O desejo de Janot

18.05.18

Rodrigo Janot ensaiou, semanas atrás, disputar um dos assentos do Conselho Superior do Ministério Público. Em seguida, anunciou ter mudado de ideia. Nos bastidores, a desistência foi precedida de uma intensa articulação. Procuradores que auxiliavam o ex-chefe da PGR até recentemente organizaram uma força-tarefa para demovê-lo da candidatura. Janot queria a cadeira para usá-la como trincheira contra “os métodos” de sua sucessora, Raquel Dodge, de quem é inimigo figadal. Ele considera que Raquel, ao mudar as estratégias de atuação da Procuradoria, especialmente na Lava Jato, tem facilitado a vida dos investigados. Os antigos assessores o convenceram de que a ofensiva seria desgastante e não valeria a pena.

Agência BrasilRodrigo Janot queria uma plataforma para atacar Raquel Dodge, mas foi demovido da ideia (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se não fosse por esse cachaceiro e suas molecagens, teríamos a reforma da previdência aprovada. Mas ele não parece satisfeito, pelo visto acha que ainda tem muito a contribuir para o atraso brasileiro.

  2. Eu considero Dodge muito mais durona e seria que Janot que terminou o mandato e nada fez contra Dilma que deitou e rolou até ser impichado. Janot só atuou conta Temer pq ele assumiu a presidência qdo Dilma foi enxotada.

  3. E quando esse aí vai ser investigado descentemente? As lambanças com a JBS com o Temer e Aécio, tinha tudo para montar um proceso para prender os dois em flagrante mas preferiu fazer a coisa pela metade e mais do que isso parece que levando um por fora.

  4. Pensei que era somente o desejo de cumprir uma "tarefa" do "partido" ocupando uma posição em um "soviete" a fim de ajudar o projeto ideológico. O que eu escrevi pode parecer teoria de conspiração, mas é bom nunca esquecer aquela frase do Millor: "uma ideologia quando fica bem velhinha vem morar no Brasil".

  5. Imagino que a mudança de estratégia seja a de pulverizar as forças da PF em ações importantes e de efeito midiático como nos sanduiches, nas merendas, na saúde, na previdência, nos estados e municípios desfocando o combate final das entranhas da LJ.

Mais notícias
Assine agora
TOPO