US Supreme Court/Divulgação

Suprema Corte dos EUA derruba decisão que garante direito ao aborto

24.06.22 12:00

A Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou nesta sexta-feira (24) o direito ao aborto no país. A decisão, tomada por seis votos a três, reverteu um entendimento da Corte de 1973, no caso conhecido como Roe versus Wade, que garantiu o direito às mulheres de realizarem o aborto em todo o país com base no direito à privacidade.

A nova argumentação é a de que a legislação estadual deve definir os limites para a realização do procedimento – tese que já havia sido vazada no início de maio. A decisão analisava o pedido do estado do Mississipi (com maioria conservadora e contrária ao aborto) para rever a questão.

A maioria da corte é formada por conservadores, selecionados durante mandato de governos republicanos no país. O texto com a decisão, de 213 páginas, é assinada por Samuel Alito, que foi escolhido em 2006 por George W. Bush. Os três ministros selecionados pelo ex-presidente Donald Trump – Brett Kavanaugh, Neil Gorsuch e Amy Coney Barrett – ajudaram a compor a maioria vencedora.

Na visão da Suprema Corte americana, não há na Constituição do país o direito ao aborto. “A Constituição não confere o direito ao aborto; os casos Roe e Case estão derrubados; e a autoridade para regular o procedimento retorna para as pessoas e seus representantes eleitos”, resume o acórdão da justiça americana.

A decisão abre caminho para que a corte reveja questões sobre uso de contraceptivos e o reconhecimento de relações e casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Ao menos 26 dos 50 estados americanos devem restringir regras de aborto após a decisão.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Faz no estado vizinho que permite o aborto, aproveita e muda pra lá, como paquistão e índia talvez tenhamos de dividir os países, estados e munícipios por populações, ao lado do nome da cidade terá que vir qual tipo de cidadão é aceito lá.

  2. O tramp/bolsonarismo fez os velhinhos do outro STF (aquele do primeiro mundo) votarem para o retrocesso do homos- que está deixando de ser sapiens e erectus- para quadrupedes. Espero que esta noticia seja fake.

Mais notícias
Assine agora
TOPO