Reprodução

Os sinais enviados por Gabriel Boric ao escolher seus ministros no Chile

22.01.22 12:14

O presidente eleito do Chile, Gabriel Boric (no centro da foto), anunciou na sexta, 21, os nomes dos 24 ministros que irão compor seu gabinete. Dos 24 escolhidos, 14 são mulheres, ou 58% do total.

Para o Ministério da Fazenda, Boric chamou Mario Marcel. Próximo do Partido Socialista, ele assumiu o Banco Central em 2016, durante o governo de Michelle Bachelet. Com a posse de Sebastián Piñera, ele seguiu no posto, até renunciar na última quinta, 20.

Marcel era o preferido dos mercados, o que pode acalmar as tensões geradas pela eleição de Boric, que veio da extrema-esquerda e prometeu um forte aumento de impostos. Com o anúncio de seu nome, a bolsa de valores subiu 3%.

O Ministério de Relações Exteriores terá à frente a advogada Antonia Urrejola, que foi presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a CIDH, da Organização dos Estados Americanos. A escolha de Antonia sugere que não deve ocorrer um apoio tácito a ditaduras de esquerda da América Latina. “Ela é uma pessoa muito séria, o que deve colocar em ridículo o governo argentino, que apoia as ditaduras da região“, diz o advogado argentino Brian Schapira, pesquisador da Fundação Cadal, em Buenos Aires, que conheceu Antonia pessoalmente.

Boric parece indicar que fará um governo de esquerda, só que racional, que respeitará os direitos humanos. Pelo que ela já disse antes, Antonia deverá ser firme com Venezuela, Cuba e Nicarágua“, diz Schapira.

Outro destaque é a neta do ex-presidente Salvador Allende, Maya Fernández, que foi deputada pelo Partido Socialista, o mesmo de seu avô. Ela também é sobrinha da escritora Isabel Allende. Bióloga e veterinária, Maya ocupará o cargo de ministra da Defesa. Ela cresceu em Cuba, onde sua família se exilou. A escolha não deixa de conter uma ironia, uma vez que seu avô foi deposto em um golpe militar, em 1973.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Então Paulo, o problema não é aumentar impostos. Em uma sociedade decente, os impostos são proporcionais aos ganhos. No Brasil é o inverso. Em uma sociedade decente, os impostos são reinvestidos para diminuir as desigualdades e melhorar a qualidade de vida de todos. No Brasil é o inverso. Portanto, o problema não são os impostos, mas como se cobra e se usa os impostos!

  2. Julio, não entendi. O objetivo de um governo de esquerda não é melhorar a qualidade de vida dos mais pobres? Como eles trabalham contra a educação se a educação é considerada pela esquerda como a melhor forma de evitar o voto de cabresto criado pela direita? Será os modelos dos paises nórdicos é maligno?

  3. Começam o governo com cara bonitinhas, disfarçadas de boas para a população mas no fundo são todos malignos. Trabalham contra o capital e contra a educação do povo para terem seus futuros melhores. Escravizam o povo tornando-os dependentes do estado e iludidos com esse modelo maligno, que podem ser comprovados em todos os lugares governados por eles. Seguramente eles sairão do governo com os bolsos cheios. É só esperar e ver o estrago que esses bandidos vão fazer no Chile.

  4. 8- Lula e todos os seus cupinchas estariam presos, e não soltos e de volta à política, como acontece agora. MORO PRESIDENTE 🇧🇷

  5. 7- Imagina se tivéssemos um Senado comprometido com os cidadãos. Poderia ocorrer o impeachment de ministros do STF, além e punir os seus pares, como o senador do dinheiro na cueca. Imagina se tivéssemos uma Câmara dos deputados comprometida com os cidadãos. Poderia punir um PR corrupto com o impeachment, além de punir seus pares, como o tal Maranhãozinho. Imagina se tivéssemos um STF comprometido com a justiça.

  6. 6- Quem trabalha contra mudanças no status quo é o Mecanismo. Bolsonaro foi o cavalo de Troia do Mecanismo. Ele acabou com a Lava Jato, maior símbolo de combate à corrupção do Brasil, e hoje se une ao ex-presidiário Lula, na desconstrução dos integrantes da operação. Eles lutam contra às mudanças, pois elas são uma ameaça ao Mecanismo. Imagina se tivéssemos um PR comprometido com os cidadãos. Poderia escantear empresários como o André Esteves.

  7. 5- Quem se beneficia da corrupção no Brasil, são os detentores do poder, estejam eles no executivo, no legislativo, no judiciário e nos negócios, que é a graxa que movimenta o Mecanismo. O benefício é o poder que gera muito dinheiro, sem nenhum risco, pois nossa justiça se emporcalhou. Alguns atores na política (ex. Moro e Dallagnol) na justiça (ex. TRF4)e na sociedade civil. Porém o MECANISMO CORRUPTO É BRUTO, basta ver o que fizeram e estão fazendo com os integrantes da Lava Jato.

  8. Vamos pensar Paulo. Quatro perguntas: Quem se beneficia do sistema corrupto que temos hoje? Quais são estes benefícios? Quem trabalha contra a mudança do sistema atual? Porque lutar contra as mudanças?

  9. 4- Um governo corrupto querer me cobrar mais, será um incentivo para mudar de país, no caso de atividades que permitem isso. Ou fazer como alguns grandes fazem, buscar os caminhos na justiça e na política, para me livrar dos impostos, alimentado ainda mais à corrupção. MORO PRESIDENTE 🇧🇷

  10. 3- Jose, sempre apontam taxar as grandes fortunas, como a panaceia para resolver a desigualdade social. Verdade, nos países nórdicos os impostos são altos, mas os serviços públicos são de qualidade, e realmente eles não tem desigualdade social. Só que na minha opinião, falta algo no seu raciocínio. Lá a corrupção é menor. Eu sou rico, tendo que pagar além dos impostos altos do Brasil, tudo em duplicidade: saúde, educação, segurança, etc.

  11. Paulo, o,problema lá, tal como aqui, é que os ricos não pagam impostos. Daí a enorme desigualdade social. Mire-se no exemplo dos nórdicos.

  12. O Duda-IbrahimSued-Teixeira do colunismo social foi mais razoável como Boric, mas tinha que enviar o seu "ademã que eu vou em frente", com aquela notinha picante idiotamente irônica sobre a filha de Allende que só entendem os fanáticos.

    1. Emílio. Verdade. Você entendeu a mensagem secreta enviada pelo Boric ao nomear a Maya para ministra da defesa? Estou morrendo de rir até agora!

  13. Começou bem. Todo o apoio às mulheres. Em média, elas são muito mais cuidadosas com o bem público do que os homens. Sem contar que elas possuem muito mais carinho com os setores social e ambiental que os políticos homem. Somente seres anormais e misóginos seriam contrários ao balanço que o novo presidente do Chile tentou dar ao seu ministério.

    1. O Duda - Ibrahim Sued - Teixeira não foi tão mal na

  14. "58% de ministras mulheres", uau, grande coisa, isso acabou com os problemas no Chile, meu Deus. Que mérito gigantesco ksksksksksksks

  15. Só pelo fato de se dar ênfase ao número de mulheres, a coisa já beira o ultraesquerdismo. Um governo se faz com gente competente. Vista saia ou não. O governo argentino deveria repudiar, com veemência, imprensa de qualquer país que não abordasse as competências destas mulheres PRIMEIRO antes de pensar na quantidade delas no governo. isto é um absurdo. Se elas são competentes, que importa o gênero? Porque enfatizar o gênero?

    1. Verdade Palhaço, verdade! Gente direita e inteligente luta por um melhor balanço entre os gêneros. !

    2. Será q é por existir um verdadeiro abismo de digualdade entre os gêneros? Eita povinho de mente tacanha viu! Por isso acaba idolatrando Lulas e Bolsonaros...

    3. De fato, pena que nossa sociedade hoje em dia é doente

Mais notícias
Assine agora
TOPO