MarioSabino

O diabo venceu

22.07.22

Uma frase passou a ser dita com certa frequência no Brasil: “Entre Jair Bolsonaro e o diabo, voto no diabo”. Diante do comportamento do atual presidente da República, ela é compreensível. O encontro com os embaixadores estrangeiros, por exemplo, no qual Jair Bolsonaro simplesmente tentou jogar no lixo a democracia brasileira, é um daqueles momentos que entrarão para a vasta história da ignomínia nacional.

Causa-me incômodo, porém, que brasileiros usem o diabo como alternativa retórica (ou nem tanto). Sim, eles foram empurrados nessa direção por forças demoníacas que atuam em Brasília, mas tudo poderia ter sido diferente se parte daquela grande massa de eleitores que desceu às ruas em 2016 houvesse esboçado resistência, deixando de lado a resignação e a sua consequência mais funesta, o fatalismo. Talvez lhes tenha faltado sopro divino, não sei, e quem sou eu para saber dos desígnios Dele. O resultado é que o diabo entrou na retórica (ou nem tanto) antibolsonarista.

Depois de ouvir falar tanto em diabo como opção a Jair Bolsonaro (a última vez foi no domingo passado, em café com um tio materno de 79 anos, o único que me sobrou), fui reler o que o escritor italiano Giovanni Papini escreveu no seu Il Diavolo, de 1953, um livro que me serviu de referência quando eu ainda escrevia romances e contos (o diabo sempre me foi personagem). Giovanni Papini aborda a figura do diabo não apenas do ponto de vista religioso, mas filosófico e artístico. Num dos capítulos, ele fala da Apologia do Diabo, escrita pelo filósofo alemão Johann Benjamin Erhard, naquele cada vez mais longínquo século XVIII, o das Luzes. O escritor italiano lista as sete regras de vida que derivariam da moral da pura Malignidade, de acordo com o filósofo alemão:

“1) Não seja nunca verdadeiro e pareça sê-lo. Porque, se você é verdadeiro, os outros podem contar com você; você serve a eles e eles não servem a você;

2) Não reconheça qualquer propriedade, mas afirme que a propriedade é sagrada e inviolável e aproprie-se de tudo. Se você pode possuir tudo como seu, sem contestação, tudo depende de você;

3) Sirva-se da moralidade dos outros como fraqueza para os seus fins;

4) Instigue todos ao pecado, enquanto você parece reconhecer a moralidade como necessária;

5) Não ame ninguém;

6) Faça infeliz quem não quiser depender de você;

7) Seja plenamente coerente e não se arrependa nunca de nada. Aquilo que você decidir fazer, faça-o, custe o que custar. Assim, você demonstra a sua total independência e, pela uniformidade da sua ação, você toma a aparência do homem justo, o que lhe dá um modo hábil de fazer dos outros seus escravos antes que eles percebam.”

Giovanni Papini, papa-hóstia com o fervor dos neoconvertidos, também cita no seu livro a Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios, na qual o apóstolo escreve que, por vezes, o diabo se traveste de “anjo de luz”. Uma imagem surpreendente, como nota o escritor italiano, já que na tradição cristã ele aparece como réptil, cão, mulher, sátiro ou monstro. Mas Giovanni Papini, apesar de registrar o dado surpreendente, explica: “No entanto, as palavras de São Paulo não deixam margem de dúvida. Ele, ao contrário, insiste nesse seu conceito, e continua desta maneira: ‘Não é por isso tão espantoso que também os seus ministros se travistam de ministros da Justiça’.”

Nestes tempos de evangelismo celerado — e, ao mesmo tempo, de ateísmo em expansão — tanto Deus quanto o diabo foram barateados, tornaram-se personagens caricatos e, portanto, passíveis de chistes. Talvez por isso tantos brasileiros não se incomodem em usar do Canhoto para dizer que não votarão em Jair Bolsonaro. Eu só gostaria de dizer três coisas a esses meus concidadãos: em primeiro lugar, não existe nada pior do que o diabo. Jair Bolsonaro, no máximo, seria tão terrível quanto ele. Em segundo lugar, como o diabo também mora nas metáforas, muito cuidado com o que desejam. Por último, a julgar pelo pouco que transcrevi do livro de Giovanni Papini, o diabo já venceu as eleições no Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. SÃO DOIS OS DIABOS E QUALQUER UM DELES VAI ARRUINAR AS INSTITUIÇÕES. UM DOS DIABOS JÁ QUASE ARRUINOU E O OUTRO ESTÁ ARRUINANDO O QUE RESTOU. O DIABO QUE ASSUMIR ACABA A SUA OBRA E DESTROI O BRASIL. AGRADEÇO AO POVO ANALFABETO BRASILEIRO QUE REELEGE ESSES PULHAS.

  2. Pobre Brasil ! Tão rico de povo ; tão pobre de Governo ! O Diabo mora em Brasília a uns 500 anos !

  3. Eureca! Ciro como carrasco mata dois bandidos de uma vez! Eu votei no bozó pra matar o pt e o Lula, agora voto no Ciro pra matar Bozo e o Lula. Porque não ? Mario , vocês ainda não pensaram nem discutiram essa possibilidade, porque?

  4. Entre Bolsonaro e o Diabo (Lula), eu voto nulo... Felizmente, ainda existe o primeiro turno: irei de Ciro ou de qualquer outro que alcance o terceiro lugar nas pesquisas de setembro!

    1. Por que o povo acha que eleição é final de campeonato ! Jogo de futebol! Pão e circo e o povão que fica nas ruas ; nas redes sociais e na Tv se degladiando entre esquerda e ou direita entra sempre de Ré

  5. Está bem. Concordo com você. Você sempre será meu prato preferido. Sou assinante desde o princípio. Já me fartei com os pratos deliciosos que a Crusoe nos oferecia. Agora é um prato só. Mas como ele faz bem. Parabéns Mário.

    1. Rindo com o comentário do Mario aqui rsrsrs 😅

  6. Mário, desta vez Diogo foi longe demais. No Antagonista nos chama de doentes por discurso evangélico de Michele. Não sou evangélica nem doente. Me despeço como leitora, encantada com seus textos. Mas não dá mais. Poderia responder que doente é ele. Mas não chamo ninguém de doente. Respeito cada um de nós. Tchau.

    1. Mario com a educação e polidez que lhe é peculiar. ... Nilza pode fazer suas escolhas, embora nós brasileiros estejamos entre os 9 Círculos do Inferno de Dante e mais dois que não posso classificar. ... Mas o Diogo tem de ser o Diogo Mainardi. ... Não poderia ser diferente. ... É áspero e corrosivo. Mas também uma pessoa de fino trato que sabe agradecer os colegas colaboradores. Um amante da família e da vida. ... Sem Centrão, claro.

    2. Nilza, cara, o dissenso é normal, às vezes ocorrem exageros de parte a parte. Triste em perdê-la como leitora. Encare um veículo de imprensa como um bufê: você pode escolher o prato que quiser, não é obrigatório consumir todos. Um abraço.

  7. Já que estamos no inferno vamos aproveitar: guarda Sol Cadeira de praia Óculos escuro Protetor e champanhe, muita champanhe. - Está muito quente! Vou dar um mergulho.

    1. Boa idéia ; mas to sem grana para Champa ! Vou de IPA bem gelada !!

  8. Tentar despertar o grosso do povo brasileiro ao bom senso, e' uma missao herculea.Voces bem que se esforcam mas como podem ver estes preferem a escuridao.

  9. O Brasil é o resultado de uma população ignorante e inculta, dá pena ver o esforço da turna do Antagonista para abrir os olhos dessa gente. Vamos em frente.

    1. "Essa gente" que precisa ter os olhos abertos não lê Crusoé..................aliás, não lê nada...

  10. Então até que não tenhamos clareza dos anjos e demonios que nos cercam a melhor coisa a fazer é VOTAR NULO. Já que nenhum dos candidatos apresenta ficha limpa no cartório celestial.

    1. Acho que o Diabo mesmo está na ignorância contida em qualquer “todo mundo”.

  11. Mario, você é surpreendente! Cultura ambulante!… Parabéns !!! Como provavelmente não terei o privilégio de conhecê-lo pessoalmente 😭… continuarei lendo seus textos … abraço de mais uma fã …

  12. A sorte deste governo foi o advento da pandemia, que obrigou os manifestantes a ficarem em casa, portanto sem as condições de se manifestarem nas ruas como ocorreu com a Dilma.

    1. Sorte e azar, ao mesmo tempo. A selvageria com que Bolsonaro tratou a pandemis acabou, felizmente, por desmascara’-lo. No entanto, para se salvar da reação pública nas ruas, a pandemia acabou por conte-la. Excelente opinião, muito bem complementada pelo Luciano. A indignação (e bota raiva nisto!) foi contida pelo temor e, portanto, pelas devidas medidas sanitárias.

    2. Sorte do governo, sorte do Lula, sorte do Gilmar, … azar do Moro, azar do brasileiro…

  13. Só um detalhe: Satanaro É efetivamente o diabo. Se alguém diz que prefere votar no diabo então o mito do pau oco estará eleito. Com certeza absoluta. Ele é.

  14. Caro Sabino, o povo também CANSA. Nos cansamos, tiramos a Dilma, votamos do MONSTRO e na sua legenda partidária. O QUE MUDOU? NADA! O povo não é Deus, este país não tem nada que boa conforte. Somos apenas vítima deste sistema que nunca CAI, insisti em continuar existindo imune a qualquer força contrária. O Brasil sempre será do futuro que nunca irá existir.

  15. Prenúncio anunciado , mais ainda tenho fé diabo não vença; como Gil na sua música Andar com fé eu vou , que a fé não costuma faiar.

  16. Mas esse sempre foi o desejo do brasileiro, estão a década tentando encontrar o dia inimigo, começou com o FHC, depois o L*L*, a D*L*A e agora o B*Z*, e ainda acham pouco, estão atrás do próprio coisa ruim.

  17. Sim, e não é que o diabo-lula reúne as sete orientações do filósofo. Só que nele as condições são natas, já que não se preparou nem para ser vigarista.

    1. ... Meu consolo é a Meryl Streep - com ou sem Prada. Contém uma pequena ironia.

  18. É amigos, não tem nada tão ruim que não possa piorar. Ainda há tempo de furar a bolha, só precisamos olhar para os lados. Não precisamos escolher entre um e outro.

  19. As sete regras que Giovanni Papini lista, não descrevem apenas o diabo. Descrevem também os bispos evangélicos e outros líderes religiosos.

    1. O Brasil está infestado de diabos e eles estão em maior quantidade no legislativo e judiciário, e é nesses ambientes que moram o perigo do qual precisamos defender o Brasil e os brasileiros.

  20. Oi Mario! Acho q essas conversas com alternativas retóricas (ou nem tanto), só mostram o qto as pessoas perderam o discernimento, misturam o terreno e o espiritual e falam sem pensar daquilo q desconhecem. Passa da hr de acordar... Outra coisa é q mesmo nesses cenários retóricos (ou nem tanto) é difícil imaginar q ñ haja Ciro Gomes e Eymael😜 (eu, pelo menos, ñ lembro de corrida presidencial sem essas duas figuras...)

  21. A esperança de vida melhor nunca morre. A fé transcende a mais pervertida crueldade humana. Haverá vida no Brasil depois da morte moral da nação. Os planos do Grandão são inacessíveis para nós e nossas profundas limitações. Que viva a fé!

  22. Mário … eu não suporto Bolsonaro. E odeio o lula. Talvez estejam certos em revezar os demônios se outra opção não tiver.

    1. Sem Moro, vou de Simone no segundo Nulo , Realmente o demônio já tomou conta do Brasil. Lena

    2. Estou com você Eugênio!É desse jeito que vou votar!

  23. Bastaria o encerramento desta matéria: " o diabo já venceu as eleições no Brasil". Qualquer que seja o resultado delas, entre Bolsonaro e Lula o diabo estará presente. Os dois são farinha do mesmo saco de maldades. Praticam essas sete regras do filósofo alemão. Está diante de nossos narizes. Racional que se pense numa reforma política. Mas os inquilinos do congresso estão tão podres que essa esperança se desfaz. Chego a pensar que o país acabou e só a gente não tomou conta disso.

  24. Ótimo exercício filosófico nos dias "endiabrados" que vivemos. Como nessa eleição não temos santos(em condições de vencer), votarei *branco* nos dois turnos.

  25. Brilhante, Mário! apenas uma observação: Ciro Gomes não é o diabo; e pode ganhar. Só depende de nós brasileiros.

  26. Eis o texto, crônica, artigo, sei lá eu, que salvou a semana mais obscura dos últimos tempos e que o diabo a carregue pra bem longe de nós.

  27. O diabo tem muitos nomes. No Brasil conseguiu cooptar muitos seguidores, usando os codinomes Capetão Destruição e Luladrão Dedos Leves…

  28. Acho que a própria campanha do petista espalhou essa, já que não dá mais pra descolar da fama de ladrão. O eleitor, cada dia mais tolerante e passivo, já se sente justificado em seu voto.

  29. Não sei onde Mário ouviu isso. No sul do Brasil não foi. Aqui, preferimos o Bozo ao diabo corrupto e ex-presidiário. Sem pensar duas vezes.

  30. Só faltou o filosofo alemão descrever o diabo como um ser de nove dedos. No mais o diabo está presente, com o seu séquito de ministros e apoiadores, alguns deles travestidos como opositores.

  31. Exato, Mario. Eu disse a mesma coisa em 2018: Voto até no diabo, menos no PT e o resultado foi Bolsonaro. Eu invejo amigos meus que preferiram se abster em 2018. Dessa vez, vou votar NULO. Nenhum dos dos diabos terá o meu voto.

  32. Texto, perfeito Mario, bem melhor que o do Mainardi! Entretanto, o golpe travestido de legalidade há muito nos foi dado! Os dados mais significativos, segundo Mainardi, são que 87% dos brasileiros, encarceram o legislativo! Não posso crer que o Luladrão, venha a ser o futuro dirigente do País do Faz de Contas, nem tão pouco o Desequilibrado. Caso isto ocorra este é o nosso retrato, bandidos e delinquentes.

  33. Vc tem toda razão o “diabo” 😈😈 já venceu, não importa o resultado! Até por que vivemos a muitas décadas nele!

  34. Até tu Sabino?, jogando fichas na polarização, a 70 dias do pleito. Decepção de intelectual é a pior das frustrações!

    1. Entendo q Sabino esteja se referindo aos eleitores, Maria.

  35. Texto impecável! Já passou da hora da própria Crusoé entender que não há nada pior do que o Diabo. O golpe já está em curso e não é o do Bolsonaro.

    1. Não nos esqueçamos, Maria, que foram os “ministros da Justiça” que mandaram censurar esta revista para proteger a imagem do “anjo de luz” mencionado pelo Sabino. E o fizeram quando o atingido estava “fora do poder”. Respeito sua opinião, mas entendo que o Brasil de hoje, infelizmente, não consegue trabalhar com a ideia de terceira via. E, sendo assim, o melhor é acabar de vez com um dos polos da tal polarização. De preferência o que se mostrou significativamente mais poderoso e perigoso até aqui

    2. ...perfeito Renato, o golpe do MECANISMO DE SEMPRE É DUAS FACES DO DUABO. Até Sabino alimenta a polarização. Que estupidez. Temos opção. Ciro Bivar Tebet e NULO no 2o turno !

  36. Alguém disse q o diabo não existe.. desse modo deus tb não existe. Só quem não conhece nadica da literatura a não ser o "barateado" ao qual Sabino se refere, faz esse tipo de contraposição. Ler sempre será essencial para pensar com um fio, ao menos, de claridade...

  37. Bravo, Sabino! Como leitora de textos antigos e medievais, penso q o diabo, o mal e o vício são temas q jamais deviam ter sido "barateados". Sem eles nossos padrões jamais serão o bem e a virtude, por mais q se fale em "cidadão de bem". Queria ler um texto seu em que aparecessem Aristóteles, Alberto Magno e Tomás de Aquino...

  38. Por que toda semana não leio crônicas assim? Pow, eu quero aprender com você, Mário Sabino, não me interessam bijuterias e futilidades. Bozo é o diabo da hora, e lhe cai bem a carapuça. Mas não devemos nos esquecer o que foram os anteriores (exceto Itamar Franco). E, pinçado da lata do lixo, um dos antigos demônios conta com toda a simpatia para voltar… o brasil é mesmo um inferno.

  39. O diabo vai pegar você também Mario Sabino, quero ver sua coragem quando o diabo 😈 de nove dedos fechar suas revistas e trancar você e seus amiguinhos limpinhos da imprensa que agora tem uma baita valentia de acusar Bolsonaro do que o diabo molusco é.

    1. Acorda bozomerda, em 14 dos petralhas nada disso aconteceu

  40. nesse quadro que nossa democracia oferece só nos resta eleger um congresso que consiga o impeachment do próximo presidente... Entra o Xuxu... quem diria...

  41. Diabos não existem. É conversa mole para vender deus (uma parte centrãozista da antiguidade era muito sabida; a da era atual só se aperfeiçoou). Chega do menos pior. Não irei votar!

  42. sendo simplista entre um reconhecido ladrão e um bandido burro a 1a opção doe menos com a esperança de que o ladrão se regenere. O bandido deu provas diárias de que não vale um tostão furado

    1. O diabo já está muito bem representado nos podres poderes do Brasil. O povo é pobre demais.... Falta conhecimento, educação, ética, vergonha na cara e sobretudo coragem para enfrentar os demônios de ternos e togas....

    2. Não compreendo a linha de atuação da Crusoe , ela me confunde , ontem defenderam os aplausos dos embaixadores , hoje os embaixadores ficaram novamente constrangidos, o que um aplauso ???? E um ato segue maria . Só o primeiro aplauso e verdadeiro , os outros vão atrás

Mais notícias
Assine agora
TOPO