Cubadebate

Cuba cria leis para enterrar a vontade de protestar

16.05.22 15:03

O Parlamento de Cuba (foto) aprovou no domingo, 15, um novo Código Penal. O texto inclui diversos crimes que podem ser cometidos em manifestações. Quem sair às ruas poderá ser acusado de “subversão“, “desordem pública“, “atentar contra a segurança do Estado” ou “contra a Constituição“. As penas variam de quatro a dez anos de prisão.

A medida foi tomada para lidar com uma situação recente. Em mais de seis décadas, a ditadura nunca permitiu protestos. Qualquer pessoa empunhando um cartaz na rua ou gritando palavras de ordem sempre foi imediatamente detida e levada pelos grupos de resposta rápida, pelos Comitês de Defesa da Revolução, CDRs, ou pelos policiais.

No ano passado, porém, a ditadura tomou um susto ao ver milhares de cubanos protestando de forma espontânea nas ruas no dia 11 de julho. A repressão foi cruel, apesar de não existir uma lei proibindo manifestações. “Quando o mundo todo voltou os olhos para Cuba, todos viram o regime prendendo e torturando as pessoas, sem qualquer lei que o amparasse“, diz o cubano Liodanys Ramirez, presidente da Associação de Cubanos Livres do Brasil.

Quando um novo protesto foi agendado, para o dia 15 de novembro, alguns cubanos chegaram a pedir autorização para as autoridades. Como também não havia uma lei proibindo, os oficiais negaram os pedidos usando como desculpa a pandemia de Covid.

A ditadura cubana, obviamente, não precisa de uma lei para reprimir seus cidadãos. Mas um novo Código Penal pode ajudar a justificar as atrocidades aos olhos dos estrangeiros e de organizações multinacionais. “Cuba começou a discutir esses processos legislativos principalmente porque queria limpar sua cara. No final, o que fizeram foi endurecer ainda mais as leis existentes“, diz o advogado Javier Larrondo, da ONG Prisoners Defenders, em Madri.

Outra razão para recrudescer o Código Penal é evitar que os cubanos voltem a pensar que existe uma possibilidade de exprimirem suas opiniões livremente.

No ano passado, muitos cubanos pensaram que poderiam se manifestar aproveitando-se de alguma brecha na lei. Agora, eles sabem que basta saírem de casa, sozinhos ou não, para serem enquadrados como criminosos. O objetivo do regime é acabar com a vontade de protestar“, diz Ramirez.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Conheci Cuba 5 anos atrás Pra começar, roubaram minha bolsa no hotel que diziam 5 estrelas. Soube na delegacia, que meu passaporte tem valor de mercado de US 5.000. Porque o povo vive em uma prisão Quando você conhece Panamá city aqui perto, ou Singapore na Ásia, dá pena das 7 milhões de almas condenadas à fome e a pobreza por conta de burrice e ganância dos governantes Agora ficou quase impossível uma reação. Quem viver, verá

    1. Verdade, Renan! Minoria ridícula e venal, que se locupleta por um pedaço de pão e meia libra de carne.

  2. lula e bolsonaro sonham com esses paraísos totalitários. A diferença é que bolsonaro faz de conta que defende alguma liberdade. As ações dele são identicas ao caminho do chavismo na venezuela.

    1. quem vota no ex-presidiário é burro ou está levando vantagem.

  3. Bando de cretinos! Um grupo toma de assalto o Estado e quer usufruto exclusivo das riquezas do país! Quanto ao povo, mal consegue ter o que comer!

    1. Se olharmos o Brasil, tem coisas desse tipo. Por exemplo, povo passando dificuldades para sobreviver (pagar contas, desemprego, etc.) e burocratas do BC pediram mais de 20% de reajuste salarial, e ainda fazem greve!

Mais notícias
Assine agora
TOPO