Adriano Machado/Crusoé

Sem grandes resultados na segurança pública, Bolsonaro alardeia apreensões de drogas

27.06.21 16:04

Com poucos resultados a apresentar na área da segurança pública, o governo federal tem propagandeado cada apreensão de drogas feita pela Polícia Federal ou Polícia Rodoviária Federal. As ações são comemoradas como vitória política nas redes sociais dos governistas e, principalmente, nos canais oficiais do próprio presidente Jair Bolsonaro.

“Mais prejuízos ao crime organizado: mais cerca de R$ 10 MILHÕES. A @PRFBrasil apreendeu mais 85 kg de pasta base de cocaína, na BR 419, em Anastácio/MS”, celebrou o presidente, no último dia 20.

 

 

Não importa a quantidade, se toneladas ou quilos: as publicações do presidente sobre drogas apreendidas passaram a ocorrer quase que semanalmente. Enquanto isso, o combate à violência urbana, uma das principais bandeiras de Bolsonaro na campanha de 2018, segue patinando. Em 2020, mesmo com menos gente nas ruas em razão da pandemia do coronavírus, as mortes violentas intencionais aumentaram 7%.

Além disso, o país ainda não conta com um Plano Nacional de Segurança Pública, considerado pelos especialistas como fundamental para ações de combate e prevenção da violência.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. realmente, nisso voces tem razao. ele deveria fechar o STF(Picaretas) e o congresso(vigaristas) E A MIDIA(CANALHAS). ai sim a segurança publica estaria com nota 10. simples assim!

    1. Ke Gado escroto! Ainda no sairam daqui os comedores compulsivo do estrume do seu mito-man? Cai Fora Ricardo!!

  2. "Brasil registra queda de 11% nos assassinatos no 1º trimestre do ano" até a "grobo" não consegue ignorar a mudança que ocorreu. Mas a "ilha", fica cada vez mais ilhada ao abandonar o jornalismo para travar a guerra que o chefinho acha que ta travando.

    1. O governo Bolsonaro não tem nenhum plano para a segurança pública. Aliás, não tem nenhum plano para qualquer área: educação, saúde, ciência e tecnologia, etc. Hoje, o governo Bolsonaro é um amontoado de incompetentes e corruptos. Às vezes são incompetentes e corruptos ao mesmo tempo. Bolsonaro só visa dar um autogolpe, cada vez menos provável, pois um autogolpe seria a chave para roubar à vontade o Brasil, sem nenhuma instituição para coibir.

  3. Número de homicídios caiu pela metade, então aumentou 7%. Mas a "ilha de jornalismo" ignorou a queda inicial de 50%. Viva o """jornalismo""".

    1. Sim, existia o efeito Moro. Ter um ministro da justiça que defende prisão pra bandidos ao invés de ser um defensor das "vitimas da sociedade" como no passado, servia ao menos de alento para os profissionais de segurança.

    2. Seus números me parecem equivocados. Mas vejo algo de positivo neles. A queda foi devida ao trabalho do ex- Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Mas Bolsonaro, que quer controlar tudo para proteger a sua milícia, forçou a saída de Moro, quando buscou interferir na PF.

  4. Não adianta comemorar apreensão de drogas se o governo não ataca o problema na base. As drogas continuarão existindo e a corrupção também.

  5. Kkkkkk. Agora ele está atacando os seus cúmplices grileiros, kkkk. Todo mundo sabe que grilagem de terra é apenas uma forma de lavar dinheiro das drogas.

  6. Na época do Moro havia uma barreira para a droga nem entrar. Mas deixar entrar e apreender alguma coisa da mais Ibope. Tudo errado.

  7. NÃO TEM PROJETO PARA NADA. SÓ PENSA NA ELEIÇÃO DE 22. TEM QUE APEAR O QUANTO ANTES, PARA NÃO CAUSAR MAIS ESTRAGOS AO PAÍS.

Mais notícias
Assine agora
TOPO