Rumo a Davos

07.12.18

O governo Bolsonaro pretende se colocar na vitrine global em janeiro enviando Sergio Moro a Davos, junto com Paulo Guedes. A ideia, discutida nas últimas semanas pela equipe de transição, é que a presença dos dois superministros no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, contribua para melhorar a imagem do futuro presidente no exterior. Acredita-se que Moro, festejado internacionalmente por seu trabalho à frente da Lava Jato, possa ser uma espécie de garoto-propaganda da intenção do novo governo de promover o combate à corrupção. Já Paulo Guedes, dizem integrantes da equipe, poderá ajudar a conquistar a opinião dos grandes players da economia global apresentando detalhes do plano ultraliberal que pretende implementar.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéMoro deve fazer companhia a Guedes durante o evento na Suíça

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Um país é feito pelo conjunto de seus representantes ! antes era a mediocridade de um luleco ou uma dilmanta ... querendo parecer mais do que o país... agora, é outra coisa...

    1. Excelente!! Temos que ter representantes à altura do nosso país!👏👏👏🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  2. Parabéns ao novo Governo, pela iniciativa... QUEM NÃO É VISTO NÃO É LEMBRADO. = Precisamos dos GRANDES investindo no Brasil.

  3. Boa ideia, principalmente com relação ao Moro, porque, quanto ao Guedes, ninguém vai me afirmar que os Bancos estrangeiros não sabem da sua investigação.

  4. Boa estratégia,para atrair investimentos e investidores afinal a imprensa Nacional e Internacional apresentaram uma imagem negativa e nada condizente com a verdade sendo assim uma ótima oportunidade para mudar a imagem do Brasil e do novo governo

  5. Delegar é importante, ainda mais quando as peças compõem o que se espera. Gov. é um punhado de gente com suas atribuições. Sejamos profissionais. Avante meu BRASIL.

Mais notícias
Assine agora
TOPO