Mudança adiada

11.01.19

A ideia de Jair Bolsonaro de transferir a embaixada do Brasil em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém foi colocada em banho-maria. A transferência é motivo de discórdia dentro do governo e conta com forte oposição de militares e ruralistas. O pessoal da farda entende que, estrategicamente, não seria um bom negócio porque não traria ganhos geopolíticos significativos. Já a turma do agronegócio tem se posicionado pensando no próprio bolso: teme perder dinheiro com uma possível retaliação de países do mundo árabe, tradicionais compradores de alimentos produzidos aqui. Interlocutores do Palácio do Planalto afirmam que, ao menos neste ano, a mudança da embaixada não deverá sair.

Agência BrasilAgência BrasilBolsonaro com Benjamin Netanyahu, o premiê de Israel: a prometida transferência vai ficar para depois

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Isto é um compromisso prioritário, e deve ser cumprido o mais rápido possível, com sabedoria e sem alarde como quem quer agradar a Deus e não aos homens.

  2. O alinhamento com Israel assim como com outros países democráticos e responsáveis é um passo importante numa mudança de rumo da política externa brasileira que a não muito tempo estava associada até as entranhas com ditaduras socialistas. Apesar dessa orientação, não vejo como uma atitude inteligente - econômica, política e do ponto de vista da segurança - uma mudança de embaixada para Israel neste momento quando ainda é uma questão extremamente controversa no mundo.

    1. Thiago, concordo com seu argumento, mas gostaria “corrigir” sua correção. Na verdade a Embaixada fica em Tel Aviv e seria transferida para Jerusalém.

  3. Ridiculo e sem proridade esta celeuma alimentada por seitas religiosas e as tolices dos seguidores do astrologo Olavo de Carvalho cada vez mais gagá. Os militares e ruralistas estão certissimos.

  4. Numeros: Quanto realmente representa essa tão falada venda de carne?? para o comércio externo brasileiro? Quanto o Brasil ganhará, e ponho nesses termos porque a embaixada mudará com certeza. Os dias de hegemonia dos petrodolares estão contados, e o bom senso terá de se impor na realidade do Oriente Médio. O Brasil é um continente e dizer que mudar a embaixada não tem prioridade face a previdência é dizer que vc não pode trocar a lâmpada da sala enquanto não arrumar o fogão.

  5. Eu votei no Bolsonaro porque pensei que ele tomaria as decisões que julgasse serem as melhores para o Brasil. Ficar mudando se idéia toda hora só para não desagradar a um grupo ou outro, é demonstração de fraqueza. Ele é o comandante do barco. Que assuma suas posições e vá em frente, aconteça o que acontecer. É melhor errar tentando fazer o certo do que não fazer nada.

  6. Eeeehhh Brasil. Vamos tratar as prioridades e as mudanças q afetarão diretamente nosso povo. Deixa estas baboseiras pra lá e foco no principal

  7. Já havia comentado, algumas vezes, que este é um problema muito simples de ser resolvido e até diminuiria nossos gastos. A ideia é colocar as embaixadas Brasileiras exatamente na linha fronteiriça, em um único prédio com porta para os dois lados. Teríamos uma única instalação e resolveria o problema com ambos os lados. Se alguém questionasse, diria-mos ser uma "contenção de despesas. Muito simples né?

  8. Penso que uma decisão dessa monta tem que ser bem discutida. Mesmo sendo um ponto das promessas, considero que nossa sociedade tem prioridades, eg a reforma da previdência

  9. Que trapalhada, parece que a Dilma conseguiu dialogo com o ISIS e ensacar o vento. é cada uma ...parecem criancas que comeram muito algodáo doce. Mondo Crudele.

  10. Amizade e acordos com Israel só trarão benefícios ao Brasil. Os árabes continuarão a comprar nossa carne. Ou venderemos aos chineses. Tecnologia israelense de irrigação acabará com a abjeta pobreza endêmica do Nordeste, que é fonte de votos para o PT e "coronéis"da área. Avançaremos décadas em pesquisa e tecnologia, gerando riquezas para todos os brasileiros.

    1. Concordo com vc , está Seca do Nordeste já podia ter sido resolvida há muuuuuito tempo se o Erário não fosse dilapidado e a promessa eterna de acabar com a Seca não fosse uma maravilha para angariar votos...

  11. Bolsonaro não tem que temer,afinal para nós que conhecemos A BIBLIA e muito importante que ele cumpra com sua promessa de campanha. Não existe esse conversa de terrorista não porque o povo árabe sabe que ISRAEL E VERDADEIRO DONO DA TERRA.

    1. Acorde. Responder às ameaças dos terroristas com mêdo e mudança de comportamento é a pior coisa a fazer. Vão acabar instaurando sharia e uso de burka no Brasil (e cortando as mãos dos ladrões pobres, pois os ricos são amplamente perdoados e ajudados pelas ditaduras árabes).

  12. Presidente Marrocos veio na Posso de Bolsonaro! Não é unanimidade Boicote. Sauditas, Oman, Bahrein já apoiam Israel. Árabes exportam 70%, topariam perder Isso?

  13. Tanta coisa por fazer e cismam com essa mudança idiota. Se os EUA quiserem colocar a embaixada no raio que os parta, eles são ricos, poderosos, podem. O Brasil é um pé rapado, precisa de cada centavo do comércio exterior. Por que mexer no que tá quieto?

  14. Desde quando o a troca de fornecedores de commodities sem mudança na oferta e na demanda muda o valor das vendas? USA e Austrália já mudaram a embaixada estamos atrasados, nada de grave acontecerá.

  15. Se não mudar, é covarde! é apenas uma questão política e de ganho maior. Quem teme mudanças não chega a lugar algum, fica sempre na mesmice.

  16. O novo governo deve concentrar esforços nas reformas da previdência, tributária e nas ações contra a corrupção. O resto deve ficar pro segundo tempo.

    1. Pois é!... tudo na Diplomacia gira em torno de negócios e poder, se for bom para o país vai que é tua Taffarel.. , caso contrário ; vamos negociar que acertamos os ponteiros . Sem Stress.

Mais notícias
Assine agora
TOPO