Adriano Machado/Crusoé

PF transfere para o DF delegada que atuou em caso Allan dos Santos junto à Interpol

01.12.21 18:23

A Polícia Federal decidiu realocar em seus quadros Dominique de Castro Oliveira, que, até então, atuava junto à Interpol. A delegada, que atuou na inclusão do nome de Allan dos Santos na lista de difusão vermelha, será transferida para a superintendência da corporação no Distrito Federal.

Ao adotar as medidas iniciais necessárias para a emissão da ordem internacional de prisão do blogueiro bolsonarista, Dominique atendeu determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, feita no âmbito do inquérito que investiga a atuação de uma organização criminosa na disseminação de notícias falsas.

A demissão de Dominique foi comunicada pelo coordenador-geral de cooperação internacional da PF, Luiz Roberto Ungaretti de Godoy, que tem proximidade com Paulo Maiurino, diretor-geral da PF.

Em nota, a PF afirmou que a transferência “não tem qualquer relação com o processo de Allan dos Santos“. A instituição argumentou que o efetivo pedido de inclusão do nome no blogueiro na Difusão Vermelha foi realizado pelo delegado Rodrigo Carnevale, chefe da Interpol Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Nunca li, uma única linha de autoria do sr. Allan. Provavelmente, mesmo à despeito envolvimento da interpol no caso, jamais vou lê nada de sua autoria. Entretanto vejo, com pesar, que nosso STF não tem noção nenhuma de prioridade no ataque aos infinitos problema que nos aguilhoam. A criminalidade no Brasil muito decorre da impossibilidade de acesso à justiça cível por parte do cidadão comum. Só exemplificando a prisão em 3* estância é um estímulo à barbáries em que mergulhamos.

  2. Alan dos Santos é apenas mais um brasileiro dentre tantos que ainda serão presos políticos de poderes apodrecidos indignos da grande nação hoje violentada por dois e TUTELADA por quem controla os demais pelo terror .. PROCURA-SE UM MACHO em Brasília que tenha dignidade e coragem para requerer o Art 142 da CF cuja primeira providência seria extinguir os bandos políticos e a eleição de 2022 em uma Assembléia Nacional Constituinte o que pacificaria a nação cansada de tanta patifaria e canalhices.

    1. KEDMA ..... quem sabe será pedida sua prisão quando soltarem mais ladrões ou traficantes .. ontem o STJ anulou sentenças contra Paloci e Vacari inocentes patriotas da Quadrilha lulo-petralha e mais da quasdrilha do André do rap estão sendo soltos por excesso de tempo na cadeia não é lindo? .. mas aí pooooode né? lambe esta fia .. alô BRASIU vamos pastar?

  3. A Polícia Federal a muito deixou de ser independente e imparcial, atualmente e um puxadinho para deixar impunes os amigos e os covardes desonestos.

    1. A mula sabe que termina na cadeia. É Ladrao. Ciro Gomes quer ser processado por ele para provar o rouba das rachadinha. Viva o Queiroz

Mais notícias
Assine agora
TOPO