Casa Branca

Secretário de Justiça dos EUA volta a discordar de Trump

21.12.20 18:55

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, William Barr (foto), voltou a discordar do presidente Donald Trump. Em uma coletiva de imprensa nesta segunda, 21, Barr afirmou que não vê evidências que justifiquem uma investigação especial sobre Hunter Biden, filho do presidente eleito, Joe Biden.

“Até o momento, não vejo razão para nomear um procurador especial. E não tenho planos de fazer isso antes de sair”, disse Barr, que deixará o governo nesta quarta, 23. Segundo ele, uma investigação já está sendo feita de maneira responsável e profissional pelos promotores do Departamento de Justiça. Trump tem insistido na nomeação de um procurador especial para o caso.

Barr também afirmou que não vê motivos para confiscar urnas eletrônicas ou abrir uma investigação especial sobre fraudes na eleição de novembro. Segundo ele, embora fraudes tenham ocorrido, elas não tiveram um volume suficiente para alterar o resultado do pleito.

Há uma semana, foram declarações de Barr sobre a inexistência de fraudes eleitorais massivas que levaram Trump a demiti-lo.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O marginal agente-laranja ainda morre disso: DESPEITO, INVEJA, RECALQUE, CARÁTER DEGENERADO, COMPLEXO E BURRICE EXPONENCIAL!!!!

  2. isto é novidade pra mim. Qualquer ato administrativo é nulo de pleno direito se houver algo de ilícito envolvido. O tal Barr (unidade de pressão?!) afirma que houve fraudes nas eleições americana, mas o volume NÃO poderia afetar o resultado da eleição... como diabos ele QUANTIFICOU isso? Considerando a importância de se ter um PR de reputação ilibada na Presidência dis States, pq cargas d'água não elegeu um Procurador Especial (um cara q não é do governo) pra investigar o tal Hunter Biden?

    1. Temos uma casa td suja mas falamos q o quintal do vizinho rico não está tão limpo. Pq vc não se preocupa com a de mortes e por covid, as rachadinhas, o Queiroz, o miliciano, o enriquecimento da família, do crivella e seu PR corrupto.....? Acorda... fomos traídos. MORO22

    2. BOM DIA!!! A MAMÃE VAI BEM...esta difícil este período de abstinência, mas TUDO PASSA, fiquem tranquilos

    3. Esses cloroquinions são uns comédias, a besta americana teve o que merece, o terraplanista daqui também terá. Ah, o Crivela bolsonaro foi preso hoje, em breve a Orcrim do MICO também cairá, começando pelo Flávio Rachadinha.

    4. Boa Claudemir, Ricardo e Ney. Deixe o Jaime em paz, a final ele somente é um excremento (uma ida ao vaso da privada) do Bolsonaro.

    5. Pelo que o Barr falou entendi que não há necessidades de radicalizar as investigações sobre as fraudes devido à pouca dimensão destas. A visão míope dos bozistas deturpa tudo!

    6. Jaime, pena que não podemos nomear um procurador especial para investigar os filhos ladrões do MINTO! Mas como um bolsonarista cego, vc iria dizer que tratava-se uma conspiração.

Mais notícias
Assine agora
TOPO