Adriano Machado/Crusoé

Tudo mais do que dominado

Bolsonaro queria, Bolsonaro conseguiu: o governo avança, sem limites, em sua estratégia de dominar os órgãos de investigação e controle. O plano é se proteger e, agora, também proteger seus aliados enrolados
10.12.21

Dentro do sistema de inteligência brasileiro há um tripé formado por órgãos de controle que são, de longe, os mais temidos por quem tem ou pode ter contas a pagar com a Justiça. Dois deles, a Receita Federal e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf, subsidiam com informações sigilosas o imprescindível trabalho do terceiro, a Polícia Federal. Para que o Ministério Público consiga reunir provas e denunciar casos de corrupção e lavagem de dinheiro, esse tripé precisa atuar com autonomia e sinergia. Nos tempos atuais, essa prática foi criminalizada. Compartilhar dados bancários e fiscais de políticos e agentes públicos sob suspeita virou sinônimo de “devassa” e “perseguição”. Enquanto o Judiciário, liderado pelo Supremo Tribunal Federal, tem se encarregado de anular investigações que avançaram sobre poderosos, o governo de Jair Bolsonaro tem defenestrado aqueles que contrariam os interesses do clã presidencial ou de seus aliados exercendo suas funções.

Há tempos Crusoé vem apontando para o avanço da estratégia do governo de dominar os órgãos de controle e de investigação. Os últimos acontecimentos mostram que a interferência já ultrapassou os limites da Polícia Federal, antiga obsessão de Bolsonaro que rendeu ao presidente um inquérito no Supremo Tribunal Federal, mas resultou na afinada gestão do atual diretor-geral, Paulo Maiurino, no cargo desde abril. O alvo mais recente do açoite foi a Receita Federal. Na última terça-feira, 7, o ministro da Economia, Paulo Guedes, cumpriu uma ordem de Bolsonaro e demitiu o secretário especial do Fisco, José Tostes Neto, que há mais de um ano vinha travando embates com o senador Flávio Bolsonaro por causa da investigação do suposto esquema de rachid na Assembleia Legislativa do Rio, recentemente anulada pelo Supremo. Tostes Neto deu de ombros para uma acusação feita pela defesa do filho 01 do presidente contra auditores da Receita que teriam acessado ilegalmente dados fiscais do parlamentar e ignorou uma indicação de Flávio para a corregedoria do órgão.

O novo chefe da Receita, Julio Cesar Vieira Gomes, é um auditor fiscal de carreira que trabalhava no Rio de Janeiro, onde já foi oficial da Marinha. Nos bastidores, a nomeação foi atribuída ao filho 01 do presidente. Julio Gomes é diretor jurídico do sindicato nacional dos auditores, que fez pressão pela queda de Tostes Neto e por onde também passou o auditor aposentado Dagoberto Lemos, nome que Flávio tenta há meses emplacar na corregedoria da Receita. No sindicato, Lemos defendeu servidores acusados de enriquecimento ilícito com a mesma tese de acesso ilegal usada pela defesa do senador no caso do rachid. Foi essa queixa de suposta arapongagem que as advogadas de Flávio apresentaram ao presidente Bolsonaro em agosto do ano passado, na reunião que contou com a participação de Alexandre Ramagem. Depois do encontro, o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, instruiu a defesa do 01 a adotar uma ofensiva contra auditores da Receita para tentar anular o processo.

Entre os alvos da defesa de Flávio estava o então corregedor da Receita, José Pereira de Barros Neto, que teria blindado o suposto esquema de arapongagem. Na última semana, depois de ser comunicado que seria demitido, Tostes Neto transferiu o ex-corregedor para um cargo no Ministério da Economia. Já Paulo Guedes ofereceu ao agora ex-chefe da Receita um cargo no exterior, um mimo típico para evitar que quadros do alto escalão saiam do governo atirando. Flávio já negou atuar na disputa dentro da Receita e sua defesa sustenta que não há mais o que falar sobre o Fisco, depois que o Supremo anulou as provas do rachid. Mas é fato que as suspeitas sobre transações financeiras do 01 não cessaram. A maior delas envolve a mal explicada compra da mansão de 6 milhões de reais em Brasília, revelada por O Antagonista no início do ano. Parte do valor da compra, segundo o senador, saiu da venda de um apartamento no Rio — que teria sido produto de lavagem de dinheiro do esquema na Assembleia Legislativa, de acordo com o MP fluminense.

Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PRAnderson Torres: agora até o Coaf deve voltar para o Ministério da Justiça
Tão sintomático quanto a troca no comando da Receita é o plano do presidente Jair Bolsonaro de transferir de volta o Coaf do Banco Central para o Ministério da Justiça, comandado pelo dileto Anderson Torres. Desde a divulgação do relatório de inteligência financeira mostrando as movimentações atípicas na conta do notório Fabrício Queiroz, ainda no período de transição de governo, o Coaf entrou na mira do clã presidencial. O órgão, que atua na prevenção e combate à lavagem de dinheiro, comunicando investigadores sobre transações suspeitas identificadas pelos próprios bancos, como saques e depósitos de altas quantias em espécie, chegou a ser provisoriamente transferido da pasta da Economia para a Justiça em 2019, a pedido do então ministro Sergio Moro. Cinco meses depois, quando o caso Queiroz já desgastava o Planalto, a Câmara derrubou a medida, em uma votação marcada pela falta de empenho do governo na articulação junto aos parlamentares.

Defensor de Flávio, o advogado Frederick Wassef, ele próprio também alvo de comunicações do Coaf que apontam transações financeiras atípicas em suas contas bancárias, fez uma cruzada na qual conseguiu não apenas anular na Justiça os relatórios envolvendo o seu nome e o do 01 como também abrir uma investigação contra o órgão de controle, chamado por ele de “central de espionagem”. A interlocutores, Wassef tem repetido que o Coaf foi “aparelhado” com pessoas ligadas a Moro, hoje adversário político de Bolsonaro, e já embutiu isso na cabeça do presidente. Agora que o Ministério da Justiça está nas mãos de um aliado, Bolsonaro prepara mais uma ginástica retórica para justificar a transferência do Coaf para a pasta de Anderson Torres, que tem se mostrado fiel executor dos desejos do chefe do Planalto em controlar os órgãos oficiais de investigação e de inteligência.

O episódio envolvendo a extradição do blogueiro Allan dos Santos, investigado no inquérito que mira a milícia digital bolsonarista, evidenciou essa atuação. Em depoimentos prestados no mês passado, três servidores do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional, o DRCI, relataram pressão da cúpula do Ministério da Justiça no procedimento para executar a ordem do ministro Alexandre de Moraes de extradição e prisão do aliado de Bolsonaro, que está nos Estados Unidos. Chefe do setor, a delegada Silvia Amélia Fonseca foi exonerada depois de dar prosseguimento à ordem. À PF, ela disse que o chefe de gabinete do ministro solicitou cópia do processo do blogueiro, o que nunca havia ocorrido antes em casos semelhantes. Depoimentos de outros dois servidores e documentos internos também demonstraram a insistência do secretário nacional de Justiça, Vicente Santini, para acessar o processo, alegando que a falta de informação sobre o caso gerou “desconforto” à cúpula. Anderson Torres afirmou que “nunca houve pressão” e que o pedido de acesso ao processo foi “legítimo” e “negado pela sua subordinada”. Os servidores serão investigados por suspeita de crime de obstrução de Justiça.

Na semana passada, foi a vez da delegada Dominique de Castro Oliveira, que atuava na Interpol em Brasília e cuidou do procedimento de inclusão do nome de Allan dos Santos na lista de procurados. Até hoje a inclusão não foi efetivada. Em mensagem enviada a colegas, a delegada disse que sua transferência repentina da Interpol para a Superintendência da PF no Distrito Federal foi justificada pelo argumento de que ela teria feito “algum comentário que contrariou” o diretor-geral, Paulo Maiurino. Seja qual for a motivação real da decisão, o pano de fundo não deixa de ser político. E o episódio de Dominique está longe de ser um caso isolado dentro da Polícia Federal. Desde a posse de Maiurino, em abril, pelo menos duas dezenas de delegados foram afastados de cargos de chefia ou sacados da condução de inquéritos porque, de uma forma ou de outra, contrariaram os interesses do Planalto ou de seus aliados.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéFlávio Bolsonaro, o filho 01 do presidente: ele é apontado como padrinho do novo chefe da Receita
Isso aconteceu, por exemplo, com o delegado Alexandre Saraiva, que representou contra ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, por suposto envolvimento no esquema de extração ilegal de madeira da Amazônia, e com outros dois delegados que o sucederam na superintendência da PF no Amazonas e na condução do inquérito. Em Brasília, o delegado Franco Perazzoni, que pediu busca e apreensão em endereços de Salles como parte de uma apuração sobre venda ilegal de madeira, deixou o inquérito e depois teve uma promoção barrada pela atual cúpula da PF. O mesmo ocorreu com o delegado Thiago Delabary, que se destacou na condução do inquérito sobre supostas propinas pagas por empreiteiras ao ex-presidente Michel Temer. Ele deixou a Coordenação de Repressão à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, após a posse de Maiurino, e teve sua nomeação para chefiar a mesma área no Rio Grande do Sul vetada.

Considerado o setor mais sensível da PF por investigar políticos e autoridades com foro nos tribunais superiores, o setor de inquéritos especiais também registrou baixas de delegados que avançaram sobre poderosos. O antigo chefe, Felipe Leal, conduzia a investigação sobre a interferência de Bolsonaro na PF e caiu depois de solicitar do Supremo diligências que investigariam atos do atual diretor-geral da corporação. O nome do delegado Bernardo Guidali, que pediu a abertura de inquérito para investigar o ministro Dias Toffoli por suposta venda de sentenças a partir da delação de Sergio Cabral, também foi rejeitado para assumir uma coordenação de lavagem de dinheiro. Maiurino foi amigo de infância de Toffoli em Marília, no interior paulista, e trabalhou com o ministro no Supremo antes de assumir a PF. Ao menos outros quatro delegados pediram para deixar o setor de inquéritos especiais, por discordarem dos métodos de trabalho da atual gestão. Foi o caso da delegada Lauren Salatino, responsável pela investigação que flagrou o deputado Josimar de Maranhãozinho, do PL do Maranhão, com maços de dinheiro vivo desviado de emendas, como mostrou Crusoé em sua última edição. Hoje, a delegada chefia um setor administrativo da corporação. Vários delegados experientes que se destacaram na Operação Lava Jato também estão escanteados – ou “no corredor”, para usar uma expressão do jargão policial.

Na superintendência da PF no Distrito Federal, onde corre a investigação sobre suposto tráfico de influência envolvendo Jair Renan, o filho 04 de Bolsonaro, o delegado Hugo Correia foi exonerado em outubro – ele comandava o órgão. Assumiu o lugar o delegado Victor Cesar Carvalho dos Santos, puxado do Rio de Janeiro. Cinco meses antes, Maiurino já havia demitido a delegada Carla Patrícia da Superintendência de Pernambuco, onde a PF fez operações contra o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, e a prefeitura de Petrolina, comandada pelo filho dele. A interlocutores, Maiurino disse que a delegada tinha uma relação muito próxima com políticos do PSB que comandam o estado e fazem oposição a Bolsonaro. Depois que policiais vasculharam órgãos da administração do filho de Bezerra, por suspeita de desvio de recursos na compra de material escolar, o ministro Anderson Torres suspendeu a criação de uma delegacia da PF em Petrolina, quarta maior cidade do interior nordestino.

O chefe da PF tem afirmado que as mudanças são “medidas naturais” que ocorrem sempre que há uma troca na cúpula. Ele nega que as decisões tenham sido tomadas para atender a interesses políticos de Bolsonaro e de seus aliados. “Não há motivação política para tais mudanças, que ocorrem por razões de ordem técnica ou por interesse da Administração”, afirmou Maiurino, em nota divulgada nesta semana. Apesar das evidências cristalinas de que o número de operações da PF envolvendo casos de corrupção caíram e de que os esforços hoje estão centrados em ações contra o tráfico de drogas, a diretoria da polícia sustenta que o setor de inquéritos especiais que investiga os poderosos continua tocando suas apurações sem ingerência externa. Na próxima semana, vão se completar 600 dias da famosa reunião em que o presidente da República falou alto e bom som que iria interferir na PF e “ponto final”. Daqui até o fim do mandato, a PF tem pouco menos de 400 dias para mostrar que não está sob intervenção. Por ora, tudo aponta para outra direção: Bolsonaro e o establishment político venceram.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Esse governo destruiu a credibilidade e a honorabilidade da PF. Aí está a explicação para o que apregoa Bolsonaro de que nesse governo não há corrupção. E o pior é que o Lula vem aí com a faca nos dentes, para concluir o desmonte. MORO será a única solução.

  2. Familicia, corruptos de estimação, agradecem as manobras para controlar o sistema. Pouca ou quase nenhuma esperança no futuro, na justiça, na honra onde pessoas de bem são punidas por exercerem seu trabalho com competência.

  3. HIGIENIZAÇÃO DO CONGRESSO é a nossa maior prioridade em 2022. Não é suficiente ter MORO eleito presidente com um congresso majoritariamente corrupto. Os deputados deveriam pautar e votar todas as matérias de interesse da população/país com o objetivo de prosperidade econômica, segurança, educação, SAÚDE e bem estar. Tudo ao contrário que te feito Bolsonaro e seus asseclas. Não podemos ter Liras, Cunhas, Alcolumbres, Aécios, Dirceus, Bolsonaros, Calheiros, Lulas, etc na política brasileira.

  4. ...os libertou, numa reciprocidade bandida, um com medo do outro e o outro com medo do um, por terem telhados de vidro. Mas Deus e o povo estamos vendo tudo isso, nao se esquecam que toda autoridade e constituida por Deus, ainda que escolhida pelo povo, mas nacao acima de tudo, porem Deus acima de todos. Moro presidente, melhor pra gente ja, ja, JAIR pensando nisso.

  5. O Bozo nao esta dominando e sim dominado por um bando de crapulas deste centrao o qual esta mais pra faccao politica do que pra partidos politicos, haja visto a folha corrida que os acompanha e se nao fosse a suprema corte tendenciosa e politica e nao tivesse voltado atras em libertar bandidos ja condenados pela mesma certamente, alem do maior bandido que ainda estaria preso e com muita cadeia pra cumprir, outros tantos tambem la estariam, mas a pior justica do mundo democratico atual os ....

  6. Tudo bem, está (quase) tudo "dominado". Mas essa história da "noivinha do Aristides" tem que ser esclarecida. Bolsonaro poderá, esclarecendo a verdade, contar com todo o eleitorado LGBTQIA+ em seu apoio.😜👍🏻

  7. Depois dizem q as instituições ainda funcionam no Brasil. E q isso nos separaria da Venezuela, por exemplo. Nada mais inverídico. Temos um caudilho q manda e desmanda no executivo, um bando de políticos postos a venderem a própria mãe pra auferir lucros exorbitantes e uma justiça q deve ser tratada como piada.

  8. Os fatos dão total razão a Sergio Moro sobre a intenção do Pangaré Sociopata tolher os órgãos de controle. A cada dia fica mais evidente que diversas quadrilhas dominam a cena nas três esferas de poder.

    1. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

  9. os tentáculos da guerra revolucionária em curso há 20 anos MANIPULAM imbecís e sabem bem que a Receita a PF e a Inteligência são órgãos de Estado mas foram submetidos à quadrilha algo inadmíssível e ditatorial . cúmplices passivos pelo desmame da grana farta e fácil da roubalheira se voltam contra o povo de forma imoral e mentirosa . os interesses sujos de uma escória não podem se sobrepor aos da nação e para impedir ditadores pode valer tudo como já fazem eles . este jogo está longe de acabar.

    1. Concordo com força. Vamos nos engajar na campanha 🇧🇷MORO PARA PRESIDENTE EM 2022🇧🇷!

    1. Sim...é um câncer nesta republiqueta ! triste brasil

    2. O STF indica cargos para Bolsonaro. Basta ver que são nomes de ex-subordinado a ministros do supremo aliados do planalto.

  10. Está tudo sendo dominado até a hora que as paredes do castelo de cartas marcadas começar a ruir. A essência do plano de reeleição é: conquistar as intenções de voto e subir nas pesquisas com apoio da massa menos favorecida distribuindo os recursos do auxílio Brasil, dominar os aparelhos de fiscalização e de polícia para evitar vazamentos perigosos, e avançar com uma campanha eleitoral ostensiva com frases e eventos de efeito no horário eleitoral e fake News nas redes sociais. Taoquei?

  11. Do jeitao que a coisa caminha, nao vai muito tempo para o Brasil virar uma grande favela de milicianos governado pelo miliciano chefe e todo o seu clan, todos especializados em desgoverno aliados ao centrao ladrao, sempre legislando em causa propria apoiado por um Supremo que se especializou em rasgar a constituicao para atender a interesses escusos e nefastos ao povo e ao Brasil, servindo tao somente como escritorio de advocacia de bandidos endinheirados e jogando a justica do Brasil no lixo.

  12. Parabéns, Fábio! Como sempre excelentes reportagens! Obrigada, Fábio, Crusoé, o Antagonista! Melhor jornalismo! Os esclarecimentos trazidos por vocês foram a luz no nosso entendimento nesses anos tão complicado que vivemos.

  13. Como patriota, espero que um candidato alternativo vença a próxima eleição, mas caso isto não aconteça, vai ser divertido ver a cara do Bozo passando a faixa pro Lulladrão ...

    1. Sim, se preciso for, infelizmente no segundo turno, votarei no Lula ladrão. Não aguento mais esta parcela de gente da pior espécie que se aglutinou em torno do Fazista BOZO.

  14. Sabe o que eu acho? Que o povo Brasileiro é DOENTE! Uma parte idolatra o Lula e a outra idolatra o Bozo. Só uma pequena parte pensante que analisa e reflete sobre a vida é que realmente se afasta da manada idiotizada. Vivo numa cidade em que o capitão de meia pataca viveu por um bom período de tempo, só acha que este sujeito é honesto, um imbecil. Parem de ser idiotas, vivam suas vidas e se preocupem menos com este ladrões.

  15. Falta muito pouco para que o Brasil tire este cancro da presidência do Brasil. Não vai ser com o auxílio Brasil (antigo bolsa família) que este Bostanaro continuará na presidência. Preferencialmente uma terceira via deve retornar ao governo, e se não for, que volte o Lula!

  16. FAMILIA TROMBADINHA. SÓ OS CORRUPTOS NO PODER. FILHO EMBAIXADOR. DO BRASIL. AGORA FILHA, NO COLÉGIO MILITAR SEM PROVA. PARABÉNS AO CHARLATANISMO BOLSOLULA.

  17. PF, tribunais superiores, STF principalmente, e MPF aparelhados; o Legislativo cheio de corruptos flexibilizando leis de combate à corrupção, agora, a bandidagem está livre leve e solta. Deus proteja o povo brasileiro desses bandidos. Salvo alguns agentes públicos.

    1. Pois é mas, não vejo nada dos cupinchas do desnorteado diegomaisbostaemaisgrana comentarem mais nada sobre o supreimo liberar lularápio e devolução de dinheiro recuperado. ESTOU ENCERRANDO MINHA CONTA POIS TÁ IGUAL A gl,uol,fOLHA E AFINS... dIEGO VAI TOMAR NO C

    1. Ouvi dizer que o que aconteceu no tatame, ficou no tatame...hhmmmm🙄

  18. O cara prometeu mundos e fundos que ia fazer e se aquilo. Miserável foi eleito e não cumpriu nada do que falou. Claro imagina, vou deixar F…. minha família meus amigos. Farinha pouca meu pirão primeiro. Que se danem os órgãos de controle da criminalidade. Eu quero é o bem estar da minha tropa, da minha facço

  19. Teremos tempo para limpar o Brasil? É angustiante pensar no mal possível em mais 11 meses desse facínora no poder.

  20. engraçado, tudo eles negam mas as coincidências são por demais estranhas, se é que é coincidência, tudo indica um retrocesso sem limites a começar pelo STF infelizmente pra nós desamparados.

  21. Pqp ! Perseguição implacável contra família Bolsonaro! E querem q? o chefe da polícia q e o bolso.22 fique quietinho e não faça nada! Vão tomar no c...

    1. bolsonaro se aliou a dias toffoli, GM, Valdemar... como pode todo mundo em volta dele ser corrupto

  22. Quanta hipocrisia, o PT dominou 100% do congresso, repartições e PF e ninguém falou nada. Hoje temos de herança uns 70% de esquerdistas infiltrados no congresso e repartições. FOLHETIM MORO ATACANDO.😁😃😄😅😂🐁

  23. A única verdade é a que o Moro sempre falou! O Capetão 666 sempre quis ter controle de tudo que possa do ameaçar revelar as falcatruas da Familicia!

  24. Ele está simplesmente apodrecendo as Instituições Brasileiras. Tudo que ele coloca as mãos ele apodrece. Pobre Brasil. Pobres estão ficando os brasileiros c este ser na presidência.

  25. Bolsonaro sempre agindo nas sombras. Ele não interfere somente. Ele está fazendo da Polícia Federal o que bem entende. Está usando como se fosse sua propriedade. Ele está destruindo um Orgão que não é de governo e sim de Estado.

  26. Que disse que nunca interviria na PF, fez do órgão exemplar do país um cercadinho para proteger os filhos políticos e amigos do rei.

  27. Isto depois do STF ter feito gato e sapato do dito cujo, como defensor dos fracos e oprimidos, aproveitando o medo que a pandemia, por incompetência desumana do tal Bolso, contaminou o brasileiro. A verdade que a sua fraqueza e total descompromisso com a responsabilidade do líder que pretendeu ser deixou uma enorme brecha ocupada pelos mal intencionados de sempre. Aí está o ex- prisioneiro posando de líder para o mundo (sem nunca ter sido), Gilmar dominando a justiça e o Centrão sendo o Centrão.

    1. Com esse potim, cansados de o enfraquecerem (tarefa não difícil, pois despreparado, prepotente e cercado de filhos…) os tais poderosos estão deixando-o brincar de presidente com o que está restando. O grande potim continua sendo dividido. Só prá eles, os poderosos de sempre desde o “descobrimento”.

  28. Eu espero que o histórico sobre as interferências nos Órgãos Federais de Controle (excelente trabalho investigativo!) sejam bem explorados nos DEBATES pelos adversários de JB. Vai ser um prato cheio.

  29. É BOM QUE CAIA AS MÁSCARAS DESTES COVARDES TRAIDORES QUE HOJE ENVERGONHAM A CORPORAÇÃO PQ ESTARÃO TODOS RESPONDENDO POR SUAS AÇÕES E OMISSÕES. NÃO PASSARÃO E ISSO É FATO, POIS A HONROSA POLÍCIA FEDERAL REAGIRÁ NO MOMENTO OPORTUNO E AS FASES DAS GRANDES OPERAÇÕES VOLTARÃO COM APOIO DA SOCIEDADE. A ELEIÇÃO DE MORO BEM COMO DOS DEMAIS GUERREIROS DA LAVA JATO SERÁ O FIM DESTA VERGONHOSA PARTICIPAÇÃO DA PF NA AÇÃO CRIMINOSA DESTA QUADRILHA QUE HOJE COMANDA O PAÍS. MORO PRESIDENTE 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🚔🔪💀

  30. Com a anuência do povo brasileiro, o ex deputado medíocre, do baixo clero, avançou e destruiu o Brasil. Fora genocida corrupto!!!!

  31. Os cor RUPTOS do congresso ,aliados desse sociopata ,jamais vão largar o 💰💰 .A ESSA COR JÁ SEM CARA TER NÃO IMPORTA OS MILHARES DE BRASILEIRO ,NAS RUAS SEM TETO E SEM COMIDA .Só importa as cuecas estourando com o 💰público e a manutenção da impunidade

  32. Será preciso o Moro vencer as eleições e muita ajuda para expurgar todos esses maus agentes públicos que se infiltraram nas entranhas da PF. Aguardem denúncias vazias sobre opositores nos próximos meses. Vão "aparecer" casos de corrupção que depois serão provados como fake news e desinformação, a venezuelização está a caminho. Que Deus nos ajude.

  33. A PF está de mãos dadas e atadas com esse governo, infelizmente. Uma instituição que deveria prezar pela independência de suas atividades, sendo esfacelada. #ForaBolsonaro!

  34. RACHADINHAS, CORRUPÇÃO nas VACINAS e MANSÕES para o 01 e 04! BOLSONARO é um DEGENERADO MORAL que IMPEDE o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  35. Se tudo correr bem, em 2023 a família retornará à sua insignificância, mas o prejuízo que impuseram às instituições demorará a ser recuperado. Ainda assim, segue o risco de Lula se eleger… 😞

  36. As principais instituições estão praticando políticas contra o brasileiro. Do STF a PGR. O PGR finge que está abrindo investigações contra os BO SO BOS TA,aí a mídia diz que estão brigados. No STF tem uns quatro que livram os poderosos. Gilmar e Lewandowski atua para os podres de ricos. Os capachos do BO SO BOS TA vão atuar a favor dos MILICIANOS como a famiglia que habita o Palácio da Alvorada. Como eu já disse os BOSOLULISTAS vão ajudar a destruí o Brasil.

  37. Os BOSOLULISTAS vão acabar com o Brasil. Estamos a um passo da ditadura. Aliás vivemos uma ditadura disfarçada. O BO SO BOS TA ontem ameaçou novamente o STF. Será que o gado e os lulistas acham que a vida deles vai melhorar com um ditador no governo? Gentinha burra.

  38. Mais uma paulada na cabeça do Brasil! Fernando Henrique, Lula, Dilma e agora Bolsonaro.. enquanto isso o Brasil vai acabando com falência múltipla de órgãos. Vamos chegar a óbito em breve se não extinguirmos estes carcinomas

  39. Qualquer leigo tá vendo que tudo que Moro falou aquela época era verdade e agora tá tudo dominado. Quando o próximo Presidente entrar espero que coloque tudo no seu devido lugar.

  40. O Brasil cada vez mais se torna refém de presidentes enescrupulosos que pilham o País, até quando ficaremos imóveis com esta corrupção, ladroagem e falta de ética que cada vez mais assola o País.

  41. É tudo muito asqueroso, e Bolsonaro salvou Lula para poder ser salvo por ele caso este último ganhe a eleição. Os dois criminosos comandam todo este circo de horrores. A melhor saída é Moro, e por isto o temem tanto.

    1. É isso aí. Quem está no poder protege os concorrentes (não inimigos) que podem vir a assumir seu lugar, para então ter a reciprocidade e ser protegido.

  42. Milicianos no DF fazem assim...." tá tudo dominado". Muita tristeza e um voto inteligente é o que resta ao brasileiro bem informado. Moro Presidente!!

  43. tenho sérias DÚVIDAS quanto a isto . nossa "inteligência" ignora que o país vive clara guerra revolucionária cantada pelo criminoso ZéDirceu disponível na internet? o Estado aparelhado por anos avança a cada dia com um poder TUTELANDO os demais ao arrepio das leis como quer e não há reação? ela existe é LEGAL e NA MINHA OPINIÃO é inevitável e não escaparemos do ART 142 da CF pacificando o país pois a clara estratégia de avanço para a tomada de poder destrói as instituições a pedir socorro.

    1. PAULO o que você ten a ver com o que penso e falo? é problema seu? é minha quenga por acaso? te devo algum michê? jamais dei calote em putas bom que saiba disto .. você só não é nais ridículo por falta de cérebro no seu só cabem dois neurônios.

    2. 2 - E a sua ideia maluca é evitar um suposto golpe com um autogolpe. Inacreditável!!!!!!!

    3. 1- FRANCISCO, ,vc como de praxe, abre a boca, acende a luz e não tem ninguém em casa. Às instituições estão sendo cooptadas pelo bolsonarismo, e vc vem com este papo maluco de guerra revolucionária. Se assim for eu te pergunto, Bolsonaro está fazendo trabalho sujo para o PT? Bolsonaro estava interferindo nas instituições para o autogolpe. Agora já que ñ conseguiu aliciar às FAs, é para continuar com a nossa boa e velha, corrupção desenfreada. Moro Presidente 🇧🇷

  44. Ou o Brasil troca as rédeas por uma coleira desse sociopata no voto e, de quebra, jogar uma areia sobre as fezes deixadas ou é melhor apagar a luz. A loucura pelo poder desse clã, não admite mais nenhum tipo de bom senso.

    1. O STF é do Lula e do Bolsonaro e ambos estão juntos de alguma forma.

  45. "Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça" (Da Lama ao Caos Canção de Chico Science e Nação Zumbi) MORO PRESIDENTE 2022!!!

Mais notícias
Assine agora
TOPO