Inquérito acelerado

14.08.20

Corre em ritmo acelerado, agora na superintendência da Polícia Federal em Brasília e não mais na sede da corporação, o inquérito que investiga a organização e o financiamento dos atos antidemocráticos que contaram com a participação de Jair Bolsonaro. Como Crusoé mostrou há algumas semanas, houve uma tentativa da atual direção da PF de tirar a delegada Denisse Ribeiro do caso, mas o risco de a troca levantar suspeitas de interferência indevida e se transformar em uma crise barulhenta acabou abortando o movimento. A delegada saiu do Máscara Negra, o edifício-sede da PF, mas conseguiu levar consigo o inquérito. Pouco antes da confusão, Denisse, que tem fama de linha-dura, havia avisado seus superiores que o inquérito tem grandes possibilidades de gerar embaraços para figurões da República. Neste momento, investigadores da estrita confiança da delegada estão analisando o material apreendido com empresários, deputados e apoiadores de Bolsonaro, incluindo computadores e telefones celulares, e os dados das quebras de sigilo.

ReproduçãoReproduçãoA delegada Denisse Ribeiro: inquérito está avançando

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. "Atos antidemocráticos"; invenção recente da oposição, boa parte da imprensa e o empurrão do STF . Sempre houve manifestações e o livre direito de expressão que parte da porcaria da imprensa que temos, insiste em negar

  2. Parabéns Delegada! Que a Justiça prevaleça! Não aguentamos mais ver tanta sujeira sendo jogada debaixo do tapete da impunidade!

  3. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA”! Triunfaremos!

  4. Quem comete crime deve pagar a pena. TEMSO QUE ACABAR DOM O FORO PRIVILEGIADO E VOLTAR A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA. TEMOS, AINDA, QUE DEFENDER A LAVA JATO. DIA 15 VAMOS PARTICIPAR DA CARREATA PROMOVIDA PELO MOVIMENTO VEM PRA RUA.

Mais notícias
Assine agora
TOPO