Antonio Augusto/ASCOM/TSE

Teste com hackers não encontrou falha nas urnas, diz TSE

13.05.22 20:00

O TSE (foto) informou nesta sexta-feira (13) que os testes do sistema eleitoral feitos nesta semana, incluindo simulações de ataques hackers, não encontraram falhas que possam atrapalhar as eleições deste ano.

Desde a última quarta (11), grupos de investigadores, incluindo peritos da PF, executaram cinco planos de ataque em etapa do TPS (Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação) promovido pelo tribunal.

“Nenhum dos planos de teste conseguiu alterar um voto ou mexer na totalização de votos”, disse Sandro Vieira, juiz auxiliar da presidência do TSE. “O balanço que eu faço é positivo. Os planos de ataques que foram bem-sucedidos em novembro trouxeram melhorias implementadas pelo TSE. Foram resolvidos os problemas encontrados na primeira fase”, acrescentou o juiz.

Desde novembro do ano passado, registra a Folha, o tribunal fez alterações no sistema para eliminar as vulnerabilidades encontradas pelos pesquisadores.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Fico impressionado com o festival de besteiras contidas nos comentários de bolsonaristas que colocam em dúvida um sistema eleitoral que vem funcionando há mais de 20 anos, sem qualquer registro ou suspeita de fraudes e que elegeu seu mito e filhos para muitos cargos nos legislativos federal estadual e municipal, sem que jamais tivessem colocado em dúvida sua segurança. O besteirol é livre, mas não precisam exagerar porque essa tentativa de golpe não vai colar.

    1. Marcos fico bestificado ao vet insanos séria e as caudas a uma quadrilha e seus tentáculos ... a uns a suprema liberdade a idiotas o l ixo basta ... e ainda é muito.

  2. Censurado volto ... só um tolo ignora que as forças armadas foram usadas para legitimar algo em que o povo o real detentor do poder não confia ... os mestres em estratégia levaram um cavalo de pau e a resposta precisa não foi e nem será respondida ... O QUE e PARA QUE os HACKERS invadiram o sistema do TSE? ... SE não foi comprovada nenhuma fraude TAMBÉM não houve nenhuma comprovação do que fizeram algo inaceitável a esclarecer ... o povo não irá ao matadouro digo às urnas como bois silentes.

    1. Edvaldo PTralha criminoso, corno e galhudo. Vai ver se estou ali na tua casa. Tosse bem alto e arraste o pé pra avisar.

    2. Quem rincha é você, caro, caro, caro, deixar ver....ah, o Xandão acaba de traduzir "Nycoanos" como você; imbecis.

    3. A pergunta a ser feita, Nyco, é: qual o NÍVEL destes hackers? Para ter acesso às conversas dos Procuradores da Lava jato, tiveram que trazer um hacker da Rússia. SE o TSE permitisse ataques de hackers do mundo todo (e não uns phreaker, uns pobres coitados que se dizem hackers mas nem mesmo sabem diferenciar C++ de Fortran 90). Pra mim, o TSE contratou phreakers e não hackers de verdade. E tem mais: hackers isolados são perugosos. Descobrem o erro e gica calado. O certo é empresa de segurança.

    4. Te dou dois nomes de rackers, apenas. O próprio sociopata e o comandante aloprado das FA. O nome dos outros estão na página do Tribunal.

  3. O plano de teste deveria ser acessível a quem quisesse verifica-lo. Estou convencido que a estratégia de ataque via internet, para alteração dos mapas de apuração etc, são válidos. Mas, tenho grandes preocupações com o processo de carga do sw e da possibilidade desta carregar uma versão com gatilhos para fraudar o voto em tempo de votação e depois matar o programa burla. Não é necessário alterar todas as urnas apenas 1 ou 2% nos rincões menos desenvolvidos e vulneráveis.TSE COM A PALAVRA.

Mais notícias
Assine agora
TOPO