Agência Senado'Senadores invisíveis': baixa produção legislativa e gastos elevados

As excelências ocultas

Você possivelmente não sabe que eles são senadores da República. Mas esteja certo de que eles sabem desfrutar – e muito bem – de todas as mordomias que o cargo lhes dá
07.01.22

Pelos corredores do Senado desfilam figuras que, sem terem recebido um voto sequer, desfrutam gostosamente das benesses da casa que um dia Darcy Ribeiro disse ser um pedaço do céu na Terra. Hoje, nesse grupo, há um punhado de excelências das quais você, caro leitor, provavelmente nunca ouviu nem o nome, muito menos qualquer informação relevante sobre as suas contribuições para o país. Suplentes que ganharam a cadeira por serem próximos de gente importante em seus estados de origem ou simplesmente por terem ajudado a bancar as campanhas dos titulares dos mandatos, eles se fartam em restaurantes renomados à custa das polpudas verbas do chamado cotão, viajam ao exterior com dinheiro público, dispõem de auxílio-moradia ou de residência oficial, andam em carros oficiais e têm direito a um plano de saúde de primeiríssima linha. A atividade parlamentar, o que deveria realmente importar, é próxima de zero. Projetos de lei relevantes são raros. Alguns desses “senadores invisíveis” nem sobem à tribuna para discursar. A lista conta com personagens que, embora sejam desconhecidos do grande público, têm laços familiares com figurões de Brasília.

Waldemir Barreto/Agência Senado

Eliane Nogueira, a mãe de Ciro

Um caso ilustrativo, e talvez um dos mais retumbantes exemplos de atividade legislativa praticamente nula, é o de Eliane Nogueira, senadora pelo estado do Piauí. Mãe de Ciro Nogueira, cacique do PP e ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro, ela nunca havia disputado uma eleição ou ocupado um cargo público antes de 2018, quando foi convidada pelo filho para ser sua suplente. Em uma rede social, chegou a escrever que ficou “espantada” com a ideia. Depois de assumir como senadora – quando Ciro virou ministro –, a empresária de 72 anos parece ter tomado gosto pelo mandato. Ou, ao menos, por duas coisas que ele proporciona: viagens e comida. Em um intervalo de 42 dias, fez duas viagens oficiais para a Europa, Roma e Madri, com direito a experiências que dificilmente teria se fosse uma reles mortal, como um encontro com o papa Francisco. A reunião foi devidamente registrada nas redes sociais, onde ela também costuma aparecer com frequência participando de chás da tarde com suas amigas da sociedade de Teresina.

Por sua turnê europeia à custa dos cofres públicos, Eliane Nogueira foi reembolsada em 23 mil reais. Oficialmente, ela viajou para participar de uma reunião de parlamentares preparatória para a COP-26 e para um encontro de cúpula de presidentes de parlamentos – em que pese ela não ter atuação conhecida na área ambiental nem ser presidente de parlamento algum. A viagem para Madri foi para outro encontro de parlamentares. Da capital espanhola, a senadora postou uma foto sorridente, de cachecol, acompanhada de um texto repleto de platitudes. “Os debates e trocas de informação são necessários para encontrarmos soluções que ajudem não só cada país, mas toda a população”, escreveu. Eliane também é useira e vezeira em gastos da verba de sua cota parlamentar com combustível para avião particular. Já foram 47 mil reais desde que ela assumiu o mandato, em julho. Detalhe: ela não tem jatinho (quem tem é o filho, o ministro Ciro Nogueira). A senadora frequentemente apresenta, para reembolso, notas fiscais de generosas refeições. Em uma delas, pediu 430 reais por um almoço realizado em 8 de agosto, Dia dos Pais, no qual pediu camarões, salmão, carré de cordeiro e sobremesas. Se é bastante ativa nos pedidos de reembolso de viagens e refeições, a mãe de Ciro é, digamos, um pouco mais tímida em sua atuação parlamentar. Desde que assumiu o mandato em julho de 2021, falou em plenário apenas cinco vezes e apresentou um único projeto de lei.

Reprodução/Redes sociais

Alexandre Giordano, o senador da churrascaria

Com uma bagagem de processos por dívidas e invasão de terrenos e suspeita de ter atuado como lobista em reuniões obscuras no Paraguai, Alexandre Giordano, do MDB, chegou ao Senado em março do ano passado, após a morte de Major Olímpio. Antes das eleições de 2018, o ex-camelô jamais havia participado de uma eleição. No serviço público, o único cargo que exerceu foi o de subprefeito, em São Paulo, nas gestões de José Serra e Gilberto Kassab, entre 2005 e 2007. Apesar de ter um patrimônio de 1,5 milhão de reais, Giordano não abriu mão da ajuda de custo de 33,7 mil reais oferecida pelo Senado para levar sua mudança até Brasília, onde ocupa um imóvel funcional. Assim como a colega Eliane Nogueira, ele tem desfrutado das viagens oficiais. Em outubro, foi a Glasgow, na Escócia, a pretexto de participar da COP-26. A viagem durou 11 dias. Antes de embarcar, recebeu 26.172,43 reais para custear despesas com alimentação, hospedagem e transporte. Em nove meses de mandato, o senador torrou mais de 121 mil reais do cotão parlamentar. A maior parte do dinheiro foi usada para pagar combustível e comida. Em um único almoço de domingo, em uma churrascaria conhecida de São Paulo, ele gastou 1.130,10 reais. “Trabalho na semana, aos sábados, aos domingos e de madrugada. Não me recordo dos detalhes dos gastos, porque quem cuida disso é a assessoria. Mas as contas são altas porque sempre estou ouvindo bastante gente. É contra a lei?”, disse ele a Crusoé. “Inclusive, agora estou em um café da manhã em atividade parlamentar, no recesso, com três prefeitos e seis vereadores. Estão tomando um café da manhã suculento e gostoso”, ironizou. O emedebista também tem atuação discreta no Senado. Além do discurso de posse, foi ao microfone em apenas uma oportunidade. Propôs apenas dois projetos de lei – um cria mecanismos para o governo federal ajudar estados e municípios a arcarem com os custos da gratuidade para idosos no transporte público a idosos e o outro abranda penas para empresas que desrespeitam direitos dos consumidores.

Roque de Sá/Agência Senado

Chiquinho Feitosa, o cunhado de Gilmar

Grande empresário do ramo de transportes, Chiquinho Feitosa, do DEM, concorreu como suplente em quatro eleições gerais, mas viu o cabeça de chapa vencer somente uma vez — foi em 2014, quando fez dupla com o tucano Tasso Jereissati. Assumiu a cadeira sete anos depois, em novembro do ano passado, quando Tasso se licenciou do mandato, para orientar Eduardo Leite nas prévias do PSDB. Desde então, tem usado o espaço para aparecer nas redes sociais e se cacifar para disputar um mandato de deputado federal em outubro. Bom trânsito no poder não falta a Chiquinho. O senador é irmão de Guiomar Mendes Feitosa, mulher de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal. Se sobram publicações na internet, pelas quais gastou pelo menos 27 mil reais do cotão, faltam propostas ao congressista. Embora tenha sido relator de matérias de interesse do Planalto, como a medida provisória que recriou o Ministério do Trabalho e Previdência, Chiquinho Feitosa não apresentou nenhum projeto de lei.

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Maria Eliza de Aguiar, a empresária da educação

Maria Eliza de Aguiar também estreou em eleições em 2018, como suplente de Confúcio Moura, de Rondônia. Dentista de formação, a empresária e professora tomou posse em setembro último, quando o titular do mandato tirou uma licença de 120 dias para cuidar de assuntos pessoais. Ao assumir a cadeira, ela prometeu foco na área educacional. Também pudera. Parte de seu patrimônio de 15,5 milhões de reais está concentrada em faculdades particulares das quais ela é sócia. A senadora encerrará a sua passagem pelo Congresso no próximo 24, deixando como herança três projetos de lei ainda pendentes de aprovação. Um deles prevê que o governo federal, estados e municípios devem arcar com a matrícula, na rede privada ou em creches comunitárias, de crianças de até quatro anos de idade que estiverem fora na rede pública por falta de vagas. A senadora é mais uma que faz questão de registrar seus momentos em Brasília nas redes sociais. No Instagram, acumulou 155 postagens desde a posse. Pela divulgação da atividade parlamentar, pagou 22,8 mil reais a um microempreendedor do Rio que produz fotos e realiza filmagem de festas e eventos. Ela também gastou 52,9 mil do cotão com passagens aéreas e combustível.

Waldemir Barreto Agência Senado

Nilda Gondim, a mãe dos irmãos Vital

Nilda Gondim, de 75 anos, tem ensino médio incompleto e vem de uma tradicional família política paraibana. Filha de um ex-governador, ela é mãe de Vital do Rêgo, que foi senador e hoje é ministro do Tribunal de Contas da União, e de Veneziano Vital do Rêgo, que também ocupa uma cadeira no Senado. Nilda assumiu o mandato após a morte de José Maranhão, vítima do coronavírus, em janeiro do ano passado. Antes disso, havia disputado apenas uma eleição, para deputada federal. Foi eleita, mas teve a atuação discreta na Câmara. A história se repete agora no Senado. Das suas proposições, a que mais chama atenção é um requerimento para homenagear a ex-BBB Juliete Freire por ter representado a cultura paraibana na televisão. A senadora é mais uma da turma de “invisíveis” que não economiza nos gastos com verba do Senado. Desde que assumiu, já despendeu 65 mil reais com envio de cartas e encomendas via Correios.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Mailza Gomes, a rainha da propaganda

Mais uma neófita na política, Mailza Gomes chegou ao Senado em janeiro de 2019, quando Gladson Cameli deixou o assento para assumir o governo do Acre. À época, a única experiência dela em cargos públicos havia sido a de secretária no município de Senador Guiomard, durante a gestão do marido, James Gomes, na prefeitura. Em sua posse no Senado, Mailza prometeu atenção à área social. Não se sabe exatamente se a promessa está sendo cumprida como deveria, mas é certo que ela tem investido milhares de reais para propagandear sua passagem por Brasília. No ano passado, a senadora acriana torrou 169 mil reais com despesas de divulgação do mandato. Uma parte do dinheiro tem ido para sites e blogs locais. Mensalmente, ela transfere cerca de 5 mil reais ao portal local AC24h, por exemplo. No último ano, o site veiculou pelo menos 30 reportagens relativas à parlamentar. À moda antiga, a congressista também costuma encomendar panfletos em papel couchê. Sua produção parlamentar, porém, não condiz com a gastança. Ao longo de 2021, Mailza apresentou somente dois projetos de lei. Um deles, para facilitar o processo de regularização de lotes da reforma agrária. Outro, para regulamentar a profissão de doula, profissional que oferece apoio a gestantes. Em todo o período, fez só um pronunciamento em plenário — e para rasgar elogios ao então ministro Eduardo Pazuello, pouco depois do colapso do sistema de saúde de Manaus.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Por décadas, nossos "políticos" (sic) se especializaram em criar armadilhas, as mais ardilosas, cruéis e, por que não nojentas possíveis e imagináveis. Tá aí o resultado ? E agora, eleitor, como vc vai mudas isto tudo ?

  2. Do tanto que a sociedade age com passividade e conformismo, alem de uma submissao doentia a tudo que esta casta de poderosos dos treis poderes agem explorando o povo e nos fazendo de idiotas uteis quando nas eleicoes nos prometem resolver os problemas que nos afligem e nada fazem, so pintando de novo nossas caras de verde e amarelo e irmos pra rua exigir. MORO 2022, JAIR caindo fora.

  3. VERGONHA NACIONAL. EM QUE PAÍS ESTAMOS ? MILHÕES DE REAIS GASTOS EM FARRAS COM O DINHEIRO PÚBLICO, E O POVO MORRENDO DE FOME. GASTOS ABSURDOS E IMORAIS, EX-PRESIDENTES GASTANDO FORTUNAS, E O POVO ARRASADO. PRECISAMOS ACABAR COM ESSAS IMORALIDADES. Q QUEM APELAR ?

  4. Imaginem que do voto de pessoas como essas é que saem os escolhidos para ocupar as vagas de juízes do STF. Não é de admirar o elevado grau de suspeição que ronda esses senhores togados.

  5. é uma farra com dinheiro deste povo sofrido, mas somos sem duvidas tb responsáveis por esta atuações circenses ,pois pouco nos preocupamos em saber quem são os suplentes ... em tempo #Moro2022

  6. Está tudo errado nesse imenso país. Procura-se um governante sério com projetos a favor povo e não de aproveitadores de plantão para se beneficiarem do suado dinheiro do brasileiro !!!

  7. O que seria necessário para acabar com esta gastança desmedida. Um País com tanta gente na miséria, passando fome, sem moradia e estes pseudos Senadores nadando em benesses. O Brasil precisa do Senado? o Brasil precisa de uma câmara com tantos deputados (513??). Como nós o povo poderíamos mudar tudo isso de maneira legal?

  8. Esse sistema de suplentes e um escarnio. Nos EUA, quem abre mao do cargo para entrar no governo nao pode voltar, e a vaga e preenchida por uma eleicao especial ou nomeacao pelo governador do estado, dependendo de cada estado.

  9. Que vergonha isso ocorrer no apartamento do nosso pobre Brasil , nunca nos tornaremos uma grande um país sério com esses carrapatos sugando o dinheiro público, tinham que puni-los e obrigar a devolver o dobro.

  10. Quanto mais a gente tem conhecimento diante dessas reportagens, mais enojado eu fico, por isso que esse país deixou de servo Futuro, isso é um atraso total… dinheiro público é jogado no lixo todos os dias. Porque um empregado da rede pública ou privada tem o salário e vale alimentação, porque esses porcos não tem o mesmo? Pessoas que jamais teriam condições de pagar um almoço de R$ 1.100,00 com o dinheiro do contribuinte pode? A aposentadoria ainda vai ser mexida logo, para sustentar essa corja.

  11. ESCO RIAS ATRELADAS AO 💰PUBLICO ,enqto milhares de brasileiros sem teto e sem comida lutam para sobreviver esses 🐀 torram 💰publico .ATÉ QUANDO VÃO EXISTIR SUPLENTES ?

  12. Excreção brasileira, vagabundagem oficial bancada por contribuintes escorchados por um estado corrupto e perdulário.

  13. O sistema eleitoral para o senado deve ser revisto. Em caso de impossibilidade do titular da cadeira quem deve assumir é o segundo colocado nas eleições. Simples assim

    1. Vendo em quem votam e, até, "revotam", já ñ ouso afirmar que "não merecem(os)"

  14. A todos que se sentem indignados com esse estado de coisas, sugiro que procurem conhecer o Partido Novo (novo.org.br) ...

  15. Basta de passar vergonha! Ngn é obrigado a votar em quem ñ possui qualidades para exercer cargo público. Por que insistimos no erro? 2022 vai ser o ano da mudança: #MOROPRIMEIROTURNO

    1. Não adianta só trocar o PR..Temos q LIMPAR o congresso imundo. Não a REELEIÇĀO de nenhum dos atuais VERMES. Exterminio total desse BANDO de RATAZANAS. 100%Câmara e o terço possível do senado. Senāo nem J C conserta esse maravilhoso PAIS .

  16. Todos eleitos pelo POVO indiretamente, que agora COMEM comida do LIXO a espera do cala boca POVO de R$ 452,00, onde o BOTIJÃO de GÁS pega R$ 180,00 e o troco a CONTA de LUZ legado de Dilma rapa. Agora para acompanhar BBB o POVO é ligeiro, sabe tudo, politica não gosta de falar NÃO aceita opinião de ninguém, já esta hipnotizado pelos CORRUPTOS. Agora nas próximas eleições quem será de fato julgado serão todos os brasileiros, seremos maioria de CORRUPTOS ou seremos maioria de gente de BEM??

  17. Todos eleitos pelo POVO indiretamente, que agora COMEM comida do LIXO a espera do cala boca POVO de R$ 452,00, onde o BOTIJÃO de GÁS pega R$ 180,00 e o troco a CONTA de LUZ legado de Dilma rapa. Agora para acompanhar BBB o POVO é ligeiro, sabe tudo, politica não gosta de falar NÃO aceita opinião de ninguém, já esta hipnotizado pelos CORRUPTOS. Agora nas próximas eleições quem será de fato julgado serão todos os brasileiros, seremos maioria de CORRUPTOS ou seremos maioria de gente de BEM??

  18. Pois é, não se houve qualquer movimento da tal de "sociedade civil" para terminar com essa excrescência de "senador biônico".

  19. Uma gentalha desclassificada que se lambuza no mel do dinheiro público sem a menor vergonha na cara. Párias sociais.

  20. Estão é certíssimos em se lambuzar à custa do erário! O que precisa é protestar contra as regras que políticos estabelecem para eles mesmos, construindo artimanhas em toda estrutura constitucional e institucional! O que precisa é cidadão atento, educado e que não permite tais descalabros! O que precisa é revolta firme e corajosa para mudar leis que permitem esses abusos! O que precisa é o cidadão resgatar os melhores valores que sustentam a sociedade organizada: respeito, honra, ética, moral....

    1. Escutei de meu AVÔ quando das diretas já na praça da Sé, filho essa gente em cima do palanque, todos de braços dados, essa tal democracia aqui no Brasil não funciona, tem muito LADRÃO, isso em 1984. Uma triste verdade, todos aqueles no palanque são os mesmos no poder hoje. Orestes Quércia, Lula, Montoro, FHC, Ulysses, Tancredo, Miguel Arraes, Mario Covas, Leonel Brizola. Hoe nas frentes das cameras são inimigos MORTAIS atrás das cortinas se beijam na boca.

  21. Luiza Rossetto Excelente reportagem,à imprensa falada e escrita deveria por diariamente assunto relacionado aos gastos públicos e comparar a atuação de todos os parlamentares em defesa da população

  22. Precisamos de muitas reformas, uma delas é a política, visando a extinção de aberrações como essas

  23. Essa é outra reportagem que vcs poderiam deixar aberta e colocar nas redes sociais com fácil acesso para todos! A reportagem está excelente (Parabéns!) e é outra tremenda sacanagem que a nossa legislação permite! E é claro que nós não sabemos dessa gentalha, pelo que entendi eles entram por não participarem de eleições ou por não terem votos... E que palhaçada do Jereissati na escolha do suplente! E que belíssimo motivo para se licenciar do cargo! Eu amo ler essa revista, mas eu fico revoltada!

  24. Coitados dos parlamentares, tenho muita pena deles .O que deveriamos fazer é uma campanha para melhorar os seus salários porque assim eles poderiam pagar comida , gasolina , plano de saude , residencia e custear as despesas de viagem com o proprio salario . Vocês não acham ?

  25. é uma verdadeira terra de ninguém, onde quem esta dentro faz o que bem entende , enquanto o povo não participar de projetos de iniciativa popular , como um que determinasse que o segundo mais votado assuma a vaga , os caciques colocam , pai , mãe, irmãos como suplentes que acabam se aposentando , com o dinheiro de quem trabalha a vida para o Estadão.

  26. É uma vergonha essa prática de escolha de suplentes para o Senado. Cadê a lei do nepotismo? Não funciona nesses casos. Parece que ainda estamos vivendo o tempo das capitanias hereditárias. Um escárnio.

  27. Tem que acabar essa figura exdrúxula do suplente de senador e em caso de vacância, que assuma o segundo colocado no pleito, ou o terceiro ou até nova eleição, que ainda ficará mais barato e eficaz para o Brasil 🇧🇷 SÉRGIO MORO VEM AI PARA PRESIDENTE EM 2022!!!

  28. Quanto economizaríamos se o número de assentos fosse reduzido para um quarto?? Para que a existência da figura do suplente? Num mandato de 4 anos, se o parlamentar vier a falecer, é melhor deixar a cadeira vazia até as próximas eleições. Sai mais barato para o contribuinte! Chega de mamata!!

  29. O problema não se restringe apenas a essas figuras folclóricas (que sabem gastar bem o dinheiro suado dos otários, vide o bozopata que passou 28 anos a nada fazer e a muito mamar...), mas e as demais nulidades que em nada ajudam a melhorar este país mergulhado na mais furibunda corrupção ativa e passiva?

  30. O Brasil está gangrenado de nulidades poderosas, capazes de provocar câncer em gerações futuras e, vergonha, eterna.

  31. Essa Lei ou seja lá o nome que tenha, uma pessoa que não recebeu nenhum voto assumir o lugar do Senador vencedor precisa ser extinta. Até quando os parlamentares irão continuar nessa mamata? Os impostos que eu pago precisam ser melhor aplicados. Basta! Chega!

  32. só tem "mercadorias" e pra todos os gostos, pobre é o otário que paga imposto, uma pergunta: como um paiseco desse de quinta categoria pode dar certo??? é só ver o naipe dessa raça

  33. os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  34. Por que tantos? Se são desnecessários, não seria melhor diminuir o número e, exigir um pouco mais dos candidatos e suplentes. Que país é esse? Diego, ontem no Papo Antagonista, nos mostrou o parlamentar Tiririca. Tiririca se do um parlamentar atuante e que seu trabalho e gratificante. 😢

    1. Dá pra mudar o número dos parlamentares. Mas ninguém quer, isso é fato.

  35. Excelentíssimas nulidades, que mais se pode dizer? São apenas as consequências de jogos de poder ou acaso decorrentes de leis, instituições, inconsequentes e ilógicas.

  36. O CÃES LADRAM .. E A CARAVANA RUMA AO LIXO ... o que podemos esperar de um sistema gestado por constituição pôdre e impraticável? nada mais que uma nação rumando ao lixo no qual já chafurdamos e o pior fiquem certos ainda está por vir pela miopia pela covardia e pela traição de uma escória a representar o povo ou a federação por centenários suicídios cometidos nas urnas sob leis absurdas feitas adredemente para favorecer uma elite ladravaz assassina criminosa e impune . e o pior virá rápido.

  37. É parte do festival de excremências que compõem as instituições podres deste país. A ignorância e omissão da maioria os mantém.

  38. Precisamos urgente de uma reforma política para que os eleitos sejam obrigados a cumprir seus mandatos até o fim e seja proibido concorrer a outro cargo político eletivo enquanto estiver no mandato. Os suplentes devem ser nomeados entre os mais votados. Tudo precisa ser mudado inclusive essas facilidades de acesso ao dinheiro público para gastos abusivos, supérfluos e o principal cadeia para quem se aproveita disso.

  39. Está tudo errado no sistema político e no judiciário brasileiros. Reformas urgentes e prioritárias são necessárias nessas duas áreas, mas nada acontece por falta de lideranças, sobretudo fora do meio político, que cobrem e induzam as mudanças necessárias. Se depender dos políticos tudo continuará como está, para garantir suas benesses e privilégios que tanto prejudicam a sofrida população do país. Até quando? Com a palavra nossas lideranças não comprometidas com essa bandalheira.

  40. Esse é o nosso Brasil. Alguém tem que mandar para a Câmara um projeto de EC para dividir o país em 100 regiões. Dentro de cada uma delas, se escolhe um ADMINISTRADOR (substitui o prefeito e o governador) e um REPRESENTANTE (substitui os deputados e senadores), para a Câmara Federal. Sem suplentes. Assim, extingue-se depurados municipais, estaduais, federais, senadores, prefeitos e governadores, além de Câmaras Municipais, A. Legislativas, Câmara Federal e Senado. Duvido que o país piore

    1. Perfeito! É urgente acabar com esta farra.

  41. ESSE É O NIVEL ATUAL DO CONGRESSO. UM BANDO DE IMBECIS QUE FAZEM DO MANDATO UM EVENTO CINEMATOGRÁFICO DE SUAS INCAPACIDADES E MERO DESPREPARO PARA O CARGO, É FATO.TEMOS A MISSÃO DE RENOVAR AO MÁXIMO O CONGRESSO COM CIDADÃOS CONSCIENTES DO DEVER PÚBLICO E NESSA ESTEIRA TEMOS GRANDES NOMES COMO DELLAGNOL, GENERAL SANTOS CRUZ E TANTOS OUTROS QUE FARÃO A LIMPEZA DESTE PARLAMENTO VERGONHOSO. SOMENTE COM A RENOVAÇÃO DE 50% E A ASCENSÃO DE MORO TEREMOS UM PAÍS MELHOR PARA OS NOSSOS FILHOS. 🇧🇷🇧🇷⚖️🚔

  42. Põe que o suplente é o segundo mais votado que ninguém mais se licencia. Ele pelo menos tem legitimidade e representação popular.

    1. Esse “show de horrores” decorre de vários fatores, dentre eles pode-se destacar o baixíssimo nível educacional dos eleitores. Se minimamente educados (inclusive politicamente), o número de “Parlamentares Fakes” (ganham dinheiro para nada fazer) seria menor. Mas nenhuma dessas figuras chegaram ao poder pelas armas, mas pela ignorância. Mais Educação e consciência política ao brasileiro é o caminho, visto que a Democracia pode não ser a melhor forma de governar, mas as demais são muito piores!!!!!

Mais notícias
Assine agora
TOPO