ReproduçãoNos tempos áureos, com o PT no governo, Cortegoso andava de Porsche conversível. Agora, empresas ligadas a ele voltaram a faturar com dinheiro do fundo partidário

A volta do garçom do PT

Carlos Cortegoso, o ex-garçom algumas vezes pilhado em escândalos petistas, reaparece no mesmo figurino: ligado a empresas obscuras que recebem milhões do partido
24.07.20

Uma das bandeiras históricas do PT é, justamente, produzir bandeiras. Ao longo de décadas, o partido de Lula torrou milhões de reais para aparelhar a sua militância com acessórios como as conhecidas flâmulas vermelhas com a estrela símbolo da legenda. Era uma forma de fazer dinheiro. O volume de recursos gastos com a confecção de materiais de campanha por empresas de parceiros antigos de negócios, principalmente em ano eleitoral, levantou suspeita sobre os contratos milionários celebrados pela sigla nos últimos anos. Emissão de notas frias e pagamentos feitos por fora por fornecedores do governo petista, muitos réus confessos, são alguns dos indícios de que as gráficas contratadas pelo PT funcionaram como peça-chave na engrenagem de corrupção do partido. Esperava-se que o cerco da Lava Jato sustaria o esquema. Mas, ao que tudo indica, isso não aconteceu.

Um levantamento feito por Crusoé na prestação de contas do diretório nacional do PT, entregue no mês passado ao Tribunal Superior Eleitoral, constatou que o partido presidido por Gleisi Hoffmann gastou 4,48 milhões de reais com três empresas que produzem materiais como bandeiras e camisetas e organizam eventos. Todas elas estão registradas no nome de um irmão do empresário Carlos Roberto Cortegoso, que ganhou o apelido de “garçom de Lula” por ter trabalhado em um restaurante em São Bernardo do Campo, berço político do líder petista, na década de 1980. Cortegoso era o dono oculto das gráficas contratadas pelo PT até 2014 – uma delas estava registrada no nome da filha e de um motorista dele. Só naquele ano, ele recebeu 24 milhões de reais da campanha de Dilma Rousseff. Foi o segundo maior fornecedor do partido, atrás apenas do marqueteiro João Santana.

Em 2016, a Focal, antiga gráfica de Cortegoso, foi alvo de uma operação da Polícia Federal, no inquérito aberto no TSE que investigava fraudes na campanha petista e que poderia resultar na cassação da chapa Dilma-Temer. O pedido foi negado pela corte no ano seguinte, quando o ex-presidente Michel Temer já havia assumido o comando do país com apoio do PSDB, autor da ação. Dados da quebra de sigilo fiscal do empresário já haviam detectado uma movimentação 69 vezes maior do que o rendimento declarado por ele à Receita Federal. Hoje, Cortegoso é réu em um processo criminal decorrente da Operação Custo Brasil, na qual é acusado de receber 309 mil reais de propina no esquema envolvendo a gestão de crédito consignado no Ministério do Planejamento, na gestão de Paulo Bernardo, ex-marido de Gleisi Hoffmann. Em depoimento à Justiça, o “garçom de Lula” admitiu ter recebido o dinheiro, mas disse que era um pagamento feito por fora pelo PT para saldar uma dívida de campanha.

ReproduçãoReproduçãoA KM 17 é registrada no mesmo conjunto onde funciona a loja oficial do PT
O nome de Cortegoso aparece vinculado a escândalos petistas desde o mensalão. Em 2006, ele figurou na lista de recebedores de dinheiro do esquema operado pelo publicitário Marcos Valério: 400 mil reais que teriam sido desviados de contratos públicos para pagar material de campanha do PT. Pouco tempo depois, se envolveu em transações imobiliárias suspeitas ao comprar sete propriedades do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, pelo valor de 2 milhões de reais. As aquisições teriam sido feitas para ajudar parceiros do ex-presidente por meio de uma operação de lavagem de dinheiro.

Após caírem na teia da Lava Jato, as empresas de Cortegoso saíram de cena, mas os negócios com o PT continuaram. Desde dezembro de 2014, três empresas foram abertas pelo irmão dele, Paulo Cortegoso, para fornecer os mesmos serviços ao partido. Apesar disso, ainda é Carlos Cortegoso, conhecido como “Carlão”, quem cuida dos acertos políticos com o partido, pela longa amizade que tem com lideranças petistas, como o ex-tesoureiro João Vaccari Neto. A relação é tão próxima que uma das novas empresas dos Cortegoso, a KM 17 Projetos Visuais, está registrada no mesmo endereço da loja oficial do PT, no centro de São Paulo. A rua é a mesma do diretório do partido. Das três firmas criadas após o início da Lava Jato, a KM 17 foi a que mais recebeu dinheiro do partido no ano passado: 2,8 milhões de reais.

Quase metade dos repasses feitos pelo diretório nacional do PT a Cortegoso saiu da cota do fundo partidário destinada à promoção de política para as mulheres. Só um evento realizado em agosto do ano passado, em Natal, rendeu mais de meio milhão de reais ao empresário. Na ocasião, as três empresas foram contratadas para fornecer itens como copos de drinks, sacolas de tecido e camisetas. Em outros eventos, foram gastos 218 mil reais com a compra de lenços tipo echarpe para a militância feminina do partido. Também foram feitos pagamentos para a compra de leques e tatuagens. E para não fugir à regra, outros 455 mil reais foram gastos com a confecção das tradicionais bandeiras vermelhas.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/FolhapressJoão Vaccari, ex-tesoureiro petista, é amigão do “garçom de Lula”
Os registros enviados ao TSE mostram ainda que o PT usou 562 mil reais do fundo partidário de 2019 para quitar dívidas de campanha de 2018 com as empresas de Cortegoso. Uma delas foi a de Fernando Haddad, derrotado por Jair Bolsonaro na corrida presidencial. Entre os serviços pagos pelo partido, mais uma vez, estavam as “históricas bandeiras” petistas, além de adesivos e da montagem de um evento nos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, durante o segundo turno.

Apesar do histórico de irregularidades envolvendo fornecedores contratados pelos partidos e os próprios dirigentes contratantes, a fiscalização sobre as contas partidárias se resume, na imensa maioria dos casos, a análises contábeis sobre um enorme emaranhado de documentos juntados pelas legendas. Esquemas envolvendo conhecidos operadores continuam ocorrendo por meio de empresas em nome de laranjas, assim como contratações de firmas registradas no nome dos próprios dirigentes ou filiados, com dinheiro público. Há casos com valores superfaturados e notas frias. Sem uma apuração mais acurada e menos burocrática, não há punição sobre eventuais crimes e as próprias sanções aplicadas às legendas pelo Justiça Eleitoral, como devolução de recursos do fundo partidário e pagamento de multas, são tardias.

Somente em abril deste, por exemplo, o TSE votou e reprovou as contas do Partido Progressista de 2013. No ano anterior, a fiscalização sobre a legenda chegou a motivar uma investigação por suspeita de fraude, na qual um ex-coordenador teria recebido propina para fazer vista grossa sobre os desvios cometidos pela sigla. Apenas casos muito escandalosos, como a compra de um helicóptero com verba pública pelo ex-presidente do Pros, Eurípedes Júnior, costumam resultar em inquéritos policiais. Destituído do cargo, ele foi acusado de desviar 5 milhões de reais do fundo partidário para comprar pertences para sua família, como carros e aparelhos de ginástica, fato mostrado mostrado por Crusoé no início do ano. Com o incremento de dinheiro público para partidos políticos, após a proibição das doações empresariais a partir de 2016 (só de fundo eleitoral serão 2 bilhões de reais), um olhar com lupa sobre a destinação dos recursos torna-se ainda mais necessária. O “garçom de Lula” não iria gostar, evidentemente, mas é algo que pode fazer muito bem aos cofres públicos.

Com reportagem de Fabio Leite.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Petismo = Bozismo. Ambos representam a mediocridade, ladroagem e sem vergonhice. O Brasil precisa se livrar destes dois grupos o mais rápido possível. Harakiri neles!

  2. E viva o povo escravo brasileiro! Todos temos que trabalhar pra sustentar esta corja formada pelos partidos políticos, pelos deuses do STF que só defendem bandidos e se auto defendem, julgando-se acima de todos os brasileiros! Em vez de diminuir o bando de chupim e do estado aumenta-se a caga tributária sobre quem produz.

  3. O fundo partidário é uma excrescência. Precisa ser extirpado. Como podemos podemos fazer um país melhor com uma loucura dessas? Alimentar salafrários com o nosso dinheiro suado é o fim da picada. É pau é pedra...

  4. É preciso acabar com essa excrescência de dinheiro público para partidos políticos. Em 2020 vote no único partido que não usa dinheiro público.

    1. Sempre! Meu voto é para o Partido NOVO, único a não usar dinheiro público.

  5. O PT já deveria ter sido extinto há muito tempo! Desde o episódio do mensalão! O Ciro sabe dos bastidores do "acordo" como FHC, Aécio e cia para salvar o luladrão e os filhos dele! PT e PSDB sempre foram irmãos siameses e a imensa maioria dos eleitores não sabia. O racha ocorreu, quando ocorreu a reeleição da dilmanta! No PT só tem corruPTo!

    1. Essa é uma pergunta q não encontro resposta! Pq o PT não foi extinto?

    2. Essa é uma pergunta que não encontro resposta! Pq PT não foi extinto?

  6. Mesmo com "uma apuração mais acurada" esse abuso na cara dura deve-se à política de impunidade que se estabeleceu nas altas cortes deste país. Candidaturas avulsas já esvaziariam um pouco o poderio desses partidos corruptos, penso eu.

  7. O Brasil só tem uma saída antes de quebrar todos nós, e por consequência o país. Tem que privatizar tudo, executivo (contrata na Coreia do Sul), legislativo (contrata na Suécia) , judiciário ( informatiza com algoritmos da legislação) e exercito (contrata em Israel).

    1. E arrenda a Amazônica para o Japão, todo mundo sai lucrando, inclusive a natureza.

  8. Essas notícias já deixaram de ser notícia. Quando será que vão noticiar a explosão de um desses p....com toda sua família. Aí sim vai ser notícia. E das boas. Porque sabemos que políticos no Brasil, são todos ladroes.

  9. PT, o significado da sigla e de seus representantes não muda. Cambada de ladrões. E ainda se achando no direito de fazer julgamentos a torto e a direito. Deviam era devolver os bilhões surrupiados do povo brasileiro.

  10. A retomada do que começamos em 2013, qdo nas RUAS alinhamos as pautas ANTICORRUPÇÃO, e em 2018 tiramos o EXECUTIVO do CONLUIO entre os 3 poderes é IMINENTE pós pandemia. A PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO é o único caminho constitucional. A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO encerrarão de vez, esse fisiologismo sórdido entre instituições oficiais, q nos faz realmente pensar em lavatoga, intervenção militar ou algo que nos salve.

  11. Vergonha é vê que a nossa justiça comunga com tudo isso. “O homem é o meio que ele vive” Nunca pensei que uma frase coubesse tão bem na realidade da republiqueta dos e das bananas.

  12. É inacreditável ! Não se consegue acompanhar o abre e fecha de "empresas" e as tramoias que as envolve com o PT. O pior, é a Receita Federal desconhecer, ao que parece, toda essa movimentação de dinheiro....desde o mensalão.

    1. Verdade. É algo tão escandaloso, como não descobrem...

  13. Que tal acabar com o Fundo Partidário? Essa farra com o nosso dinheiro de tributos. Confiar na justiça para coibir ilegalidade? Fala sério.

    1. Hahaha toc toc toc a festa dos Bots é aqui? hahahahaha ANARQUIA JÁ!

    2. O que não consigo entender é gente instruída continuar votando em partidos que usam dinheiro público. O NOVO não usa e tem feito um bom trabalho. Em 2020 é possível mudar isso.

    3. Eu tbm. Votei No NOVO e apoio o partido com a minha filiação. Sem o uso de dinheiro dos outros

    4. Rogério, por isso votei no NOVO e os meus Deputados Federal e Estadual estão indo muito bem.

  14. A solução é enterrar a dita constituição cidadã, convocar um plebiscito para uma constituinte, talvez teríamos alguma chance para dar um basta nessas reportagens da corrupção, pois ficamos revoltados sem poder fazer nada, afinal de contas temos um STF, que faz vistas grossas para beneficiar corruptos.

    1. Uma nova constituinte com esse parlamento não vai resultar em coisa melhor.

  15. Antigamente nós pagávamos o PT através dos superfaturamento de obras federais ou das estatais. Agora pagamos através do Fundo Partidário, por "dentro" da lei. Enquanto tiver dinheiro público o PT vai roubar; e não só o PT.

  16. Esta reportagem fere os assinantes remanescentes. Eu, de minha parte, só esperando o prazo em que se expira minha assinatura desta prestigiosa, polêmica e incrivelmente imparcial revista.

  17. O máximo que se pode fazer é denunciar, denunciar e denunciar. Agora que se faça justiça são outros quinhentos. infelizmente.

    1. Comentário bozal de quem, provavelmente, desconhece o significado da palavra “escrúpulo”... e ainda quer dar lição de moral!!! Não sei se o Brasil é mais ridículo ou mais perverso...

    2. 40mil? Foi mais de milhão em movimentações relacionadas à imóveis, idiota. Se tão roubando têm que ir em cana. Não importa se 1 ou centenas milhões.

    1. A lava jato morreu, com a ajuda de Bolsonaro, Toffoli, Aras e afins. Sangria estancada. De volta a corrupção escancarada. Um acinte aos 200 milhões de patos que pagam a conta.

    1. Quaquaqua.. tá.. espera pacientemente que "eles".. ("eles quem, pangaré"?) vào cancelar direitinho.. nem precisa fazer mais nada.. eu acho.. é só deixar rolar.. apscosta/df

    1. Vcs são gado. Vão continuar na merda quem quer que seja o presidente. Vcs não tem senso critico e raciocínio pra se darem bem na vida. Bolsonaro = PT. Deixem de idolatrar bandidos.

    2. Concordo esses borra-botas da Crusoe atacando o governo e agora vem mostrar o que todo mundo sabe a roubalheira dos ptralhas... uma revista parcial lamentavelmente...

  18. Graças ao STF que optou por não punir políticos corruptos, apesar da Lava Jato, continuamos com esse nível altíssimo de corrupção no Brasil. O PT, e outros partidos, já deveria estar fechado.

    1. Se tivéssemos Leis consistentes neste nosso Brasil e Juízes imparciais, certamente isso seria menos escancarado.

  19. É uma ignomínia absurda se pegar dinheiro de impostos e dar para entes privados - partidos políticos - para que usem de qualquer forma, até mesmo para campanhas para elegerem seus membros que farão o de sempre: roubar-nos! É isso num país em que se morre por falta de hospitais e em que a educação pública é a pior possível! Até quando aceitaremos isso?

  20. É bom mostrar essas informações ao Ministro Guedes, ávido por aumentar impostos, e acabar c/ fundos partidários ja que todo mundo sabe p onde vai o dinheiro.

  21. Pra que ser honesto neste país? Honesto igual a trouxa. Esses caras dormem muito bem à noite, obrigado, em suas camas king size e travesseiros de pena de pavão. E nós, honestrouxas, bancamos. Quero meu conversível!!!

    1. Cai na real gente fina.. aeui nso tem assinante petralha.. a maioria é bozobosta.. wuawuaqua

  22. É só falcatrua, impressionante a facilidade que esses ladrões agem, e o pior de tudo, recorrem as "famosas ' CORTEs superiores e são premiados com HCs, como acreditar em políticos??

    1. HCs que não são concedidos de graça. É a forma dos togados participarem do butim.

  23. O Novo conseguiu provar que é possível sim fazer política, manter um partido atuante e eleger uma bancada sem nenhuma dinheiro público. E olha que até agora nenhum dos deputados eleitos pelo partido decepcionaram. Enquanto tiver $ público financiando a política haverá corrupção.

  24. Como fazer parar a corrupção? Alguém do PT está preso, a Média inclusive está revista tem feito algum trabalho sério? A resposta é um sonoro não, sabe por que, todos de olho no dinheiro público. Querem se livrar do atual governo, para voltar a farra que todo este pessoal está envolvido, enquanto isto, fazem bandeiras.

  25. Os corruptos no Brasil sao condenados com vinte anos de atraso, vide Serra. Isto leva à impunidade e á criminalidade continuada. Quanto ao fundo partidário, tudo é vergonhoso. É inaceitável que um paìs pobre como o nosso, onde as pessoas não tem nem rede de esgoto, gaste bilhões com estes partidos vagabundos e desonestos. Até quando aceitaremos sermos tratados como imbecis?

    1. A bandalheira é tão grande que pagamos para os bandidos se eleger e, consequentemente, quando eleitos, nos roubar.

    2. MGM, concordo contigo. E até quando os brasileiros votarem em honesto, como ocorreu em 2019. Viva o honesto.

    3. O PT é outros partidos corruptos devem ser extintos, pois como um velho ditado popular diz "PAU QUE NASCE TORTO MORRE TORTO".

  26. Todo o esquema é montado pelos crápulas no congresso espúrio para quadrilhas/partidos políticos usurparem o dinheiro público e quando as tramoias são descobertas há sempre um judiciário para chamar de seu. E nós pagamos a conta.

  27. A PTralhada continua atuante, comandada pelo ladrão-mor, o presidiário solto pelo Tofinho, e a narizinho, das planilhas da Odebrecht, a amante. Pobre Brasil! Fundo partidário: ah! ah! ah! ah!

  28. Para salvar o PAÍS e separar o joio do trigo, é dever dos cidadãos de bem a PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO, q trai nossos votos assombrosamente. A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO é o caminho único para afastarmos dos cofres públicos, "deuses q em nome de "estado democrático de direito" e "protetores" dos mais humildes, se tornaram "Supremos". Acima de partidos políticos e ideologias, nessa engrenagem nefasta chamada SERVIÇO público, está a desgraça do BRASIL.

    1. francisco Pe Eu não mais dou opinião pois, se existisse justiça neste país, claro que fazia meu comentário na esperança de uma punição

Mais notícias
Assine agora
TOPO