Adriano Machado/CrusoéJoão Doria: sua pretensão de concorrer ao Planalto não deve sobreviver a esta semana

O PSDB e o suicídio seguido de assassinato

24.05.22 11:43

Na morte agonizante do PSDB, só há uma dúvida a ser esclarecida: foi suicídio ou assassinato? Eu acho que começou como suicídio e está terminando como assassinato.

O suicídio começou lá atrás, com tucanos de cepa legítima envenenando uns aos outros, em disputas pelo controle da legenda e por candidaturas presidenciais. O resultado foi uma divisão: de um lado, o tucanato paulista; de outro, o tucanato mineiro. Ao redor, os demais diretórios estaduais que ora eram cooptados pelo primeiro, ora pelo segundo. Havia mais infiltrados mineiros no tucanato paulista do que infiltrados paulista no tucanato mineiro. Mas o tucanato mineiro compensou a balança, sabotando a si próprio quando fez aliança com o petismo no estado.

A morte matada do partido, contudo, começou em São Paulo, com Geraldo Alckmin. Ele colocou João Doria (foto) no centro do palco. Um matador estranho no ninho entrou em cena, para disparar para dentro e para fora. João Doria fez o diabo nas prévias tucanas para escolher o candidato do partido à prefeitura de São Paulo, ganhou a eleição e começou a moldar o tucanato paulista à sua imagem e semelhança. Na sequência, traiu Geraldo Alckmin, para aliar-se oportunisticamente a Jair Bolsonaro e chegar ao Palácio dos Bandeirantes. Empurrou o seu mentor para o PSB e PT. Em parceria com o MDB e o DEM, João Doria colocou como vice de Bruno Covas, na prefeitura de São Paulo, o emedebista Ricardo Nunes, que agora é o titular do cargo. A mesma parceria o fez escolher para ser o seu próprio vice, no Palácio dos Bandeirantes, Rodrigo Garcia, do DEM, que virou tucano em 2021 somente para se candidatar ao governo de São Paulo. João Doria voltou a fazer o diabo nas prévias tucanas para escolher o candidato a presidente. Ganhou de Eduardo Leite, mas sucumbiu à realidade, acossado pela rejeição do eleitorado e pelo tucanato mineiro, capitaneado por Aécio Neves, que tenta voltar à ribalta e talvez nem consiga emplacar um vice na chapa de Romeu Zema, do Novo, que deve ser reeleito para o governo de Minas Gerais. Quando quis voltar atrás e candidatar-se à reeleição ao Palácio dos Bandeirantes, João Doria recebeu um não do DEM paulista. O matador esperto chorou ontem, ao anunciar a sua desistência de concorrer ao Planalto.

O PSDB chega a estes fantásticos meados de 2022 rachado entre lançar candidatura própria ou aliar-se ao MDB, suicidando-se sem perceber que já morreu também de morte matada. Não elegerá o presidente da República, provavelmente fará outra bancada pequena no Congresso e perdeu os governos da cidade de São Paulo e do estado de São Paulo, entregues ao MDB e ao DEM, respectivamente. Mesmo se o partido ganhar a eleição para o Palácio dos Bandeirantes, ele terá sido derrotado. Rodrigo Garcia é tucano de fantasia.

Suicídio seguido de assassinato. O PSDB inovou também nisso.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Estou mais para suicídio. O PSDB há algum tempo, tem crises constantes de depressão. Às vezes se parece com um doente bi polar. Os tucanos não cuidam bem dele.Estão mais preocupados com seus projetos pessoais, do que o seu genitor.Infelizmente, os tucanos usam o bico só para bicar entre eles. Não há afagos, solidariedade.Faz da comunhão de ódios a base das amizades. Uma guerra de Pirro sem fim e sem vencedores. Coitado do pássaro tucano, tão desgostoso com tudo isso. Á beira do precipício.

  2. Tenho simpatia pelo PSDB e sempre votei em candidatos do partido.Mas,não gosto do Doria! Ele é antipático,não tem carisma e muito oportunista. Fora Doria e Bolsonaro!

    1. Patrick concordo com você. O sistema está removendo todos os anti sistema do páreo.

  3. É de sentarmos e chorarmos por tanta indignação em vermos tanto mal caratismo de homens que se dizem públicos mas na verdade são putas da política deste prostíbulo chamado mundo da política brasileira. A triste realidade é esta, tudo que depende da política deste brasil acaba em corrupção e ladroagem. Todos os que estes canalhas escolhem pra assumir cargos nos ministérios e até na justiça eles o fazem por conluios e roubalheiras. É o fim da picada, enoja à todos que tenham um mínimo de caráter.

  4. nas eleições p/presidente Serra foi traído em 2001, Alckmin em 2005, Serra em 2009 e Aécio em 2013 ... tucanos do baralho.... tudo traição entre amigos

  5. Ah ...que tédio essa discussão toda. Quem traiu quem? Quem foi o culpado? O PSDB começou a acabar quando não puniu Eduardo Azeredo pelo mensalão mineiro. Daí pra frente foi ladeira abaixo com Aécio, Serra e Alckmin, todos corruptos. Por isso não se empenhou pelo impeachment de Lula e abriu espaço para Bolsonaro. Dória apenas percebeu essa fragilidade e deu um bote para tentar refazer o partido numa visão mais à direita que todos esses salafrários citados. Mas também foi devorado. RIP PSDB!

    1. Excelente resumo. E acredito que não vai restar ao eleitorado brasileiro conseguir SESSENTA PORCENTO de votos nulos. Está extremamente difícil separar, se conseguir achar, o trigo nessa imensa quantidade de joio. O caráter, dignidade, honestidade e FIDELIDADE as IDÉIAS e PROJETOS estão totalmente corrompidas pela falta de escrúpulos dessas pseudo lideranças EM TODOS OS PARTIDOS. 60 % de VOTOS NULOS é o ideal.

  6. O assassinato do Verdadeiro PSDB ocorreu com FHC comprando o congresso com a emenda da reeleição e facilitando a eleicao de Lula (caso de amor e ódio). Este trabalho foi facilitado com a doença e o falecimento de Mário Covas, deixando FHC e o neto de Tancredo livres, leves e soltos. Doria pegou na alça do caixão. Peixe pequeno dessa anti história brasileira. Aliás, a reeleição, também, assassinou nossa Democracia e a nossa esperança por, pelo menos, decência pública.

    1. Espero que fhc conte quem teve a nefata idéia da reeleição , isso , esse impostor deve ao brasileiros. Hoje vende sêmen de boi, bonita atividade familiar... lamentavel !

  7. Caro Sabino, ótima análise. Tu concordas com a crença do Mainardi de que o João Dólar ajudou "com força" a inviabilizar as opções razoáveis de terceira via?

    1. Lord, da’ licença? A terceira via foi uma criação da midia fisiológica para esvaziar a única via: o nosso ingênuo Moro.

  8. Morre o PSDB ( que se rendeu ao oportunismo barato ) e crescem partidos mercenários, capitaneados por gente da pior qualidade. Estamos lascados. A bandidagem tomou o Brasil , dominou tudo, por conta da ignorância e doutrinação dos sugestionaveis e manipuláveis eleitores, que tomam a política como competição de ideologias radicais. Passionais irracionais! Não é por acaso. Tudo teve método e objetivo. Só tem."pato" neste país. Danou-se! Agora senta e chora!

    1. A bandidagem dominou o Brasil talvez devido à pobreza extrema dos eleitores, não?

  9. Seja la o que for, e o fim de um lixo, chamado de PSDB. Tão corrupto quanto ao PT. adquirimos um divida impagavel, com João Doria, por ter proporcionado este desmonte. Resta agora a destruição de seus integrantes varrendo-os para o lixão da historia vergonhosa deste pais.

Mais notícias
Assine agora
TOPO