Carlos Fernandodos santos lima

O jogo em que todos perdemos

15.04.22

O caminhar das campanhas eleitorais pode parecer desanimador para boa parte da população brasileira, especialmente para aquela que não vê na política uma questão de paixão futebolística, mas que busca definir seu voto em compatibilidade com os seus interesses pessoais e os do país como um todo. E há razões suficientes para esse desânimo, uma vez que as alternativas às duas candidaturas líderes das pesquisas parecem incapazes de articular um discurso que empolgue e reverta as expectativas de uma completa polarização entre Lula e Bolsonaro.

Mesmo sendo cedo ainda para qualquer aposta sobre o resultado das eleições, e certo também de que essas expectativas são em boa parte manipulação midiática, é preciso que a chamada terceira via reaja o mais cedo possível, pois essa polarização, ainda artificial, pode acabar se consolidando na imaginação dos eleitores, impedindo uma discussão construtiva sobre políticas públicas realmente necessárias para superar nosso atraso econômico e social, e não apenas sobre guerras culturais e ideológicas que não ajudarão em nada o país.

Uma coisa é inquestionável: o Brasil perde se essa polarização prevalecer. De um lado temos um presidente golpista, incapaz, arrogante, mesquinho e sem qualquer empatia, manipulando o medo em relação às minorias e o preconceito contra direitos sociais e humanos básicos, e de outro um ex-presidente golpista, mendaz, egocêntrico e enlameado por inúmeros escândalos de corrupção, manipulando o medo do desemprego e da fome.

Só por essa descrição, já se vê que a posição de Bolsonaro é significativamente mais frágil que a de Lula. Enquanto o antipetismo ainda é muito forte, a rejeição de Bolsonaro é ainda maior. E no confronto das duas narrativas, a situação realmente desesperadora de boa parte da população, que se encontra sem emprego, sem comida e tratada como lixo humano pelos radicais de direita, vai prevalecer sobre questões culturais e manipulação de preconceitos. Antes de mais nada as pessoas vão buscar quem lhes ajude, e não quem lhes instigue o ódio.

Além disso, a memória das mazelas econômicas e crimes dos governos Lula e Dilma Rousseff vão ficando esvanecidas diante do absoluto descalabro do atual governo. Se houve uma corrupção bilionária no governo Lula, a corrupção das rachadinhas, das vacinas e dos pastores está aí a gritar que também esse governo se encontra mergulhado em corrupção. Se houve inflação recorde no governo Dilma, com uma política econômica equivocada, o governo Bolsonaro consegue ser ainda mais caótico e sem rumo. É bom que se diga que a capacidade intelectual de Bolsonaro consegue, convenhamos, fazer Dilma parecer um gênio da raça. E Lula vai se distanciando dessa sua criatura, preferindo lembrar exclusivamente da bonança econômica de seu governo.

É uma estratégia muito forte, pois, claramente essa eleição será sobre economia. Não sobre grandes questões econômicas, nem discursos abstratos sobre o futuro do país – todas muito importantes, mas da economia das famílias e de como será possível reverter a triste situação em que muitos se encontram. Nesse ponto, Lula navega absolutamente sozinho, pois Bolsonaro é incapaz de empatia ou compaixão e a terceira via parece uma reunião de acadêmicos que nem sequer compreendem o problema real, quanto mais capazes de articular três palavras compreensíveis para a população.

Da mesma forma obscura para a maior parte dos eleitores, a tentativa das elites da esquerda de propor um plebiscito já no primeiro turno sobre o governo Bolsonaro, querendo fazer parecer que a democracia ameaçada é a grande questão da eleição, é equivocada por diversos motivos. Certamente Bolsonaro é um golpista e, portanto, um risco para a democracia. Sua contínua tentativa de cooptação das instituições armadas mostra claramente que não deve ser reeleito, pois sua vitória na próxima eleição pode o fazer crer, bem como a grupos radicais dentro das Forças Armadas e das polícias militares, que ele tem o respaldo da população nessa aventura.

Entretanto, de maneira diferente, Lula também é um golpista contra nossa democracia. Se não fossem as revelações do mensalão e do petrolão, teríamos um partido hegemônico, patrão de uma clientela de políticos sedentos de dinheiro público, pois capitalizado pela corrupção sistêmica a lhe garantir poder eleitoral pelo abuso do poder econômico. O golpe de Lula pode parecer menos grave do que o pretendido por Bolsonaro, mas ele é tão grave quanto, ainda mais considerando que é muito mais insidioso e traiçoeiro e que não ficou apenas na retórica extremista e aberta como a de Bolsonaro, mas cuja execução foi realmente iniciada durante o primeiro governo Lula. Negar isso é mentir para a população. Bolsonaro é um mal que não deve se reeleger, mas assim também é Lula.

Por isso, a ideia de um plebiscito entre Lula e Bolsonaro a respeito da nossa democracia é perigosa. Ambos os lados podem acreditar nessa narrativa, que não faz parte das preocupações da maioria da população, levando-os a crer que podem buscar mecanismos antidemocráticos no próximo governo, caso sejam vencedores. Não seria de se espantar, por exemplo, que Lula venha realmente a implantar o controle social da mídia, como algumas vezes mencionou, dentre outras medidas que impliquem em controle ideológico das informações.

O outro erro dessa proposta plebiscitária, conclui-se, é descartar a terceira via como uma ideia possível, capaz de quebrar a polarização ideológica e irracional que o Brasil vive. Com certeza, mais do que uma vitória de Lula num segundo turno, ou uma vitória apertada do petista já no primeiro, mais eficaz para a colocação da extrema direita em seu devido lugar seria o terceiro lugar de Bolsonaro no primeiro turno. Isso deixaria claro para todos que o bolsonarismo não é assim tão poderoso, apesar de certamente contar com um nicho de 20% da população que segue cegamente o presidente.

O que resta é saber se a terceira via terá capacidade de articular um nome viável, capaz de um discurso que vá além da classe média, compreensível para a população em geral. Com a estranha e surpreendente saída de Sergio Moro do Podemos e sua ida para a União Brasil, as opções ficaram ainda mais reduzidas. Certamente Moro enfrentará dificuldades para convencer os inúmeros caciques da União Brasil de sua viabilidade, assim como Simone Tebet já percebe o mesmo dentro do MDB. Por outro lado, se Eduardo Leite desponta como um candidato melhor que João Doria, também é questionável que seja empolgante para boa parte da população.

Sobra, além desses, Ciro Gomes, que corre em raia própria, mas que também encontra muitas dificuldades em deslanchar. Entretanto, Ciro é capaz de falar para os mais necessitados de forma mais clara e eficiente que Moro, Tebet, Doria ou Leite. Para se tornar palatável para os eleitores centristas e de centro direita, Ciro deveria deixar seus arroubos boquirrotos e sua retórica esquerdista, caminhando para um confronto mais claro com o PT e Lula. De outra forma, repetirá seus fracassos anteriores.

Os próximos meses serão cruciais para o futuro do Brasil. Não se pode admitir que só tenhamos uma situação em que “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. Não é aceitável que tenhamos uma eleição entre dois candidatos ligados a agrupamentos políticos sabidamente corruptos, um aliado do Centrão e outro do consórcio PMDB-PT. Qualquer um dos dois, se eleito, trará enorme instabilidade social e prejuízo para o país. Não podemos aceitar que se trata de uma escolha entre o menos ruim, pois um segundo turno entre Bolsonaro e Lula será um jogo em que todos saem perdendo. Nessa hipótese, o voto em branco, mostrando uma rejeição significativa aos dois, é a opção mais digna e talvez um recurso para colocar freios em qualquer pensamento golpista do vencedor.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Todos os nomes fora a polarização estão sendo destruídos, a política esta doente, o remédio o povo vai escolher . Que Deus nos acuda !

  2. Comparar JB à Lula não é ingênuo. É leviano. Anular as provas contra o ex-presidiário, não o torna inocente. Assim como os desvios de conduta de 3⁰, no governo do PR, não o torna corrupto. Defender nomes como CG, EL e JD por exemplo, mostra o quão tendencioso é sua narrativa. No passado, apostei mais no Sr. Simplesmente lamentável!!!

  3. Votar em branco, nulo ou não votar....................só vai ajudar o candidato que estiver melhor nas pesquisas. Think about...

  4. Uma bela crônica mostrando um cenário horroroso. É realmente uma tristeza desoladora. No primeiro turno meu voto vai a terceira via, para o melhor posicionado nas pesquisas. No segundo turno, vou pescar.

  5. QUEM PERDEU FOI TODA A NOSSA SOCIEDADE POIS NÃO TEREMOS TÃO CEDO OUTRA CHANCE DE LIMPAR A CORRUPÇÃO QUE JOGOU O PAÍS NO ABISMO. CIRO GOMES DEVERIA TER A HUMILDADE NECESSÁRIA E RECONHECER A IMPORTÂNCIA DA LAVA JATO INCLUSIVE POR TER PRENDIDO O MAIOR BANDIDO DA ESQUERDA (BRAHMA NA RELAÇÃO DA ODEBRECHT) E OUTROS FACÍNORAS MENORES. O 🤡 ASSASSINO SEGUE A SUA LASTIMÁVEL MARCHA SUICIDA. ASSISTINDO A ESTE QUADRO DIGNO DE UM FILME DE TERROR DESEJO A TODOS QUE TENHAMOS VIVA A ESPERANÇA NO CORAÇÃO🇧🇷⚖️

  6. Quem poderia se colocar seria o Ciro se abrisse mão de seu discurso extremista e de um governo solitário e tresloucado, uma chapa Ciro/Moro ou Moro/Ciro, com planos claros e pré-definido e com acordos explícitos de acabar com a reeleição e ter um governo compartilhado e democrático, teria a chance de transformar o quadro brasileiro, mas esperar bom senso de Ciro é ilógico.

  7. Desolador este senario politico e economico no qual nos encontramos, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. O brasileiro no geral nao merecia tanta desgraa junta, candidatos incapazes aos montes para a principal funcao publica do Pais. Triste realidade, talvez a melhor opcao seja mesmo o voto em branco como prova de que merecemos algo menos ruim. Acreditei em Moro como 3a via, mas depois desta saida dele do Podemos, indo para o Uniao Brasil onde foi rejeitado, agora ja era. Votarei branc

  8. Excelente! Porém, eu não tenho esperanças sobre uma mudança no jogo, a terceira via está fadada a insignificância porque o povo brasileiro se vende por pouco, são como aqueles burros com antolhos que só enxergam um balde com milho na sua frente e não todas as possibilidades ao seu redor. Eu não votarei em branco, me nego a ir votar, pago a multa mas não vou.

  9. Sempre tive a impressão ,desde o início q se falou em terceira via,q era só teatro,e vi no meio dessa 3 via partidos com seus candidatos como Tebet,leite,e Dória apoiando Lula,nem o podemos q lançou Moro apoiava de fato entre seus afiliados o candidato,ou seja,se não aparecer alguém de fora desse grupo, Moro ou outro nome, então voto NULO,em BOLSOLULA NUNCA.

  10. Eu ainda tenho esperança em Moro; não quero votar no menos pior, ainda que seja 3. via, acho que na minha idade, quero ter a oportunidade de votar naquele que me representa de fato e sonhar em ver como será um Brasil governado por um Homem Honesto e Inteligente, que não se vende pelo poder. #LavajatoOrgulhodoBrasil

  11. O que eu não entendo de jeito nenhum é porquê as pessoas estão se sentindo obrigadas a escolher entre Lula e Bolsonaro, dois bandidos, corruptos e amantes das ditaduras! Acho q só a sensação de obrigação explica esses números nas pesquisas! Não faz nenhum sentido pra mim qqr intenção acima de 20% p o Lula e de 17% para o Bolsonaro; o número de fanáticos não passa disso...

  12. Parabens pela analise. Eu quero Lula ou Bilsonaro para ver esse pais igual a venezuela. Enquanto o povo brasileiro nao se interessar por politica so vamos ter pessimos politicos e com interesse proprio. So voto em quem Dr. Moro apoiar. Com a saida de moro eu me desanimei da politica. Se eu fosse moro ia embora desse pais. Ele nao merece morar aqui nessa......

  13. Na tentativa de evitar o descalabro de ter Lula e Bolsonaro no segundo turno, continuo defendendo o voto no canditato melhor nas pesquisas próximo da eleição. No entanto, gostaria que fosse o Felipe D'Avila, do Novo, que, embora ainda pequeno, é o único Partido decente no Congresso ...

  14. Vai ser o meu terceiro seguido. Não dou meu preciosos voto pra ladrão nem para palhaço. Quando aparecer um candidato minimamente aceitável aí sim, eu lhe honro com meu voto, que acima de tudo é livre, e não útil. Voto útil só é útil pra manter vivo esse jogo político viciado.

  15. Imaginp que o voto nulo represente melhor o sentimento de insatisfação no caso de 2o turno entre Lula e Bolsonaro. As propostas desses senhores, mesmo que pra plateias dominadas, são em geral carregadas de populismo e levariam o País para um futuro sombrio. O caso do preço dos combustíveis é emblemático

  16. KKKKKK, sempre falei para meu pessoal que o voto nulo era uma indignação que todos deveria fazer para o TSE concientizar-se para o voto util, porque isso não é democracia fazer as pessoas votar por votar, agora vejo o sr Carlos Fernando defender o voto em branco, mas não é so o voto em branco, mas tambem a candidatura autonomo sem estar atrelado a alguma partido politico, a partir dai vamos crescer.

  17. Com certeza votarei nulo, nenhum desses dois me representa, Lula é falso, fala para as minorias para barganhar votos, mas o que ele gosta mesmo é de poder e muito dinheiro, que por sinal não lhe falta nunca. O Brasil está naufragando.

  18. Grande Fernando compartilho e aprendo com suas ideias sua disertacao sodre a eleicao foi especial me dandoconhecimento sobre plebiscito que eu pensava ser com o nome de todos candidatos incluindo os da terceira via, incrivel seria estes 2 candidatos cuja vida nada de valores a apresentar, o pior e que a Suprema Corte nao agiu considerando o passado e presente dos candidatos,teremos chance de dar uma grande melhora na situacao que o pais se apresenta a terceira via e super importante no

  19. Mais uma vez você traz uma excelente análise da situação atual da política. Tambem não aceito esta polarização, é lamentável que os brasileiros têm que escolher entre estes dois loucos, por isso precisamos de outras opções para escolher o melhor para o País.

  20. Até já vi e li por aqui, o conceito que meu velho pai, português de boa cepa, afirmava há décadas, sobre a única saída pro Brasil: ser devolvido para Portugal, embrulhado em saco de sarrapilheira, e com pedidos de desculpas pelos “estragos”. Não importa se fui copiado ipsis literis por um ou outro comentarista. O que importa é que permanece como pura verdade.

    1. Roubalheira?Madame, a sra é mais uma desinformada. Lástima. Banco não é Governo. É empresa privada. Essa da Corte arregar é mais uma ignorância. Seu argumento é inescrupuloso e sem o menor fundamento. Vcs são a expressão da ignorância típica de brasileiro.

    2. Que? A roubalheira no Banco Espírito Santo com Oi Telecon / Dirceu Lula lulinha &Sócrates rendeu prosao e a Corte de la arregou. Corrupcao, lá como cá, não importa aos eleitores nem Stablishment!

    3. A sra está completamente desinformada, mal informada ou pior do que isso, apenas “chutando”, ou seja, atirando no escuro. Portugal é um país dos mais bem organizados na comunidade européia.. não existe por lá qquer resquício de governos corruptos ou a malversação de recursos públicos, como no Brasil. Melhor informar-se adequadamente, antes de emitir opinião na base do “chute”. Esse é o maior problema do BR: a absoluta ignorância da maioria da população.

    4. sr, a matriz da corrupção br está justo em Portugal. não nasceu aqui, vem de lá.

  21. Carlos Fernando sempre muito sensato. Acho uma tolice não permitir a circulação dos seus textos; enquanto isso as fakes fazem as cabeças alienadas.

  22. Perfeita a análise sobre o presente e o futuro do Brasil. É inadmissível que só tenhamos dois golpista autoritários como escolha. Por isso, votarei nulo!

  23. Excelente análise do momento político! Essa 3a via parece não ter consciência que precisa mostrar garra e vontade de presidir o Brasil. Todos mornos e lentos, mais pra figurantes do que Protagonistas!!!!

  24. Uma utopia: Ruptura já Voto distrital Fim senado/stf Estado mínimo Voto aos 25 anos Parlamentarismo Privatização total Fim das bolsas-voto Fim cargos vitalícios Prisão em 2ª instância Lei da ficha limpa plena Foro privilegiado restrito Fim estabilidade funcionalismo Candidato qq cargo político acima de 50 anos Fim das indicações monocráticas de servidores Quarentena 1 ano após fim da legislatura p nova candidatura Perda direitos politicos 2 legislaturas se renúncia ou n cumprir promessa campanha

  25. Só discordo quanto ao voto em branco. Apesar de no cômputo eleitoral não haver diferença, o voto em branco é de submissão, enquanto que o voto NULO é de protesto. #NemLulaNemBolsonaro

    1. #nemlulanembolsonaro - anulo o voto se não tiver 3a via

    2. também votarei nulo em um segundo turno entre esses dois

  26. Infelizmente, a realidade brasileira está posta. Ela continuará a se impor. Nesse jogo, apenas a minoria da população perderá: a composta pelos brasileiros honestos que não perderam a capacidade de ver o Brasil como ele é.

  27. O problema que vejo é que as pessoas entendem os acontecimentos de forma diversa porque a maioria não acompanha todos os fatos. Então, por exemplo Sérgio Moro minha irmã entende que ele estava pulando de galho em galho, mas sabemos que não é bem assim, o cenário tem muitos obstáculos e armadilhas, porém a tendência é a má interpretação das pessoas sobre o ocorrido. Ela mal sabe que existe um partido chamado Podemos (PODE) e olha que sou filiado a ele. São 31 partidos, quem sabe disso?

  28. A polarização entre Lula e Bolsonaro é o desejo não só dos dois candidatos, mas de todos os corruptos, que infelizmente o povo já esqueceu. Esses corruptos não se importam muito com quem vai ganhar a eleição, desde que seja Lula ou Bolsonaro, pois querem continuar impunes e repetindo seus crimes. São eles que impedem que apareça um candidato honesto forte. Votar em Lula ou Bolsonaro é apoiar o atraso e a corrupção.

  29. Votar branco, nulo ou vomitar na urna eletrônica, ñ é solução. Precisamos dar uma "flechada" certeira no calcanhar de Aquiles dos políticos, que cancelaram Moro. Se em 18/5, Moro, que tem voto, ñ for escolhido o candidato da 3a via, tire seu tênis do armário e vamos para as ruas.

  30. Só um reparo: terceira via com o Moro no Podemos, depois que o próprio partido solicitou que retirasse a candidatura? O partido atual pode ter sido uma pior opção, mais caberia baixar a cabeça e desistir ainda na pré campanha? O Ciro, como todo polulista nato, sabe falar ao povo, mais estranhamente é mais um crítico da lava jato, que se refere com deboche.

  31. Prefiro o voto nulo: me parece mais incisivo, uma decisão clara da não aceitação de nenhum dos dois, caso seja essa opção que nos reste no segundo turno.

  32. MEU LIVRO “O INROTULÁVEL”. Link de acesso: https://www.amazon.com.br/dp/B09HP2F1QS/ref=cm_sw_r_wa_awdo_PQSA5Z6AXXH2SX16NH87 ..............................................……. #ÉMOROouNULO: o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  33. Estamos em uma "sinuca de bico", o menos ruim é muito ruim. A terceira via, antes promissôra, está se revelando não uma reunião de acadêmicos mas sim, um conluio voltado para o anistiado. Talvez me renderei aos arroubos do "coronel nordestino" por ser mais previsível.

  34. O pior é q a suposta terceira via não existe. A dita terceira via q se apresenta é farinha do.mesmo saco: amantes da impunidade e da malandragem. Só quem poder p continuar na corrupção

  35. Se Sergio Moro, que é o melhor candidato, não estiver na disputa eleitoral deste ano, eu, aos 81 anos, faço questão de comparecer não para votar mas para vomitar na urna eletrônica.

    1. Farei 64 em maio, caro Roberto. Tapar o nariz não resolve. O melhor mesmo é vomitar. ... Vamos vomitar nas urnas eletrônicas.

Mais notícias
Assine agora
TOPO