História em apuros

15.03.19

No início deste ano, pouco mais de três meses depois do incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, a Controladoria Geral da União concluiu um amplo raio-x das fiscalizações realizadas em bens federais tombados, como igrejas, palácios e museus. A situação não é nada boa. Dos 131 locais visitados, todos sob os cuidados do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan, nada menos que 84 estão em condições inadequadas. Pior: 47 já tinham passado por algum tipo de intervenção, como reforma, e mesmo assim seguem com problemas de conservação. O Museu Nacional não constava da lista dos lugares visitados.

Tomaz Silva/Agência BrasilTomaz Silva/Agência BrasilIncêndio no Museu Nacional: fiscalização falha e dinheiro mal gasto pelo Iphan

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Continuo achando que aquele incêndio foi criminoso. O Museu apresentava muitas alas interditadas ao público por falta de segurança. Não teriam roubado determinadas obras e o incêndio que deveria ter sido local não teria se alastrado e saído do controle?

  2. No Brasil existem apenas dois artigos "constitucionais": 1 - Levar vantagem em tudo (Lei de Gerson); 2 - Faça um quebra-galho (Lei da Gambiarra). Parágrafo Único: Revogam-se todas as demais disposições. Vejam o Museu, vejam Mariana, vejam Brumadinho, vejam o container-alojamento do Flamengo; são exemplos óbvios de aplicações desses dois artigos. E vai continuar, como 1 mais 1 igual a 2.

  3. O incêndio do Museu Nacional no RJ é culpa exclusiva do PSOL, puxadinho da ORCRIM petista que (des)aministrava a UFRJ, responsável pelo Museu, que só se preocupa com rapinar os cofres públicos e garantir a "boquinha" dos "cumpanheros".

  4. Alguém já foi responsabilizado ou punido pela destruição do museu? Enquanto a impunidade reinar, pessoas irresponsáveis e despreparadas continuarão a destruir a nossa história, as nossas raízes. Cadeia é o q merecem.

  5. Esse incêndio para mim foi muito triste, foi como se 1000000..... vidas tivessem se perdido.E o que é ainda pior é que poderia ser evitado, mas como tudo que instrui nesse país vive debaixo de total descaso.

  6. E segue sem ninguém ter sido responsabilizado, nem minimamente. Desse jeito, a mudança de paradigma do descaso fica mais difícil de ser implementada.

    1. O PSOL chamava o Palácio Imperial de casa grande e senzala. Por aí dá para compreender o descaso.

  7. Deve ter alguem do Iphan que possa ser responsabilizado por esse desmando, ou não? Que se use a lei e que essa pessoa seja punido, simples assim.

  8. O Iphan era um dos órgãos mais aparelhados pela escumalha esquerdista que destruiu o país há mais de 30 anos. Pra essa gente história e tradição só servem se forem úteis para o movimento revolucionário e mesmo assim se passarem por “releituras”.

  9. Ok, mas e agora? O que o Iphan fará diante desses números, vai esperar o próximo incêndio? E a CGU sua participação terminou ou poderá cobrar providências do Iphan e dos administradores dos imóveis em risco.

    1. Esse é o grande problema do Brasil. Após uma tragédia, criam-se grandes comissões para analisar isso ou aquilo, mas elas servem apenas para gastar dinheiro e dar a falsa impressão de que algo está sendo feito.

Mais notícias
Assine agora
TOPO