Reprodução

Fora do governo, Netanyahu compra briga para manter controle do partido

16.01.22 18:28

Com o futuro político incerto, o ex-primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu tem comprado sucessivas brigas para se manter na liderança de seu partido, o Likud, de direita. Isso porque, quanto mais sua continuação na política parece inviável, mais candidatos surgem para ocupar o seu posto.

Netanyahu ainda responde a três acusações de corrupção em um tribunal de Jerusalém. Nos últimos dias, jornalistas israelenses vazaram a informação de que Netanyahu estaria fazendo um acordo com a Procuradoria-Geral. Ele confessaria a culpa, a acusação de corrupção seria retirada e, em troca, Netanyahu permaneceria menos tempo na prisão. Talvez até nem ficaria detido. “Embora não seja possível confirmar essa informação, o efeito que um acordo desse tipo teria para a carreira política de Netanyahu seria devastador“, diz o historiador Michel Gherman, colaborador do Instituto Brasil-Israel. “Seria como se Lula assumisse a culpa de seus crimes e fizesse um acordo com a Justiça brasileira. Seus seguidores provavelmente o abandonariam“.

Além das primeiras quatro acusações, o político também voltou a ser alvo de uma comissão parlamentar que investiga a compra de submarinos alemães pelo governo israelense. O caso também pode inviabilizar as ambições de Netanyahu.

Mesmo com problemas em várias frentes judiciais, Netanyahu não tem dado mostras de que pretende abandonar a liderança do Likud. Ele também se nega a indicar um sucessor.

Aos poucos, contudo, diversos nomes têm se apresentado para ocupar o seu lugar. Um deles é Yuli Edelstein, que foi ministro da Saúde. Outro que pode anunciar a pré-candidatura em breve é Israel Katz, que foi ministro das Finanças de Netanyahu.

Para que o Likud realize eleições primárias para um novo líder, Netanyahu precisa renunciar. Apesar dos casos judiciais, ele segue como o preferido dos membros do Likud, com 86% das preferências.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Dos seus? Ah sim, mais uma prova que o gado não presta

    2. Foi um excelente primeiro ministro especialmente na área de relações exteriores e na segurança de Israel.

Mais notícias
Assine agora
TOPO