RuyGoiaba

Putin e a teoria da ferradura

24.02.22

Até a última quarta (23), o assunto e o título desta coluna seriam algo como “todo mundo é ombudsman” — aquele curioso fenômeno das pessoas que, quanto menos leem jornais, mais se acham habilitadas a dar palpite sobre como eles devem ser. Dias atrás, havia gente muito indignadinha nas redes sociais com a manchete “filho de vereador, campeão de caratê e empresário é preso com 720 kg de cocaína”: a tese é que o personagem da notícia era branco e, por isso, não estava sendo tratado como “traficante”. Jornalismo 101: ninguém se interessaria por um título na linha “traficante é preso com cocaína” (cachorro morde homem); a notícia está justamente no fato de ser empresário e filho de vereador (homem morde cachorro). Fora que, como disseram no Twitter, se a manchete fosse “traficante é preso” etc., acusariam a imprensa de esconder que o sujeito é empresário e filho de político. Preso por ter cão, preso por não ter cachorro.

Mas aí, na noite de quarta, veio a invasão da Ucrânia pela Rússia e o “todo mundo é ombudsman” instantaneamente se transformou em “todo mundo é analista internacional” — depois de terem sido, por dois anos, experts em pandemia. As redes sociais são melhores que o Instituto Universal Brasileiro: basta favoritar as sequências de tuítes certas (em geral, as erradas), que você já sai manjando muito de tudo e está apto a produzir suas próprias opiniões (em geral, idiotas). Só falta alguma entidade habilitada a conceder o DEPROMA de tudólogo, mas já devem estar providenciando isso. Em breve, vamos ter neurocirurgiões e engenheiros civis formados pelas redes, com a consequente alta nas estatísticas de prédios desabando e lobotomias acidentais. Só vantagens!

Já que todo mundo é analista internacional, ombudsman e sabe-se lá o que mais (“anyone can play guitar”, como diria o Radiohead), também me sinto autorizado a deixar meus dois centavos aqui. E eles são os seguintes: essa figura absolutamente odiosa e odienta que é Vladimir Putin mostra, mais uma vez, quão exata é a expressão “teoria da ferradura”. Você sabe do que se trata: um em cada ponta, os extremos da esquerda e da direita se aproximam tanto que acabam dizendo as mesmas coisas. E é sempre alguma estupidez premium.

De um lado, temos Jair Bolsonaro, essa mente brilhante, esse glorioso estadista, que acabou de ir visitar o tirano. Não só saiu dizendo que Putin “busca a paz” como afirmou que, “coincidência ou não”, parte das tropas russas havia deixado a fronteira ucraniana quando ele chegava a Moscou: estamos vendo o tamanho da coincidência agora. A nota do Itamaraty sobre o ataque, nesta quinta, 24, fala em “grave preocupação” e pede “suspensão imediata das hostilidades”, mas não condena a Rússia com todas as letras. Explica-se: “gurus” da direita como Steve Bannon, aquele de quem os bolsominions imitam tudo, acham Putin um cara batuta, politicamente incorreto, que não fica com esse negócio de tolerância com a população LGBT. Um sujeito “brilhante”, como descreveu Donald Trump.

Do outro, temos a maravilhosa esquerda brasileira, essa mesma que se apresenta como única opção democrática possível ao Imbecil Lombrosiano do Planalto enquanto afaga ditadores como Nicolás Maduro e Daniel Ortega — e, é claro, Vladimir Putin. Você nem precisa ler o que eles escreveram para saber de antemão que tudo é sempre culpa do imperialismo americano (nada contra se o imperialismo for russo, claro), mas cito mesmo assim: o PT no Senado condenou no Twitter (e depois apagou) “a política de longo prazo dos EUA de agressão à Rússia e de contínua expansão da Otan em direção às fronteiras russas”, e psolistas como a deputada Talíria Petrone lamentaram a “expansão estadunidense para o Leste, colocando um presidente fantoche” (como se Volodymyr Zelensky não tivesse sido eleito pelos ucranianos). Coitadinha da Rússia, né? O que são 190 mil soldados mobilizados contra a Ucrânia? Nada.

Eis aí mais uma utilidade da teoria da ferradura: além de ser o calçado favorito dessa gente, explica por que eles se deixam ser gostosamente montados por um personagem como Putin. O fetiche com o “homem forte” não deve perder sua força política tão cedo. E não custa lembrar: as pessoas que descrevi nos dois parágrafos anteriores apoiam exatamente os dois candidatos que estão à frente nas pesquisas eleitorais do nosso querido Bananão. Voltamos sempre, sempre, ao resumo feito por esse notável filósofo que é Gil do Vigor: o Brasil tá lascado.

***

A GOIABICE DA SEMANA

O troféu desta semana vai, com méritos, para o glorioso Ed Motta, que em suas lives — provavelmente aditivado pelo vinho — abriu aquilo que as histórias de Monteiro Lobato chamavam de “torneirinha de asneiras”. Atacou Raul Seixas por ter sido “funcionariozinho de gravadora” (na última vez em que chequei no Código Penal, não era crime), atribuiu seu sucesso a Paulo Coelho (Raul compôs sozinho vários de seus hits, como “Ouro de Tolo”) e, o mais impressionante de tudo, criticou as letras de Johnny Cash — sim, o mesmo Ed Motta que gravou letras inteligentes como “se arruma, aqui que tá bom, aqui tá dez” e outras mais brilhantes ainda, como BIRIJUM TCHIC PÁ BIRILUM UOOOU. Tenho zero simpatia por esses fãs de Raulzito que se vestem como o ídolo e ficam parecidos com o Patropi da Escolinha do Professor Raimundo, mas fecho com o maluco beleza nessa: imagine se olhar no espelho e se sentir um grandessíssimo Ed Motta.

Junior Careca/Fotoarena/FolhapressJunior Careca/Fotoarena/FolhapressGostava mais de Ed Motta quando seu discurso era só “djubirap dumpdu birou-ô”

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A teoria da ferradura também é o seguinte: o povo brasileiro é um jumento, e Lula, o PT e asseclas são as ferraduras das patas da esquerda, enquanto que Bolsonaro e bando são as ferraduras das patas da direita. E esse jumento, por ser obviamente um burro, nunca vai se livrar dessas ferraduras e por isso, como aquela famosa vaca, vai pro brejo.

  2. Que artigo brilhante! A teoria da ferradura é genial e irei reproduzi-la para meus amigos e também para meus inimigos imbecis. Bravo!

  3. A troco de quê alguém deveria vir a público, mais de 30 anos após a morte de Raul Seixas, para falar mal do nosso querido precursor do Rock no Brasil? Qual é a utilidade disso? Esse cover do Tim Maia deveria procurar algo mais útil pra fazer...

  4. Ruy eu assino a Crusoe somente para ler tua coluna. Para mim vc ainda é um mistério. Tentei descobrir quem é Ruy Goiaba mas não tive sucesso. Nenhuma foto ou informações. Talvez eu não saiba como pesquisar no Google. Gostaria de saber se vc tem algum livro publicado.

  5. Muito lembrada também a grande decepção pela suspensão de brilhante entrevista do Sérgio Moro à Andréia Sadi, na Globonews, que o furo jornalístico da guerra provocou…

  6. Muito bom o texto! Coerente, sensato...vale muito assinar essa revista. Ainda mais numa época em que opiniões inteligentes estão sendo confundidas "papo furado"! Obrigado pelo texto!

  7. Hehehe: "calçado preferido dessa gente" ... A propósito, com sinais trocados, Lula e Bolsonaro são muito parecidos. Agora vão ficar idênticos, pois Lula vai se casar com uma novinha e com certeza, vai adquirir uma protuberância na testa, tal como seu rival ... 😁

  8. só vejo um jeito no caso ... fumo na GOIABA do PUTIN ... pena que o Macron o Johnson e o Biden estão menstruados ... instigaram a resistência e deixaram os ucranianos na merda .. que saudade do Churchill aquilo sim um líder de verdade.

  9. já ia compartilhar mas quando vi a cara deste mau caráter do Ed Mota que se acha melhor que as pessoas e artistas, não compartilho. quanto a reportagem eu concordo que muitos se informam apenas pelas redes sociais o que não é confiável. obs: Discutir aí todos tem direito mesmo se estiverem errados, o nosso trabalho é levar luz a estes bossais.

  10. Eu nunca li sua coluna😬, hj deu certo! É muito boa!!! Amei! (E ri muito) Vou ler todas de tras pra frente! Tomara q não apareça nenhuma msg subliminar 😜😜😜

  11. Goiaba, aguardo ansiosamente às sextas feiras, adoro seus comentários. Essa semana você se superou. Perfeito!

  12. Acabo de cancelar minha conta no Twitter, deletar todos os que dão opinião no Instagram, YouTube e no Facebook. Só vou manter essas duas últimas redes para saber da vida dos meus amigos (ninguém é de ferro) e me atualizar sobre assuntos ligados a minha carreira profissional. Também manterei o LinkedIn, só para não ter que ficar atualizando no Word meu curriculum. Obrigado, me salvou!

  13. Redes sociais melhores do que o saudoso IUB, sensacional!!!! Já tinha me esquecido da famosa instituição, soberana na era pré internet. Muito bom

  14. Goiaba, tive que reler seu texto para rir de Ed Motta (de novo rsrs). Houve uma hora que relembrei as músicas que ele compõe e canta, e não aguentei 🤣🤣🤣🤣🤣

  15. Raulzito trabalhou? Uau! Ponto pra ele. Nunca consegui ouvir uma música inteira desse tal Ed Mota. Está devendo talento e sucesso.

    1. Concordo! Mário Sabino e Diogo Mainardi, por favor, pelo menos duas vezes por semana! Há semanas que precisamos de "pelo menos" 2 doses de Goiaba. Por favor!!!

  16. O remédio contra essa imensidão de idiotas é não ter rede social. Eu sinto- me mais livre e mais inteligente desde que saí da bolha de doentes. MS

    1. Só tenho WhatsApp agora! O resto é impossível de ler. Qualquer dia, excluo o WhatsApp e sumo! O mundo é, está e sempre será insuportavelmente chato!

    2. Maria não são redes sociais. Como diz o Pedro Cardoso, são redes antissociais. Eu, graças a Deus, não tenho nem WhatsApp,

  17. Pensa num cara chato, pentelho e babaca, do tipo gangorra ( qdo ele senta de um lado, o outro levanta) - esse cara tem nome: Ed Motta. Mas convenhamos, ele conseguiu o que queria : algum tempo nas mídias e redes sociais, só pra não morrer no ostracismo. Agora, qdo ele morrer, todos vão lembrar daquele panaca que falou mal do nosso maluco beleza.

    1. Deveria se dedicar a isso: teria alguma chance de sucessi

    1. Pois é! Eu tive de olhar no Google pra saber quem era esse palhaço...

  18. O Brasil está realmente lascado, Goiaba! Depois de uma semana tenebrosa (pra variar), lá vem o Ed Motta (de novo), com sua "torneirinha de asneiras"

Mais notícias
Assine agora
TOPO