O general e a reforma

15.03.19

Ao menos nos bastidores, os congressistas ganharam um aliado de peso na estratégia de tirar do texto da reforma da Previdência as mudanças no BPC, o Benefício de Prestação Continuada, pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. O ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto Santos Cruz, tem dito a interlocutores que acha a medida “injusta”.

Fátima Meira/Futura Press/FolhapressFátima Meira/Futura Press/FolhapressSantos Cruz: benefício a pessoas carentes deve ser mantido

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Não vou entrar no mérito do assunto, mas sim na divulgação, que parece coisa da Folha. Coisas como 'ao menos nos bastidores', 'tem dito a interlocutores' são para ser parte de notícia ou de fofoca? O que está escrito permite concluir que o general é, de fato, um 'aliado de peso dos congressistas ' nesse assunto? Eu não acho, mas penso que o assunto merece mais informação e mais reflexão. Assistência social não é previdência, mas pode ser necessária.

  2. É preciso separar previdência de assistencialismo. São orçamentos diferentes. A assistência aos idosos é necessária e deve ser aumentada, não reduzida. O problema é que querem dar um banho de liberalismo em um país que está na profunda miséria. Assim, em dose cavalar, o remédio mata o doente.

  3. Talvez o maior problema no gerenciamento da questão previdenciária, seja a confusão entre o pagamento de pensões a CONTRIBUINTES da previdência social, e o pagamento de benefícios à população carente. Não podem ser misturados, do contrário o déficit será eterno.

  4. 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏Cara sério. Cara amarrada... Quero ver político safado olhar nesta cara e ter peito de fazer proposta suja...

  5. Pelo que eu entendi da Nova Previdência, o BPC não vai ser retirado, mas sim ANTECIPADO, sob nova sequência. Haja desinformação!

    1. Quando é assim eles nem identificam quem escreveu a "nota".

  6. O General Santos Cruz destoa . Já li a opinião dele sobre diversos temas. Ele é sério e determinado.Tomara que permaneça no cargo.

  7. Essa medida é injusta mesmo! Essas pessoas idosas que recebem essa mixaria, na maioria das vezas só tem essa renda para sobreviver. Tirar esse dinheiro é uma violência inaceitável contra os idosos, em um país que já não tem um pingo de respeito com as crianças e com as pessoas mais velhas. Que tal cortar as pensões da filhas adultas de certos militares, que muitas vezes são casadas e ricas? Se não conseguem prover para as filhas, não as tenha. Simples assim.

    1. Santos Cruz, susodne čara amarrada ja é a resposta mzda prawa qualquer čara de pau que se meta de besta. Esse é o ministro certo, no lugar certo. Parabéns!

Mais notícias
Assine agora
TOPO