Candidato a suceder Maiurino, delegado exibe currículo

10.12.21

Cotado para suceder Paulo Maiurino como diretor-geral da Polícia Federal, o delegado Rodrigo Bartolamei, atual superintendente em São Paulo, distribuiu uma extensa mensagem a colegas nesta semana que, se bem lida, pode ser entendida como uma manifestação de que ele preenche, sim, os requisitos para assumir o posto máximo da corporação. O texto foi enviado por Bartolamei para se defender de críticas segundo as quais ele, filho de coronel e ex-assessor do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, seria inexperiente para chefiar a maior superintendência da PF do país. Na mensagem, ao mesmo tempo que não deixa de fazer afagos a Maiurino, o delegado lembra que atuou na linha de frente em várias operações pelo interior do país, além de ter chefiado delegacias, coordenado a segurança de altas autoridades estrangeiras na Olimpíada de 2016 e comandado a Divisão Antiterrorismo da PF e o braço da Interpol no Brasil. “Será que isso seria insuficiente para assumir a SR/SP (Superintendência Regional em São Paulo)?”, indaga. Em conversas com colegas, o delegado também se defendeu de outra crítica recorrente, a de que entrou numa favela no Rio de Janeiro para resgatar um telefone celular que o então advogado-geral da União, André Mendonça, hoje em vias de assumir uma cadeira no STF, havia esquecido em um carro do Uber. Bartolamei diz que executou a missão após receber ordens do gabinete do então chefe da PF em Brasília, Maurício Valeixo.

Reprodução/Facebook/InterpolReprodução/Facebook/InterpolO delegado Bartolamei estava antes no GSI, com Augusto Heleno

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Aparelha mais que o povo brasileiro gosta, porem a maioria hoje ja se apercebeu destas extrategias pra continuar a livrar a cara dos corruptos de estimacao, a comecar pelo 01 enrolado que so bobina, e depois dele, os ze bobina deve chegar a pelo menos ao 0300. Mas nao se esquecam, Moro ja, ja, esta chegando, melhor JAIR pensando nisso. Moro presidente, melhor pra gente. Viva lavajato, lavatoga, prisao segunda instancia, etc, etc. e tal.

  2. APARELHAMENTO da PF, RACHADINHAS, CORRUPÇÃO nas VACINAS e MANSÕES para o 01 e 04! BOLSONARO é um DEGENERADO MORAL que IMPEDE o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. Acho que Moro deve se afastar de extremistas. De todo tipo. Não tenho ideia do que seja Lava Jato puro sangue, mas acho q Moro tem q SOMAR apoios da centro-direita à centro-esquerda em torno de um programa comum mínimo. E governar para TODOS, sem qq tipo de revanchismo, nem montar república de procuradores, juízes ou militares. Um governo de TODOS, republicano, democrático, social e ambientalmente responsável e gerador de ambiente positivo para negócios. E onde a justiça se inspire a funcionar.

Mais notícias
Assine agora
TOPO