Guiomar comemora

03.01.20

A advogada Guiomar Mendes, mulher do ministro Gilmar Mendes, virou 2019 com uma vitória pessoal nos tribunais. Ela ganhou no STJ um processo que movia contra uma incorporadora da qual havia comprado uma sala comercial em um shopping de Taguatinga, cidade-satélite de Brasília. Juntamente com dois filhos, Guiomar fechou o negócio em 2012, por 331 mil reais. Como a empresa não entregou o imóvel no prazo previsto, ela recorreu à Justiça quatro anos depois, alegando que tomou prejuízo na transação. O processo chegou ao fim recentemente. Por unanimidade, a Terceira Turma do STJ deu ganho de causa a Guiomar. Ela e os filhos deverão receber o valor de volta, com correção. O relator da ação foi o ministro Paulo de Tarso Sanseverino, que é professor do IDP, o instituto de Gilmar.

Ricardo Marques/FolhapressRicardo Marques/FolhapressGuiomar, ao lado de Gilmar: ganho de causa no STJ

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. É... assim caminha a humanidade... continua levando vantagem somente aqueles que tem bom apadrinhamento. O resto, que se danem...

  2. Que vergonha. Lecionar na escola do marido e favorecer a esposa em julgamento suspeito. Deveria se dar por impedido. Lamentável!

  3. Sobre a sentença não tenho o que comentar pois não li o processo porém a rapidez como foi todo o tramite na justiça me deixa de queixo caído

  4. Normal, como acontece com milhões de brasileiros que adquirem bens que não são entregues no prazo e conseguem obter na nossa ágil justiça o valor total e corrigido. Se a justiça usada para estas figuras se estabelecesse no país todo seria outro país, mas possivelmente ainda pior!

    1. evidente conflito de interesse. esse juiz deveria ter se declarado impedido.

  5. Que sorte ser mulher de ministro né.Meu filho comprou um apartamento no interior de SP tendo pago já alguns anos.A construtora sumiu ou mudou para SP.está nas mãos da justiça acho perto de dez anos e está tudo parado ou melhor pedido pois até agora a justiça não resolveu.Nao temos esperança mais pois não somos ricos e nem parentes de juizes .Justiça boa é para rico.

    1. Esqueci de comentar até hoje ele não recebeu o apartamento.pois pararam as construções e a justiça não decide. Penso que protege a construtora .

    1. Com gângster não se brinca. Quanto mais mulher envolvida.

  6. no meu caso foi totalmente diferente, a construtora atrasou em um ano a entrega do apto me causando prejuízos com aluguel e prestações do que ainda não havia sido entregue. Entrei com processo, foi para o STJ e me condenaram a pagar 9 mil reais de custas do processo. dois pesos duas medidas. onde foi parar a jurisprudência?

  7. Essa Dra. é muito boa. Outro dia li reportagem que ela recebe R$189.000,00 de salário no escritório em que trabalha. Vai ter saber jurídico assim lá na NASA.!!!

  8. Esses ministros zombam do povo brasileiro, em hipótese alguma se dizem suspeitos para julgar qualquer processo. Ministro, professor IDP, instituto do Gilmar Mendes, julgar causa do mulher do patrão é demais. Parece que o patrão Gilmar fez escola dentro do próprio Instituto, que o diga Jacob Barata Filho, solto por Gilmar por 2 vezes. A justiça suprema brasileira não é para amadores.

    1. "aos amigos tudo, aos outros os rigores da Lei" Ė isso mesmo.

  9. STJ, tudo para os protegidos. Pobre incorporadora, mesmo se tivesse razão, nunca ganharia, a menos que houvesse um Juiz como Sérgio Moro julgando.

    1. Talvez essa é a razão de não quererem Sergio Moro no STF.Já pensou o que ele iria ver lá.

  10. Como pode esse tráfico de influencia asqueiroso e nóis compramos e pagamos imóvel , a construtora não entrega e passa anos e só ouvimos , que vocês se danem, isso é justiça onde?.construtora santa cecilia Rio de Janeiro.PROTESTO.

  11. Tem que ter uma Lava Toga. Este judiciário e seus tentáculos, é enojante. Fora Gilmar, Toffoli, A Moraes,CM, RL, MAM. Tem que se reformar o processo de escolha de ministros do STF e STJ, com mandatos com 8 anos no máximo. De preferência juízes de carreira, com boa formação moral e histórico ilibado. Aí estas cortes saem do noticiário criminal, e resultados de HC e ações polêmicas.

  12. Que realidade escabrosa! Para onde será que estamos indo? Estamos nas mãos desses "juízes"? O que nos reserva o futuro? Porque "eles" são intocáveis? Como isso tudo é triste...

  13. Que vergonha! Esses Juízes - marca gilmar Mendes - perderam de vez a vergonha na cara. Tratou-se de ESCANDALOSO PARTIDARISMO. Ele deveria ter-se declarado impedido. E essa tal de Guiomar deveria ser impedida de advogar em causas sob influência do seu SÓCIO/MARIDO. Eis porque o POVO EXIGE o impeachment dele e do Toffoli, ambos desprovidos de qualquer noção de dignidade e compostura. Além de não possuir notório conhecimento jurídico, juntamente com Alexandre de Moraes e Ricardo Levandowski.

    1. Quem tem padrinho não morre pagão!!!!! Aff!!! A vergonha é escancarada!!!!

  14. Os dois homens fortes do Brasil. Gilmar e Tofolli. Fazem o que querem , tem Rodrigo Maia Botafogo debaixo dos pés, Alcolumbte subserviente, e agora Bolsonaro refém do filho Flavio. Mudam as leis, favorecem so a bandidagem. So eciste uma maneira de quebrar esse elo. Tirarmos do poder nas próximas eleições a maioria dos deputados e senadores

    1. Perfeito seu comentário. O Judiciário ( leia-se Toffoli e Gilmar ) mandam e desmandam nesse país com a total subserviência do Maia, do Alcolumbre e do Jair. As promessas de 2018 foram para as cucuias. Aliás, votou-se no Jair para escapar do Haddad. Que fria!

  15. Isso é uma filigrana para um casal que em 2018, fez movimentações na ordem de milhões, quando capturados pelo radar da tropa de elite da RF ...

    1. Talvez em um país sério... o que nos resta é protestar, dizer que estamos de olho e votar direito. Não cair em contos do vigário como o discurso "contra a velha política"

  16. Tudo em plena harmonia, se declarar impedido por ser amigo? Loucura! Errado seria julgar um inimigo sem se declarar impedido! O certo ou o errado, subordinado as conveniências do momento! O poder sendo exercido em sua plenitude!

  17. O ministro Paulo Tarso deveria ter se declarado impedido de julgar a causa. Afinal, se fosse o contrário Guiomar certamente contestaria a atuação do ministro.

  18. É muito claro que não pode existir instituição sem controle ou fiscalização independe. É urgente que Esse judiciário precisa ser passado a limpo. Sem isso não vamos progredir....

    1. É causa ganha, sobrenome e parentesco comandam resultados de julgamentos neste triste Brasil.

Mais notícias
Assine agora
TOPO