Fotos de Adriano Machado/Crusoé, Pedro França/Agência Senado, Gov do Estado de S.Paulo, Ricardo Stuckert/Inst. LulaA fragmentação de candidaturas contribui para que o PT, desta vez com Lula na cabeça de chapa, e Bolsonaro duelem nas eleições deste ano

O enrosco da terceira via

Mais preocupados com suas próprias conveniências eleitorais, políticos que prometeram trabalhar por uma candidatura única capaz de quebrar a polarização Lula-Bolsonaro dividem o centro e acabam fortalecendo os extremos
11.02.22

A polarização entre Lula e Jair Bolsonaro, presente hoje na corrida presidencial, já se desenhava em fevereiro de 2018, a seis meses da homologação das candidaturas, como agora. Àquela altura, o petista aparecia em primeiro lugar nas pesquisas ao Palácio do Planalto, com 34% das intenções de voto contra 18% do então candidato do PSL – em 1º de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral tornaria Lula inelegível com base na lei da Ficha Limpa, o que o levou ser substituído na chapa por Fernando Haddad. Os demais concorrentes, como Ciro Gomes, do PDT, Geraldo Alckmin, do PSDB, e Alvaro Dias, do Podemos, oscilavam entre 4% e 7%.

Por mais que a candidatura de Bolsonaro ainda fosse encarada pela classe política como uma chuva de verão, aos poucos a tempestade perfeita que levou à eleição do atual presidente ganhou forma. O resto é história. Entre os mais experientes políticos, o diagnóstico a respeito do triunfo de Bolsonaro nas urnas era dito quase que em uníssono: para além de todas as circunstâncias políticas que levaram ao surgimento do bolsonarismo, a fragmentação das demais candidaturas teve peso decisivo para que uma alternativa aos dois extremos não estivesse no segundo turno.

Para evitar a repetição do mesmo cenário em 2022, pregavam as mesmas vozes, seria necessária a união em torno de um tertius, alguém que entre todos se mostrasse mais capaz de afastar o risco da volta de Lula ou da reeleição de Bolsonaro. De lá para cá, tem havido mais sabotagem à chamada terceira via do que propriamente ações para torná-la realidade. O resultado é que, de novo, faltando seis meses para o registro das candidaturas, Lula e Bolsonaro são os favoritos para duelarem nas eleições – há chances de o petista ser eleito até mesmo em primeiro turno.

Os movimentos políticos empreendidos durante esta semana são ilustrativos da verdadeira preocupação dos dirigentes partidários: a maioria parece mais interessada em fazer prevalecer suas conveniências particulares e eleitorais do que em se empenhar, de fato, em construir uma opção viável. Políticos que até outro dia prometiam apoiar o candidato que estivesse mais bem colocado nas pesquisas estimulam candidaturas que exibem hoje pouca musculatura eleitoral e ajudam a dividir o eleitorado refratário a Lula e Bolsonaro.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/FolhapressIntegrante da ala anti-Doria no PSDB, Tasso defende o apoio a Simone Tebet
Cabeças coroadas do PSDB, por exemplo, têm contribuído firmemente para a reprodução do mesmo cenário de quatro anos atrás. Na noite de terça-feira, 8, a ala derrotada por João Doria nas prévias da legenda se reuniu para decidir quem apoiar à Presidência. Se até recentemente os dissidentes falavam em aguardar até março ou abril para ver se o governador de São Paulo avançava nas pesquisas, agora eles defendem abandoná-lo à própria sorte desde já, pois acreditam que sua situação é irreversível – o tucano, hoje, está empacado com 3% das intenções de voto.

Entre os presentes ao encontro, realizado na casa do ex-ministro Pimenta da Veiga, em Brasília, havia tucanos que até recentemente pregavam em público a convergência em torno de um nome com mais viabilidade no campo da terceira via. Agora, não bastasse apresentar como alternativa a Doria candidatos que ainda engatinham nas pesquisas assim como ele, há um racha até mesmo entre os dissidentes: um grupo, liderado pelo senador Tasso Jereissati e por José Aníbal, defende o apoio a Simone Tebet, do MDB. O outro ainda sonha com a candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, derrotado por Doria nas prévias tucanas – seja pelo próprio PSDB ou pelo PSD de Gilberto Kassab. O terceiro grupo, ligado ao deputado Aécio Neves, não quer candidatura alguma. Prefere privilegiar a formação de uma portentosa bancada na Câmara. “Foi um jantar de derrotados, com todo respeito. Todos eles foram derrotados nas prévias. O PSDB é maior do que cinco pessoas”, criticou Doria.

Alvo do convescote tucano, Doria tem um passado que, de certa forma, tira sua autoridade para falar de seus colegas de partido. Em 2018, coube ao atual governador paulista iniciar dentro do PSDB o processo de cristianização do então candidato presidencial Geraldo Alckmin, ao criar o movimento BolsoDoria – Bolsonaro para presidente e ele mesmo para o governo. No final de setembro do ano passado, em jantar em São Paulo com a presença do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e do hoje pré-candidato do Podemos à Presidência, Sergio Moro, Doria se dispôs a abrir mão da candidatura caso algum deles se mostrasse mais competitivo nos primeiros meses de 2022. Ao que tudo indica, no entanto, a promessa não será cumprida – atualmente, Moro figura nas pesquisas com 9% das intenções de voto, o triplo do tucano, e não há qualquer sinal de que ele deixará a disputa por vontade própria.

Para reverter o quadro de estagnação, o pré-candidato do PSDB espera contar em sua aliança com o Cidadania, presidido por Roberto Freire. Um dos artífices da pretensa candidatura de Luciano Huck ao Planalto, Freire sempre se apresentou como um ardoroso defensor da candidatura de terceira via, como contraponto a Lula e Bolsonaro. Porém, ao defender a composição de uma federação do Cidadania com o PSDB, ele na prática contribui para aprofundar a divisão entre os candidatos de centro. O martelo será batido durante a reunião do comando da legenda que está marcada para o próximo dia 15. Indagado se sua posição não joga contra a união da terceira via, Freire minimizou o problema. “Os partidos estão colocando nomes para que participem do diálogo apresentando suas alternativas. É um processo. Há continuidade de diálogo, seja falando em federação, seja debatendo candidatos”, disse.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/FolhapressKassab, que dizia defender a terceira via, agora flerta com Lula
Se conseguir atrair o Cidadania, Doria espera se cacifar para incorporar à sua aliança o União Brasil, que já esteve próximo de filiar Sergio Moro. Ocorre que, pelo jeito, e por causa da intervenção de ACM Neto, a legenda nascida a partir da união do DEM com o PSL prefere perder a eleição presidencial a apostar, desde agora, em algum dos nomes“Infelizmente, com o cenário polarizado entre petistas e bolsonaristas, estamos vendo novamente o empobrecimento do debate. Em vez de disputa de projetos, guerra de indivíduos”, lamenta Eduardo Mufarej, fundador do movimento de renovação política Renova BR.

Gilberto Kassab, cacique do PSD, é outro que vinha adotando o discurso em favor de uma alternativa à polarização. Agora, ele ensaia filiar ao partido o ex-governador do Espírito Santo Paulo Hartung — que sempre esteve empenhado em articular uma opção capaz de unir o que ele próprio chama de “centro expandido” — e uma das opções à mesa, ainda que pouco provável, é lançá-lo à Presidência. Antes, já vendo a candidatura de Rodrigo Pacheco naufragar, Kassab cogitou trocá-lo por Eduardo Leite, caso o gaúcho topasse ingressar em seu partido. Mas, enquanto faz esse movimento, o presidente do PSD não se constrange em flertar publicamente com Lula. Os dois estiveram juntos na segunda-feira, 7, na sede do PT, em São Paulo. O cálculo é óbvio. De olho em um naco de poder em um eventual governo Lula, e acreditando que a corrida parece definida, Kassab começou a achar mais interessante – e mais lucrativo politicamente – apoiar o petista já no primeiro turno. Em pelo menos nove estados, PSD e PT estão juntos. A dúvida é sobre se uma aliança desde já não atrapalhará mais do que ajudará a fazer uma bancada de parlamentares robusta. Ou seja: mais um enrosco.

A distópica vitória de Jair Bolsonaro em 2018 teve como bases o uso das redes sociais como instrumento político-eleitoral, o apoio de setores do conservadorismo presentes na classe média urbana e nos grotões do país, o reforço dos que acreditavam na condução liberal da economia e o voto maciço do eleitorado antipetista no candidato que parecia jogar no terreno da defesa da ética e do combate à corrupção, enquanto a classe política era desmoralizada pela Lava Jato. Com o completo abandono dessas bandeiras por Bolsonaro, parte desse eleitorado ficou órfão, em busca de alternativa. Assim, abriu-se um clarão para a terceira via. Com a divisão entre os candidatos que poderiam ocupar esse espaço, essa oportunidade histórica está sendo jogada fora.

Para Hartung, ainda há tempo mudar o jogo em razão do alto número de indecisos registrado nas pesquisas espontâneas
Para Paulo Hartung, ele próprio alçado à condição de peça desse complicado xadrez, ainda há tempo de evitar o desastre. “Estamos na antessala do processo eleitoral”, afirma. O ex-governador avalia que o alto número de indecisos nas pesquisas espontâneas recentes indica que ainda há espaço para o crescimento de um terceiro candidato. Quando os nomes dos candidatos não são apresentados pelos entrevistadores, cerca de 40% dos eleitores dizem ainda não saber em quem votar para presidente. Desse total, quase 60% são mulheres. “Ainda é possível mudar o jogo. Sobretudo porque as mulheres, em sua maioria indecisas hoje, costumam definir eleições no país”, aposta Hartung. Para que isso aconteça, porém, é preciso tirar os sabotadores do tabuleiro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O LULADRAO foi quem liquidou o Brasil quebrando estatais e seus fundos de pensao jogando a conta para os funcionarios ativos e sobretudo aposentados que arcamos com mais um desconto de 30% dos nossos proventos pra sempre sem o que os fundos nao estariam pagando a seus aposentados hoje. Quem faz isso, eh um grande fdp. Um tipo de bom ladrao, mas nao escapa do inferno sem arrependimento caso o tenha.

  2. o que o povo alienado , cego e surdo precisa é começa a se interessar pelo futuro dos nossos filhos e netos ,porque o nosso já foi pro esgoto , essa jogada de dividir tudo, é exatamente o que mecanismo e os oligarcas querem , e assim acontece a nível estadual, municipal , federal e senado , a polarização é sempre entre os piores, Inverteram tudo é o povo não só aceita como apoia , somos um país fadado a sermos escravos do estado e das organizações de corruptos , passando pai pra filho.

  3. Reportagem deixa um desânimo medonho. Brasil caminha para precipício: desde sempre cruel lema do muda-se algo, para tudo ficar igual. Temos em Ciro Gomes esperança que mude nosso País deixar ser do futuro(lembro meu avô dizendo isso) para ser do presente. Competência, discernimento, garra, coragem, honestidade tem de sobra. Espero que tais qualidades prosperem perante povo brasileiro, e seja eleito Presidente.

  4. Temos que nos unir em favor de Sérgio Moro. É o único que pode vencer o Ladrão e o filhote de ditador covarde. Acorda povo brasileiro

    1. concordo com o amigo, não somente pelo fato de nos livrarmos desses dois déspotas para sempre, mas também porque Sérgio Moro nunca foi político, e conhece muito bem a cabeça dos."dito cujus",

  5. Sempre cri q uma via alternativa a L e B teria reduzido sucesso. Moro, Ciro e Doria precisam ser inteligentes e, conversando entre si, entenderem q dois deles, tem q abrir mão de suas candidaturas em favor de um. Do jeito q está ficarão os três pelo caminho. E, se ñ quisermos a reeleição de B, p tristeza nossa, resta o voto em L. Claro q esta alternativa ñ agrada nem um pouco, porém se for este o preço p despachar B, voto, contrariado em L. Entre os dois, muito pior será B.

  6. A maioria destes políticos não merece nenhum crédito, mas nada é pior do que Lulla ou Bollsonaro. Cabe somente a nós, eleitores, definir o 3a via que irá para o segundo turno. Basta votarmos no que estiver à frente nas pesquisas na véspera da eleição. Também temos que saber escolher os Deputados e Senadores. Tem muita gente nova bem intencionada ...

  7. Aqui também se aplica a frase de Diogo Mainardi: Brasil não tem partido de direita, de esquerda, de nada, tem um bando de salafrários que se reúnem pra roubar juntos.

  8. 🌞🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷🌞 PRESIDENTE DR. SÉRGIO FERNANDO MORO e o SEU TIME DOS NOSSOS SONHOS EM 2022 para desinfestarmos, desinfeccionarmos e reconstruírmos o BRASIL!!!🌞🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷🌞. DECÊNCIA, INTELIGÊNCIA E COMPETÊNCIA. TODOS NÓS PRECISAMOS DELE. O POVO BRASILEIRO PRECISA DELE. O BRASIL PRECISA DELE. 🌞🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷🌞 

  9. Muito triste ver que bons nomes da terceira via estão com tão baixa pontuação nas pesquisas. O que acontece com este pais????

  10. Paulo Hartung é o meu preferido. É capacitado, articulado e fez ótimo governo no ES. Um programa de governo bem estruturado, coisa que Lula e o Boso não tem, e um coordenador econômico como Armínio Fraga é o ideal. Que pedra vão atirar ele?

  11. Ao questionar o NOVO sobre sua postura de ainda manter o Felipe D'Ávila como candidato, obtive como resposta que isso é uma estratégia para angariar uma faixa de eleitorado, pequena que seja, para depois transferi-la para Sérgio Moro mais adiante. O problema é que essas transferências nem sempre acontecem quando um eleitor cristaliza seu voto e pode resultar em voto nulo ou branco...

  12. O BOZO no fundo sabe que ele foi eleito pela rejeicao de milhoes de brasileiros ao LULADRAO, este safado, canalha, mentiroso, ex presidiario e vagabundo, o qual nao queremos mais em nenhum cargo publico, muito menos PR, rejeicao esta que contagia hoje o BOZO, tanto pela opcao ao MORO, mas sobretudo pelo TRAIRA do BOZO que nada de bracada na velha politica se entregando aos maiores ladroes do centrao como CIRO Nogueira, Artur Lira, Valdemar da costa mensaleiro Neto e outros da mesma especie.

    1. O futuro é o presente do passado.A gente ñ precisa nem msm usar bola de cristal,jogar búzios ou ler nas cartas o q acontecerá se Lula for eleito,basta ler -e eu estou lendo pela 1a. vez- o "Assassinato de Reputações-Um crime de Estado" do Romeu Tuma Jr. Tá tudo lá o q nos espera,votará em Lula quem ñ se importa c/o futuro de seus filhos,netos e do Brasil.Ninguém pode dizer q ñ sabia,q achou q seria diferente.Pensar q tudo vai se repetir c/o conhecimento e o consentimento de todos, assusta muito.

    2. verdade JOEL parabéns pela lucidez mas só pense ... é o futuro?

  13. Tem mesmo que comecar plantar nas criancas de hoje ja nas sua tenra idade nocoes de cidadania e valores patrioticos e respeito a nacao e ao proximo, valores que a grande maioria dos politicos de hoje nao poem em pratica pois nao teem carater e valores pra isso, so roubam, se locupletam, acumulam riquezas de milhoes deixando a grande maioria do povo na merda. Sao egocentricos, arrogantes, ladroes e lesa patria fdp. NEM PASSADO, NEM PRESENTE, MORO PRESIDENTE, JAIR e o LULADRAO caindo fora ja ja .

  14. Já há quem especule que a saída de Joaquim Barbosa do PSB é em direção a Moro mas não como seu Vice, e sim este como Vice. Se for isso mesmo penso que será "o cavalo de pau" no cenário eleitoral que os fará imbatíveis. Namastê!

    1. Suzane a bem da verdade Dilma tinha uns cinquenta motivos e crimes que justificariam seu impedimento mas o motivo pelo qual a cassaram foi vergonhoso e até os postes sabem que foi uma trama de Temer com o Luladrão que queria continuar roubando e não havia mais nada para roubar e isto ficou claro depois .. quanto a Joaquim você tem razão abandonou o barco na primeira tempestade como um rato e lhe digo o motivo .. sabia muito nem no que isto terminaria.

    2. Joaquim Barbosa teve um papel decisivo no mensalão. Porém, abandonou depois o Brasil sem explicação e - não se esqueçam! - ele foi CONTRA o impeachment de Dilma, acenando positivamente para o PT, que um dia o indicou para o STF, demonstrando uma fidelidade tardia... Sinceramente, eu perdi a confiança nele por isso e não votarei nele.

    3. estrategicamente faz muito sentido ... aguardemos.

  15. Nao tem outra saida para os brasileiros nao alienados, disso que se trata, os que infelizmente existe esta especie de pessoas que vendo nao veem, ouvindo nao ouvem, alienados totais, sem vontade propria e sabio discernimento. LULADRAO e BOZO, 6 por meia duzia. MORO, unica via que vai mudar os destinos do Brasil, 180 graus de mudanca da direcao, o resto sera 3 + 3 = 6 = LULADRAO = BOZO. NEM PASSADO, NEM PRESENTE, MORO PRESIDENTE. JAIR e LULADRAO caindo fora.

  16. Nesse cenário caótico com nossos "nobres" políticos focados no próprio umbigo, só resta ao povo (aqueles que são do bem), se concentrarem no apoio a Moro, e partir para o convencimento dos eleitores indecisos. Ao povo resta o povo, simples assim.

  17. Incrível ! Não citam nada do vagabundo, mafioso, corrupto luladrao. Só críticas a bolso.22. vocês são porcos!

    1. Idiota! Sou anti luladrao e anti traíras! Mas bolso.22 a única esperança ao desastre!

    2. São dois porcos: Lula e o seu Bolsonaro. Em 2022 vamos chutar vocês bolsonaristas para bem longe. Traidores, vigaristas.

  18. Temos que eleger MORO, juntamente com um Congresso digno de respeito dos cidadãos, que lhe darão o necessário apoio a suas propostas, que são as melhores. Não esperemos apoio de Gilmar Mendes, Dória, Aécio e outros do PSDB, ACMNeto e outros do DEM, Kassab, Temer, Calheiros, Bezerra e outros do MDB, etc. Sejamos dignos de nossos votos em 2022.

  19. O Brasil está lutando contra 3 figuras nefastas: Lula, Bolsonaro e Gilmar Mendes. Pense na foto dos 3 juntos, e analisa quem é o único cidadão no Brasil, que antagoniza com todos dessa tríade macabra. Não é o Ciro, que lambe o saco do Lula. Nem o Doria, pois GM é cria do PSDB. É O MORO. Se o Lula, Bolsonaro e GM, são os motivos do atraso do Brasil, só tem uma solução: MORO NELES 🇧🇷

    1. A única saída, é o aeroporto mais próximo, e eu já cuidei disso.

    2. Já pensei assim, não creio que o Moro seja o melhor para o Brasil. Não existe isso para este país, aqui tudo é diferente. O país ficará inadministrável, Moro não conseguirá lidar com o congresso e STF. Em dois anos será caçado pelo congresso e o país entrará no mais profundo caos.

  20. Para o centrão e aqueles que gravitam em torno dele , com a fábula de dinheiro que conseguiram para as próprias campanhas com o “fundão”, ganhe da chapa bolsolula quem ganhar está ótimo ! Todos continuarão satisfeito na fanfarra . Não acredito mais na 3ª ou como eu dizia a “Única Via Possível” Tomara esteja errada .

  21. Antes mesmo do Moro se filiar ao Podemos , meu pensamento sempre foi que ele deveria sair candidato a Senador para criar uma casca grossa ,e assim saber como lidar com essas quadrilhas que habitam nossa política

  22. Na verdade os políticos que apoiavam a terceira via agora apoiam o ex-presidiário e usam de subterfúgios para enganar o burro eleitor.

  23. Nenhuma duvida de que Deus que ama o Brasil, nao permitira vitoria dos Bolsolulas, Ele esta preparando dia apos dia o MORO pra ser o escolhido dos brasileiros de juizo para assumir a presidencia do Brasil e mudar nosso destino para sempre.

  24. Nao muito distante esta revista costumava ser imparcial, infelizmente se tornou mais uma dos mesmos, triste observar a morte do jornalismo, da informação sem intenção de direcionar, não há pra onde correr!

    1. Triste mesmo, ainda mais para uma revista que se intitula "uma ilha no jornalismo". Estão perdendo a credibilidade desse jeito.

  25. Nenhuma duvida quanto a queda do LULADRAO nas pesquizas pos propaganda eleitoral, campanha e debates, subiu como foguete e caira como flecha. Mentiroso, dilapidou as estatais e seus fundos de pensao e distribuiu dinheiro a rodo com os colegas do centrao. Bolsonaro copiou e ate ampliou esta estrategia pra livrar a cara do 01 e a dele, como tb de todos que integram a familicia. A tempo, tudo isto dara frutos aumentando em muito sua rejeicao. MORO ira pro 2o turno com JAIR e ganhara do JAERA.

  26. Pelo comentário anterior, parece que o clima está para citações bíblicas. Vamos lá: "Thou shalt not follow a multitude to do evil" ("Vós não deveis seguir a multidão para fazer o mal"). Bertrand Russell dizia que seu avô sempre citava esta frase da bíblia, fazendo que ele na vida nunca temesse pertencer a pequenas minorias. Em mim reforçou a convicção de votar em Moro no primeiro turno e não votar em bolsolula no segundo !

    1. Homero, perfeito o seu comentário. Bertrand Russell é uma referência para mim. Penso como vc e o Emerson. Moro por ter trabalhado como juiz para deixar o Brasil antifrágil à corrupção, e agora por estar arriscando a própria pele, lutando contra o ex-presidiário Lula, o futuro presidiário Bolsonaro e o Gilmar Mendes, merece o nosso voto. Caso Moro não vá para o 2° turno, o meu voto é nulo, para mostrar que o os anti-Lula, são maioria no Brasil.

    2. Eu também mantenho meu voto no Sérgio Moro no primeiro turno. E no segundo, entre Lula e Bolsonaro, nem irei votar. Pago a multa. Tomara que o aplicativa do TSE no celular tenha essa opção, para não precisar ir à Justiça Eleitoral e depois ao banco.

  27. Lula e Jair Bolsonaro são dois abismos. E como há de acontecer, como registrado no Salmo 42, ("Abyssus abyssum invocat") UM ABISMO CHAMA OUTRO ABISMO. Lula e Dilma geraram Bolsonaro que, por sua vez, irá gerar Lula outra vez. Enfim, o destino do Brasil é o Abismo.

  28. A terceira via no Brasil chama-se Aeroporto. Para quem pode sair do Brasil, essa via deve ser a saída. O povo brasileiro não vale nada. Basta uma saída à rua, conversar com algumas pessoas, e você chegará a essa conclusão. O pior do Brasil é o brasileiro. O brasileiro médio é uma mistura de Lula com Bolsonaro. Lula e Bolsonaro são a síntese daquilo que é o brasileiro comum. O brasileiro nunca será melhor do que Lula e Bolsonaro.

    1. não generalize! o Brasil tem gente honesta e trabalhadora!

  29. Ou em curtas palavras: nossa "classe" política não presta. São incapazes de olhar além do próprio umbigo. Adeus democracia.

  30. É inacreditável que a Terceira Via não consiga se reunir em torno de um nome!! Por que não a chapa Moro-Tebet?! Doria não tem chance nenhuma! Os políticos brasileiros só querem uma coisa: poder e dinheiro! Às favas o bem do país!

    1. Tebet tem uma moral seletiva. Protegeu Aécio de ser investigado no Senado e, portanto, não merece confiança...

    2. Isso Lúcia é o poder e a ganância que contam, o país e sua população que se danem!

  31. Excelente análise da Crusoé. Clarissima. Um retrato fiel do sistema politico brasileiro. Muitos interesses pessoais e quase ninguém pensando no país.

  32. Diante de tamanha sujeira e mediocridade à disposição das excelências ,coitados, ficam no maior dilema sobre qual ventilador escolher. Ninguém quer pouca lama.

  33. Meu candidato é SÉRGIO MORO ! Se não houver unidade em torno de MORO o desastre é visível!

  34. É inacreditável que haja políticos e cidadãos querendo dar voz à um político corrupto e preso por corrupção! Que País é esse?

  35. MEU LIVRO “O INROTULÁVEL”. Link de acesso: https://www.amazon.com.br/dp/B09HP2F1QS/ref=cm_sw_r_wa_awdo_PQSA5Z6AXXH2SX16NH87 ..............................................……. o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. para termos um país saudável e necessário mudar os deputados e os senadores. Nada é aprovado se a Câmara e o Senado não quiserem! Qualquer presidente ficará de mão atada!

  36. Mensagem subliminar contida em toda a reportagem: “Desistam e votem no Lula; ninguém tem chance contra ele.” Ah..!! Faça-me o favor viu?!! Está revista está a cada dia mais estranha

    1. Silva mês quem vem,vence minha assinatura e está revista nunca mais!

  37. há meses afirmo .... Moro em quem tantos tinham esperança não emplaca por incoerente e tolo a fazer o jogo dos algozes uma pena e tristeza ... Ciro e Dória serão candidatos ao governo de Ceará e São Paulo e mesmo assim serão humilhados pelo povo deles cansado .. finalmente o MILAGRE anunciado há muito prego é o Art 142 da CF agora já aceito pelas FFAA e que freará quadrilha e tentáculos de vez .. e mais uma vez nos idos de março como em Roma e abaterá césares ditadores ... quem viver verá.

    1. pena Paulo seria melhor para o país termos algo diferente da dicomotia anti-ladrão e quadrilha que já se comporta como no poder estivessem mas do povo terão a resposta ninguém se iluda .. esquecem a história esta se repete na tragédia e pode ser de novo nos idos de março como na velha Roma dos césares com senadores matando o "rei" e todos seriam depois mortos nenhum dos assassinos de César viveu um ano .. aqui incensam reis ladrões impunizam asseclas rasgam a lei humilham o povo .. até quando?

  38. Política mesmo é o que Moro está fazendo ao chamar a sociedade para discutir os problemas brasileiros e assim fazer um projeto de mudança. Quanto aos demais, parecem mais um bando de facínoras buscando apoio para decidir quem vai ter o direito de assaltar a Casa da Viúva!!

    1. Exato. Votar em Sérgio Moro é dever de cada cidadão com um mínimo de sensatez, e por um simples motivo: o projeto de todos os demais candidatos baseia-se em roubar, apenas isso.

  39. É exatamente isto que devemos desenvolver. Uma candidatura não corrupta na excencia (p.ex. Moro). O Moro deve começar já uma cruzada pessoal com a bandeira (tipo Jânio Quadros e a vassourinha limpando a corrupção).

  40. Se Hartung conseguir tirar os sabotadores da 3a via do tabuleiro, vai sobrar muito poucas peças… Tasso, Baleia Rossi, Kassab, Roberto Freire… os lulistas da 3a via.

  41. Crusoé está se tornando ilegível como jornalismo (só sobra o comitê de campanha e a fofoquice). Pardellas escreve um tijolaço sobre "terceira via", mas só trata do que interessa ao seu candidato. Isto não é informar e analisar. É só propaganda.

  42. O sociopata é um time de várzea. O Lula é o Flamengo. A terceira via é o Ibis. No futebol, tudo pode acontecer, inclusive, empate. Na política, a gente faz acontecer o resultado. No exemplo aqui, o Ibis se conforma em ser o pior time do mundo...fazer o quê?

  43. Um exemplo claro e cristalino da podridão ética e moral dos políticos brasileiros é o movimento do ex gov de SP de juntar-se ao PT. A partir daí, tudo vale, menos priorizar o Brasil.

    1. A população brasileira está muito longe de poder fazer uma boa avaliação dos candidatos e votar bem . Ignorância , desemprego , pobreza sempre vão atrás do populismo . E os maiores populistas são Lula e Bolsonaro .

Mais notícias
Assine agora
TOPO