Reprodução/redes sociais

Trump aperta o Hezbollah

28.05.19 08:59

As sanções impostas pelo presidente americano Donald Trump contra o Irã no ano passado estão afetando o grupo terrorista libanês Hezbollah, financiado pela teocracia iraniana.

Segundo matéria do site Ynetnews publicada nesta segunda, 27, os salários dos soldados do Hezbollah, que lutam na Síria, tiveram de ser cortados em 30%.

O grupo terrorista também foi obrigado a vender apartamentos ao sul de Beirute e o canal de televisão Al-Manar demitiu funcionários.

“A preocupação do Hezbollah é a de que a receita que recebe do Irã, que é originária principalmente da venda de petróleo, irá acabar. Os envios mensais de dinheiro vivo por avião de Teerã já foram cortados pela metade”, diz a matéria.

A crise levou o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah (foto) a pedir doações na televisão. Foi a primeira vez que ele fez isso.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se nossas autoridades ajudarem os norte-americanos fechando o cerco na 25 de Março; na tríplice fronteira, em Foz de Iguaçu; e fechar parcerias com o Paraguai, asfixia completamente o Hesbolah. É bom também fechar o cerco no Arco Norte.

  2. Parabéns ao presidente Donald Trump, o mundo só terá paz quando for extintos todos esses grupos terroristas que assolam a humanidade.

  3. Acredito que ao cortar o dinheiro do crime organizado e de terroristas você limita o poder. O poder está naquele que financia armas e pessoas. Também sou contra o fundo partidário não tinha que ter dinheiro público para eleições nem para políticos como as emendas o dinheiro tinha que ir para prefeitos para ser usado na fonte com transparência e auditoria para ser apurado e divulgado os resultados.

  4. Isso remete ao discurso de Sérgio Moro acerca dos financiamentos das ORCRIMS no Brasil. Somente com o seu pacote anticrimes teremos essa possibilidade. Mas o Congresso fará de um tudo para detê-lo.

  5. PEDI PRA CANCELAR MINHA ASSINATURA DO "ANTAGONISTA+" NUM EMAIL ONDE EU DEIXAVA CLARA QUE "A ASSINATURA DA CRUSOÉ CONTINUA". E O QUE FIZERAM OS CABEÇÕES INCOMPENTETES E COM PREGUIÇA DE LER O QUE EU HAVIA ESCRITO? CANCELARAM A MINHA ASSINATURA DA REVISTA. BURRICE DEMAIS, PQP. LEVEI UM PÉ NA BUNDA DESSES BOBOCAS INCOMPETENTES .

    1. Não esqueça que a esquerda lá avança rapidamente, veja o prefeito de New York .

    2. Sem desmerecer Trump (que apoio), as guerras nas quais os EUA se envolveram ou iniciaram - tanto em número como em importância - os governos eram democratas. E não esqueçam que Obama ficou marcado como o presidente que caçou e matou Bin Laden. Esquerdista nos EUA, governando, nunca! Não existe isso...

  6. E só usar a estratégia nos Brasil: cortar a fonte do dinheiro que vai para os milicianos e traficantes. Porque não o fazem? Alguém tem uma hipótese?

    1. Adivinhe só. Maia + Centrão = Corrupção. Isso quer dizer que as medidas anticrimes do Sérgio Moro são pra valer. Aterrorizam o Congresso e as ORCRIMS.

Mais notícias
Assine agora
TOPO