Professor da faculdade de Gilmar fez parecer pró-Cabral

10.12.21

O habeas corpus que levou a Segunda Turma do STF a declarar nesta semana a incompetência do juiz federal Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio, para julgar denúncias de corrupção na área da saúde no governo de Sergio Cabral foi ancorado em um extenso parecer jurídico redigido por um advogado que entrou neste ano para o quadro de professores da faculdade do ministro Gilmar Mendes. No parecer de 59 páginas, o advogado Ademar Borges argumentou que, como o braço fluminense da operação começou investigando corrupção na secretaria de obras, os casos envolvendo desvios na saúde não poderiam ter sido distribuídos a Bretas por conexão. A tese, como era de se imaginar, foi acolhida pelo relator, o próprio Gilmar. Seguiram o mesmo entendimento os ministros Ricardo Lewandowski e Kassio Marques. Ao final, Borges defendeu ainda a nulidade das condenações impostas a Cabral e outros réus. A decisão caberá ao novo juiz que receberá o caso.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéA sede do IDP, conhecida na vizinhança como o “templo de Gilmar”

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Um dia a justiça alcançará esses bandidos que escondem atrás de togas e títulos. Estudam direito para justificarem tudo que existe de errado no mundo. Cadeia a todos esses malditos.

  2. Vergonhoso lembrar que foi Gilmar Mendes que insistiu em julgar Moro parcial. E mais vergonhoso ainda , os seus pares que o seguiram no voto. Serão marcados por mais essa temeridade e afronta ao país que se pretendia livre da corrupção e justo para todos.

  3. Cada vez mais consciente de que é preciso eleger Sérgio Moro presidente do Brasil em 2022. Graças à atuação de Gilmar Mendes, seu mais eficiente cabo eleitoral.

  4. Tudo isso que vemos acontecer no entorno deste sinistro, nos leva a crer que estamos diante de uma realidade e de um comportamento tao nefasto pelas acoes de alguem que age com tanto desamor por um povo como a quem tudo este sinistro deve, pois tudo que ele galgou material e profissionalmente deve a nacao, no entanto, so nos faz o mal! quanta ingratidao assim so alguem de indole muito nefasta mesmo. Cruz credo! Mas creio que o fim de tanto mal chegara. Moro presidente, melhor pra gente.

  5. Falta pouco, daqui a uns 2 anos , Cabral estará livre, leve e solta. E o povo carioca que se exploda. São os sapos cururus e sapos bois de plantão.

  6. Patrimonialismo e suspeição na veia. O min. Gilmar Mendes, no Supremo, Arthur Lira, na Câmara, e PR Bolsonaro, no Executivo. É um Brasil de causar dó.

  7. NÓS, OS DECENTES, arrancaremos 'pena por pena', em todos os sentidos, desse corvo maldito e o ""surraremos no momento oportuno"".

  8. Isso envergonha o Brasil!!! Ministros do STF têm que ser votados e não escolhidos por um presidente passante. 70 anos já é muito tempo, o certo é se aposentar com 65 anos.

  9. Só faltava essa do João Plenário, o homem que nunca se declara impedido para nada, que transita entre todos os governos, que tem respostas a dar à Receita Federal, e agora, vige, um professor de sua faculdade emite um parecer e seu patrão aproveita a tese e a aplica para inocentar um réu condenado há mais de 300 anos de cadeia no âmbito da Lava Jato. A ânsia de poder do homem de Diamantino não tem limites e a escolha de inimigos aflora sua "ternura".

  10. o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  11. kkkkkkkkkkkkk. O stf VAI SOLTAR MAIS UM BANDIDO PODEROSO, NESSE CASO, O CABRAL. CADEIA NO BRASIL É SÓ PARA OS TRÊS Ps. AQUI O CRIME COMPENSA (PARA OS PODEROSOS).

Mais notícias
Assine agora
TOPO