isso: "AS regraS.... É de responsabilidade..." ???? Se for verdade então está explicado: quem escreve assim também tem sua própria tabuada, tipo 2 + 2 = 100...

  9. Como se trata de pessoa politicamente exposta, maior razão ainda para serem investigadas as movimentações suspeitas e incompatíveis com a sua renda.

  10. Seguindo a lei o Banco teria com certeza enviado para o Coaf imediatamente... isso se fosse comigo agora.... com os poderosos é outra coisa!.

  11. Quando não confiamos no STF é porque temos razão para isso! Ministro do STF soltando bandido julgado e condenado, recebendo dinheiro duvidoso e os órgãos competentes para denuncia-lo se esquivando de suas obrigações, só nos prova uma vez mais que temos razão em não confiar no STF.

  12. Esses sujeitos de preto do judiciário estão acima da lei... Ou melhor, não há lei que os enquadre em nenhum crime... É uma afronta aos cidadãos de bem.

  13. Realmente eles já responderam, que não há pronunciamento sobre casos concretos, isso só ocorre conosco reles mortais e segue o baile

  14. Propina através de escritórios de adgovadoputaria é curinga marcado. Eles nem se preocupam em disfarçar. Sempre tem um poderoso para segurar o rojão. Brasil, né? Espero que Diogo esteja certo e tenhamos um cadinho só de sorte.

  15. As reportagens da CRUSOÉ são utilidade pública. Continuem cavocando que mais coisa sai daí. Temos que inverter essa relação: os ministros estão lá para servir ao povo e podem sim, e devem, ser investigados. Não são deuses! (muitos estão mais perto do inferno do que do paraíso, isso sim).

  16. E vai ficar por isso mesmo ???? O sujeito é um ministro do STF, com decisões que SEMPRE FAVORECEM BANDIDOS , realiza movimentações financeiras suspeitas e não é investigado ????

  17. Tal qual Gilmar Mendes e sua consorte (para sorte dos 4 e para o azar do nosso bananal tupiniquim, ainda a apurar a eleita, se a há, do Levianodovisk!!!

Mais notícias
Assine agora
TOPO