MarioSabino

O que é ser um patrão de esquerda

26.04.19

Li recentemente no jornal Le Monde um artigo intitulado “O que é ser um patrão de esquerda”? É assinado por um sociólogo e um sindicalista, o que já seria motivo para eu pular a leitura. Mas o assunto me chamou a atenção porque eu mesmo já me fiz essa pergunta. Na minha experiência, os patrões – e chefes – de esquerda sempre foram os mais abusivos. De certa forma, esperava-se o contrário, visto que a esquerda estaria destinada a lutar pela igualdade e fraternidade. A julgar pelo artigo – escrito por esquerdistas e publicado por um jornal de centro-esquerda — patrões de gauche usam a ideologia para continuar faturando na exploração do homem pelo homem que dizem combater.
Os autores constataram que esses benfeitores da humanidade frequentemente impõem jornadas exaustivas, substituem assalariados por estagiários não assalariados e remuneram mal. Ainda assim, tentam passar a ideia de que são “camaradas” (na versão brasileira, seriam “companheiros”) dos trabalhadores. Não se assumem como empregadores, que é o que eles são, e agem como se não houvesse hierarquia. A situação é ainda mais esquizofrênica quando se trabalha para associações que, ao menos no papel, não visam a lucrar, mas a defender uma causa específica – universo no qual os patrões de esquerda são uma legião, segundo notam os autores do artigo. Em geral, os funcionários dessas associações compartilham dos mesmos ideais dos seus superiores, mas são submetidos a horários desumanos, sem a devida contrapartida. O aspecto militante é transformado em justificativa para uma espécie de semiescravidão.

Como eu disse, minha experiência com patrões de esquerda é a mesma relatada no jornal Le Monde. Eu jamais ganhei por todas as horas extras trabalhadas, seja por meio de remuneração ou folgas extras. Bonificações por produtividade ou participação nos lucros, nem pensar. A minha experiência pessoal só difere da relatada no artigo porque ninguém fingia muito ser “camarada”. Patrões de esquerda e seus capatazes igualmente salvadores da humanidade eram ríspidos e passavam pelos funcionários com ares de imperadores. Submeter a humilhações era a norma. Entendi que seres humanos de carne e osso não fazem parte da humanidade a ser redimida. Nos editoriais e nas reportagens que escreviam ou encomendavam, porém, os movimentos sociais eram glorificados e os raros empresários abertamente identificados com a direita, vilificados. Quando trabalhei para patrão de direita, mas chefes de esquerda, quem me tratava bem e cumpria as obrigações era o patrão. No que dependia dos capatazes, a arbitrariedade era a regra – editores de direita, por exemplo, recebiam bonificações menores do que os de esquerda, ainda que os resultados dos primeiros pudessem ser melhores do que os dos segundos. Todos cumprindo, é claro, expedientes estafantes muito acima do permitido pela lei.

Uma piada polonesa da época em que o país era ditadura comunista dizia que a diferença entre capitalismo e comunismo é que o capitalismo é a exploração do homem pelo homem e o comunismo é o inverso. Inverso acrescido de cinismo, primo-irmão da hipocrisia. Lutar por um regime de esquerda é achar sempre que se vai estar no topo da hierarquia ou próximo dele. Poucos conseguem, evidentemente, mas é imortal a ilusão de que a direção da fábrica é para todos – e, uma vez na direção, o negócio para quem chegou lá é manter a humanidade domesticada na sua redenção. De certa forma, patrões de esquerda e chefes de esquerda reproduzem o que é, de verdade, o regime que dizem almejar.

Nas relações trabalhistas, patrão sincero não esconde que é de direita. Afinal de contas – principalmente as que constam no Excel –, ele é um construtor do capitalismo e um usufruidor do único sistema capaz de gerar riqueza. Melhor negociar com gente franca do que dissimulada. Patrão insincero usa o discurso da esquerda com os seus empregados apenas para escamotear, às vezes até para si próprio, que não é um construtor e usufruidor do capitalismo – e, desse modo, endurecer com os “camaradas”, sem perder a ternura.

Quanto às relações de mercado, não vejo problema em vender produtos de esquerda (caso de jornais, filmes, novelas e música pop, por exemplo) ou manter certa aura esquerdista (caso de fabricantes de cosméticos e até bancos, entre outros), mesmo que se pense o contrário como dono. É do jogo. Como disse o americano Sam Walton, fundador do Wal-Mart, “há apenas um patrão. O cliente. E ele pode demitir todo mundo na companhia, do presidente para baixo, simplesmente gastando o dinheiro dele em outro lugar”. Se há clientes de esquerda, que sejam bem atendidos e gerem lucro. Esta é a beleza do capitalismo: se existe demanda, é preciso ter oferta.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA ASSINANDO O COMBO

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Por isso eu sempre digo: troque tudo o que já se escreveu sobre política pelo “a revolução dos bichos”. É o que basta para compreender o caráter do esquerdista - ou a própria natureza humana!

  2. Ainda não o demiti, mas estou quase. Essa publicação tem um defeito grave de origem que é o binarismo. Tendo a crer que essa visão binária do mundo tem feito mal ao debate público e promovido a intolerância e a desumanização da política. Espero que vocês consigam sair dessa espiral de ódio para, com seu talento, conseguirem inspirar o Brasil a construir projetos mais generosos. Eu não consigo mais assimilar tanto veneno. Visito cada dia menos o site. Desejo o melhor! Abs,

    1. Sra Erika, permita-me discordar. Não vejo o texto como binário. Primeiro porque o texto é descritivo e não explicativo e como tal, apenas DESCREVE a forma BINÁRIA e também contraditória como a esquerda aguerrida se posiciona dentro de uma sociedade plural. Ela sim, possui um histórico maniqueísmo (ou“ binarismo” para usar seu termo): É o “nós contra eles”, “redentores e redimidos, etc. “Demiti-lo” é uma escolha sua já que vc,presumo eu, habita uma sociedade plural e não o modelo descrito

    1. aqui no Brasil os empresários são quase todos de.esquerda.

  3. Concordo com quase a totalidade do texto Afinal são de experiências vividas Normalmente o pessoal de esquerda são apenas teóricos Na vida pessoal então..

  4. É que o brasileirinho não descobriu o poder do boicote, ainda. Daí, seguem como gado. É preciso "desmamar". Belo artigo, mas a postura do Bolsonaro em vetar a propaganda esquerdista do BB foi a adequada para o momento.

  5. kkkk. a verdade é que a ESQUERDA ROUBA EXPLORA PARA O BEM DE SEUS IMPERADORES E PSEUDOS BEM FEITORES. Somente os grupelhos veja Putin,Castro ,Chaves, Lula e Maduro todos ricos e vivendo nababescamente. "Dividir para governar "

  6. Texto incrível, devia ser tese de mestrado e obras de pesquisas. Parabéns. É um dos melhores textos de jornalismo que já li. Merece um Nobel.

  7. Muito, muito bom! Como professora da UFMG vivenciei situações inusitadas e contraditórias. “A senhora é tão dedicada e vai votar no Fernando Henrique?” Você é tão compreensiva e trata tão bem os funcionários e não é Lula? Rótulos: os bons são de esquerda, os de direita são maus, exploradores. Essa máscara tem de cair.

  8. Exepcional a abordagem. Hoje os chineses estão comprando empresas pelo mundo, e exatamente aí, ocorre o choque do que era a empresa, e como passará a ser com os novos patrões.Vamos observar para saber o que acontecerá, quem vai aprender e quem vai ser contaminado. Aproveito para sugerir que algumas reportagens que não são noticias da semana, ou que sejam atemporais, sejam disponibilizadas para serem replicadas, evidentemente com os méritos, pois isto seria muito oportuno.

  9. Cansativamente, exaustivamente, Paulo Freire, em Pedagogia do Oprimido, divulgou essa ideia. O "grande" educador brasileiro. "De certa forma, patrões de esquerda e chefes de esquerda reproduzem o que é, de verdade, o regime que dizem almejar." (CRUSOÉ)

  10. Como patrão tento ser justo mas nem isso podemos ser, aprendi a apenas obedecer a legislação vigente não dar mais ou menos o que a Lei determina e mesmo assim tenho problemas trabalhistas na hora do pai você percebe que não valeu a pena ser amigo de empregado.

  11. Gostei! Parabens! Os francêses adoram essa idéia de "patron de gauche" como por exemple o Matthieu Pigasse que tem partes no jornal Le Monde, que no final age como qualquer "patron de droite" fazendo uma boa operaçao financeira vendendo suas açoes, deixando pasmos os "camarades". Simples assim.

  12. Mais uma vez, BRAVO! Já tive um patrão de esquerda. Tratava os empregados bem, não tenho do que reclamar quanto a isso. Mas, certa feita, quando alguns resolveram protestar por melhores salários, indo ao sindicato denunciar que o piso da categoria não era obedecido, a líder do "motim" foi sumariamente demitida... o recado havia sido dado.

  13. Fantástico Mário; mas mantenha essa visão o menos divulgada possível. Eu já tinha percebido esse viés que vc tão pontuou e deu forma. Acho de coração que esse texto deveria ser de leitura obrigatória para todo ser humano que busca bases para ser independente. Parabéns milhões de vezes.

  14. Muito bom. No caso de alguns países ainda alcançados pela ideologia esquerdista temos três fenômenos: o paternalismo que atinge o miserável; a escola que fez a cabeça da classe média; e o político corrupto que se beneficia da situação. Quando sairemos do fosso?

    1. Se formos espertos nas urnas e sabermos escolher , será rápido. Agora , caso contrário vamos sofrer ainda muuuuiiiitoooo

  15. Perfeito seu texto, Mário! Exatamente assim que funciona. Me faz pensar em um dos meus livros prediletos - talvez singelo - "A Revolução do Bichos". Apregoam que todos são iguais, "porém alguns são mais iguais que outros". E ainda tem quem acredite!

  16. É preciso ter bom caráter para liderar pessoas, vai cair seu poder sendo desonesto uma hora ou outra. Em alguns momentos medidas antipáticas são necessárias , nesta hora ficamos com a "solidão dos lideres".

  17. Não acredito que ninguém minimamente inteligente e com experiência de produzir ou comandar uma empresa , que seja uma simples padaria , possa ainda , no século 21 , achar que a ideologia de esquerda seja a solução para um país ! Todos que a defendem o fazem por motivos puramente políticos de poder para tirar proveito !

  18. Patrões, bons ou maus, não se prestam a acomodações em caixinhas ideológicas somente. As variáveis envolvidas na formação de pessoas que virão a comandar uma empresa são tantas e diversas, que o artigo pecou por um reducionismo tolo.

  19. Mário, pense por vc mesmo, no nosso contexto e com a nossa alma. É tempo de ser original...!! Inteligência viva, não de livros...! Ainda mais com mentores ultrapassados como os franceses....!!;

  20. Meu amigo, pare de ler artigos franceses, os caras são todos perdidos...! O mundo mudou, a França não apita mais nada, não...!!!!!

  21. Troque "patrão de esquerda" por "patrão socialista". A esquerda é revolucionária, e inclui correntes como os anarquistas. É um absurdo que os babacas dos marxistas tenham tomado para si a hegemonia do que é "esquerda".

    1. Sim... o progressismo é anterior à Marx. O progressismo é necessário como contraponto ao conservadorismo. Mas o marxismo é a ideologia mais nefasta existente na história da humanidade e o genocídio é a sua linha mestra. De fato os marxistas se apoderaram do progressismo. Defendo a existência pacífica entre progressismo e conservadorismo, mas o marxismo (socialismo e comunismo) deveria ser proibido junto com o nazismo e o fascismo, como ideologias nocivas que são.

  22. Noooosa Mario, vc me surpreendeu, me deu até vontade de lhe cumprimentar pela honestidade intelectual do seu artigo. Parabéns!

  23. Muito bom Mário! Você tem toda razão..."patrões e chefes de esquerda são os mais abusivos"...Já vi esse filme e já passei por isso...foi quando comecei minha trajetória de indignação com o PT( era petista até então !!!).

  24. Patrão de esquerda e de direita? Não engulo essa taxação tendenciosa para ambos adjetivações. O que existe é o patrão mau caráter (tanto da esquerda quanto da direita), que não paga todos os direitos do art 7°, da CF. Existe sim, o patrão (da esquerda e da direita) que falsifica para aumentar o lucro; para sonegar informações que geram tributos; para burlar a fiscalização trabalhista. Mário Sabino está sofrendo da mesma doença bolsonarista de taxar tudo o que não presta à determinada ideologia.

    1. Karl Max vc tem certeza que está na revista certa? é a crusoe não é o 247.

    2. Mário Sabino, seja um jornalista imparcial, não um mau formador de opinião enviesada. Redija fatos, não suposições de pessoas comprometidas com o preconceito. Passar bem.

    3. Tenho um conhecido ex-empresário, hoje falido, que se diz Bolsonaro ao extremo. Devia ser "patrão de esquerda", pois o cara era todo errado, só vivia na justiça do trabalho sendo demandado por empregados. Ainda vive recebendo citação da Fazenda para pagar tributos não recolhidos. É só uma prova de que o mau caratismo dessa pessoa nada tem a ver com sua ideologia, pois é Bolsonarista, mas foi um patrão esquerdista. Mas adjetivar de safado cabe à qual? Ao Bolsonarismo ou ao Esquerdismo?

    1. O sr Max , com certeza nunca empregou ninguém. Cita Justiça do Trabalho, é brincadeira! O artigo não é uma reportagem, é só o que pensa o autor. Inclusive acho que se deveria acabar com a Justiça do trabalho totalmente inaceitável.

  25. Ou, como já foi extenuadamente repetido: 'o esquerdista ama a humanidade mas detesta o ser humano'. Enquanto a humanidade está longe daqui, é uma ótima desculpa para conseguir mais poder. Quando o contato real e imediato é exigido, e precisa ser resolvido e atendido, a eliminação daquele ser humano chato que insiste em viver e querer respeito passa a ser a regra.

  26. Opa, posso falar por experiência própria que este texto está corretíssimo. Meus piores patrões foram os diretores de uma ONG que eu trabalhei.

  27. Parabéns, Mario Sabino!!! Como sempre, suas definições são impecáveis! Patrões de esquerda são exatamente da forma que vc definiu.

  28. Excelente análise. Mas considerar "Le Monde" de centro esquerda, é porque você já está pensando como francês. Na verdade esse jornal é tão comunista do que "l'Humanité", a diferença é que os leitores do primeiro, são os burguêses e classe mais alta do socialismo à la française.

  29. Agora q a nação até já percebe o qto é importante família, um bom texto como este do Sabino, seria sobre os petralhas dentro do contexto do lar, onde temos o convivio e obrigações entre irmãos, etc. Tenho 12 irmãos e este texto me induziu a paralelos incríveis. Os caras de esq mentiram q estudaram e sequer formaram. 1 esperto nunca trabalhou e vive às custas de irmãos, de namoradas mais velhas, viúvas e até vovozinha romântica. São fiéis à Globo, madrugadas e bebem muito c o luladrao.

  30. Os scialistas ganham apoio e votos quando os operários odeiam seus patrões. Empresários de esquerda tem duas razões para explorar seus empregados. Uma econômica e uma ideológica.

  31. “Lutar pó um regime de esquerda é achar sempre que se vai estar no topo da hierarquia ou próximo dele.” É bem assim que os estúpidos dos estudantes universitários se veem. São marionetes de seus professores esquerdistas e, também, deles próprios. Como acontecia com o criminoso do Zé Dirceu na juventude estudantil dele, quando usou e arrebentou com os seus colegas. Aliás, sobre chefia o texto retrata perfeitamente bem o “chefe” Zé Dirceu. Com o adendo que ele não respondia cumprimento nenhum.

  32. Brilhante como sempre, parabéns Mário. Na verdade a esquerda é invejosa, nada produz, é ineficiente, tem o discurso da igualdade, mas os ungidos vivem da exploração da massa de manobra. São parasitas que destroem tudo por onde passam. Não combina com o homem livre.

  33. Maravilhoso texto de economia, administração, direito... além e especialmente de política! Aula magna em qualquer das áreas citadas. E nas mais inesperadas também... Parabéns, Mário Sabino!

  34. Kkkkkkk. Impagável. A aura esquerdista de empresas de cosméticos e bancos.......Até sabemos quais são. O esquerdismo como forma de expiar a "culpa burguesa" seria trágico, se não fosse cômico.

  35. Show ! Que texto . Não assinei a Crusoe , fiz um investimento ...e com um belo retorno . Parabéns Time ...para frente .

    1. Idem, e em mais de um país. A esquerda caviar é surpreendentemente "méchante" e pouco generosa com seus subalternos, classista e preconceituosa.

    1. hahahahhaha. Quem com lacre lacra, com lacre será lacrado.

  36. Lendo seu texto, lembrei de quando Olívio Dutra e Paulo Paí, do pt/RS, eram deputados federais. Tinham uma empregada doméstica, que fazia de tudo no apê funcional: lavava, passava, f\IA cozinhava. Os caras-de-pau pagavam um SM para a moça e, ainda por cima, não assinavam a carteira profissional dela. Só assinarm depois que o assunto foi exposto na imprensa.

    1. Escrotos. Hara bi chueba. Não sei escrever direito, mas em árabe é um.xingamento: Bosta no bigode. sempre que via esse Olivia Dutra lembrava dessa expressão

    2. conheço vários ditos socialistas que não pagam e ainda exploram seus empregados. Até o horário a ser cumprido e MAIOR. viva o socialismo podre.

  37. Os esquerdistas no poder são opressores e falsos, só considera os seus iguais e não respeitam a capacidade profissional dos demais.

  38. Perfeito. Nunca li nada mais claro . A esquerda é hipócrita. A esquerda é dissimulada. A esquerda é arrogante. A esquerda é preguiçosa. Querem alguém que faça o trabalho para eles e normalmente se apossam do feito do outro como se deles fosse.

    1. Joshua e jose se enquadram perfeitamente neste texto. A esquerda é incompreensível e repugnante. Tendo de conviver com essa espécime em casa tenho q corroborar com o Sabino. Excelente texto

    2. a hipocrisia e a marca desses esquerdopatas socialistas de araque.

    3. Sabino, existe uma alma gêmea para a esquerda: a extrema direita.

  39. De todos os seus textos é o que considero o melhor! Você esclarece com leveza uma verdade que sabemos,,nos enoja,mas nunca sabemos verbalizar! Amei!! maria elisa alves de Lima

  40. Lembrei do Nelson Rodrigues. Quando trabalhava para o Roberto Marinho, ficou doente. entrou de licença e nunca deixou de receber o salário integralmente. Quando o patrão era o Samuel Wagner, de esquerda, não recebeu um tostão enquanto esteve doente e teve crônicas antigas reimpressão, sem receber por isso.

  41. Boa, Mário! Trabalhei no setor privado e capitalista . E mais tarde fui ser professor em U Federal. No 1o, aprendi.muito e fui bem.remunerada apesar da pressão produtiva. No 2o, aprendi q a pressão ideológica destrói qualquer possibilidade de avanço, em qualquer setor. E remunera mal quem realmente produz...a verdadeira produção( formação profissional digna e com referencias para ampliar horizontes) não conta" nas promoções"!!! Só contam as " pesquisas de alto custo e péssima qualidade"!É um abs

    1. Mario Sabino, e você perdendo seu tempo precioso indo a PF, dar depoimento sobre coisa nenhuma!

    2. De fato, este texto nos trás grande aprendizado. São fatos que deparamos no dia a dia, mas não damos atenção !

  42. Os companheiros empresários pregam a igualdade entre os obreiros militantes da base da pirâmide enquanto se distanciam cada vez mais dela. Para convencê-los usam o surrado argumento de Nicolau Maquiavel.

  43. Perfeito!!! Como conheço gente assim!! Hipócritas, mil xs hipócritas! "Túmulos caiados! Brancos por fora e podres por dentro!"

  44. Excelente materia , diz muito do livro Revoluçao dos Bichos que o MEC devia recomendar para todos , pois foi o inspirador do Luladrao e a quadrilha da esquerda no Brasil

  45. Boa análise. Mas é a simples constatação do que ocorre no campo empresarial, em paralelo com o que sempre ocorreu no plano político e doutrinário: políticos e ideólogos de esquerda sempre pregaram a remissão do ser humano, enquanto preparavam a exploração dos "ditos" libertados. E os (não tanto) inocentes, mas muito úteis esquerdista da base sempre acreditando na cantilena. Mas é porque esperam chegar ao topo da "cadeia alimentar",e serem tb eles dos que bebem o sangue dos seus "menos iguais"...

  46. Análise perfeita acerca dos sistemas e suas peculiaridades. Ora, passar ao papel branco, ansioso pela criatividade do autor, as idéias mais diversas sobre os mais variados temas, erige-se obstáculo intransponível para muitos; não para Mario Sabino, como visto.

  47. Melhor texto. O domínio é tao sutil sobre sua alma, que eles ainda fazem você se sentir culpado por não ter dado mais de si, você sente que está sempre devendo, mesmo sendo explorado.

  48. Esquerdismo é doença mental que, uma vez adquirida, dificilmente se cura. Infelizmente. Tenho amigos que, encontro vez por outra, me dão pena de vê-los defendendo essas ideias malucas. Fazer o quê.....Não tem cura mesmo!!

  49. Enquanto isso o presidente da República perde tempo censurando propaganda do Banco do Brasil. Deixe o marketing para os marketeiros.

  50. O problema da esquerda é que ela até tem méritos em um ambiente restrito e particular, mas nunca funciona como movimento de massa. É possível que um pequeno grupo se junte e voluntariamente trabalhe por um ideal, mas quando se criam estruturas pra isso, os líderes se tornam parasitas e relegam o esforço aos subordinados. Como movimento de massa, a esquerda baseada em luta de classes e categorização desumaniza as pessoas, elas viram números, e por isso que os patrões de esquerda são piores.

    1. Depois que você falou "Onde quem tem sucesso é alvo de ódio", não dá pra acreditar que você saiba o que é esquerda, o que é socialismo, o que é comunismo. Você é um daqueles que entrou no mundo da política pós PT e comprou a bobagem que tudo que é bom é de direita e tudo que é ruim é de esquerda. Existem países inteiros na Europa alinhados à esquerda moderada e bem melhores que "os paraísos da direita". Mas eles só funcionam porque surgiu do ambiente restrito das pessoas, não como massa.

    2. Vc diz, "O problema da esq é q até tem méritos em um ambiente restrito". Depois do artigo do Mário, vc quer dizer então um ambiente menor do que uma empresa privada? Comunismo e socialismo sempre funcionam em um ambiente imaginário. Sempre são perfeitos e o mundo atrapalha. Pessoas são diferentes. Mais ou menos fortes, alguns são gênios, outros de nós são estúpidos. É assim. Ou convivemos com isso, ou entramos no imaginário socialista de todos iguais e onde quem tem sucesso é alvo de ódio.

  51. Excelente. Tive essa experiência trabalhando numa unidade de saúde.Risível era o esforço dos companheiros secretários e aspones ,ao visitar a unidade, em ignorar todos os funcionários e programas em andamento . Arrogância que durou pouco.

  52. O que vou comentar é ridículo diante da lucidez e da força de tuas palavras Mario. Mas eu gostaria de acrescentar como mais um argumento contra o cinismo da exploração do homem pelo homem pela esquerda a sádica manipulação do horário de verão como o preferido pela maioria dos brasileiros e imposto para o bem geral de todos e da Nação. Pelas últimas pesquisas não era bem assim. Parabéns mais uma vez Mario.

  53. Assino embaixo, por experiência própria com patrão de esquerda, com o adendo de que as frustrações pelas enormes contradições de seu próprio ideário, entre o agir e o pensar etc. acabam gerando as decisões mais injustas e, nos exíguos casos em que são justas, fazem-nas sob o manto da camaradagem, como se fosse uma concessão e não uma consequência natural e fluida da liberdade das coisas. A possessividade é muito mais uma marca desses, do que do célebre e abstrato ‘egoísmo capitalista’.

  54. Você trouxe à reflexão um tema interessantíssimo, Mário: patrão de esquerda! Ocorre, inclusive, nas relações com empregados domésticos. Outra coisa: quando o bolso do patrão aperta nesse caso, qual é o primeiro gasto a cortar, sem remorso nem dó, nem piedade? Pergunte a Pondé: o explorado empregado doméstico! Você Tocou fundo na ferida, Mário. Abração.

    1. Um pouco simplório classificar bons ou maus patrões pela cor ideológica. O grande problema do mau patrão esquerdista é a contradição do discurso e prática. De resto, ambas as asas tem bons e maus

Mais notícias
Assine agora
TOPO