Plano postergado

30.08.19

A confusão em torno dos incêndios na Amazônia levou o Congresso a adiar a tramitação de um projeto de lei que flexibiliza o licenciamento ambiental. A proposta, fortemente criticada por ambientalistas, deve voltar à pauta apenas em outubro. Entre outras medidas, ela restringe demarcações de terras indígenas, abre espaço para que empreendedores questionem compensações ambientais e tira poder do Ibama ao autorizar que estados e municípios elaborem suas próprias regras de licenciamento.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéPlenário da Câmara: flexibilização de licenciamentos adiada

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ambientalistas são os xiitas modernos e iletrados das próprias causas que eles defendem. O meio ambiente estaria melhor sem eles.

  2. Meu cordial bom dia aos ambientalistas de sofá, iPhone e Tela plana de trocentas polegadas ... admiradores da picanha com cerveja artesanal ... Sugiro que levantem a "bunda" do sofá e nas próximas "merecidas" férias ao invés de viajarem para o "exterior" dêem um rolé pelo interior do Brasil ... ! poderá não ser tão "glamouroso" para comentar com os amigos de trabalh, mas será muito mais didático ... de como a banda toca !

  3. Que os filhos da pauta não negligenciem a necessidade de se preservar o verde, mesmo porque o amarelo sai do país em forma de pepitas, sem recolhimento dos impostos.

  4. Crusoé, exijo uma retificação: sou do Ibama e é MENTIRA que a nova lei do licenciamento tira poder do Ibama! Desde 1997, a Resolução Conama 237 prevê que cada ente federativo publique suas próprias regras de licenciamento. É inaceitável que a revista publique essas narrativas falsas!

    1. No Brasil tem esta mania, resolução tem mais força que lei, êita brazuca!

  5. Quem é o autor dessa revisão da lei? De q partido? Foi discutida e aprovada em comissão? Por quais partidos e deputados? Teve consulta publica? Informe tudo por favor!

    1. Não desejo nenhuma revisão da lei. Apenas que o código florestal seja cumprido. Você precisa comer cara pálida. E para rechear as gôndolas dos supermercados e os refrigeradores de suas casas estejam repletos não esqueçam que há um exército de pessoas envolvidas nesse trabalho. Você faz o que exatamente para contribuir com a humanidade?

    2. provavelmente se refere ao projeto de lei do sen. Flavio Bolsonaro que retira do codigo florestal a reserva legal obrigatória em propriedades rurais.

  6. O "pujante" agronegócio do Brasil não representa 5% do PIB (vão ver os números do PIB divulgados pelo IBGE). Todo esse afã se explica pelo gado, não o que tem subprodutos exportados, mas sim pelo gado que vota.

    1. Ter um agronegócio forte é estratégico, ou você acha que é melhor importamos comida ? Como faz o Iêmen, Omã e como fazia a Inglaterra no passado ?

  7. É uma tarefa difícil. De um lado os "ecochatos " e de outro os "predadores".Precisa de muita consciência e muito bom senso para discutir um problema sério destes e chegar a um consenso.

    1. Com certeza, Paulo. Gabriel. Consegues indicar um site onde se possa o artigo que mencionas?

    2. Licenciamento ambiental no Brasil é uma farsa, concordo com você na sua fala, mas a lei atual é burlada sem o menor pudor. Tenho um artigo científico em que demonstro o enviesamento na análise locacional e tecnologia. Hoje são requeridas 3 licenças e mesmo assim vemos acontecimentos absurdos, por exemplo o Comperj que é localizado dentro da A.P.A de Guapimirim no Estado do Rio de Janeiro.

Mais notícias
Assine agora
TOPO