Agência Brasil

MPF quer explicações sobre tragédia ambiental causada por garimpos no Pará

21.01.22 13:32

O Ministério Público Federal pediu aos órgãos ambientais explicações sobre as medidas adotadas para conter danos ao Rio Tapajós, no Pará. O curso d’água está com águas escuras desde o início da semana e uma das principais causas em apuração é o garimpo irregular na região. A tragédia ambiental pode comprometer o turismo e o abastecimento de água na área. Uma das suspeitas é de contaminação do Tapajós por mercúrio.

As requisições foram encaminhadas ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente, o Ibama, e à Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará. O MPF fará um encontro com pesquisadores e entidades da sociedade civil para discutir medidas de contenção aos danos ambientais no leito do Rio Tapajós. O problema afeta ainda o turismo no distrito de Alter do Chão, vinculado à cidade de Santarém, um dos mais conhecidos do estado.

Segundo o Ministério Público Federal, o município de Santarém vem descumprindo uma sentença de 2019 que determinou a realização de exames de balneabilidade periódicos na região das praias do distrito de Alter do Chão. O MPF pediu à Justiça que o município seja obrigado a apresentar imediatamente os resultados dos exames.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Para é onde lulinha tem suas fazendas lotadas de gado .O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE NESSE GOVERNO NÃO EXISTE

  2. É um exemplo que mostra como o Brasil está aquém das demandas no campo da Sustentabilidade Ambiental. Não enxergam esse belo ativo para nossa economia.

  3. ESTÃO DESTRUINDO UM PARAÍSO E NÃO É SOMENTE A ATIVIDADE CRIMINOSA DE GARIMPO COMO A EXPANSÃO DA SOJA NESTA REGIÃO DE SANTARÉM E MOJUÍ DOS CAMPOS. OS GRILEIROS DE TERRAS PÚBLICAS DESCERAM DE MATO GROSSO PELA RODOVIA BR 163 E ESTÃO EXTERMINANDO A FAUNA E A FLORA DESTA REGIÃO NO PARÁ. É UMA PENA ASSISTIR A TODA ESTA DESTRUIÇÃO DA FLORESTA E SEUS ANIMAIS COM A CHANCELARIA DO PRÓPRIO PODER PÚBLICO. QUEM NÃO CONHECE ESTE PARAISO ACONSELHO SE APRESSAR PORQUE DAQUI MAIS ALGUNS DIAS SERÁ APENAS POR FOTO

Mais notícias
Assine agora
TOPO