Carlos Fernandodos santos lima

A ansiedade e a terceira via

29.10.21

Estamos há menos de um ano das próximas eleições presidenciais e a ansiedade vai tomando conta dos potenciais candidatos e, especialmente, de seus simpatizantes. Se as duas candidaturas populistas parecem certas, Luiz Inácio Lula da Silva pela extrema-esquerda e Jair Bolsonaro pela extrema-direita, ainda há muita incerteza acerca dos nomes que comporão o centro democrático.

A ansiedade é perfeitamente compreensível pelo lado da extrema-direita, considerando o derretimento dos índices de aprovação do governo Bolsonaro, abandonado por boa parte dos seus eleitores de 2018 diante do descalabro de seu governo, especialmente na economia e no combate à Covid. Seu último ultraje foi o de associar de forma irresponsável e criminosa a vacinação contra o coronavírus e o desenvolvimento de Aids, criando entre a população menos informada ou fanática a impressão de que existe uma vinculação entre as duas doenças, fato completa e absolutamente falso.

Como já nos manifestamos há tempo, Jair Bolsonaro deveria ser objeto de impedimento por tudo o que fez de errado e não fez de certo durante a pandemia, incluindo agora essa sua afirmação mentirosa e desumana. Como não é possível se tratar apenas de mera ignorância, é de se questionar inclusive a higidez mental do presidente, que parece sofrer de uma falta de empatia e remorso que beira a psicopatia. O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito só consolidou o que já era amplamente conhecido: Bolsonaro e seu gabinete do ódio foram responsáveis por milhares de mortes evitáveis. Entretanto, como mortes, ética ou justiça não são fatos importantes para o mundo político, o resultado da CPI adormecerá nas gavetas de Augusto Aras e Arthur Lira.

Se a impunidade é garantida pelas ambições de Aras e pela cupidez de Lira, a percepção de que Jair Bolsonaro não conseguirá chegar ao segundo turno tem aberto a esperança de que um nome que lhe seja o oposto no trato da economia e no combate ao coranavírus, mas que também não se vincule à corrupção sistêmica promovida pelo Partido dos Trabalhadores e pelo Centrão, surja como alternativa viável para ganhar de Lula no segundo turno. Aqui, como se pode notar, damos como certo de que o candidato da esquerda será o ex-condenado, pois a única alternativa da esquerda, Ciro Gomes, possui pouca capacidade de se opor ao petismo e sua máquina sindical.

Mas está claro também que Lula está longe de ser imbatível. Na verdade, apesar de surgir neste momento com excelentes índices de preferências do eleitorado, deixou há muito de ser alguém que entusiasme a população ou o mercado. Na verdade, Luiz Inácio se parece mais à sua velha versão espelhada, Paulo Maluf, que para boa parte da população era sinônimo de corrupção e hipocrisia com a assunção informal do mote “rouba, mas faz” ademarista, agora repaginado para a versão petista do “rouba, mas tem programas sociais”. Lula não será agora mais o “Lula-lá” da esperança, jogada no lixo por seu uso hipócrita da corrupção como forma de governar, nem mais o “Lulinha Paz e Amor”, pois incapaz de esconder seu desejo de vingança contra aqueles que o colocaram preso e sua pauta antimercado.

Dentre as alternativas a esses dois demagogos, muito se especula sobre a candidatura do ex-juiz Sergio Moro, esperando dele uma voz de comando para o início da campanha desde já. Certo apenas é que o lançamento da campanha neste momento somente interessa aos dois populistas, que começarão imediato bombardeio, secundados por seus defensores na mídia e no próprio STF. Certamente o ex-juiz deverá sair da sua tradicional reserva e construir um diálogo direto com o eleitorado, se quiser ter realmente chance nas eleições presidenciais de 2022. Quem o conhece pode afirmar que ser candidato a presidente nunca esteve nas aspirações de Sergio Moro, mas a política, movida pelos ventos do destino, está além da mera vontade daqueles que nela se aventuram, ainda mais para quem se acha imbuído do desejo de contribuir para um país melhor, como Moro.

É claro que muitos verão essa minha afirmação com cinismo, especialmente aqueles que acompanham o funcionamento das decisões políticas de perto. Certo é que conviver muito tempo com essa realidade política realmente pode fazer qualquer um descrer no certo e desacreditar em valores. Existem realmente, contudo, pessoas imbuídas do desejo de um país melhor, construído sobre princípios, pois se isso não for verdade, teremos que admitir que nossa experiência democrática dos últimos 30 anos se encontra completamente falida. Apesar dos cínicos estarem normalmente certos sobre muitos sepulcros caiados, são justamente os poucos reais idealistas que trazem mudanças positivas para a sociedade. E posso dar meu testemunho pessoal de que Sergio Moro não é um fariseu hipócrita.

Outros nomes da terceira via também terão um longo caminho para se firmarem como alternativa viável para as próximas eleições. Enquanto Doria e Leite se digladiam pela candidatura do PSDB, Mandetta terá que se colocar perante o novo partido União Brasil como um candidato em quem se vale a pena apostar. Como ACM Neto, presidente do DEM, vem enfatizando a opção pela candidatura própria, certamente haverá uma debandada dos bolsonaristas fiéis que ainda se encontram no PSL. A questão, portanto, da candidatura Mandetta ainda terá muitos desdobramentos.

Outros nomes, como Amoêdo ou Luiz Felipe D’Avila pelo Novo e Simone Tebet pelo MDB, enfrentarão ainda mais dificuldades que Mandetta dentro de seus partidos, para saírem como candidatos à presidente. O Novo possui uma forte corrente bolsonarista, que certamente preferirá seguir na aba do chapéu de Jair Bolsonaro, enquanto Tebet é um nome que não entusiasma a confederação de caciques emedebistas. Completando o elenco de nomes representativos da ideia de mudança e de rejeição ao bolsopetismo, temos o senador Alessandro Vieira, do Cidadania, que se destacou positivamente durante a CPI da Covid, sendo um contraponto ético e inteligente ao histrionismo de muitos outros membros da comissão.

Salvo o aparecimento de um completo outsider neste próximo ano, parecem ser esses os nomes passíveis de criarem uma alternativa ao cenário maniqueísta do atual momento. Outros nomes, como o de Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, no máximo entusiasmam seus poucos assessores. As vezes a pompa do cargo faz alguns políticos acharem-se maiores do que são realmente. Não foi outro motivo que levou Rodrigo Maia a ter a veleidade de se pensar candidato à presidente em 2022, quando na verdade terá muitas dificuldades até para se reeleger deputado federal nas próximas eleições.

Por tudo isso, a ansiedade por uma definição clara do nome da terceira via neste momento é um exercício de autoflagelação emocional. A corrida presidencial já teve sua largada, mas o desempenho dos candidatos à frente nas pesquisas pode ser equivalente a um cavalo paraguaio, incapaz de manter o folego e a dianteira até o final. É claro que Lula e Bolsonaro sonham um com o outro e possuem uma base de apoio fanática e significativa, mas ambos também são muito rejeitados e a dinâmica do apoio popular à Terceira Via somente será definida nos dois meses anteriores à eleição.

Agora cabe apenas a esses candidatos da terceira via lutarem pela indicação de seus partidos e, se houver grandeza, firmarem um pacto pelo apoio na reta final da eleição ao candidato com mais possibilidade de vitória, mesmo porque qualquer um deles que desejar montar um governo terá que buscar apoio justamente com o PSDB, Podemos, Cidadania, União Brasil, MDB e Novo – além de atrair a Rede e o próprio PDT. A decisão será no photo finish, para o desespero de muitos já agora ansiosos, mas nunca uma alternativa de terceira via esteve tão forte como nesta próxima eleição.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Excelente análise do Procurador, aliás, como sempre, a terceira via é a esperança e redenção do país, mas tem um caminho árduo pela frente, a ambição e o vedetismo dos seus possíveis candidatos podem ser a maior barreira para o sucesso, a homogeneidade e união de objetivos num projeto comum e a escolha do candidato que melhor os represente, poderá se transformar numa avalanche vitoriosa.

  2. Dr. Sérgio Moro, Presidente Dr. Deltan Dallagnol, PGR Dr. Carlos Fernando dos Santos Lima, MJSP General Santos Cruz, Defesa

  3. Senhor Carlos Fernando tens minha admiração! gostaria de vê-lo candidato a Deputado ou senador, precisamos de renovação tanto no Congresso quanto no Senado e são pessoas como os ex procuradores da Lava Jato que precisam nos representar. Obrigado pelo seu trabalho e se candidate.#Moro2022

  4. Caro Carlos Fernando, siga a saga de Dallagnol e se candidate a Deputado Federal ou ao Senador em 2022 pois só é possível mudar o sistema por dentro de suas mais profundas entranhas: a política. Veja que vcs tentaram com a Lei dar início ao real combate à grande corrupção e não conseguiram. Foram boicotados pela própria justiça. A luta agora é política e vc está bem qualificado para ela.

    1. Bem observado. Uma efetiva renovação do Parlamento se faz necessária a fim de que o próximo presidente tenha condições de tocar as reformas estruturais que o país precisa

  5. Escreve muito bem e a sua analise no meu entender é procedente . Tudo tem o seu tempo , vamos ter paciência e fé em um futuro bem diferente e seguramente melhor do que o dos dias atuais para o nosso querido Brasil.

  6. Parabéns por suas palavras! Fez um balanço perfeito, sensato, inteligente e estimulante para este momento difícil, inquietante e complicado pelo qual passa nosso povo, com o Brasil nas mãos do lamentável desgoverno de Jair Bolsonaro e sua trupe…

  7. A CANDIDATURA DE MORO SERÁ UM BALDE DE ÁGUA FRIA NAS PRETENSÕES DOS 2 CANALHAS QUE SURRUPIARAM OS COFRES PÚBLICOS E JOGARAM O BRASIL NA PIOR CRISE ÉTICA, POLÍTICA, SANITÁRIA E ECONÔMICA DE TODOS OS TEMPOS. NÃO TENHAMOS DÚVIDAS SOBRE A LUTA QUE TERÃO QUE ENFRENTAR NESTA MISSÃO POR UMA ELEIÇÃO LIMPA QUE POSSA ELEVAR O SENTIMENTO DE ESPERANÇA AOS NOSSOS IRMÃOS BRASILEIROS. TAMBÉM É SABIDO QUE MORO PRECISARÁ DOS AMIGOS NESTA GRANDE BATALHA POR UM PAÍS MELHOR ENTÃO ROGAMOS QUE ESTEJAM NO CONGRESSO!🚔

  8. Ótima coluna Fernando. Mas uma mudança exponencial política requer sacrifícios e coragem. Convide seu colega Deltan e saiam candidatos ao Senado. Suas possibilidades são enormes e suas contribuições seriam cruciais para o Brasil neste momento.

    1. Do engajamento à política de personagens como vocês, conhecidos e reconhecidos pelos brasileiros de bem, dependerá a renovação do Congresso Nacional, expulsando do centro do poder figuras tão corruptas quanto contrárias ao progresso e ao bem estar do povo…

  9. Brasil merece esperança! Na ação política de CADA uma há esperança. Pense bem e escolhe bem. Obrigada por trazer luz ao debate🙏

  10. O articulista traz uma análise bem interessante e reflexiva sobre a questão da polarização que já cerca as eleições gerais próximas. Não se pode olvidar de que há uma gama muito grande eleitores que não aceita o que aí está, nem o que que já passou, daí a brecha a ser preenchida por um competitivo nome da terceira via.

  11. Excelente análise!!! Mostra bem e de forma isenta o quadro político que se desenha para as eleições de 2022. Parabéns ao autor!

  12. O que eu sempre admirei e ADOREI, foi a Inteligencia e Competência e Honestidade de todos vocês, que integraram a Lavajato; por tanto que revelaram e pela CORAGEM que tiveram em continuar, é que eu digo que são Heróis Nacionais (aprendi no Primário que Heróis Nacionais são os que fazem um Grande Bem ao povo de um País); por isso desejo MUITO que Dr. Moro seja Candidato, pois considero que será o MELHOR EXEMPLO do que é ter um PRESIDENTE HONESTO e COMPETENTE. Minha Gratidão ETERNA pela Lavajato.

    1. Faço minhas suas palavras. 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

  13. O importante é não votar no ex-presidiário e nem no psicopata do bozó. Meu voto vai para o melhor colocado da 3ª via. Espero que seja o Moro.

  14. Na minha opinião, se eu fosse o Moro convidaria o Mourão para ser vice, acho que seria uma dupla muito forte para combater esses dois fascista.

    1. Lugar de militar é no quartel, eles não são preparados para a política e já tivemos muitas provas disso, desde 1889.

  15. Carlos Fernando Lima dos Santos, sua análise sobre o quadro político atual está perfeita. Parabéns! Ela pode e deve servir de norte para os postulantes a candidatos da terceira via. Precisamos fazer do elevado número de postulantes, um fator positivo. Sabemos da existência de um acordo tácito, entre os candidatos, para a retirada das respectivas candidaturas em favor daquele que, em abril/22, estiver melhor colocado nas pesquisas. Feito isso, a terceira via vencerá. É assim que se ganha!

    1. Lógico que não terão esta atitude ! Vai ganhar a recandidatura ... com a ajuda da mídia, dispersando os votos da terceira via.

    2. Não acredito que todos os candidatos terão essa atitude, mas nós, eleitores, podemos resolver este impasse, simplesmente votando no candidato alternativo melhor colocado nas pesquisas ...

  16. No geral concordo com as opiniões do colunista, mas discordo quando ele afirma que o Novo tem ligação com o bolsonarismo. Acho que tais posições retratam o medo de perder as mordomias do serviço público, ideia defendida pelo Novo ...

  17. Carlos Fernando, a candidatura de Moro, nada contra, é de um lirismo absoluto. Nunca foi vereador nem de Maranguape e não tem alguém o "empurrando" como a Dilma teve. Se quer agradar ao Mainardi, compre chocolates ou vinho italiano de presente, mas não deixe 2018 se repetir.

  18. lava essa boca antes de falar dos bolsonaristas. somos criadores de empregos, renda, impostos e não aposentamos como maraja como voce! seu incopetente.

    1. Governo cria empregos sim Globolixo (que apelido ridículo), você não sabe nem desenhar, para isto existem o BNDS, o BB e diversas agências de desenvolvimento. Agora, o desgoverno sim, esse acaba com os empregos.

    2. Uma coisa não se pode negar, os bozolulistas criam renda para o Mainardi assinando a Crusoé.

    3. O mané ! Governo não cria emprego! Quem cria emprego somos nós apoiadores de Bolsonaro ! Não entendeu? Vocês não sabem q e isso! Vive as custas do estado. E quando perde a mamata , fica desesperados! Quer q desenhe ?

    4. Mostra aí a criação de emprego. Para a trupe dele (Bolsonaro), eu acredito que ele cria emprego.

    5. em que país estão sendo criados esses empregos e renda??? impostos realmente estão sendo criados e elevados... nisso eu concordo... mas emprego só se for para os adoradores do miNto e renda para o centrão...

  19. Preciso na sua análise, como sempre. A 3a via só vai funcionar se os demais candidatos concordarem em um determinado momento em 2022, em apoiar o q estiver na liderança. Essa é a boa política agindo pra derrubar a política populista q já fez tanto mal ao país. Torço pra q seja Moro na cabeça.

  20. Basta Sérgio Moro ser só o Juiz Sérgio Moro, de voz pausada, sentenças claras e com um "programa de governo", que vence as eleições.

  21. Com o devido respeito e vênia, Dr. Carlos Fernando: dê-nos uma aulinha da 'Inculta e Bela' sobre o porquê do uso do "'há' menos de um ano" e da crase no " 'à' presidente". ... Sei que o senhor é versado em português e tem doutorado. ... A dúvida não é somente minha.

    1. Um texto tão rico, qual o sentido de lançar holofotes para um escorregão ortográfico? A mensagem foi transmitida com precisão.

    2. Tem razão. Esse “há menos de um ano”, está errado. Vou dar uma dica pro Carlos: nunca empregue o verbo haver ao futuro..”a menos de um ano” é futuro. Se fosse “há 10 anos (nunca empregar o “atrás”)” estaria justificado o emprego do verbo. Morou, meu chapa?

  22. O problema de Moro é só um: botar na cabeça de nosso eleitorado que o crime não compensa e que o caminho da seriedade e do trabalho honesto é árduo, mas o único que leva a um bom lugar. Como, quando o povo vê tudo o que tem visto? Como, se Lula e Bolsonaro são vistos realmente como alternativas presidenciais aceitáveis (!!!), e não como pessoas que não mereceriam voto nem para vereador?

    1. 6 tão doido. O Moro trocou uma sentença por um carguinho- comparem com Ciro Gomes

  23. Prezado Carlos. Seria, de fato, muito bom para o Brasil, se a candidatura de Sergio Moro, à PR , vingasse. Fiz a minha inscrição como um entusiasmado ativista nesta possibilidade, desde sempre. Hoje, porém, baseado nas minhas décadas de acompanhamento da política brasileira, e seus personagens, como analista e profissional da comunicação, já não apostaria nessa candidatura. E explico, a seguir..

    1. O perfil de Moro, como vc mesmo reconhece, peca pela indecisão, em lançar seu nome, e com toda razão, neste fosso de serpentes mortalmente venenosas, que demonstra ser a atual política nacional. Faz sentido, Lula, um criminoso hipócrita estar a frente nas pesquisas? E Bolsonaro, estar em 2º lugar? Tb não. Esse é o panorama. Moro, precisa preservar o seu futuro. Mais adequado seria, que disputasse uma cadeira no Senado. É a minha visão de hoje. Seria mais sensato.

  24. Perfeita análise dr Carlos. Às vezes a ansiedade bate forte. Mas tudo tem seu tempo certo. Se fizermos uma cadeia de pensamento dedutivo, vamos constatar que o único que vence o ex-presidiário Lula, é o ex-juiz da Lava Jato, Sergio Mor🇧🇷. Muitos desses balões lançados, é para servir de boi de piranha, fragmentando a 3a via, levando para o 2° turno o SAPO BARBUDO e o PORCO CHAUVINISTA.

    1. 6 tão doido. Moro trocou uma sentença por um carguinho. Comparem com Ciro Gomes

  25. Sempre me arrepio com os textos deste procurador. Hoje foi no parágrafo em que menciona os ventos do destino, com relação a candidatura de Moro.

  26. Parafraseando Winston Churchill, espero que a Terceira Via, apresente um candidato que realmente "pense na próxima geração e não na próxima eleição". Espero que o ex-juiz Sérgio Moro seja o candidato natural que representa tal exigência eleitoral.

    1. 6 tão doido! O Moro trocou uma sentença por um carguinho; comparem no com Ciro Gomes

  27. querem fabricar Pacheco o frouxo mas o poder despreza os covardes .. como Ciro é um perigo até para si mesmo pode sobrar à elite que controla o país desde Cabral o juiz Moro que sem sustentação será presa fácil da rapinagem.

    1. ... Dr. Sergio Fernando Moro não é manipulável e nem idiota.

  28. Lúcida interpretação do momento político atual. É certo que tão logo se confirme a filiação de Sérgio Moro ao Podemos (?) as artilharias do atuais 2 candidatos majoritários se voltarão contra Moro, com petardos os mais variados, visando desde já minar sua candidatura ainda não confirmada. Anseio por um Brasil melhor mas confesso minha desesperança. O câncer deste país está entranhado no Congresso Nacional e o instrumento para extirpá-lo - o voto do eleitor - tem-se mostrado inócuo, desde sempre.

  29. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” O Brasil finalmente terá Um Governo Fundado no “IMPÉRIO DA LEI!” Não seremos LUDIBRIADOS com o “Velho Truque de MELHORAS na ECONOMIA!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. C tá doido sô. O Moro trocou uma sentença por um carguinho; compare no com Ciro Gomes

    1. A inculta e bela foi espancada já na primeira frase: estamos “há” menos de um ano das eleições. Por favor, Dr Carlos Fernando, arranje alguém para corrigir seus textos. Os seus méritos - (e, registro, também estou com Moro Presidente, e você pode vir a ser Deputado Federal) - de conteúdo merecem mais atenção. É claro que a Língua de Camões é escorregadia (daí a necessidade de quem escreve ter um revisor). Sigamos! Moro Presidente!

  30. Afinal alguém aponta a mais fiel e estreita comparação de lula... com sua contraparte Paulo Maluf. Ambos tem tudo em comum, inclusive serem presidiários condenados.

  31. Dr. Sérgio Moro, Presidente Dr. Mozart Neves, Educação Dra. Luíza Trajano, Indústria GENERAL SANTOS CRUZ, Defesa General Pujol, Integração

    1. O general e o Moro tem em comum terem servido o pior presidente da república; Moro trocou uma sentença por um carguinho; comparem no com Ciro Gomes

  32. Dr. Sérgio Moro, Presidente Senador Álvaro Dias, vice-presidente Dr. Deltan Dallagnol, PGR Dr. Carlos Fernando dos Santos Lima, MJSP Dr. Maurício Valeixo, Polícia Federal Dr. Paulo Hartung, Casa Civil Dra. Maria Sílvia Bastos Marques, Planejamento Dr. Gustavo Loyola, Economia Dr. Gustavo Franco,BC Dr. André Lara Rezende, BNDES Dr. Pérsio Arida, Petrobras Dr. Edmar Bacha, IBGE Dr. Armínio Fraga, Privatizações Dr. Suemi Koshiyama, Agricultura Dr. Dimas Covas, Saúde

    1. Gerson Kelman para o Ministério de Minas e Energia.

    1. 6 tão doido! Miro trocou uma sentença por um carguinho- compareies com Ciro Gomes

    2. Adorei, só faltou o Mandeta, e Dr Alessandro Vieira, dá para mudar dois nomes, ou acrescentar!?

Mais notícias
Assine agora
TOPO