FelipeMoura Brasil

Os ataques travestidos de críticas

15.03.19

Porta-vozes informais da família Bolsonaro espalharam nas redes sociais que fui “promovido” a diretor de Jornalismo da Jovem Pan por “apoiar” Gustavo Bebianno.

Um deles, já reconhecido por mentir sobre jornalistas que não trabalham em gabinetes de parlamentares do PSL, atribuiu covardemente sua própria tese a Flávio Ricco, colunista do UOL que apenas noticiou as mudanças na direção da Pan.

Fantasiar motivações ocultas e disparar acusações baseadas nessas fantasias, emulando um jornalismo investigativo, tornaram-se expedientes comuns na internet, onde grupos de pressão disseminam narrativas alheias aos fatos, sobretudo se estes os incomodam.

A acusação contra mim é apenas um exemplo ilustrativo dessa patrulha mentirosa que a militância petista também fazia (acusando-me, por exemplo, de “racista” quando considerei que, pelo filme Moonlight, o ator Mahershala Ali, que eu havia elogiado por atuações anteriores, não merecia tanto um Oscar, que aliás considero ter merecido neste ano por Green Book, embora seja assunto para outro artigo).

Eis as premissas factuais:

  1. Em 19 de fevereiro, uma terça-feira, entrevistamos o ministro exonerado em Os Pingos Nos Is, programa do qual sou âncora;
  2. A notícia de que passei a ser Diretor de Jornalismo foi publicada quatro horas e cinco minutos após o término do programa, à meia-noite e cinco de 20 de fevereiro.
Fantasias de motivações ocultas necessárias para a acusação:

  1. A Jovem Pan seria editorialmente antibolsonarista (mesmo que alguns comentaristas de sua equipe plural, inclusive eu, tenhamos refutado dezenas de mentiras contra Bolsonaro durante a campanha e o governo, e que defendamos a reforma da Previdência e o pacote anticrime);
  2. Logo, o veículo teria recompensado com “promoção” imediata um dos jornalistas que entrevistaram o ministro exonerado pelo presidente (mesmo que os áudios da conversa do então ministro com Bolsonaro tenham sido obtidos e publicados pelo colega Augusto Nunes, que assumiu no programa a responsabilidade pela decisão).
Pronto. Foi o bastante para chover nas minhas redes o rótulo de “vendido”, lamúrias sobre “dinheiro e poder”, e psicologismos sobre “ego”, “vaidade” e “arrogância”.

Se houvesse, porém, o mínimo de preocupação jornalística por parte dos acusadores – para além da compreensão de que não se dá a ninguém o mais alto cargo de uma área de qualquer empresa em razão de um ato isolado –, teriam perguntado ao presidente da Jovem Pan quando foi que me fez a proposta; e aos sócios de O Antagonista, onde eu também trabalhava, quando foi que informei tê-la recebido e a disposição de aceitá-la.

Se estes se dessem ao trabalho de conferir as datas em suas caixas de mensagens, confirmariam que recebi a proposta em reunião de 5 de fevereiro e depois a comuniquei em 11 de fevereiro – respectivamente, oito e dois dias antes de estourar a polêmica sobre o então ministro, com um tuíte de 13 de fevereiro do filho do presidente, Carlos.

Com isso, talvez, aqueles que parecem nunca ter trabalhado na vida – posto que confundem a data da notícia sobre um novo diretor com a da proposta feita para o cargo – atinariam que existe um tempo necessário a profissionais situados (no meu caso, duas semanas) para refletir sobre uma nova oportunidade, avaliar os efeitos para sua carreira e vida familiar ou pessoal, negociar bases e diretrizes do acerto, costurar acordos com outros empregadores com os quais tinha contrato assinado e projeto estabelecido, e só então, garantida a disponibilidade, definir as cláusulas contratuais.

Mas não é de espantar que o repúdio ao jornalismo independente (que dá espaço ao contraditório, em vez de boicotá-lo por interesses políticos e ideológicos, como fazem há décadas os setores esquerdistas da imprensa e do mercado editorial) venha justamente daquelas pessoas que, avessas a qualquer esforço de trabalho jornalístico e argumentativo, tentam destruir a reputação alheia com ataques travestidos de críticas. Embora elas posem de vítimas quando são descritas ou bloqueadas nas redes, não conseguiram destruir a minha, claro.

Há dois motivos básicos:

  1. O leitor (incluindo o eleitor antipetista, lavajatista e/ou liberal em economia que votou em Bolsonaro sem fanatismo) não é idiota para se deixar persuadir por mentiras de porta-vozes informais e “jornalismo” de gabinete, nem por “opiniões” decorrentes delas, como “você errou”, “pisou na bola”, “achei muito ruim” e “ain, que decepção” – frases vazias que indicam nada mais que o incômodo de seus autores com a independência alheia. (Aqueles que expressam com todas as letras que jornalistas críticos da esquerda não deveriam dar voz a quem possa contradizer ou falar algo de negativo sobre direitistas ligados ao poder pelo menos são mais sinceros em seu reacionarismo autoritário; em sua vontade declarada de privar o público de ouvir alegações e declarações com as quais poderá concordar ou não.)
  2. Enquanto eles falseiam o debate, eu, Felipe, sem jamais garantir a honestidade de político nenhum e sempre interessado em entrevistar ministros – estejam eles no cargo ou exonerados; sejam Paulo Guedes e Sergio Moro, seja o suspeito de laranjal Marcelo Álvaro Antônio –, continuo fazendo hoje o mesmo que sempre fiz: expor e analisar os fatos disponíveis até o momento e os limites do que se pode concluir a partir deles, independentemente de quais forem os envolvidos.
Quando o PT saiu do poder, identificamos na imprensa quem criticava petistas não por repúdio moral a seus crimes, mas apenas para defender interesses tucanos ou emedebistas.

Com Bolsonaro no poder, estamos vendo na internet quem criticava petistas, tucanos e emedebistas apenas para defender interesses bolsonaristas, ou garantir credenciais ou boquinhas durante seu governo.

Felipe Moura Brasil é diretor de Jornalismo da Jovem Pan.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Felipasso, quanto mais as pessoas crescem, mais são amadas ou hostilizadas. Aparecem mais, logo, sujeiras às bobagens ditas pelos outros. My Friend, tu és jovem, cheio de energia, inteligentissimo e já atingiu este ponto na carreira. Então é de se esperar a inveja, a crítica construtiva e a maldosa, os que aplaudem e os que xingam. Continue olhando para frente e para o alto. Você vai crescer muito mais aí na JP. Parabéns pelo seu trabalho e um Abç no Augusto Nunes e no nosso Mineiro Trindade.

  2. Acompanho seu trabalho há algum tempo, tanto pela Jovem Pam como pelo Twitter e tenho testificado que o jornalismo que você produz e excelente. Porem aquela cobertura do Bebiano deu a perceber uma falta de imparcialidade que não é comum nem no seu trabalho nem dos seu colega Augusto Nunes que também admiro. Fiquei feliz pela sua vinda para Crusoé sucesso!

  3. FMB, assim como dos Antagonistas e da equipe da Crusoé, sou seu fã incondicional. O verdadeiro jornalismo independente chegou para ficar. O brasileiro precisa educar-se antes de mais nada.

  4. Sinceramente Felipe Moura, você nunca esteve tão chato, errou feio no caso Bebiano, tuitou como um louco nas madrugadas e por esse descontrole vieram as críticos, você já foi melhor

  5. Parabéns pela postura ética. seu texto, muito lógico e coerente. eu me enquadro na coluna de quem votou somente contra o PT, e confesso estar assustada com a falta de feeling e excesso de mídias do atual governo. Me assusta muito, embora eu queira negar a mim mesma todos os dias, enxergar a dura realidade de cidadã comum que sou, que o governo insiste em não descer do palanque e começar a governar de fato.

  6. Parabéns por sua postura séria e imparcial. isto é jornalismo! Coitado do Carlos Bolsonaro que nunca poderá responder à altura de um texto tão claro e direto. Lançar farpinhas no twíter é realmente lamentável!!!

  7. Relato sincero e creio eu totalmente verdadeiro do que houve. Infelizmente, há sempre aqueles que não querem que a verdade venha à tona custe o que custar, doa a quem doer. Jornalismo é isso. Aprecio muito esse profissionalismo e ética. Mostra que é sério e procura a verdade. 2022 vem aí. Novos líderes de centro-direita estão chegando para substituir os que estão aí.

  8. Felipe, você faz um excelente jornalismo: lúcido e isento. Isto frequentemente incomoda os ‘donos do poder’ e os ‘oligofrênicos ideologicos’, que reagem furiosos. Coisas da vida. Mas num país que tem a Gleise, o Haddad e o Ciro como ‘lideres’ da oposição, esperar inteligência é querer muito!

  9. Felipe Moura Brasil, você é , reconhecidamente, um jornalista que se tornou conhecido por sua honestidade ao dar a notícia com a devida isenção. À esses "bostas" que votaram em Bolsonaro (assim como eu votei) e que tentam denegrir tua imagem, nem se dê ao trabalho de dar alguma explicação. Cérebros minúsculos são incapazes de raciocínio. Teu público é muito maior que estes "bostas".

  10. Felipe, posso não ter concordado com o Bebianno na rádio falando coisas absurdas como disse. entretanto, minha admiração pelo jornalismo que vc faz -- Augusto, Zé e Coppola também -- que carece na grande mídia atual, não me faz perder a admiração e apreço que tenho por você. Sucesso sempre, Felipe! Salve Salve!

  11. Felipe depois que resolveu lamber as botas de Bebianno se transformou em sapo. Perdeu a credibilidade e mostrou que tb tem seu preço!! Decepção..

    1. Concordo, errou pelo descontrole de tuitar como uma metralhadora

  12. Não gaste sua energia com réplicas à esse tipo de comentários. Simplesmente continue a fazer seu bom trabalho de maneira ética e coerente.

  13. Caro Felipe continue fazendo o jornalismo independente , se não aguenta pede leite......querendo só receber elogios e aplauso.....vida é dura p quem é mole...kkk

  14. Bola pra frente. Tudo está em tao rapida mudança que esse episodio ficará esquecido com a continuidade do bom serviço que o Felipe presta ao Brasil.

  15. Felipe, a caravana passa enquanto os cães ladram. Continue com seu excelente trabalho, seus leitores reconhecem a qualidade do que você faz!

  16. Caro Felipe, você é outro cara pra quem dou o maior DEZ! Esses comentários desairosos sobre você só me fazem lembrar de um provérbio de grande sabedoria: "não se joga pau em árvores infrutíferas". Você, Augusto Nunes, José Maria Trindade, Marco Antonio Vila e essa equipe de jornalistas da Crusoé, da qual sou assinante, hoje constituem a nata do jornalismo de qualidade, e independente!, do quese tem no Brasil. Afinal, qual o brasileiro de bom-senso que não deseja andar bem informado? JRCAMPOS

  17. Votei no Bolsonaro, não me arrependo, petralha estariamos numa Venezuela. Contudo, quando perdemos a capacidade de reflexão, dominados por partidarismos, nos tornamos pior que a esquerda mais putref a desta terra!!!

  18. Felipe, jornalistas como vc são cada vez mais raros! Parabéns pelo cargo. Agora, pare de dar explicações, que o Brasil Pensante anseia pelos seus artigos!

  19. Desculpe: Defender Bolsonaristas, não defender o que desejamos de melhor que não obtivemos nestes mais de 30 anos atrás acreditando que, existe alguém que vem do povo com mais de 20 anos de tentativas para melhorar o País e sempre foi combatido e o resultado foi este. Se existe falhas, erros, que se conserte, todavia querer comparar Medebistas, tucanos, Petistas? Salvo alguns poucos, em sua maioria sempre fizeram de suas posições seus interesses somente.

  20. Aliás, o criador do termo "petralha" virou um deles (segundo sua própria definição do termo), contrariando a sua própria máxima de que "nem todo petista é petralha, mas todo petralha é petista.

  21. Felizmente, os bolsonaristas fanáticos (petralhas com o sinal trocado) são minoria. A grande maioria que elegeu Bolsonaro por ser a melhor, se não a única opção viável da direita conservadora tem um mínimo de senso crítico e aritmético (promoção em tempo relâmpago por causa de um furo de reportagem?). Mas tudo já passou e o bom senso há de prevalecer.

  22. Eu assisto pIngos nos is. Porém, me chamou a atenção o Felipe ter escrito um texto pejorativo sobre "Efeito Carluxo" ter causado queda na bolsa de valores sem citar que era feriado nos EUA naquele dia. Achei forçado e diferente do que Felipe costuma fazer.

  23. Parabéns Felipe Moura você é um grande jornalista, assisto o program Pingos nos IS todos os dias vocês são fantástico. Adorei ai sua coluna, parabéns também por esta nesse revista CRUSOÉ, com esse grande jornalista que é Diogo Mainard.

  24. Bem, para formarmos opinião temos que "beber em várias Fontes", mesmo que a água dessas Fontes Seja amarga de vez em quando, saiba que o mundo não é feito só de liberais e isentões. Ataques gratuitos não se justificam, mas não espere somente afagos dos bolsonaristas, pois não foi sem o pensamento crítico que nós conseguimos eleger o presidente. Segue o jogo.

  25. Felipe, o problema é que a ‘grande imprensa’ está produzindo uma avalanche de ‘notícias’ para atacar Bolsonaro. E, infelizmente, vc entrou na onda. Daí entrou na lista dos suspeitos. Quem sabe você volte a ser ‘neutro’ e mereça nosso respeito novamente.

    1. Neutro?? Wtf?? Você não leu o texto, ou leu sem prestar atenção nenhuma?

  26. Muito bom, e congratulações por ser Diretor de Jornalismo da JP, você sempre desde os tempos da veja, mostra sempre competência, lhaneza no trato com a notícia.

  27. Continue a fazer o que sabe fazer bem, Filipe! Bom jornalismo! Agradeço por nos ajudar a ver o fatos e tirar nossas conclusões. Não gostei da entrevista com Bebianno, mas não do fato de você tê-lo entrevistado. Não gostei dele e ponto! Parabéns!

  28. O Felipe Moura Brasil é um exemplo a ser seguido na mídia brasileira. Moço, inteligente, corajoso, e acima de tudo independente. Infelizmente, esses atributos incomodam os plantonistas de gabinete.

  29. Filipe, nesta era em que a parvoíce predomina nas redações, profissionais como você ,são raros.Nos leitores Antagonista/ Crusoe e ouvintes da JovemPan, estamos bem servidos com seu trabalho.Ignore os especialistas em propagar cizânias , faça como o falecido colunista social Ibraim Sued ele. dizia “..os cães ladram e a caravana passa...”

  30. Parabens, não deixou duvida, ate onde entendo voce faz jornalismo com responsabilidade e compromisso de informar a realidade a seu publico

  31. Parabéns, Felipe. Quem te acompanha, nos segmentos do jornalismo sabe muito bem de sua honestidade e do bom bom caráter que espelha. O resto é resto.

  32. Olavo de Carvalho para Felipe Moura Brasil: ““Se o Augusto e o Felipe, a quem quero muito bem, me houvessem perguntado, eu teria lhes aconselhado: — Não se metam com o Bebê Ânus.”

  33. Felipe, para ser jornalista comprometido com a profissão exige-se que passe por esses percalços, ser de direita ou de esquerda sem ser tendencioso e muito difícil. Parabéns por sua postura. Ah! Lula livre em 2032.

  34. FMB, vc tentou e conseguiu manipular alguns. A diferença agora é q vc faz um esforço descomunal para arrumar argumentos e ter razão. Tá feliz com a nova trupe q acredita em vc? Reinaldo Azevedo fazendo discípulos. E aí? Vai me bloquear como fez no Twitter? Como vão os vídeos para a Prager? Eles já sabem q boa parte da Direita e dos Conservadores daqui não te dão bola mais? Boa sorte para vc e desejo q mais pessoas sejam alertadas sobre a sua grande inteligência e o mau uso q faz dela.

  35. Parabéns Felipe. Continue firme com a coragem que lhe é habitual. Oremos por você e pelos outros jornalistas de verdade que também não tem rabo preso.

  36. Torcedor de um club que ama, não admite que um atleta craque, mude de camisa. Aconteceu com a equipe deste espaço. Não entro no mérito da troca. A perda é sempre dolorida. Sou anti-petista de barba, cabelo e bigode. Convicto que o pensamento é anti-democrático e um mal ao destino do país. Oposição ao governo, sem chutes na canela.

  37. Infelizmente,vc e toda mídia tradicional são suspeitos de boicotar o atual governo.Os motivos são óbvios.Vamos verificar qual será o seu comportamento frente ao atual presidente,eleito pela maioria da população.

    1. É, vamos ver se você será neutro daqui para frente.

    2. Não é esquizofrenia.Este tipo de patologia envolve alucinações,afeto rígido,autismo e ambivalência.Portanto,não é o caso.E’ só uma questão de cautela com as informações que são repassadas pela imprensa tradicional.Muitas vezes,o dinheiro “fala”mais alto que os valores morais.

  38. Senta a pua, Felipe. Continua seu trabalho brilhante. Apesar da sua juventude cosidero-o um dinossauro do jornalismo honesto e inteligente tão rarissimo nestes tempos. Pau que bate em Chico há de bater em Francisco e ponto

  39. Felipe Moura Brasil, você se tornou uma imensa decepção para aqueles que, como eu, o admiravam. Os seus comentários sobre a infame (mas muito clara) gravação revelada da jornalista do Estadão são de uma parcialidade chocante, indignas de um jornalista que diz ser objetivo.

  40. O que tem me irritado nessa revista é a insistência em artigos de resposta a ataques daqui e dali. Façam isso em suas páginas de facebook. Isso daqui não é uma ilha no jornalismo? Façam jornalismo, falem da previdência, do STF, pode falar até do Bebbiano, quem quer que seja. Diogo perdeu um mês ressentido com comentários da internet. Parabéns pela promoção Felipe, mas conte essa história para os seus pais, eles devem se importar. Eu espero mais conteúdo do que isso, sinceramente.

    1. Exatamente. Há semanas tenho reclamado destes artigos "DR" direcionado aos ppios leitores. Não estamos pagando para ler isso. O Diogo, principalmente...Em abril vou decidir se vale a pena renovar a assinatura por mais um ano, vamos ver se vale o investimento.

    2. O pior é que entre elogios que não sei de ondem vem e direitistas malucos, já imagino o texto da semana que vem. "Na última semana recebi duras críticas por me posicionar". Meu Deus! Imagina se um gerente de empresa marcasse reuniões para se explicar de críticas que tem ouvido por aí? A verdade é que nossos jornalistas são fracos e as redes sociais têm exposto isso. Coluna do melindre, enorme contribuição para a semana!

    3. Perfeito! Olhe o tamanho do texto escrito! Poderia ser uma boa ou má notícia mas, não... Gastei meu dinheiro à toa e obviamente, não vou renovar a assinatura.

  41. Fico feliz por você ter sido merecidamente nomeado Editor de Jornalismo da Jovem Pan, Felipe. Concordo com suas opiniões, talvez por ser anti-petista, lava-jatista e a favor da economia liberal. Considero-me uma pessoa de centro-direita, que detesta fanatismo e radicalismo - apesar de ser radicalmente anti-petista, olha aí o paradoxo! Sinto imensa falta do seu ESPETACULAR RESUMÃO ANTAGONISTA. Nao o perdia por nada! Será q seu contrato com a Pan permitiria q voltasse a fazer o programa?

  42. Parabéns, Felipe. Nada mais que merecido. Competência não faltou para que seu nome fosse cogitado. A sua independência jornalística, assim como a do Augusto e a do Zé Maria, é que me mantem perseverante e crente em um Brasil possível de se viver. Obs: Jovem Pan está sendo um fenômeno jornalístico, agora o Morning Show... joga o nível la em baixo. Salvo, o estudioso Caio Copolla.

  43. Felipe, Parabéns pelo trabalho e promoção. Deus ilumine sua caminhada, q agora terá muitos colegas subordinados a guiar. Alguns a puxar a orelha, e rápido! Rs 3 pedidos: 1) Não abandone jamais os Pingos nos Is; 2) Pelamordedeus, já reclamei com a Crusoe/Antagonista, não tem como o Resumão do Felipe Antagonista retornar?! Por favor, por favor 🙏🙏🙏 3) Salva o Caio Coppola daquele Morning Show ou dá um direcionamento mais correto/decente (comumente chamado de Direita) ao programa. Parabéns 🙏

  44. Eu gostaria de vê-lo sempre defendendo o conservadorismo (nos costumes) e o liberalismo (na economia). Mas teria que nos contar o que é o Olavo de Carvalho realmente. Particularmente, não consigo engolir o Olavo. O Augusto Nunes tb é condescendente com ele. E aí?

  45. Tudo bem, Felipe Brasil. Só não mude depois da fama como o Reinaldo Azevedo. Queremos sua prosperidade em todos os sentidos.

  46. Felipe, acho que você deve seguir os conselhos de alguns dos que comentaram sua matéria hoje. O bom trabalho sempre aparece, mas é preciso insistir nele. Toda vez que houver desvios ou recuos, como no caso da sua adesão automática à defesa da Constança Rezende do Estadão, ou na entrevista com o Bebiano, sua imagem será prejudicada e só será recobrada com mais jornalismo de verdade. O preço da democracia é a eterna vigilância. É isso que fazemos como leitores e assinanates desta revista.

    1. REALMENTE, A DEFESA DA CONSTANÇA RESENDE DO ESTADÃO E A BOA VONTADE COM BEBIANO, COMEÇOU A MANCHAR SUA IMAGEM. QUALQUER PESSOA SENSATA E ISENTA NÃO PODERIA APOIAR A SAFADEZA DA REPORTER DO ESTADÃO. VOLTE A SER CONSEQUENTE, É O QUE ESPERAMOS.

    2. Recursos e desvios como comentados pelo José são realmente algo a ser evitados, ao menos melhor controlados. Ficou pesando aquela questão de desconhecer nosso interlocutor de sempre, assíduo. Pois, para nós vocês são nossos interlocutores. Não se acredita em mudanças suas por cargos, pode ter certeza.

    3. Perfeito, não temos razão 100% das vezes e nem agradamos a todos sempre, siga sua consciência e sempre na busca da verdade real dos fatos e pronto.

  47. Se você tu tens convicção da tua postura profissional como jornalista, não consigo entender o "porque" de, com palavras, explicita-la. Ela será evidenciada pelo seu trabalho!

  48. Felipe, considere este meu comentário como um toque e não como uma inimiga. Tenho que confessar que morro de preguiça de ler vc. Considero-o chato, cansativo, Bolsonarista e até olavista. Nunca fui esquerdista, pelo contrário, mas estou longe de ser Bolsonarista e muito menos seguidora desse maluco OC. Vc se encomenda demais em perder o eleitorado Bolsonarista só que não há como agradá-los e no jornalismo sério, isento não há bom moço que resista. Continuo...

    1. Interessante como as opiniões são diferentes de pessoa para pessoa. Que se respeitem todas, desde que expostas com educação como no caso da Chris. Eu já gosto de textos e falas longas, detalhistas. Às vezes Felipe se demora sim em explicações para não dar margem a dualidades. Mas, pelo jeito, o seu cuidado não impediu que fosse mal interpretado. É a fábula do velho, do menino e do burro: ninguém consegue agradar a todos, faça o que fizer.

    2. Rodrigo. As observações críticas de Chris foram no sentido de melhoria.

    3. Chris você é chata demais chega de mimimi. Se não gosta do modo que Felipe escreve nem da voz e nem da cueca dele. Pegue seu banquinho e saia de mansinho.

    4. Corrigindo: “vc se incomoda demais em perder o eleitorado Boldonarista”... “É irritante perceber o jornalista incomodado em noticiar contra o governo de plantão”.

    5. Discordo. O caso é que Felipe é detalhista, mas isso não prejudica o seu profissionalismo.

    6. Nos Pingos nos Is vc fala alto demais, sua voz é estridente mas o pior é ouvi-lo pedir desculpas sempre que o assunto não agrade a galera Bolsonarista. Zé e Nunes são mais “soltos”em outros programas. É irritante perceber o jornalista encomendado em noticiar contra o governo de plantão. Não estou dizendo que é um mau profissional mas falta-lhe maturidade. O Villa é um chato adorável que defende suas posições sabendo que não agradará. O Diogo e o Sabido tb não se curvam e por isso são valorosos.

  49. Sempre vai existir as duas e extremas a fazer muito barulho, a grande maioria voltou no Bolsonaro para morizac este país, sem viés direita esquerda, estes vão ser sempre ouvintes jovem pan, mídia mais tradicional do nosso jornalismo.

  50. Felipe, vcs só não entenderam uma coisa. Bater no Bolsonaro é bater no legado que vcs criaram ao longo de todos esses anos... é bater em vcs mesmos. Bolsonaro é somente um instrumento de ação do projeto que vcs mesmos ajudaram a construir, mas ele não é o protagonista disso, os protagonistas são as redes sociais que vcs ajudaram a dar voz e agora se assustam com o poder que elas têm. Foco no seu projeto de brasil e vc verá que estaremos todos juntos com vc. Assuma um lado

    1. Rubens falou o que falaria também. Estas defesas a decisões do governo e da "colega" poderiam ter uma veemência mais controlada.

    2. Concordo plenamente! E acrescento: faça uma análise do que era "os pingos" antes da entrevista com Bebiano e do que se tornou depois... Recuperem o fio da meada!

  51. Todos precisam parar desta choradeira de direita e esquerda. Isso é olhar para o umbigo. O foco agora é fazer o Brasil dar certo. Estamos em uma depressao economic que já dura desde 2014. Ou mudamos os rumos do Brasil ou esta crise vai durar uma década. Com 12 milhões de desempregados. Cada um tem que botar a sandália da humildade e aceitar a união, senão a vaca vai para o brejo.

  52. Só faltou citar os tais grupos "olavistas". Ah, mas esses você não pode citar, pois deve a visibilidade que ganhou ao "guru. Sem ele vc jamais organizaria o livro do "Idiota" e continuaria sendo um grande anônimo até hoje.

  53. Felipe : deixe a boataria e foque: sem a aprovação do #PacoteMoroSim...NADA andará nesse país. Ponto.Nem refirma previdenciária, nem tributária nem eleitoral! E poderemos ver a volta da esquerda por WO do eleitor de Bolsonaro...tá faltando " firça e comando"...e meter o pé na porta se preciso fechar leg e jus...

  54. pzd felipe, sou um leitor / eleitor, daqueles que vc citou acima (anti-petista, liberal que votou no Bolsonaro sem paixão...) vlw a explicação, mas relaxe, essa turma não vai entender / aceitar seus (bons) argumentos...... raciocinar não é o forte dessa turma..

  55. Pc. Desconfio dos políticos e dos extremistas (linchadores armados com teclados) até que eles provem não ser confiáveis. Defendo a liberdade de imprensa para bater em malfeitores à esquerda, ao centro e à direita. Não ao pensamento único, especialmente o chapa-branca.

  56. Votei no Presidente, tomara não me arrepender. Contudo, por certas posturas que ele vem tendo, fica difícil ficar do seu lado em muitos assuntos, principalmente pela constante intervenção dos seus filhos em problemas que não lhes dizem respeito. Não sou fanático e por isso lhe parabenizo pela sua postura e compostura, que em muitas ocasiões parece faltar ao Presidente. Vá em frente, Felipe, o jornalismo sério precisa de você.

  57. Parabéns, Filipe, gosto muito dos seus comentários e da jovem pan pingos nos is. Sou Bolsonaro, mas quero o melhor para o meu país. Sucesso!

  58. Felipe, parabéns!!! Sucessos em seu novo desafio! Posso não concordar com alguns pontos/comentarios que vc faz, mas acredito em seu tra balho e sei que nem sempre teremos as mesmas posições, mas isso é que nos faz crescer e entender melhor as coisas. Continue seu trabalho e como dizia aquele velho Colunista: os cães ladram e a caravana passa! E olho vivo que cavalo não desce escada!! temos assuntos mais importantes que esses "queixumes e churumelas", temos a missao #forastf

  59. Felipe. Eu gostaria de agradecer sinceramente e parabenizá-ló pelo teu trabalho. Eu sinto mais esperança e creio em dias melhores quando identifico pessoas que realizam o que tens feito. Espero que daqui há algumas décadas possamos celebram dias melhores e um país mais justo. Grande abraço.

  60. Sou a favor do presidente Jair Bolsonaro, mas não sou fanático. Creio na sua independência e na crítica sem objetivos menos dignos. Continue com a sua postura. O jornalismo brasileiro necessita de profissionais como Você.

    1. 100% de acordo Ser independente é uma postura de gente resolvida e desprendida. Siga em frente, aceite as críticas concordando ou não. Go ahead!

    1. Você é um ótimo jornalista, não precisa provar isso para ninguém.

  61. Jornalista tem que noticiar os fatos, tais como eles se apresentam, doa a quem doer. É de todo irrelevante o que fanáticos pensam. Dito isso, parabéns pelo seu trabalho, por sua promoção. Agora, mãos à obra!!!

  62. Felipe voçê tem meu respeito. Continue assim. Votei no Bolsonaro, fiz campanha mas nao tenho bandido de estimação. Errou tem pagar.Mas uma pergunta fica no ar. Quem vazava as conversas com Bolsonaro? Nao vejo mais notinhas do antagonista. Será que Bolsonaro estava certo? Um caso a pensar.

  63. Felipe você escreve e entrevista muito bem. Você tem o dom de buscar o tema na polêmica tirar a resposta de nodsas dúvidas e fazer mostrar o entrevistado até no silêncio e na falsidade. Passou. Sempre você encontrará isso. Pessoas que usam o sentimento e ficam cegas e escrevem sem pensar melhor. Agora quero que cresça ainda mais, trabalhe e lute por país ético e íntegro. Continue escrevendo sem vínculos de interesses respeitando o leitor.

  64. "A mulher de Cesar não basta ser séria. Tem de parecer séria". A sentença cabe neste evento. Parece que a sua promoção foi pela forma carinhosa em que entrevistou o Bebiano.

    1. Esse não consegue nem entender o que diz o texto, coitado.

  65. Felipe, você, Diogo e até o Bolsonaro devem se preocupar menos com os extremos. Petistas e bolsonaristas extremos não pensam e não aceitam argumentos. Escrevam pra nós, que merecemos artigos e matérias "de verdade". O que vocês construíram até aqui nunca será destruído. Deixem as lamúrias e vamos ao trabalho, que não é pouco.

  66. Continuo admirando seu trabalho, não vejo incoerência ,siga no caminho. Mas para os críticos de plantão deixo uma verdade : todo mundo muda ! É natural e normalmente evoluímos, claro que nem todos.🤷

  67. Siga sempre assim Felipe,a manada que eu pensava que só existia na esquerda também existe na direita,essas pessoas coitadas deixam se enganar por políticos,é obrigação fazer o Brasil Melhor,não se espera outra coisa,por favor a grande maioria dessa manada com certeza já votou no pt ,minúsculo mesmo porque é assim que o partido se encontra,pequeno.

  68. Felipe a sua arrogância advém do fato de chamar de "idiotas, vazios, etc", pessoas q sempre te acompanharam e q justamente por isto, sentiram uma grande mudança de comportamento de sua parte após o episódio Bebianno! Simples assim

  69. Felipe, provavelmente a despeito doque escreve, acha que os Bolsonaristas e outros leitores são idiotas. A Joven Pan é Bolsonarista, basta ver o espetáculo deprmente do Villa, o trio delirante e mesmo o trsite espetáculo do Bebiano. O que se sabe é que seu comportamento mudou, não porque ia ser promovido, mas porque foi promovido. O fato é que possuem um viés e militancia ideologica definida e perceptivel travestida de isenção. Não enganam ninguem mas recebem os aplausos da torcida de sempre.

    1. A mudança de comportamento do Felipe foi uma triste e decepcionante constatação. E assim como os petistas, ele tenta desqualificar quem menciona publicamente este fato notório!! Obviamente não perdeu sua qualificação profissional, apenas a nossa admiração e orgulho... mas quem precisa da admiração de milhares de idiotas não é? A ele certamente não faz falta... Ainda bem que temos o Caio Coppola!!

    2. Antes de enviar quaisquer comentários para que sejam publicados, melhor aprender português.

  70. Felipe, parabéns pela promoção! Gosto muito do seu jornalismo. Por isso acho que você tem muito com que nos brindar neste espaço. Não precisava gastá-lo para essa defesa.

  71. Felipe, acompanhei com tristeza os comentários maldosos e irresponsáveis postados em seu blog. Como sempre, a verdade prevaleceu e hoje Os Pingos já está com mais de 900 mil inscritos. Isso é credibilidade... Parabéns e boa sorte como Diretor de Jornalismo.

    1. Bernardo sozinho e com 1 ano de canal tem quase o mesmo número de seguidores do Pingos. Imagina se tivesse programa diário de 1h30 com uma equipe inteira à disposição, uma rede de rádio nacional que lhe desse suporte e vivesse apenas disto? Seria um fenômeno

  72. Quando o Felipe estava na Veja a única crítica que fiz a ele foi a sua insistência no enganador Trump. Quanto às suas demais opiniões e manifestações sempre achei e acho que sou bastante coerentes. O problema é que existem os fanáticos ortodoxos do Bolsonaro que são piores que os do PT e, em vez de ajudar o governo atrapalham. E ficam disseminando mentiras nas redes sociais para tentar convencer as pessoas. Mantenha, Felipe, a sua forma de atuar que está muito boa e não ligue para extremistas.

  73. Felipe, pode ter certeza que a maioria entende seu método de trabalho e não pensa nenhuma bobagem a seu respeito. E por "maioria" aqui, leia-se: a maioria que votou em Bolsonaro para fazer o PT bater em retirada, mas que não aprovam o comportamento do Presidente & família. Uma maioria que aplaude os dois superministros (Guedes & Moro), mas que lamenta a escolha de outras pessoas despreparadas para o primeiro escalão. Que não aguenta mais as crises causadas pelo próprio Governo. Decoro já

    1. Patrícia, seus comentários é que estão provocando (não atribuindo como você escreveu) vergonha alheia pela falta de argumentos, mostrando apenas certo desespero de quem apenas é fanático seguidor de Bolsonaro e carece de senso crítico. Concordo 100% com a Verônica.

    2. Vc tem razão, Veronica.Essa minoria barulhenta não enxerga um palmo diante do nariz, envolvida que está por um fanatismo patologico. A maioria que elegeu Bolsonaro apenas votou contra o PT. Não se identifica com a pauta ideológica desse exército Brancaleone, que inclui além de um guru histérico e encrenqueiro, um mico e seus miquinhos adestrados.

    3. Vc não representa nenhuma maioria, ou não estaria falando tanta bobagem. Fale por vc sem atribuir vergonha alheia com suas considerações pífias, por favor!!

  74. Que vergonha, que jornalismo é esse? O moderno que O Antagonista e Crusoé propuseram? Sua lamúria é um ponto fora da curva, um mea-culpa pouco crível. Tá acostumado com o "Façam o que eu falo, mas não façam o que eu faço". Para aliviar seu mar de lágrimas use o Colírio Moura Brasil.

  75. Que vergonha, que jornalismo é esse? O moderno que O Antagonista e Crusoé propuseram? Sua lamúria é um ponto fora da curva, um mea-culpa pouco crível. Tá acostumado com o "Façam o que eu falo, mas não façam o que eu faço". Para aliviar seu mar de lágrimas use o Colírio Moura Brasil.

  76. Gostaria de saber porque a maioria dos bolsonaristas mais "radicais" não falam um "a" sobre a permanência do Ministro do Turismo no Governo, estando esse senhor em uma situação muito mais comprometedora que o tal Bebianno entrevistado pelo Felipe... O cara caiu por uma rusga com o Carlos Bolsonaro. Uma fofocaiada, como bem definiu o Pondé. Os radicais precisam entender que a maioria votou nele apenas para TIRAR O PT. Falta decoro à família presidencial. Vélez e Damares são muito desprepados.

  77. Só vou dizer uma coisa: não perdia um Pingos. Agora "perco" todos. Foste (mais) uma solene decepção com o caso Bebianno. Acredito que a única forma honesta de limpar isso do seu currículo é admitindo o enorme erro!

  78. blá,blá,blá,blá... Só de vc escrever esse textao em plena edição da revista já me causa estranheza... Lamentável sua postura no caso Bebiano... Totalmente fora de proporção. Agora como diretor, vai juntar-se ao prof Villa para bater na Damares, Vélez ??? Frustrante... Quando agente acha que havia encontrado um jornalista conservador... se engana rápido.

    1. O tal do Velez é uma desgraça mesmo, um despreparado. As críticas do Villa são mais do que pertinentes.

  79. Felipe, vc é ótimo sempre. Confesso que detesto o Olavo de Carvalho e me alegra ver que discorda dele respeitosamente qdo exagera.

  80. Perfeito Felipe.Admiro seu trabalho.Voce é um dos poucos jornalistas que dou credibilidade.Continue com seu trabalho sério, o Brasil precisa de uma imprensa livre e honesta.

  81. Eu vi a entrevista e tenho lido seus textos aqui. Parecem diferentes profissionais. Prefiro esse aqui ao da entrevista. Vá em frente.

  82. Felipe, parabéns pela campanha da JP pela Reforma da Previdência. Aposto que tem seu dedo nisso. Sugiro dar maior visibilidade ao Caio Copola e ter muita paciência e sabedoria ao lidar com os colegas e ouvintes. Liderar pessoas é muito difícil. Boa sorte!

  83. É isso mesmo! Felipe Moura Brasil, até o momento estou contigo. Não quer dizer que concordo com tudo que você diz! Mas haveria de ser diferente disso? Não. Democracia é isso!

  84. Felipe, eu acompanho as suas ótimas reportagens desde quando assinante da revista Veja e sempre gostei dos seus comentários. Continue assim. Lembra do colunista Ibraim Sued? "Os cães ladram e a caravana passa."

  85. Felipe, nao se estresse!!!esses extremistas..tanto do lado do Bolsonaro qto da esquerda chegam a ser de uma ignorância sem limites. Vc tem q pensar igualzinho a eles..se pensar diferente vc é esquerda ou vc é facista. Por isso q o país nao cresce....as pessoas nao abrem a cabeça. sucesso pra vc.

  86. Felipe nao gasta tua saliva com isso nao ..... infelizmente uma parcela dos Bolsonaristas se tornaram macacos de auditorio q se recusao a enxergar fatos .... ja perdi algumas amigas

  87. Acredito que vc faz um excelente trabalho , suas colocações são sempre fundamentadas em sua visão de mundo mas sempre respeitando o contraditório. Quero ver mais jornalistas do Brasil com seu perfil.

  88. Em meio a lama de interesses particulares, os poucos que se colocam em nome do bom senso são atacados por ambos os lados. Parabéns pela postura!

  89. Concordamos em 2 pontos: 1) Mahershala Ali não merecia o Oscar por Moonlight (ganhou porque a Academia se rendeu ao mimimi politicamente correto que queria premiar os negros - nada contra...sou negra!) e mereceu por Greenbook; 2) O eleitor antipetista e lavajista (eu!) não se deixa persuadir por mentiras disparadas na internet. Bola pra frente e parabéns pela promoção !

    1. Pois é, ele esqueceu de citar que além do Bebiano, também não citou o caso Fake do Estadão, aquele da Jornalista que não sabe ingreis que disse o que disse e não se deram conta da aberração do que afirmaram, depois não se desculparam, continue assim

  90. Felipe, você teve e tem a sorte de trabalhar com excelentes jornalistas que estão na estrada há muito tempo e, com certeza, já foram xingados e caluniados e estão aí mais fortes do que nunca. Os valentões de teclado passarão; serão esquecidos na sua mediocridade,ignorância e amargor e você seguirá brilhando, norteado como sempre foi pela verdade e profissionalismo.

  91. Mais uma vez repito que quem fala ou mostra a verdade, somente a verdade , nada mais que a verdade vai ser atacado. As pessoas confundem falar a verdade com posicionar-se com A ou B.Falar a verdade é mostrar a realidade e muitos não suportam a realidade.Parabéns Felipe por seu posicionamento de coragem de assumir a verdade seja ela qual for.Obrigada.

  92. Se seu trabalho é tão brilhante quanto parece e que deslumbra seu clube de admiradores, por que tantas explicações para um episódio corriqueiro neste mundo galáctico sem deus, pai e mãe. A entrevista com Bebiano, que nunca será concedida a outra figura como ele realmente faz pensar que não foi "só" jornalismo. Mas quanto mais tentares se explicar, mais grosso fica o pirão.

  93. Felipe, você faz um exímio trabalho, é uma pena perder seu tempo se preocupando com críticas vazias - embora sempre seja bem vinda uma clarificação de como as coisas aconteceram para os seus leitores. De vez em quando eu concordo com o Olavo de Carvalho de que uma minúcia da população brasileira é capaz de acompanhar argumentações complexas. Boa parte se deixa levar por comentários baratos.

  94. O Programa Pingos Nos Is, é o melhor da rádio/net, um farol na escuridão do jornalismo nacional. Felipe receba as críticas do filho do presidente como um elogio. Quem escuta/assiste "o Pingo" sabe da sua competência e da sua capacidade jornalística. A JP fez muito bem em te nomear com Diretor de Jornalismo, afinal, quem quer se manter na liderança tem que ser servida pelo melhor. Sucesso. Pili Cardoso Bauru/SP

  95. "Pingos Nos Is" é um oásis na programação jornalística noturna do rádio. Nem me importo em ficar no trânsito enquanto sigo com a companhia de vocês.

  96. Como diretor de jornalismo da JP, que a independência jornalística seja mantida. Vai ser difícil, visto que a Jovem Pan é antibolsonarista. Seus eleitores têm o direito de criticar seus comentários.

  97. Sou um admirador do conjunto do seu trabalho, entendendo que muitas vezes, mesmo contra a vontade do profissional, ele tem que apoiar ou criticar algum fato que desagrada aos seus seguidores, mas no caso da jornalista do Estadão que declarou em entrevista gravada que trabalhava com a intensão explícita de buscar o impeachment do Bolsonaro, a conduta do jornalismo da JP foi inesperada, ver você e o Augusto dizer que era Fakenews foi duro para os seus seguidores e admiradores.

  98. Felipe, você é uma grata revelação do jornalismo Brasileiro, e você, na rádio com o mestre Augusto Nunes e José M. Trindade, não tem pra ninguém! Todos nós o apoiamos e contamos sempre com seu excelente trabalho que vai de encontro à Verdade e Justiça. Toca o barco, garoto!

  99. Uma coisa écerta! junte-se aos bons e será um deles, e junte-se aos porcos e farelo comerá! sabedoria milenar! fato é que eu assisti a tal "entrevista", e o que pude perceber é que não houve perguntas, houve um discurso por parte do "entrevistado" dando a nítida impressão de objetivo de oposição à decisãode afastar o convidado pelo governo...

  100. Excelente, como sempre, Felipe. Infelizmente, vimos surgir, muito rapidamente, uma seita, igual à petista, às avessas. Os fanáticos perderam a capacidade de ouvir opiniões divergentes e respeitar a liberdade dos outros. Por qualquer palavra "que não seja a que exigem ouvir", espalham raiva, com palavras vazias e de baixo calão. Não se importe com isso. Continue seu brilhante trabalho, que acompanho há muito tempo. As pessoas normais sabem reconhecer seu valor e seus méritos. Salve, salve.

    1. Marcus, o “um trilhão” da reforma é o toque de gênio do Paulo Guedes. A mensagem ao congresso diz que eles podem mexer em tudo, desde que economize um trilhão. Ou seja, deixa todo o poder ao congresso, sem enfrentá-los, mas fixa o parâmetro econômico.

  101. É fato q o episódio do qual vc se defende neste artigo não traduz o meu (digo apenas sobre minha opinião) sentimento de dúvida c relação a sua mudança de postura após a promoção. O q me deixou ressabiado foi a defesa da jornalista do Estadão, usando como base a transcrição (algo frio e sem subjetividades) de um áudio (q possui entonação, pausas, risos, etc... ou seja, algo recheado de subjetividades), refletindo minimamente um comportamento corporativista quem não era comum ao Felipe de antes

    1. Felipe, veja q o petista Maximiliano já está gostando de vc. Isso é sinal de alerta.

    2. E, como diria qualquer jornalista sério, nem mesmo um filósofo charlatão, como Orvalho de Cavalo e seu séquito, está imune a acertos.

    3. Mas, como disse Olavo, nem mesmo um jornalista sério e competente está imune a erros. Sigo acreditando....

  102. Moura Brasil, faça o seu trabalho e sem essa de coitadismo.......mais um??. Porem, a verdade verdadeira é que no caso da jornalista do estadão, vocês, j.pan agiram corporativamente tentando tapar o sol com a peneira.......se a jornalista tem um inglês "Yazigi", isto é claudicante e usou mal as palavras , ela que aprenda o idioma em que deseja se expressar........mas neste episódio , sua intenção está clara, a carga semântica das palavras , incluindo a "because" tb não deixa dúvidas a respeito .

  103. Se são porta-vozes informais, quer dizer que não são porta-vozes de ninguém, além deles mesmos, ou seja, fofoca. Se você se incomodou tanto com essas críticas vindas desse tipo de fonte é porque o chapéu serviu na sua cabeça. Faça como o presidente: é atacado todos os dias, por ser ex-militar, por ser rude, por não ter "jeito político" e mesmo assim, ontem, durante sua live, respondeu à Folha de São Paulo pelos ataques feitos a sua família - irmãos, primos e sobrinhos. Coloque-se no sapatos dele

  104. Felipe tem dois pontos fortes bem evidentes, a coerência e a clareza do raciocínio. Colocação perfeita, ignorantes exagerados e interesseiros tem por toda parte. Em política, costuma-se dizer que o problema não é apenas ter adversários ruins, companheiros ruins costumam ser até pior. Mas tem que somar... Difícil... Vida de político bom não fácil não (dou um tremendo valor ao Bolsonaro, precisava disto não). De jornalista bom também deve ser um inferno...

  105. Felipe, sigo admirando o seu trabalho. Votei no Bolsonaro sem fanatismo e sinto-me justamente por isso impelida a cobrar seriedade desse governo. Sou de direita, sim. E luto pela liberdade e a capacidade de nos mantermos críticos aquilo que não julgamos correto. Acompanho você há muito tempo, muito mesmo. E você está onde está pela sua trajetória! Siga assim... precisamos da sua voz. Precisamos desse jornalismo coerente, equilibrado e independente da Jovem Pan.

  106. Seu problema é se explicar demais. Você é um dos melhores jornalistas da atualidade, mas tem de saber conviver com as críticas sem rebatê-las. Deixem que falem.

  107. Triste é ter que explicar tudo isso. Vejo que o fanatismo cega e faz com que deixem de enxergar a verdade. Assim como os defensores do petismo que nāo conseguem ouvir uma crítica sem retrucar com o chavāo “fascista”. Basta uma crítica por parte do jornalista ao governo Bolsonaro e já sāo logo atacados e chamados de “comunistas”. Seu trabalho é digno e muito bom. Continue sempre assim, fazendo o jornalismo que faz, sempre verdadeiro. Boa sorte!

  108. É seguir fazendo bem feito o trabalho... o resto não importa. Críticas infundadas e raivosas são um bom atestado de bom jornalismo, venham de onde vierem.

  109. A internet fez aparecer um exército de fanáticos e fanáticos, sabe-se, gritam alto, escrevem coisas sem noção e até realizam absurdos. Engraçado que aqui na vida de pele e osso não conheço nenhum fanático, é aquela história sobre os semelhantes se atraírem. Tudo isto para dizer que sei que é fácil para eu pular sobre os loucos e seguir caminho mas para um jornalista é mais complicado, entendo.

  110. O grupo 1 que você descreveu ( anti-petistas + liberais - acrescentaria conservadores) são maioria é sabem da qualidade do seu trabalho. Acredito que não só você como outros jornalistas como o Neumanne e o próprio Mainardi estão atribuindo peso demais a ataques em redes sociais por minorias, muitas vezes anônimas, que fazem barulho mas não representam os 57 milhões que elegeram o presidente

  111. Caro Felipe, esqueça os insultos, as críticas infundadas e mimimis em geral e guarde os elogios. Se souber como fazer isso, me diga como, por favor. Sei que é aborrecido perder tempo em explicar o óbvio, até porque para os "inimigos" não vai adiantar de nada, para os sensatos é dispensável. Mas você já identificou quem é que está criticando. É o suficiente. Parabéns pelo excelente trabalho!

  112. Não parar, não precipitar e não retroceder. Adiante Felipe. Que a transparência, seriedade e verdade continuem a guia-lo na sua brilhante carreira.

  113. Oh Felipe, não precisava explicar tanto. Quem conhece seu trabalho sabe que não é bem assim. Não penso assim e os sites que acompanho também não disseram isto. Foram comentários de alguns seguidores,que logo se espalharam. Acontece que a imprensa "isenta" onde você trabalha não é, ou era, tão isenta assim. Você é muito mais valioso e já deve ter entendido que o leitor hoje é mais exigente também. Muita explicação nem sempre esclarece, às vezes confunde.

Mais notícias
Assine agora
TOPO