ReproduçãoOs três irmãos com o pai: relação turbulenta

Dinheiro na mão

As transações financeiras da família presidencial já chamaram atenção das autoridades em outras oportunidades
15.03.19

De filho discreto, Flávio Bolsonaro virou motivo de dor de cabeça na família presidencial quando um ex-assessor dele na Alerj apareceu no já famoso relatório de inteligência financeira do Coaf. De uma vez só, o PM aposentado Fabrício Queiroz colocou os nomes de Jair Bolsonaro, da primeira-dama Michelle e do próprio Flávio no meio de transações consideradas atípicas – uma delas, apontada no documento, era um cheque destinado ao presidente que foi depositado na conta de Michelle. Bolsonaro disse que se tratava do pagamento de um empréstimo. Crusoé apurou a existência de outras situações financeiras incomuns envolvendo Flávio Bolsonaro e outros integrantes da família. No caso do senador, há valores recebidos sem recolher imposto e uma operação de mercado em dinheiro vivo que contraria as regras oficiais. Os demais receberam doações do hoje presidente da República sem recolher os impostos correspondentes.

Em 2013, o governo do Distrito Federal publicou o resultado de uma parceria com a Receita Federal. O trabalho originou uma lista de pessoas físicas com endereços em Brasília que haviam declarado ter feitos doações, mas não pagaram o imposto devido sobre essas operações. Quem não pagou foi, então, alvo de uma autuação. Era um procedimento de rotina, como forma de aumentar a arrecadação e tentar receber daqueles que, apesar de terem declarado à Receita, não haviam recolhido o imposto distrital.

A autuação não foi nada discreta. A Secretaria de Fazenda do DF resolveu divulgar todos nomes em um edital de convocação, dando prazo de 30 dias para quitar os débitos. A lista fez barulho. Cerca de 30 mil nomes foram expostos, entre empresários, políticos e ministros do governo e do Judiciário. Até o secretário de Fazenda, o então governador Agnelo Queiroz e o atual, Ibaneis Rocha, estavam lá.

Havia ali também o nome de um deputado que, em 2013, passou despercebido. Era Jair Bolsonaro. Entre 2008 e 2011, ele transferiu 445 mil reais para os filhos e a mulher, Michelle. Na declaração à Justiça Eleitoral em 2010, o patrimônio de Bolsonaro era de 826 mil reais – dos quais 63 mil reais eram em dinheiro. De acordo com o edital do Fisco, nenhum dos beneficiários recolheu o imposto de doação, de 4% das operações. Era algo como 17,8 mil reais à época. Por norma, quem recebe a doação é obrigado a pagar o ITCD, o imposto que incide sobre doações e transmissão de bens.

José Cruz/Agência BrasilJosé Cruz/Agência BrasilA primeira-dama Michelle recebeu doação de 55 mil reais do marido
Das doações que Bolsonaro fez aos familiares, o maior naco foi repartido em 2010. Naquele ano, ele doou 200 mil reais. O dinheiro foi assim distribuído: 100 mil reais para Flávio Bolsonaro, e 100 mil para Carlos Bolsonaro. Em 2008 e 2011, também houve doações. No somatório dos anos, Eduardo Bolsonaro foi quem mais recebeu: 160 mil reais, ao todo. Depois vem Carlos, que ganhou do pai 130 mil reais. Michelle Bolsonaro recebeu 55 mil reais.

Por ter sido publicado no Diário Oficial, sem considerar o sigilo fiscal, o edital de convocação foi revogado no mesmo dia da publicação. O governo do DF, então, passou a fazer as cobranças individualmente, como é o procedimento padrão. Como a família não consta na dívida ativa local, tudo indica que o imposto foi recolhido – ou, ao menos, a dívida foi parcelada.

Crusoé perguntou ao presidente a razão das doações. O Planalto respondeu que não comentaria. Na mesma ocasião das doações de Jair Bolsonaro, o seu filho Flávio se envolveu em uma situação vedada pela CVM, órgão que regula mercado financeiro. O caso envolvia a quitação de uma dívida que ele tinha com uma corretora de investimentos. Em maio de 2009, Flávio recebeu um telefonema de Marcelo de Faro, então gerente de operações da corretora Intra, do Rio de Janeiro, onde havia feito aplicações entre 2007 e 2008 que somavam 90 mil reais. O valor fora aplicado na Bolsa de Valores.

Faro avisou o então deputado que todos os valores investidos haviam sido perdidos e que ele ainda estava no negativo. As aplicações escolhidas haviam dado prejuízo. A dívida somava 15,5 mil reais. O normal seria transferir o dinheiro para a corretora. Ele respondeu, porém, que não tinha o valor em conta de imediato. E ofereceu, então, uma solução alternativa: embora não possuísse o dinheiro em conta, tinha 15 mil reais em dinheiro vivo. O gerente da corretora foi buscar o montante na casa de Flávio. O episódio é narrado pelos advogados do filho do presidente em uma ação movida por ele na Justiça contra a corretora Citigroup Global Markets Brasil, que adquiriu a Intra. Flávio Bolsonaro alega que os prejuízos foram causados devido a operações que ele não teria autorizado.

No processo, Flávio sustenta que teria sido “ameaçado” na conversa por telefone e alertado que, se a dívida não fosse paga, os funcionários da corretora não receberiam salário. “Diante dessa ameaça e da insistência do gerente da mesa de operações em solucionar a qualquer custo a pendência, este fez contato telefônico com o autor informando-lhe que deveria desembolsar, de imediato, a quantia de R$ 15.500,00. Assustado, o autor disse que não dispunha deste valor em conta corrente, mas entregaria o referido valor em espécie, no intuito de não ter o seu nome negativado e de não recair sobre si a ‘responsabilidade’ pelo não pagamento dos funcionários da corretora”, diz a peça protocolada pelo advogado do senador na Justiça.

O próprio Marcelo de Faro assinou um recibo, datado de 12 de junho de 2009, em que confirma ter apanhado o dinheiro na residência de Flávio e, posteriormente, depositado o valor em sua conta pessoal, para em seguida transferi-lo pra a conta de Flávio na corretora, que estava no negativo. A prática, porém, era vedada pela CVM. O órgão proíbe agentes autônomos do mercado de receber dinheiro diretamente dos investidores. Os valores, segundo as regras vigentes, devem passar por instituições financeiras. O processo ainda está em tramitação.

Situação similar aconteceu com Carlos Bolsonaro, que também perdeu dinheiro e foi à Justiça reclamar. Carlos já perdeu o processo. O gerente da corretora, que atendia os dois irmãos, também se deu mal. Desde 2013, ele não tem mais autorização para atuar como agente de investimentos. Já Flávio Bolsonaro, apesar do prejuízo, seguiu com uma vida financeira saudável. Em 2006, quando tinha 25 anos, seu patrimônio era 385 mil reais – basicamente um apartamento e um carro de 35 mil reais. Em 2010, mesmo com o prejuízo do ano anterior, declarava bens e valores que somavam 690 mil reais. Em 2018, seu patrimônio era de 1,7 milhão de reais. Procurado por Crusoé, ele não quis se manifestar.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. De tudo que foi escrito parece que houve ilícito apenas tributário , mas gostaria de saber em detalhes o enriquecimento fenomenal da família, filhos , sobrinho , concubina do Lularapio e do proprio

  2. De acordo com a COAF /ALERJ o campeão foi o PT com 40 milhões , em segundo o PDT com pouco mais de 30 milhões, que jamais foram citados. Por que o Lula e seus filhos e parentes MILIONÁRIOS, não são investigados como fazem com o Bolsonaro?

  3. Estou vendo como eleitor de nosso Presidente, que se ele não desligar o seu mandato com a intromissão permanente de seus filhos em assuntos que dizem respeito somente ao Presidente e seus ministros e obter assessoramento de chanceleres para mudar sua postura como Presidente para não responder atabalhoadamente sobre assuntos que podem e estão tendo que ser esclarecidos a seguir; iremos ter um Governo que nos prometeu algo que todos esperávamos, mas só está ocorrendo reparos em afirmações feitas

    1. Vdd. Lulinha, de peão, virou playboy, empresário, com carro importado. Impressionante como o trabalho enobrece o homem em pouco tempo.

  4. Alô alô Diogo Mainardi, alô alô Mário Sabino! Me ajudem ! A Crusue virou revistinha de fofoca de comadres. Eu cancelei Veja é Época pelo baixo nível editorial , Crusue vai para o mesmo nível .Assim não dá!Confesso a vcs, em passado recente tb fiz doação de 30 mil e 50 mil a meus filhos, não declarei e nem recolhi o maldito imposto.Nao me considero criminoso. Dediquem seu tempo a coisa que valha a pena.Mobilizem-se para q tenhamos redes para pegar peixes grandes.Salvem a Crusue !

  5. muito boa a apuração da Crusoe, mas, uma sugestão, vamos fazer apurações sobre o patrimonio dos filhos do luladrão, com certeza seus assinantes iram se interessar tambem

  6. Há 10 dias não acessava a Crusoé, apesar de assinante, e vejo que continua em sua linha de pouco informar. Assim, está decidido. Não renovo a assinatura.

  7. Descobre-se assuntos, de todos tipos. Por que não descobre como os filhos de Lula ficaram bilionários? Não interessa a ninguém saber?

  8. Vcs estão sendo seletivos e apostam na derrota do governo. O brasileiro não quer conivência com o erro, mas não precisa ser tendencioso, a grande mídia já faz isso com um alcance muito maior, portanto, fica um aviso para os assinantes insatisfeitos como eu, o terça livre tem uma linha editorial mais coerente. Vcs estão se achando, vão comer poeira em breve, escreve isso.

  9. CRUSOÉ segue firme em sua perseguição à familia Bolsonaro, com a destruição da lava jato, impunidade dos ministros do stf, Gedeel solto, psdb protegendo Paulo Preto, filhos de lula soltos, mas o problema mesmo da Crusoé e o governo Bolsonaro. Ainda não venezueliamos o suficiente. Em contagem regressiva para acaber a assinatura desta merda.

  10. Parece ser um ótimo tema para vocês. Porém eu como leitor, cansei e como assinante, desisti. Sugiro uma reportagem sobre a importância do Gilmar Mendes para a democracia .

  11. É cristalino que o objetivo da Crusoé e de O antagonista é derrubar Bolsonaro.Total desilução ao assinar por um ano, que não renovarei,a "Ilha no jornalismo". Uma ilha sim, mas impregnada de jacarés ávidos de fome para "comer" um presidente que ajudei a se eleger, BOLSONARO.

  12. Tal como o povo de Israel ao ser libertado da escravidão do Egito, reclamavam que queriam voltar a ser escravos mas tinham "panelas de carne". Voltem pois à escravidão, tolos.

  13. porque vcs amam tanto Bolsonaro e sua família esse e meu primeiro e último ano de Crusoé vai atrás dos filhos de Lula hipócritas

  14. Acho bem estranho o patrimônio dos juízes do STF. Estes sim gostaria de ver escrutinados. Funcionário público não deveria ter direito a sigilo.

    1. bando de canalhas não gostam de ler ou ouvir a verdade, pode fazer vista grossa.

  15. Doações de pão para filho e esposa a são comuns e normais desde qbvindas de fontes limpas. Agora esta movimentação aí dos filhos é estranha.

  16. Tem muita gente que se recusa a fazer conta mas eu pergunto a eles como uma família de servidores conseguem movimentar tanto dinheiro mesmo fazendo aplicações financeiras desastrosas. No caso do Flavio chama a atenção não possuir 15,5 mil reais em conta mas tinha 15 mil em especie, simplesmente ridículo. De onde brotas notas na casa do atual Senador?, teria vendido algum bem e recebido parte em espécie assim como declarou na justificativa dos 48 depositos? É muito rolo! Não dá pra engolir.

  17. Como a maioria dos nossos políticos, esses 'bolso' fazem da política uma profissão e fonte de vultosa renda. Não para melhorar a vida do brasileiro...

  18. Sinceramente esta reportagem é uma perda de tempo, os valores e as razões que foram informados são NADA, será que valeu a pena pagar dois jornalistas ( e que devem ser bem pagos) para gastar tempo nisto, tempo deles e o mais importante o MEU. Desculpe, mas acho que tem investigação de filhos com valores muito maiores

  19. Que se investigue os novos ocupantes do governo. Todos devem responder pelos seus atos. Mas essa revista prestaria um grande serviço a nação se investigasse os tribunais superiores.

  20. Que reportagenzinha chalé!!! Por que, ao invés de perder tempo com notícias requentadas e irrelevâncias, vocês não investigam o esquema por trás da certificação e certificadoras digitais, essa "facilidade" pela qual quase todos contribuintes pagam, no mínimo, uma anuidade de R$ 200 para TRABALHAR PARA A RECEITA FEDERAL??? Vão procurar assuntos realmente relevantes!

  21. Não sei por que cobra-se imposto em doações dentro da família. A Crusoé precisa fazer uma reportagem que mostre como os jornalistas se viram, criando empresas para trabalharem em órgãos de comunicação e, com isso, pagarem menos impostos. Pagariam mais se trabalhassem como empregados.

  22. Os bolsonaroides vão à loucura. A revista está fazendo seu trabalho. Imprensa séria enche o saco dos babadores de teclado. Pra turma do submundo do Whatsapp é até compreensível: usar o discernimento a partir da reflexão é muito pra quem espera, salivando, diante da tela do Twitter, a voz de comando!

    1. Crusoé não é séria, é oportunista. Quem a defende ou é do time dos tucanos derrotados (e investigados) ou é intelectualóide de boteco. Entre outras sub espécies, todas contra o Brasil.

  23. Surpreso ao saber que os filhos do presidente aparentemente são fracos em economia e em escolher investimentos / pessoas que cuidem de suas finanças.

  24. Também não vou renovar. Bolsonaro foi deputado mais de 25 anos com salário e benefícios altos que inclusive não concordo. Entretanto, é normal e acho sua evolução patrimonial dentro razoável

    1. Também acho a evolução patrimonial dentro do razoável.

  25. Com tantos desvios de milhões por vários políticos, os jornalistas se empenham em avaliar a evolução patrimonial dos filhos do Bolsonaro que me parece irrisório! Só pode ser perseguição! Faltam 4 meses para o término da minha assinatura. Por favor, não façam a renovação automática porque não quero mais essa revista nem de graça!

    1. Depois que fecharam a área de comentários do Diogo, resolvi pedir para não renovarem minha assinatura que vence mês que vem.

    2. Como minha assinatura só irá vencer em setembro/19 e paguei adiantado, estou aqui só para avaliar a quantidade de matérias tendenciosas de quem vendeu seu produto como “UMA ILHA NO JORNALISMO”.

    3. Fala da boca pra fora e continua por aqui, lendo, lendo e comentando. Edição após edição!

    4. A capacidade de mensurar o senso de proporções é uma doença incurável pela medicina. Sorte sua René que se livrará desse lixo em 4 meses. Infelizmente terei que aguardar 6 meses.

  26. é triste ver uma midia nascer com toda pinta de ser independente e séria e perceber em pouco tempo que se trata de mais uma dessas que estão ai, só se importam com seus interesses e atacam aqueles que trazem risco ao seu tipo de negocio sujo e covarde. Crusoé, a nova "Veja"

  27. 113 linhas e 03 imagens que valem por mil petralhas corruptos. Jornalistas que se disfarçam de independentes, para poder usar o uniforme de qualquer dos times sem apanhar de nenhuma torcida. E de quebra enfraquecer seu país e a luta que os bons brasileiros estão travando contra a corrupção endêmica e a cleptocracia esquerdista enraizada na Terra de Santa Cruz. É por tais idiotices travestidas de profissionalismo, que os extremos botam o nariz de fora. Tomem vergonha. Parem de procurar unicórnios

  28. Coitados. Não têm nenhum talento para negócios. Deviam se aconselhar com os Lulinhas. Esses, sim. São verdadeiros gênio financeiros.

  29. Li a matéria na sua totalidade. Achei-a bastante interessante. Pergunto aos jornalistas que a escreveram se operam suas pecúnias pessoais absolutamente como relataram. É muito frequente jornalistas receberem como pessoa jurídica para saírem fora dos impostos, vcs agem da mesma forma? Ou será que pra vcs vale a máxima: "Façam o que eu falo, mas não façam o que eu faço" . Todos somos iguais perante a lei. Fiz um comentário, favor não censurar, é feio e é prática da velha mídia.

  30. Acho irrelevante essa movimentação financeira. se houve algum erro parece que estão sanando. também recebo uma mesada de um parente, e nunca declarei. sou isenta de declarar renda.Acho que querem desmoralizar a família Bolsonaro. Não

    1. Li a matéria na sua totalidade. Achei-a bastante interessante. Pergunto aos jornalistas que a escreveram se operam suas pecúnias pessoais absolutamente como relataram. É muito frequente jornalistas receberem como pessoa jurídica para saírem fora dos impostos, vcs agem da mesma forma? Ou será que pra vcs vale a máxima: "Façam o que eu falo, mas não façam o que eu faço" . Todos somos iguais perante a lei. Fiz um comentário, favor não censurar, é feio e é prática da velha mídia,

  31. acho essas movimentações irrelevantes para um deputado . eu recebo uma mesada de um parente,nunca declarei nada. e nem se devo declarar.

  32. Sem sequer saber a respeito da vida da família Bolsonaro era possível se prever que no seu meio havia muitas falcatruas. Quando há muito diz que diz, não dá outra. A vida pregressa dessa família, amiga de milicianos, não é nada boa para servir como exemplo aos brasileiros, principalmente pelo falso lema "a verdade o libertará". A verdade foi utilizada para esconder a mentira. Aí está o DNA de uma família que não é nada daquilo que os seus eleitores acreditavam ser. Foram enganados como trouxas.

    1. Voto neles outra vez. Você, claro, deve fingir que não sabe nada de coberturas no Guarujá, Sítios em Atibaia, Lulinhas milionários e votar no Lulaladrão. Ele tá preso. mas isso é pura implicância do Moro, né?

  33. E, sobre os milhões surrupiados dos cofres públicos pelos filhos do Lulaladrão, quando terá destaque nesta revista de quinta, seus jornalistas de merdas?

    1. O artigo do Diogo também não abre a parte de comentarios, no APP.

  34. A CrusoÉ, pela forma tendenciosa que tem apresentado as reportagens, deveria mudar o slogan para “FakeÉ - A Deslealdade no Jornalismo “

  35. A CrusoÉ, pela forma tendenciosa que tem apresentado as reportagens, deveria mudar o slogan para "FakeÉ - A Deslealdade no Jornalismo".

  36. Parece que a CRUSOÉ já assimilou o jornalismo barato dos demais órgãos de imprensa com o fito de criticar os Presidente e seus filhos. Porque não questionam outros políticos de outros partidos com inconsistência de valores muitos maiores. A finalidade parece ser denegrir e desfazer a honorabilidade do Presidente. Também estarei fora quando vencer meu tempo. Não foram essas as premissas dessa "revista".

  37. Gente... nem consegui ler até o fim, uma baboseira de todo o tamanho !!! Depois não querem que sejam reiteradas as indignações sobre a perseguição à família Bolsonaro!!! Só vi pequenas doações a filhos e esposa , coisas comuns em famílias brasileiras. Nada excabroso como malas cheias de dólares em apartamentos, nas cuecas, bilhões e trilhões em contas em paraísos fiscais, em ajuda a outros países e nenhum filho teve um enriquecimento tão grande a ponto de ser chamado de FENÔMENO!

  38. ridículo, quero encerrar a conta e vocês me fizeram assinar uma porcaria. Isso de ficar 1 ano não se apresenta como sujeira? Aguardo Maio para me livrar de vocês .

  39. Crusoé, descobre se o Jair Bolsonaro nas eu de parto normal ou cesárea. Também se ele não ficou devendo figurinhas quando jogava bafo! Tenha Santa paciência, com tanta coisa rolando no Brasil, tantos assuntos importantes.

    1. Sem dúvida,mas o jornalismo barato e inconsequente,prefere dar holofotes a Marielle,sendo homenageada no exterior, por desocupados funcionais, que lá estão ,com nosso dinheiro,fingindo estudarem e voltando pior do que foram em conhecimento acadêmico. Crusoé nos poupe tá?

  40. Esse imposto é uma sacanagem. Ninguém paga, pois já foi ou será, pago o IR dele. Garanto que vocês também não pagam. Vejam a ironia: deveria ser pago esse imposto para todo presente recebido em dinheiro.

    1. Ainda bem que esse mês encerro minha assinatura com esse folhetim. Parece que estou lendo a FSP ou Globonews

  41. A reportagem é bem fraca... Quase nada importante... Tudo relatado pode ser muito mais facilmente atribuido a algum erro do que a malfeitos... Além do fato dos valores serem irrelevantes... Que pena, deve estar faltando assunto pra Crusoé...

    1. Do Sarney and family ninguém fala, por decurso de prazo. O seu Aécio , ninguém fala , por excesso de provas. Ah Brasil !!!!!!!!!!!!!

  42. Muito boa esta reportagem, bem requentada. Todo dia a mesma coisa. Assinei está revista mas não tem mais adesão, cansada de tanto cuidado.

    1. por isso eu não vou renovar minha assinatura pensei que teria reportagens interessantes .Parece que só interessa negativa o governo

  43. Vocês da imprensa marrom tem sido perseverantes em querer a todo custo incriminar o presidente o único até então enfrentar a corrupção trazendo pro governo o Mouro enquanto os outros estão tentando dar um fim na lava jato pra mim o que conta é a atitude não a palavra da imprensa e dos descontentes daqueles que querem minar o governo vocês afinados com a rede globo como sempre

  44. Lá vem a Crusóe, de vovo, mexer com Os intocáveis. E o Lula? E os filhos do Lula? E o papagaio do Lula? Agora, não tem jeito, vou deixar esta revista e voltar para o a melhor informação do planeta, o 'zapzap'. Ps: brincadeirinha!..

  45. Absurdo. É querem empurrar esta previdência cruel e injusta goela abaixo da pessoas que já pagaram seu tempo de contribuição.. o que eu fiz com meu voto.???. meu Deus..

    1. Serão 10 ou 12 anos de transição. Não há perda. Sem a reforma, não haverá dinheiro para pagar os aposentados daqui a 10 anos.

  46. maravilha de conclusões e investigação......mas isso aí é dinheiro de pinga perto das movimentações dos filhos do Lula......que tal , essa mídia venal também investigar isso e nos dar um relato tão bom quanto esse aí?

    1. Que dinheirama hein? ridículo a revista. Até vcs fazem ou fizeram isso. Vai te catar com essa vasculhaçao de Merda. Por que não fazem um levantamento melhor com os filhos do Lula, com José Dirceu, estão com medo?

  47. Por ter votado em Bolsonaro, sou chamado de "bolsonarista". Não tenho político de estimação, mas o Antagonista não gosta de críticas: escolheu a linha de investigação diária a vida pregressa da família Bolsonaro. A sorte é que esse presidente não é de esquerda, pois caso contrário, existiria um inquérito, parecido como o do STF, para verificar essa perseguição, a calúnia e qual os motivos por trás de tantas "beliscadas". Eu, basicamente, gostaria de saber de onde veio o dinheiro de Mainard...

  48. Excelente matéria. A dinâmica dessa família faz perceber q fizeram da política um "grande negócio organizado" sabem o q quer dizer isso né!? M***a! De milicianos e td o mais... E a culpa dessa trup ter sido alçada ao Poder máximo é do PT q saqueou o país e o quebrou no governo Dilma. Destino sombrio o nosso... 🇧🇷

    1. Marcus não estou dizendo que não há erros porém a previdência é nescessária estamos quebrados está acabando com privilegios não vai ser perfeita mas é o que temos e feita por um especialista Paulo Guedes sendo assim ele tem meu voto não me arrependo

    2. Desculpe deveria ser assim porém....a maioria exige dos outros o que não pratica. E nesse meio em que estão dificil. Bolsonaro 27 anos de vida pública chega a ser santo na nossa triste realidade política

    3. INFELIZMENTE, estou muito arrependido do.meu voto..quem critica os outros tem que ter integridade..da mesma forma a previdência..o presidente está aposentado desde 30 anos de idade e quer que os outros trabalhem ATÉ 65 anos .o EXEMPLO é tudo na vida..

  49. Tá difícil ficar lendo tanta reportagem inútil . Qual o crime em um pai doar dinheiro aos filhos? Vocês estão fazendo cortina de fumaça , aonde vocês estavam quando o Temer editava uma MP para beneficiar operadoras portuárias em Santos? E quando o Lulinha fez a fortuna dele ? Matéria informativa inútil essa

  50. Concordo com os leitores. Também gostaria de ler grandes reportagens sobre o STF. Sobre Celso Daniel. Sobre os filhos do Lula, etc...etc...

    1. Infelizmente é o que temos pra hj. Acho que fomos enganados por nossos candidatos. Essa reportagem está muito boa.

  51. É obvio que o caso Queiroz é um rachid deslavado, mas recolher imposto sobre doação de pai pra filho? Pode vir me autuar receita federal, estou devendo tambem

  52. Metade da classe média brasileira já doou algum dinheiro aos filhos e não pagou o maldito ITCD. Fico feliz de saber que é esse tipo de fato que a imprensa consegue levantar sobre a família Bolsonaro. Por que vcs não vão fundo também nas vida dos filhos do Lulla? Talvez aí surja uma boa reportagem e não essa história sem qualquer relevância jornalística que vcs acabaram de publicar.

    1. Isso nãointeressa pros gêmeos de idéias sujas dos coutinho ou curtinhos

  53. Reportagem vazia que nada informa. Dinheiro transferido via instituições financeiras, consequentemente declarado, então, qual o grande ponto? Enfim, em nada acrescentou.

  54. Votei em Bolsonaro por uma idéia, uma esperança deste país mudar. Não defendo familia Bolsonaro. Tenho discernimento e todos estão sujeitos à investigações e críticas. Mas... por favor, não queiram tendenciar uma reportagem. Todos nós temos capacidade(por menor que seja) crítica. Voces estão forçando uma interpretação. Será que não entenderam ainda que esse tipo de atitude denigre seu trabalho? Mais humildade. Passar bem...

  55. Ilha no jornalismo, kkkk se juntar as falhas com o fisco que diga se passagem é odiado por unanimidade, não fica um desses jornalistas... hipócrisia na ilha do jornalismo, façam uma matéria citando o bom exemplo de suas movimentações financeiras dos últimos 10 anos, conte- mais de como devem ser feito isso. exemplares hipócritas, e claro sobre as movimentações de membros do STF, Família Lula da Silva e seus amigos, será mais interessante...

  56. Really? Juntar dinheiro nem pensar para a Crusoé? Diogo, Cláudio e Mário sempre pagaram TODOS OS IMPOSTOS devidos ? Nunca receberam nadica de nada sem Nota Fiscal ? Vocês recebem como Pessoa Física ou Pessoa Jurídica ? Qual a alíquota de imposto que os jornalistas da Crusoé pagam ? Se são tão perfeitos deviam publicar aqui para mostrar que podem criticar os outros. Isto seria ÉTICO! Crusoé está mais para TI TI TI!

    1. Mesmo que eles sejam os maiores sonegadores do mundo, nada vai mudar o fato que os Bolsonaro também não são.

  57. Puxa quanta decepção com a Crusoe! Vocês realmente fazem parte da grande mídia! Querem ver o Brasil no beleléu e a esquerdalha dando braçadas !! Poucos jornalistas se salvam; são profissionais e imparciais no relato dos fatos e dados!

  58. Até tu Crusoé...! Esquerdalha! Não adianta, vocês não irão conseguir tumultuar o Brasil. A grande imprensa está afundando mais rapidamente do imaginávamos. Desespero total dos esquerdopatas.

  59. Não tem jeito esse é um país de magicos. A recentemente minha esposa recebeu um doação em dinheiro e queria gastar tudo, eu como economista aposentado e sem nenhuma divida com fisco, avisei, olha o imposto,,,e la se foram 4% ITDC...na área politica, os cara que fazem leis não reoconhecem que existe isso é incrivel.

    1. Você não leu ou não interpretou a doação foi em espécie

  60. Segundo: Se foi doação do Jair Bolsonaro e ,não ha divida ativa, por favor, parem de fazer jornalismo barato e noticiem o que realmente é importante.

    1. Excelente explicação, Luiz. Parece que a Crusoé está seguindo a mesma linha de outros conhecidos órgãos da imprensa, querendo encontrar pêlo em casca de ovo para criar um fato político e tumultuar um governo que está apenas começando e tentando acertar.

  61. Caros Jornalistas. Todos sabemos que valores derivados de herança são cobrados na fonte pela receita estadual no valor de 4%. Isso, de praxe, ocorre antes da liberação dos móveis. Explicando, não ha como Jair Bolsonaro não ter pago estes 4%. Os imoveis só são liberados apos o devido pagamento. Informem-se antes de comentar a matéria.

    1. Infelizmente a Crusoé cresceu ,afinada por nós,mas caiu na vala comum do parido-jornalismo que gravita no entorno ,apenas,da política politiqueira.Como se o Brasil e o mundo gravitasse em torno da ilha da fantasia: Brasília! Uma pena ter virado mais uma imprensa vulgar e deformadora!!!

    2. Ilha do jornalismo é a Terça247, que publica matérias falsas a mando da família Bolsonaro.

    3. Crusoé, obrigado por me convencer que vcs não são uma ilha no jornalismo, são apenas mais um que procuram criar "fato" para tumultuar o novo governo, STF deve adorar essas "notícias" enquanto destroem a lava jato. vcs são mais do mesmo, ilha é o kct.

Mais notícias
Assine agora
TOPO