… e o estorvo dos outros

22.02.19

Entre os alvos da mesma apuração da Receita que incluiu Gilmar e Guiomar Mendes, também estão o desembargador Luiz Zveiter, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, e o advogado e ex-deputado federal Sergio Zveiter, irmão dele. Os dois tiveram as movimentações financeiras detalhadas em relatórios similares ao que foi produzido para esmiuçar as transações do ministro do Supremo. A introdução dos relatórios, por sinal, é idêntica. O trecho que fala em “possíveis fraudes de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico”, objeto da ira de Gilmar, é repetido ipsis litteris nesses outros documentos. Luiz Zveiter é tido como um dos mais poderosos magistrados do Rio. Sergio Zveiter não disputou a reeleição para deputado em 2018. Ele integrou a chapa derrotada de Cesar Maia, pai de Rodrigo Maia, ao Senado. Era o primeiro suplente. Também foi secretário do governo de Sergio Cabral.

O ex-deputado Sérgio Zveiter também é alvo, junto com o irmão desembargador

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. enquanto essa gente emplumada obtiver imunidade o Brasil vai continuar uma republiqueta de bananas e babacas. Nós. afinal nós é quem pagamos a conta da farra

  2. Acho que todos os membros da justiça, e de todas as instâncias, devem ter suas contas financeiras analisadas pelo COAF / Receita Federal e os casos que sejam EMF - "Estranhas Movimentações Financeiras" sejam investigados com maior detalhamento e fatos, assim tenho certeza de que estaremos melhorando e muito a nossa justiça, tranformando-a em verdadeira JUSTIÇA!!

  3. Esse cidadão interferiu até no futebol, foi ele quem determinou, em 2005, que os 11 jogos apitados por Edilson no campeonato fossem anulados e disputados novamente. Luiz Zveiter, era o presidente do STJD, a decisão beneficiou o Corinthians, roubaram o título do SC INTERNACIONAL!

    1. Xará, coloca no DVD. Vocês deram o troco em 2007, quando vergonhosamente entregaram o jogo para o Goiás.

  4. Parece filme de máfia de suspense policial. Dá para fazer um diagrama e ligar um e outro. Ligar alguns membros do STF com suas empresas de advocacia suas ações, suas vitórias e defesas, e assim formar a trama como uma teia da aranha.

  5. Esses irmãos, poderiam sim, dentro do sistema que reinou, será que ainda reina?, no estado do Rio de Janeiro, personificar os famosos " irmãos metralha"...

  6. LAXANTE e desembargador do TJ RJ suspeitos de fraudes, corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e tráfico de influência? Nenhuma surpresa. Que tais relatórios continuem a circular pela praça e que a apuração siga firme: LAVA-TOGA JÁ!

  7. Aliás, esse parece ser o título adredemente impresso em todo e qq formulário que objetive fiscalizar a movimentação financeira de toda e qq pessoa do povo, grupo ao qual GM pensa não pertencer porque se acha integrante de alguma casta superior e intocável.

  8. Se os órgãos de fiscalização do Guedes conseguirem exercer suas funções JB será o presidente mais odiado pelos corruptos / corruptores . Que elite PODRE!

Mais notícias
Assine agora
TOPO