Bolsonaro precisa de “contexto”

29.07.22

Como antecipado pela Crusoé,  o general Braga Netto deve ser alçado à condição de principal porta-voz de Jair Bolsonaro durante a campanha à reeleição. Ele será o responsável por “contextualizar” eventuais declarações polêmicas do presidente da República. Hoje, Valdemar Costa Neto, chefão do PL e do núcleo político da campanha, entende que dificilmente o presidente será controlado, mas que é possível dar “contexto” aos seus eventuais arroubos.

Fernando Frazão/Agência BrasilFernando Frazão/Agência BrasilO general Braga Netto: convocado para explicar o inexplicável

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Lugar dos militares é nos quartéis e nas fronteiras. Eles querem ser políticos de qualquer maneira. Pergunto. Por que esse interesse pela política? O que existe por trás desses interesses?

    1. Concordo ! cada um no seu quadrado! Militar na Política só Vai dar M.... o lidar é no quartel e pronto,!

    1. correto,! o brasileiro é débil sem memória incapaz de compreenderem que tem dedos podres para votarem,!

  2. Gostaria de sugerir ao excelente time da CRUSOÉ que fundamentasse uma questão muito importante, nesta conjuntura eleitoral perigosíssima, pelas ameaças explícitas de golpe: “MITO” , no caso do presidente é diminutivo de “MITÔMANO”, um grave distúrbio psiquiátrico associado aos mentirosos compulsivos. Nada a ver com as figuras mitológicas clássicas, ainda que também estas sempre envolvam criações do imaginário de quem precisa de heróis. Paulo S.

    1. GJunior Se criar o pik que deu acesso a todos ao sistema bancário (é um começo); regularizar (em todo o possível) o preço dos combustíveis e entre outras segurar a inflação, assegurar fertilizantes no seio da guerra para o agro negócio que tem, entre outras coisas, segurado o Real e o câmbio É SANDICE que abençoada SEJA e caiam os perfecionistas de plantão. O gestor é o que faz em tempo de crise a "caixa de fósforo Brasil" flutuar na cristã de ondas de crise de 30 metros. É POUCO ??? Abram os

  3. A Hércules foram dados 12 trabalhos aparentemente impossíveis. Ele os realizou. Ao pobre general Braga Netto é dado um trabalho. A tarefa impossível e inarrealizável de contextualizar as declarações bolsonaristas. Fracasso à vista

  4. Quem sabe isso, não poderia num futuro se transformar numa profissão rendosa com os políticos com cartão preferencial?

  5. "contextualizar", eufemismo para "trocar a fralda" do resultado da verborragia que sai da boca do cap Clorô.

  6. Meu LIVRO “O INROTULÁVEL”. MORO Senador/DELTAN Deputado! NULO p PRESIDENTE: o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! Os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Triunfaremos👊

  7. Generais brasileiros, vide o chefe das forças armadas, com raríssimas exceções, são cópias fiéis do vampiro brasileiro, do Chico Anísio. O Braga Neto, Heleno, Pazzuello, estes então, o aloprismo escancarou.

    1. Esclarecendo a quase xará: o PiX iniciou no governo Temer

Mais notícias
Assine agora
TOPO