Reprodução

Iván Márquez, das Farc, sobreviveu a ataque com explosivos e granadas, diz jornal

06.07.22 09:55

O jornal colombiano El Tiempo publicou uma notícia na noite desta terça, 5, dizendo que o terrorista Iván Márquez (foto), das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Farc, sobreviveu a um atentado e está sendo tratado em um hospital de Caracas, protegido pela ditadura de Nicolás Maduro.

Nos últimos dias, diversos meios noticiaram a morte de Márquez, que participou das negociações para um acordo de paz com a Colômbia em 2016 e depois voltou à luta armada, na Venezuela.

Márquez teria sofrido um atentado no dia 29 de junho contra o seu acampamento, a 198 quilômetros da fronteira com a Colômbia, e ficou gravemente ferido. Um grupo instalou explosivos ao redor do local e lançou granadas contra Márquez, que tinha vinte homens fazendo sua segurança.

Márquez e diversos de seus homens ficaram com ferimentos graves. “Após o atentado, um dos sobreviventes pediu apoio ao Exército de Libertação Nacional, ELN, e esse grupo entrou em contato com o regime da Venezuela para solicitar ajuda e tratar de salvar a vida a Márquez“, escreveu o jornal. O terrorista teria sido socorrido de helicóptero e levado a um hospital em Caracas. O ELN, de inspiração cubana, também é apoiado pela ditadura de Maduro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
Mais notícias
Assine agora
TOPO