Adriano Machado/Crusoé

Transparência Internacional critica salários acima de R$ 400 mil de procuradores

19.01.22 13:45

A Transparência Internacional criticou nesta quarta-feira, 19, as remunerações acima de 400 mil reais garantidas a procuradores em dezembro graças a dois atos editados pelo procurador-geral da República, Augusto Aras (foto). As canetadas custaram 79 milhões de reais aos cofres públicos.

Nas redes, a ONG afirmou que a “corrupção institucional é aquela que legaliza privilégio e injustiça“. “Desvia o Estado do interesse público e o torna uma máquina de concentração de riquezas e direitos. É uma das raízes mais profundas da enorme desigualdade social brasileira“, pontuou. O Movimento Brasil Livre reforçou o coro“Só pode ter uma árvore que dá dinheiro em Brasília“.

O repasses dos “valores extras” a procuradores foi revelado pelo jornal O Estado de S.Paulo. A reportagem é embasada por dados da folha de pagamento do Ministério Público Federal, que mostra que 18 procuradores receberam salários superiores a 400 mil reais. Outros 53 embolsaram remunerações de mais de 300 mil reais. Além disso, 158 ganharam mais que 200 mil reais e 491, acima de 100 mil reais.

Os pagamentos ocorreram porque, antes do recesso do Judiciário, Aras permitiu que procuradores pedissem, de uma só vez, o dinheiro referente às licenças-prêmio que acumularam ao longo dos anos, além de determinar o pagamento antecipado das férias de 2022 e a quitação atrasada de um adicional chamado de Parcela Autônoma de Equivalência, criado para equiparar os salários de procuradores aos de magistrados.

Em nota, a PGR argumentou que “parte das dívidas é antiga (algumas da década de 1990) e foi reconhecida por decisões judiciais, que determinaram o respectivo pagamento”. “Os valores são quitados quando há sobra orçamentária, por isso, os pagamentos são feitos no fim do exercício“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Parasitas insaciáveis, tem mais os carrões blindados com motoristas e verbas de tudo que é tipo que usam e abusam a nossas custas, se apropriam de nosso dinheiro com desculpas estapafúrdias.

  2. MP faz parte da "justiça". "justiça" ? "justiça" no Brasil é igual a Marinha na Bolívia. Ou na Suíça. Ou na Áustria. Ou no Nepal. Ou no Tibet. Ou ...

  3. Um MP apequenado e amordaçado pela lambança de recursos públicos. Uma boa forma do aras ter toda a simpatia da sua turma. É assim o MP vai se corrompendo junto com o resto do judiciário.

  4. Pra resolver, só um novo congresso, de congressistas comprometidos com o país e sem rabi preso com essa casta. Eleger deputados e senadores que se comprometam em campanha a acompanhar o grupo MUDA SENADO.

  5. Uma coisa um executivo de uma multinacional de capital privado pagar tais salarios a seus executivos e sao poucos os que recebem tais salarios, mas servico publico de pais pobre como o nosso, se torna extremamente imoral ainda que seja legal. Roubo institucionalizado sobre a nacao, deviam ter vergonha na cara e doar aos famintos do Brasil, mas em vez disso, querem mais. NEM PASSADO, NEM PRESENTE, MORO PRESIDENTE.

  6. Tenho vergonha de ser Brasileiro, um país que serve a apenas uma CASTA privilegiada, e ao resto da população, as sobras. Nem empresário SUPER bem sucedido, que gera centenas de empregos e paga muitos impostos, ganha tanto. Lembrando que ser empresário é uma atividade de super risco neste país, quase sempre só dá prejuízo.

  7. Estou com pena desses procuradores: trabalham demais e ganham muito pouco. Aconselho a entrarem em greve pedindo aumento de salário!

  8. Assalto repugnante ao brasileiro comum. Crime contra os cidadãos e, principalmente, contra os pobres. Não há qualquer justificativa para esses salários no setor público. Ainda mais, para o serviço medíocre que eles prestam. Na verdade, o desserviço... Indecente.

  9. A brasileirada, como a argentinada, estão estranhamente anestesiados, dormentes, ou já se deixaram vencer pela pu-ta-ria desses bandidos, ditos membros do ministério público, que “assaltam” o tesouro público, em nome da lei. E haja locupletação com o dinheiro público. E ninguém bate panela, ou sai pra rua pra protestar.. nem reclamar, nem se revoltar. Triste fim dessa “pátria idolatrada, salve salve”..”ou restaure-se a moralidade, ou locupletemo-nos todos!”…

  10. se tem uma coisa que a justiça consegue deliberar e publicar rapidamente é benefícios em seus salários e negar direitos constitucionais de servidores de outros poderes principalmente do executivo.

  11. E muitos fazendo sopa com ossos que catam no lixo ou compram. Alguns açougues já vendem ossos temperados, prontos para "consumo".

    1. Verdade!!! E ainda dizem que vivemos numa democracia. Que democracia? Onde meia dúzia de dá muito bem, e os demais pagam a conta. Acorda Brasil!!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷 MORO 22, última esperança.

  12. É uma vergonha essa farra com o dinheiro público por parte de quem mais deveria dar o bom exemplo: PGR e Judiciário. São extras, benesses, vantagens, auxílios e penduricalhos que não acabam mais. Uma indecência, um descaramento total. Será que ninguém, nenhum órgão do Estado irá se manifestar e continuaremos a assistir passivamente a esse festival de absurdos?

    1. E vinhos premiados, lagostas, atendimento médico em tribunais, férias de 2 meses, ... Até quando os brasileiros vão aceitar bancar essa gente toda?

  13. O Brasil precisa ser "resetado". A corrupção da moralidade é institucional que, embora legal, é imoral. Portanto, de que adianta se indignar?

  14. Para as "maravilhosas castas' de nossa república de bananas, não há limites! A turma tomou de assalto o Estado e dele usufrui sem prestar contas à sociedade! Até quando?

  15. Vocês se lembram dos precatórios? Também eram dívidas legalmente reconhecidas pela justiça. Acontece que, no BR, eu insisto, está em ação o NEOSOCIALISMO, cujos agentes que comandam as decisões e ações é a elite de servidores públicos, políticos e empresários (no caso do Direito trabalhista) que se auto beneficiam de forma associada, para privatizarem para si os recursos públicos patrocinados pela maioria da sociedade que trabalha, gera renda e impostos para o Estado.

    1. Max, seu contraponto ao meu comentário corrigiu o meu erro de raciocínio. Concordo com vc que vivemos o advento do NEOSOCIALISMO, nome perfeito para este novo contato social. Sua colocação da decisão sobre a dívida dos precatórios, em comparação ao pagamento dos vergonhosos privilégios autorizados pelo PGR, compravam que o NEOSOCIALISMO sequestrou o Estado. Tudo pode, desde que interesse à elite dos NEOSOCIALISTAS. Moro 🇧🇷

    2. Paulo, sobre a sua observação em realocado à semântica do termo neosocialismo, deixei meu comentário na notícia correspondente sobre o Moro de ontem.

  16. Isto é vergonhoso, uma casta de privilegiados que se acham acima do bem e do mal ganhando uma fortuna sem produzir 1 kg de arroz para o país. Tudo isto fruto de uma distorção da constituição de 88 que deu excesso de privilégios e criou um monstregão custoso e oneroso aos cofres públicos pagos com nosso suado dinheiro. Triste Brasil tá tudo errado, tem que mudar isto, acabar com estas distorções ou o país nunca sairá deste atoleiro.

  17. Isto é a corrupção legalizada. Vergonha nacional. Enquanto isso não há dinheiro para investimento e parte da população passa fome. Trid

  18. O Brasil é dos políticos e dos advogados! Nenhum setor do serviço público tem remuneração maior aqueles ligados à profissão ! Aqueles que estão fora do serviço público deitam e rolam impetrando n recursos ptotelatorios que levam à prescrição dos processos! No Brasil, até divórcio amigável tem, obrigatoriamente, de ser acompanhado por um rábula !

  19. ENQUANTO ISSO O POBRE BARNABÉ QUE TRABALHOU 30 ANOS SEM USAR O SEU DIREITO (POR CONVENIENCIA DO ESTADO) DE LICENÇA-PRÊMIO E O COBRA NA JUSTIÇA DESDE 2011 AINDA SEM SOLUÇÃO. MAIS UMA VERGONHA, ESSA PARTINDO DAQUELES QUE DEVERIAM NOS DEFENDER.

Mais notícias
Assine agora
TOPO