Centrão flerta com Bolsonaro

24.08.18

Integrantes dos partidos do Centrão, grupo que reúne PP, DEM, PR, PTB e PRB, já admitem apoiar um eventual futuro governo de Jair Bolsonaro. Para isso, lideranças dizem que o presidenciável precisará flexibilizar a promessa de acabar com o toma-lá-dá-cá de cargos em troca de apoio político. “Ninguém vive sem governo”, disse uma influente liderança nacional do PP, legenda que esteve nos governos Lula, Dilma e Temer (e que quer estar no próximo). Embora tenham formalizado aliança com Geraldo Alckmin, do PSDB, as siglas do Centrão fazem questão de manter interlocução aberta com Bolsonaro. DEM e PR, por exemplo, nunca se opuseram ao fato de o deputado Onyx Lorenzoni e o senador Magno Malta serem os principais coordenadores da campanha de Bolsonaro. O presidente do PP, senador Ciro Nogueira, também cultiva boa relação com o candidato.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéUm olho lá, outro cá: deputados estão com Alckmin, mas já planejam apoio a Bolsonaro

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A chantagem vai comer desembolsar independente de quem for eleito. Triste Brasil. Ser eleito para benefício próprio. A única solução era nenhum ser eleito novamente.mas não me engano com isso.ainda mais com o número enorme de pessoas q afirmam votar em Branco ou nulo para senador, deputado federal e estadual

  2. Traduzindo: o próximo Presidente do Brasil, para além de todos os predicados mais negativos que cercam o Congresso Nacional, só terá "governabilidade" na base da mais rasteira chantagem.

  3. "...flexibilizar a promessa de acabar..." significa mantenha o toma-lá-dá-cá para permitir a famigerada "governabilidade", dizem, "ninguém vive sem governo", é o mais do mesmo. Espero que Bolsonaro cumpra sua promessa de mudar essa prática. Cabe a nós, eleitores, não (re)elegermos políticos/partidos que pregam e vivem disso.

  4. É, nunca seremos um país sério, já disse outrora o presidente francês Gal. De Gaulle. Enquanto o povo não se instruir estaremos sempre na rabeira, último mesmo.

    1. É o mesmo que alguém que você não gosta dizer que você é corrupta e as pessoas saírem por aí dizendo que já suspeitavam disso. Os caras falarem que estão dispostos a apoiar Bolsonaro não quer dizer que ele vai aceitar e nem que está propenso a distribuir cargos em troca desse apoio

  5. Centrão na verdade devia ser chamado de puteiro. E mais digno esse nome aos vagabundos que fazem qualquer coisa pelo poder e dinheiro fácil.

    1. Oi André. Acho que um puteiro é mais limpo que o congresso nacional.

  6. Pessoal vamos lembrar que o termo Centrão nasceu durante a Constituinte e foi para salvar o Brasil da esquerda, e na liderança estava o PFL, sim já tivemos os liberais liderando o 2 maior partido do Brasil, só que o ACM tinha uma queda muito forte por painel e afundou tudo ! Não foi por nada que o sonho do Luladrão era acabar com o DEM = refugo PFL.

  7. Enquanto o “santo” prossegue com sua pantomina, os “ratos começam a pular do navio” .Antipatico, Alckmin passa a imagem do cara dissimulador.Dois fatos geraram minha rejeição;1-chamar DilmAnta de “presidenta”, 2-Alem de entregar o governo do estado para um grupo adversário do seu partido, demonstrou falta de caráter ao atuar firme e decididamente para “descalçar “ e desmoralizar João Doria. Doria seria o candidato com melhores chances de levar o PSDB ao Planalto .Teria meu voto

  8. Vale dizer, nem o Centrão acredita no IBOPE e no DATAFOLHA. Caíram na real: o cobertor do “socialismo” ficou curto pra esconder tantos bandidos.

  9. O principal medo de certos políticos influentes neste País, não é o fato de ganhar uma eleição somente, mas garantir o Foro Privilegiado. São um bando de adesistas, que só querem continuar sugando. Por outro lado, entendem que se Bolsonaro e Mourão assumirem o País, a casa vai cair e a cobra vai fumar. Então a questão agora não é democrática, é psicológica, pois revela uma ampla "FOBIA".

  10. Ninguém governa sem alianças, só espero que Bolsonaro não caia na cilada do toma lá dá cá em nome da governabilidade que é um desastre pro Brasil,vai ganhar no primeiro turno pra não precisar fazer aliança e chegar no planalto com moral pra não ficar devendo nada a ninguém e formar uma equipe com pessoas capaci tadas nunca se teve uma oportunidade como essa seria uma guinada no sistema

  11. A eleição para Presidente está com claras evidencias de polarização entre Bolsonaro e Alckmin. O primeiro ela vontade popular e o segundo pela força dos políticos tradicionais. E no segundo turno tudo ficará altamente favorável a Bolsonaro. A força popular e a coordenação política.

  12. Não tem meio termo.....que q é ..isso de "flexebilizar"..uma pinóia...a hora é agora .....não tem conchavo..acabou....caiam fora seus criminosos..políticos corruptos..esses comunistas não desistem nunca.mas nem nós..Bolsonaro e Gen. Mourão e danem-se comunistas miseráveis.

Mais notícias
Assine agora
TOPO