Reprodução

Na Fox, Bolsonaro promete leis de armas como as dos EUA e diz que esquerdistas são ateus

01.07.22 11:04

A entrevista do presidente Jair Bolsonaro (foto) com o apresentador Tucker Carlson, da Fox News, foi ao ar na noite desta quinta, 30. Na conversa com o americano, Bolsonaro não teve problemas em se limitar à agenda de costumes, falando de aborto, de pautas identitárias e da posse de armas.

O presidente disse que aprovou a decisão da Suprema Corte americana, que deixou de considerar o aborto como um direito constitucional, válido em todo o país. A esquerda, a grande maioria deles, são ateus. Eles não respeitam nada. Eles criticam os padres e os pastores. Lula mesmo disse que, se eleito, colocaria os padres, pastores e os militares nos seus devidos lugares. Por isso, quando a Suprema Corte americana mudou seu entendimento sobre a questão do aborto, a esquerda não gostou disso. Mas nós gostamos da decisão da Suprema Corte, porque defendemos a vida desde a concepção. Mas o Lula e a esquerda, não. Lula e a esquerda sempre dizem que é uma questão de saúde pública, que é a mulher que deve decidir. Mas nós achamos que a vida que é dada para a mulher não pertence a ela“, disse o presidente.

Tucker Carlson disse que a esquerda busca introduzir no Brasil a política identitária, seguindo o exemplo americano, e pediu o comentário de Bolsonaro. “É uma forma de dividir para conquistar. Você sabe, mesmo antes de Lula assumir a presidência em 2003, a esquerda já pregava a divisão das pessoas em linhas identitárias, como negros, brancos, patrões e empregados, nordestinos e pessoas do sul, e ganharam seguidores como resultado dessa abordagem. Mas a maior divisão hoje é entre patrões e empregados”, disse Bolsonaro. “Meu sogro é conhecido como Paulo Negão, é um homem negro. Eu sou um homem branco. O racismo existe, mas não como eles descrevem. A maioria dos nossos jogadores são de descendência africana.

Em relação à posse de armas, Bolsonaro lamentou não ter conseguido mudar as leis para permitir maior acesso, mas disse que espera fazer isso no futuro. “Por meio de decretos, nós conseguimos interpretar a legislação da melhor forma possível. E tivemos um aumento substancial do número de pessoas que legalmente podem ter armas de fogo no Brasil. As consequências você pode ver na mídia brasileira e é uma queda no número de pessoas mortas por armas de fogo. Nós entendemos que, uma vez que as pessoas se armam, os bandidos vão pensar duas vezes antes de entrar na propriedade de outra pessoa. Se tudo der certo, teremos um apoio substancial no Congresso e poderemos aprovar leis sobre posse de armas muito parecidas com as que existem nos Estados Unidos“, afirmou.

Reportagem da Crusoé publicada nesta sexta, 1º, mostra qual é a posição dos brasileiros em relação aos principais temas da pauta de costumes. Cerca de oito em cada dez são contra o aborto. Contudo, a maioria não aprova as medidas para dar mais armas para a população.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ser ateu significa não respeitar nada? Falta de respeito com a liberdade de crença! Muito pior são esses ditos "religiosos" que não respeitam o dinheiro público.

  2. Faltou dizer que o ditador genocida molusco desrespeitou o plebiscito das armas, chegando a 176 assassinatos diários. Somente vagabundo tinha arma no país, nunca mais um cidadão de bem habilitado. O canalha genocida fez igual aos bandidos de cuba e venezuela, causando o que existe hoje com o povo sendo morto e preso apenas por ir ás ruas. Comuna molusco dos infernos. 🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮

  3. Se dependesse de mim, a população brasileira estaria armada até os dentes, nada de vagabundo PTralha ficar se dando bem em cima de trabalhadores indefesos.

    1. Os PTralhas criminosos alopram com o nosso PR., ,,, kkk!

    2. O que me intriga de verdade não é ele em si...é ele ter sido eleito e ter muitos seguidores...pois o dito sujeito, nem inteligente é, nem eloquente é, não consegue elaborar um pensamento lógico, é preguiçoso, racista, e por aí afora...e tem um monte de gente seguindo esse sujeito cegamente...

  4. E tem gente ainda que vai votar nessa coisa. Espero que depois dessa entrevista ele queime os votos dos brasileiros que vão votar por lá. Continuem nos EUA que aqui no Brasil vamos afundar se esse tra.ste, ou seu irmão gêmeo, Lula, ganhe.

Mais notícias
Assine agora
TOPO