Otan

Otan envia caças e navios para o leste da Europa

24.01.22 10:02

A Organização do Tratado do Atlântico Norte, Otan, anunciou nesta segunda, 24, o envio de mais navios e caças (foto) para os países do leste da Europa que integram a aliança, com o intuito de reforçar a presença militar diante de uma iminente invasão russa da Ucrânia.

A Dinamarca zarpou uma fragata para o Mar Báltico e deve enviar quatro caças F-16 para a Lituânia. A Espanha mandou navios e está considerando enviar caças para a Bulgária. A França falou em deslocar tropas para a Romênia. Dois caças F-35 holandeses voarão para a Bulgária.

A Otan continuará a tomar todas as medidas necessárias para proteger e defender todos os aliados, inclusive reforçando a parte oriental da aliança. Sempre responderemos a qualquer deterioração de nosso ambiente de segurança, inclusive por meio do fortalecimento de nossa defesa coletiva”, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

Os Estados Unidos prometeram fortalecer a Otan na região e já estão transportando ajuda militar para a Ucrânia. No último sábado, 22, o país europeu recebeu um segundo lote americano de armas, de 90 toneladas.

A Casa Branca orientou famílias de diplomatas americanos a deixarem a Ucrânia. O Reino Unido também começou a retirar parcialmente seus representantes do país.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. EUA e Rússia sabem que precisam manter a beligerância como forma de unirem os seus povos e ganhar as eleições. Todo presidente dos EUA tem compromisso em fortalecer os gastos militares, um dos lobbys mais importantes da indústria estadunidense. Independente de quem é o maior vilão, estou com o almirante alemão: o que é custaria deixar a Ucrânia ser membro da União européia, ficando neutra em relação à otan? Parece negociação razoável. Mas os EUA preferem a disputa militar. Um enorme perigo.

  2. ... É UMA FIGURA PERIGOSA. ... Quer dar trabalho para suas tropas e Infernizar a vida dos Ucranianos; também gerando instabilidade geopolítica no Mundo. Um Ditador infernal. ... Elimina seus adversários usando todos os métodos e meios, visando o que quer.

  3. A OTAN e os USA, finalmente, tomaram uma atitude contra esse ditador, Vladimir Putin, antes que ele torne-se um novo Hitler, dominando toda a Europa. Foi dessa mesma forma que o Hitler começou, como não quer nada, comendo pelas beiradas, primeiro a Austria, depois a Polônia, e, finalmente, o resto da Europa, até os USA entrarem na brincadeira, e acabarem com sua festa.

    1. Suzanne disse tudo, o Putin está brincando de Czarzinho ou Stalinzinho. A Rússia não pode ver ninguém com liberdade. Bando de Tarados.

    2. Na verdade até Hitler invadir a Rússia e perder a guerra com sua primeira grande derrota em Stalingrado. Quem ganhou a segunda guerra foi a Russia e não os americanos.

    3. Na minha opinião, Putin não quer tomar o mundo. Ele quer reinvadir os países que, um dia, tiveram a desgraça de estar sob o jugo sanguinário de Moscou, restaurando o sonho dourado dele de reerguer a URSS, pra continuar a espalhar seu reinado de terror sobre o mundo e expandir o Comunismo, como fazia antes. Ele deve ser a reencarnação de Stalin, aquele monstro...

    1. Não nos esqueçamos de, na mesma remessa, enviar o Lula e os seus.

Mais notícias
Assine agora
TOPO