Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Governo quer votar “PEC kamikaze” sem mudança, diz Barros

04.07.22 17:46

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (foto), afirmou a O Antagonista que a intenção da base aliada de Jair Bolsonaro é votar a chamada “PEC kamikaze” sem mudanças. Ainda nesta segunda (4), haverá uma reunião de lideranças da Casa para analisar como será a tramitação.

“Queremos que seja votado sem nenhuma alteração, para que não volte ao Senado”, declarou o deputado do PP-PR. A votação deve ser nesta semana.

O relator da PEC na Câmara, Danilo Forte, disse que a manutenção do estado de emergência não estava definida. Há uma articulação para retirar esse trecho, visto como forma de isentar Bolsonaro de acusações de crime eleitoral.

Também hoje, o MP junto ao TCU pediu que a corte de contas investigue a PEC, que permitirá ao governo federal gastar R$ 41,2 bilhões a três meses da eleição.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Qdo foi para liberar verbas para compra de absorventes para as meninas carentes, o governo disse que não tinha verbas, agora na tentativa de se eleger, olha qto dinheiro apareceu, principalmente fundo eleitoral, ou seja, os pobres que se danem, qdo não preciso de vcs, qdo preciso jogo umas migalhas. Qdo passarem as eleições , quem pagará essa conta?

    1. Estas medidas visam os pobres.São $600, para comprar comida,minimizar o desespero dos que precisam.Da até para comprar absorvente feminino.Lembrar que TODOS os que tentar se reeleger fizeram suas bondades.Neste ano temos uma situação objetiva e grave que afetam os pobres e miseráveis: enchentes,pandemia,deslizamentos,fome e perdas de propriedade.Pense e responda: você não faria o mesmo programa de ajuda?

    1. Elvio. Ciro Gomes é uma opção, embora não se confie muito em seu equilíbrio e em suas soluções de emergência, como a 1a.: socorrer os 63 milhões de cidadãos brasileiros com nome sujo, e a 2a.: socorrer 6 milhões de empresas inscritas no Serasa. Só não sei de onde virá esse socorro financeiro. Mas votarei nele assim mesmo.🇧🇷

    1. O LULA E DILMA FIZERAM IGUAL! Lembra??Mas, eleja o Lula, não vai ser ele que pagará s conta. SEREMOS NÓS!

  2. Imaginem agora uma PEC dessas nas mãos de lula. Que maravilha. A Constituição Federal virou piada de circo. Suas páginas arrancadas para limpar a bunda de todos os senadores e deputados da República. Senador José Serra: eu o saúdo pelo seu voto.

    1. O voto não foi por coerência, mas porque ele não vai se candidatar.Se fosse, haveria unanimidade na votação.

  3. Não é só bolsonaro, o estúpido. Uma classe política inteira_"oposição" inclusa, populista e podre como o senado federal, mostra a cara da besta. O mensalão foi pouco. Agora, a compra de votos é institucionalizada. Estamos assistindo ao fim do brasil ⚰️. Quem ainda puder, tire os seus filhos deste país, porque eles herdarão apenas dívidas e cinzas.

  4. Crime eleitoral, avalizado pela corja que apóia Bolsonaro, claro com liberação de emendas parlamentares.

    1. O mensalão e o petrolāo serviram para fazer o legislativo votar o que é preciso ou não.Este é o jogo sujo dos parlamentares fisiologistas de sempre.Você esquece ou não sabe. Acabar com isso só trocando a lei eleitoral e os legisladores eleitos, que viram profissionais da política.Olhe o Tiririca.Emendas do relator é um mecanismo formal,mas serve para o mesmo fim.Não tem virgem na zona.

    2. Limpo mesmo é o molusco. Parabéns pela concatenação.

  5. O estado de emergência é um absurdo! Não existe motivo para isso. Será que o congresso não tem noção do que está fazendo!

Mais notícias
Assine agora
TOPO