Tudo no cofre

11.10.19

A Dersa, a estatal paulista que passou a ser alvo da Lava Jato pelas suspeitas de corrupção nas obras do Rodoanel, mantém trancados em uma sala-cofre os documentos relacionados aos contratos sob investigação. Nesta semana, a empresa recebeu dos procuradores uma notificação em que é cobrada a preservar os papéis, sob pena de punição caso provas desapareçam. O acervo guardado na sala-cofre inclui ordens de serviço, registros de medições e notas fiscais de pagamentos.

Lenílson Gomes/GESPLenílson Gomes/GESPObra do Rodoanel: arquivos guardados a sete chaves

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Tem 'juíes' num certo ambiente da Ilha da Fantasia, no centro da Neverland, que logo deverão mandar soltar. Soltar fogo nos arquivos para que seus protegidos não sejam queimados.

  2. Como é duro ver esse jornalistas pés de chinelo dizer e escrever "a DERSA", "da DERSA", etc. Já não se formam jornalistas como antanho.

    1. Que fofo! Comeu alfafa seca no café da manhã, ou ser rude é seu estado normal?

    1. Com mandado de busca e apreensão os documentos aparecerão logo no processo

Mais notícias
Assine agora
TOPO