Lincoln Siebra/MREMinistro de Estado da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. Lincoln Siebra/MRE

Ministro nega ter falado com Bolsonaro sobre operação da PF

26.06.22 15:35

Em publicação nas redes sociais, o ministro da Justiça, Anderson Torres (foto) negou neste domingo (26) que tenha conversado com o presidente Jair Bolsonaro sobre operações da Polícia Federal durante sua viagem aos Estados Unidos.

Em diálogo interceptado pela PF em 9 de junho, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro disse ter recebido uma ligação de Jair Bolsonaro, em que o presidente da República teria “um pressentimento” sobre a operação policial.

Nessa data, Anderson Torres e Bolsonaro estavam nos EUA para participar da Cúpula das Américas.

“Diante de tanta especulação sobre minha viagem com o Presidente Bolsonaro para os EUA, asseguro CATEGORICAMENTE que, em momento algum, tratamos de operações da PF. Absolutamente nada disso foi pauta de qualquer conversa nossa, na referida viagem”, escreveu Anderson Torres no Twitter.

O MPF fala em possível vazamento e interferência de Bolsonaro com base em interceptações telefônicas feitas ao longo da investigação.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Vagabundo não seria quem prefere em cegueira cínica e estúpida idolatrar um ladrão acusado de assassino e delator dos próprios companheiros? ô imbecil o reino dos céus não pertence aos tolos e idiotas é o inferno que lhes está destionadooi por suas mrdiocridades e insanidade.

  1. É óbvio que ambos estão faltando com a verdade. Bolsonaro disse claramente que "não ia esperar f* minha família e amigo para interferir" "vou interferir". Os jornais deviam dar crédito para o Moro por ter revelado o esquema, mas como não querem que Moro seja lembrado por ter exposto o esquema, dão a notícia, mas dão sempre um jeito de ignorar o mensageiro. Governo corrupto igual ao petista.

Mais notícias
Assine agora
TOPO