O lado B de Kassab

21.01.22

No escurinho dos bastidores, Gilberto Kassab mantém um discurso bem diferente daquele que produz diante dos microfones. Embora rejeite a ideia de fazer uma aliança com Lula em declarações públicas, em conversas reservadas nos últimos dias ele admitiu a possibilidade de apoiar o petista em um eventual segundo turno – nesta semana, o próprio Lula disse em entrevista a sites amigos que vem conversando com o “dono” do PSD. Kassab tem sustentado que o partido precisa ter um candidato no primeiro turno para se cacifar eleitoralmente. Ainda que não seja Rodrigo Pacheco, garante, a legenda terá um presidenciável. Para o segundo turno, porém, ele admite reservadamente estar aberto a alianças, sem preconceitos, inclusive com o PT.

Gustavo Bezerra/PT na CamaraGustavo Bezerra/PT na CamaraKassab: apoio do PSD terá de ser retribuído com cargos relevantes

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Mais um nefasto, corrupto visando que o povo vote no candidato a presidente do partido dele, pra depois com os votos nas maos, sair procurando quem assuma dar a ele cargos com muito dinheiro para de novo se locupletar em milhoes. Este simboliza mais um politico da velha politica. NEM PASSADO, NEM PRESENTE, MORO PRESIDENTE.

  2. Vamos decodificar o Kassab: só existe o kassab B. O A é confeito de bolo de papelão. Não deve ter ter candidato próprio. A questão é valorizar o conteúdo da caçamba. Tá muito cedo para fechar um apoio. A cereja do confeito é estar aberto "sem preconceito", o que em kassabês legítimo significa, vamos de lula.drão. O passo natural do kassab é optar pela lambança. Escolher Moro seria mostrar um Kassab A novo, altivo e sério e até seria bom, não é verdade? Mas ninguém vai além de si mesmo.

  3. Kassab nunca teve qualquer preconceito. Ele é extremamente pragmático. Onde houver poder e dinheiro público para ser apropriado, ele estará lá.

  4. Nenhuma novidade ! Kassab foi ministro de Dilma e sempre vai fazer aliança com quem estiver melhor nas pesquisas ! Não importa o partido, ele sempre estará ao lado do Poder !

  5. Kassab um sujeito perigoso. Afastado do Governo Dória por corrupção, até hoje não deu sequer explicações. O tempo passa, oportunista.

  6. os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

Mais notícias
Assine agora
TOPO