LeandroNarloch

A esquerda contra a arte degenerada

12.06.20

Muito se fala hoje em dia sobre a “onda de autoritarismo” que “ameaça a democracia, a liberdade de expressão e os direitos individuais”. De fato, vivemos um pouco de tudo isso aí, mas a ameaça não vem dos populistas da direita, não vem só dos bolsonaristas mais obcecados. Vem da esquerda.

Tijolo por tijolo, a esquerda constrói um novo discurso contra a liberdade de expressão. Cada vez menos tolera, cada vez mais se sente ultrajada por opiniões contrárias. Censura filmes, protesta contra palestras em universidades, derruba estátuas de personagens do século 16 que não se comportaram conforme os valores do século 21. Interdita a opinião de quem não tem “lugar de fala”.

A reação ao assassinato de George Floyd nos deu diversos exemplos disso. O protesto legítimo e necessário contra o racismo e a violência policial acabou dando palco a cenas de uma idiotia de cair o queixo.

A HBO Max decidiu esta semana retirar “E o Vento Levou” do seu catálogo – justamente “E o Vento Levou”, que rendeu o primeiro Oscar a uma atriz negra, Hattie McDaniel. O filme deve voltar nas próximas semanas com um aviso alertando quanto a reprodução de estereótipos negros. Será que vão usar o termo “arte degenerada” nessa advertência?

Já a Paramount Network anunciou o cancelamento de “Cops” porque a série trataria a polícia com glamour. Eu nem conhecia o programa – agora fiquei com vontade de assistir.

Também esta semana, os “fascistas do bem” vandalizaram estátuas de Cristovão Colombo, Churchill e, no Brasil, do Padre Vieira. Lembram integrantes do Estado Islâmico destruindo ruínas romanas na Síria, mirando contra qualquer um que pareça pagão ou herege.

Um caso novelesco deixou evidente a diferença entre a nova esquerda, contrária a qualquer manifestação que possa abalar sua segurança emocional, e a velha esquerda, menos sensível e intolerante. Falo da guerra civil que aconteceu entre os jornalistas do New York Times.

Em 3 de junho, o jornal publicou um artigo de opinião do senador Tom Cotton, republicano do Arkansas, que defendia ação imediata da polícia contra manifestantes fora da lei. Diversos funcionários do jornal, principalmente os mais jovens, protestaram no Twitter: “Publicar esse artigo coloca os funcionários negros do New York Times em perigo”, disseram.

James Bennet, chefe da editoria de Opinião, enfrentou as críticas. Disse o óbvio: justamente porque os argumentos de senador Cotton eram perigosos que mereciam escrutínio público e debate.

“A Velha Guarda progressista do jornal acreditava dividir a mesma visão de mundo dos jornalistas esquerdistas mais jovens. Mas estava errada”, escreveu no Twitter outra editora de opinião do NYT, a jornalista Bari Weiss. “A Nova Guarda tem uma visão diferente (…) na qual o direito de se sentir emocionalmente e psicologicamente seguro supera valores que antes eram considerados essenciais à esquerda, como a liberdade de expressão.”

Essa nova esquerda, ao lutar contra uma ameaça de fascismo e autoritarismo, é ela própria fascista e autoritária. Abafa vozes divergentes por medo dos que, segundo ela, estão prestes a abafar vozes divergentes. Diz defender a tolerância, mas humilha publicamente qualquer um que não seja seu espelho moral.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Na verdade, tanto a esquerda quanto esta direita radical burra - representada aqui no Brasil pelos bolsonaristas - possuem horror ao diálogo e adoram a censura e o autoritarismo. O artigo foca apenas na esquerda, e tudo o que ele diz dela está correto. Porém, estranhamente, não menciona o mesmo tipo de postura autoritária, estúpida e violenta vinda da direita dita "conservadora" (na verdade, bolsonarista) brasileira. Os dois grupos se valem.

    1. Meu caro! A esquerda denigre, analfabetiza para evitar o questionamento, a possibilidade de evolução. Seja na área financeira, moral ou educacional. O alimento do comunismo é a fome. Quando a pessoa prospera, deixa de ser proletariado. Menos um soldado para a esquerda. O inverso da direita. Por aqui, a família é o pilar da ideologia. A honra, moral e intolerância a vagabundos rege essa orquestra. Esbarramos na CF desenhada pela esq. esse comunismo vagabundo ao qual vc nos compara.Lamentável!

  2. Continue sua coragem, Leandro, em contextualizar a história como ela é, e não como a fantasia e as ilusões de uma parte cada vez mais ruidosa da sociedade.

  3. Parabéns, Narloch. Simples e direto ao ponto. Dizem defender a liberdade de expressão, mas é perceptível a pressão por certas ideias e direcionamento. Respeitam suas ideias desde que diga o que eles querem ouvir.

  4. Isso é o chamado "ódio do bem". Assistimos manifestações diárias de intolerantes que se autodenominam tolerantes. E isso vem do mesmo pessoal que fala em liberdade e diversidade 24 horas por dia, mas não admite nenhuma manifestação que contrarie suas ideias. Pluralidade de ideias às favas, "democraticamente".

  5. Esse e outros episódios só mostra que esta 'nova esquerda' é só um bando de patifes mimados e mimadas que gasta dinheiro com teraputas caros mas não consegue se curar de suas neuroses, psicoses e perversoes. E assim, enchem as paginas de livros e jornais com idiotices e impregnam a mente dos outros com a psicopatologias deles. Não seu se culpo os péssimos profissionais de saúde mental que há por aí, ou a idiotice de professores universitários que só sabem misturar a história com suas ideologias.

    1. Poucos? Acho que é o único depois que a Ana Paula saiu. Não sei por que ainda está aí. Quando sair diga-me para onde está indo. Não vou renovar a assinatura com certeza, e irei junto.

  6. Tempos difíceis! Ninguém se entende . Ao invés de trabalhar e pensar no futuro . Querem revisar o passado que não volta jamais . I

  7. Você e Ana Paula nos dão a notícia certa sem ideologia política. Pena que ela deixou o jornal. Sou da geração antiga em que se respeitava a integridade. Realmente você está dizendo a verdade. Deus abençoe nossa pátria

  8. Parabéns Leandro. Um belo e corajoso resumo do que poucos tem a coragem de escancarar, afinal é mais fácil reverberar a opinião da minoria barulhenta. Continue!

  9. Parabéns, Leandro! Atualmente, somente leio os seus comentários, bem fundamentados, na Crusoé. Você é muito digno. Parabéns!

  10. um país onde um criminoso, ladrão corrupto, não vai para a cadeia depois de 2 julgamentos, é um lixo. Um Supremo conivente com ladrões ricos e fecha os olhos para milhares de presos pobres, sem nenhum julgamento.....é uma Justiça canalha....

    1. Sim!!! É uma verdade que revolta e, aos poucos, vai fomentando o ódio, diante das inúmeras injustiça!!!

  11. Excepcional! Brilhante! Eu reforço que o que me faz ler essa revista é a sua participação, e a do Ruy Goiaba. Mesmo sendo assinante, já sentia repulsa de abrir a página para linhas previsíveis como as apresentadas pelo Jornal Nacional que, também, perdeu a minha humilde assistência. A questão não é direita, esquerda, centro ou que time eu torço; a questão é a crítica inteligente e fundamentada!

  12. Perfeito o último parágrafo desse artigo! São os fascistas às avessas! Exatamente o mesmo se dá com os jornais de maior circulação do país atualmente. Tomem como exemplo os jornalistas mais jovens, articulistas que vociferam suas opiniões como se Hitler fossem! Lamentavelmente!

  13. Ótimo!! Me parece o ser humano resolveu voltar a ser das cavernas(se é que um dia saiu)e lutar tribos contra tribos. A insensatez é o hit do momento.

  14. Excelente. A “nova esquerda” e a nova direita são semelhantes nos extremos. A ferradura que essa gente calça é a imagem dessa percepção.

  15. Parabéns, Leandro. Assinei Crusoé e renovei minha assinatura em janeiro, mas talvez pelo$ argumento$ conhecido$, Crusoé/Antagonista acocoraram a $eu$ $enhore$. De maneira que na mítica ilha que nos prometeram, só sobrou vc. Nada é mais rançoso, retrógrado, miseravelmente indigente moral que essa tal esquerda. Idiotas usam o termo fascista para encantar tolos, mas fosse o Brasil governado pelo fascismo, a essa hora estariam escondidos nos esgotos fétidos, seu habitat natural, covardes que são!

    1. Caro Edmilson, nem é questão de ser esquerda, ou de direita. Embora os que se dizem de direita sejam erráticos e patéticos sim, mas vc levaria seus filhos, sobrinhos, netos, afilhados, ou afins, àquelas " exposições " onde crianças tocam corpos nus, onde pessoas são induzidas a acreditar que o certo é errado, e o errado, certo? Pessoas devem ser respeitadas, de todas as corres, pelas escolhas que fazem, sem assombros, ou bandeiras para aproveitadores de sempre. Não é política. É humanidade!

    2. AGORA ME DEU UM NÓ NO CÉREBRO: QUEM É ESQUERDA E QUEM É DIREITA?

    3. Não seria estranho se a esquerda começasse um movimento para canonizar um dos seus líderes fake, Zumbi dos Palmares. Um negro que escravizava negros deve ser exemplo para essa gente de democracia, uma democracia de encomenda para encampar a própria ignorância e desfaçatez sem limites. É uma esquerda que se diz socialista, embora o mando saiba que os auto-intitulados socialistas são comunistas arrependidos, comunistas ferozes sob pele de cordeiro, sedentos de dinheiro público, como vimos no PT.

  16. É por isto que não voto, de jeito nenhum, em ninguém que seja, nem mesmo remotamente, de esquerda. Os esquerdosos são os destruidores de tudo de bom que existe no mundo. Liberdade, pensamento, inteligência.

    1. Da mesa forma, a liberdade de pensamento não é praticada pela direita radical. Aliais, copiam descaradamente as táticas tradicionalmente utilizadas pela esquerda.

  17. Leandro, você se tornou uma "ilha" nessa pretensa ilha que já naufragou na covardia e conivência com tudo isso que você bem descreve nesse texto. É um dos poucos que sentirei falta quando vencer minha assinatura, que não será renovada. Você está de saída?

  18. Brilhante! Você acertou muito bem o alvo de onde parte a verdadeira ameaça para a liberdade de expressão. Bolsonaro perto dessa turba histérica de puritanos da linguagem é Voltaire, é Spinoza, é Stuart Mill.

  19. Excelente texto para reflexão. Atitudes extremas , seja da Direita ou da Esquerda, são iguais no: ódio; intolerância; discurso raso e principalmente em atitudes negacionistas . Exemplo atual é a destruição e a retirada de estátuas/ monumentos que retratam períodos da históricos como parte da solução! Ou pior invadir hospitais de campanha pra resolver a corrupção. Triste e lamentável para todos nós!

  20. Parabéns Narloch, muito lúcido. O problema é que no Brasil a polarização é boa apenas para os dois pólos. Aproximadamente 25% de loucos à direita que não respeitam ninguém, 25% de estúpidos à esquerda que não podem ser contrariados e 50% que não sabe o que fazer.

    1. Os 50% podem chorar. Ou "agir" como o lider maximo: e daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Triste lugar esse Brasil.

  21. No Brasil a Liberdade não é o meio para se aproximar da igualdade. A desigualdade é a herdeira do controle, regulação e patrimonialismo práticas que parecem lapidar os valores e as virtudes preconizadas pela esquerda.

  22. Parabéns Narloch. Sempre lúcido, e foi no cerne da questão ao afirmar: "...derruba estátuas de personagens do século XVI, que não se comportaram conforme os valores dos século XXI". É o Estado Islâmico fazendo escola no Ocidente.

  23. Excelente texto. E podia alongar-se. A nova esquerda não nasceu sozinha, brotou da velha esquerda e sedimentou a emotividade em lugar da parca racionalidade d outrora. Em resumo, fascistou-se d vez. Até quando as democracias permitirão partidos antidemocráticos da esquerda? Estamos alimentando um monstro

  24. O que mais me impressionou foi a vandalização da estátua de Cristóvão Colombo, que passou a seu um dos culpados pelo massacre da população nativa norte-americana. Ora, o que um genovês, patrocinado pelos reis de Castela e que chegou na América Central pode ter feito contra os nativos dos EUA?

  25. Narlock, desse jeito o Mainardi vai acabar te cedendo o posto de melhor colunista da revista. Sabe aquele texto que a gente gostaria de ter sido o autor? Realmente, os extremos acabam se encontrando no mundo aterrorizante do autoritarismo.

  26. Não há novidade no autoritarismo da esquerda. A “ surpresa” ficou por conta dos ditos conservadores de direita. Como já concluímos já há algum tempo, extremista radical é tudo farinha do mesmo saco.

  27. O Narloch, até você não desfaz essa maluquice da Crusoe e toda mídia lixo de que o Bolsonaro é autoritário? O Brasil vive uma ditadura de toga, querem cada vez mais proibir nossa liberdade de expressão, nossa possibilidade de legítima defesa, nosso direito à vida e propriedade e o Bolsonaro é o ÚNICO que fala e tenta defender a liberdade individual.

    1. A ditadura da toga foi muito bem vinda quando foi pra cima do PT. Eu mesmo adorava ver o STF e a Lava-jato destruírem o Lula e o PT. Pra pegar meus inimigos, é devido processo legal; pra cima dos meus amigos, é ditadura.

  28. Chega a dar medo, parece que querem apagar tudo o quê foi História que eles não concordem, onde vai parar isso? Que horror.

  29. Quanta lucidez, Leandro! Parabéns! Pode ser ,como agora é inteligente dizer, que seja um viés de confirmação porém, me faz bem! Por essa e outras, a assinatura da revista se paga!!!

    1. Realmente o Churchill era racista, não suportava a enorme quantidade de afrodescendentes que habitavam Londres na década de 40. KKKKKK

    2. Ele era totalmente racista, como a imensa maioria no tempo dele

  30. O mundo caminha para isso, não é só a esquerda. Vide o professor do colégio militar que foi afastado por criticar a atual presidência. A geração "me! me! me!" não possui nenhum respeito aos direitos dos outros, e toda essa censura e destruição de arte não é nada mais que o reflexo do que já acontece há tempos em círculos privados e menores.

  31. O mundo caminha para isso, não é só a esquerda. Vide o professor do colégio militar que foi afastado por criticar a atual presidência. A geração "me! me! me!" não possui nenhum respeito aos direitos dos outros, e toda essa censura e destruição de arte não é nada mais que o reflexo do que já acontece há tempos em círculos privados e menores.

  32. Leandro está certo em geral, mas para mim a esquerda louca tem os mesmos métodos da direita louca. Ambos tentam calar os divergentes utilizando métodos similares. Basta ver a história recente do Brasil.

    1. Concordo. Só que agora a que está no poder e anabolizado utilizando guerrilha eletrônica de fake news é a extrema direita. PERIGO REAL E IMEDIATO. A esquerda tá muito quietinha ...amaradas ditatoriais reais agora vem só de um lado.

Mais notícias
Assine agora
TOPO